FOTOS: Militantes e até membros do MST impedem a entrada de servidores na AL; pneus queimados no entorno

Desde o início da manhã que militantes políticos e até membros do MST estão impedindo a entrada até dos servidores do Poder Legislativo como forma de protesto. Representantes do movimento LGBT também se encontram presente. O clima não é nada pacífico como de outras vezes.

Hoje a Assembleia Legislativa vota vários projetos do ajuste fiscal enviado pelo governador Robinson Faria para apreciação dos parlamentares. Pela manhã, também sindicalistas queimaram pneus na Praça 7 de Setembro, como forma de impedir circulação nas ruas próximas. Fotos abaixo cedidas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Waldemir disse:

    Só uma pergunta o que o MST esta fazendo aí???
    E para a polícia descer a borracha neles onde tem baderna eles estão no meio
    PLANTAR QUE É BOM NADA
    Pai neles policia

  2. Preguim disse:

    Fora Robinson, e esses Secretários, Administração, Segurança, Finanças e outros….

  3. Lorena Galvão disse:

    Sou servidora publica a 34 anos, sou contra algumas medidas do Governo, mais acho um absurdo e vergonha esta mistura de sem terra, assim não vamos conseguir nada com estes desocupados fazendo baderna, tenho repudio a estes movimentos, por isto não vou a nenhum.

  4. bolsonaro disse:

    esse povo vermelho, bota o governo depois quer tirar, ano que vem, acreditem nos vermelhor de novo!

  5. A real disse:

    Atos extremos pedem medidas extremas!!! Absurdo o que Robinson e o temer querem fazer. Punir quem recebe 4.000,00 reais abaixo e perpetuar os privilégios de quem recebe acima dos 20.000,00!!!! A primeira medida a ser votada seria o enquadramento desses marajás a um teto, depois corte de auxílio moradia, vale refeição,carro oficiais, etc…, Quem ganha 20.000 não precisa de penduricalhos, isso é imoral….

  6. Almir Dionisio disse:

    Acho que os servidores precisam sim lutar, esse Desgoverno tem sido cruel com os servidores, principalmente os do executivo e os inativos e pensionistas.
    Agora envolver o MST e queimar pneus não é uma atitude correta.
    Existem meios legais de dialogo, de lutar pelos direitos, a hora que partidos políticos entram no movimento deixa a desejar.

  7. Machado disse:

    Fora Robinson

COMENTE AQUI