Gilmar Mendes diz que PGR ir ao STF pedir acesso aos dados da Lava Jato “é caricatural, é o rabo abanando o cachorro”

Foto: reprodução

Gilmar Mendes disse neste sábado que o fato de Augusto Aras ter de ir ao STF para pedir acesso aos documentos das forças-tarefas da Lava Jato “é caricatural, é o rabo abanando o cachorro”.

Para o ministro do STF, o PGR poderia ter acessado os dados por despacho.

“[Os membros Lava Jato] confundem a autonomia do cargo com o conceito que beira à soberania. Veja, o procurador-geral precisou de uma ação no STF para ter acesso às informações que esses garotos dourados acumularam em Curitiba. É um caso de estudo. A instituição obviamente ficou doente e precisa de remédio. Estamos vendo só o que a vista alcança. Isso deve acontecer no interior. Houve um lavajatismo desnudado”, afirmou em videoconferência.

“Essas pessoas, que se revelaram vazadores eméritos de sigilos, agora estão zelando pelo sigilo, preocupadas que o procurador-geral venha a vazar e pode chantagear políticos. Elas que vêm fazendo isso! Chantagistas eméritos usando agora o argumento naquela linha do ‘vou gritar pega ladrão’. Essa gente está temendo qualquer correição porque ela sabe o que fez no sábado à noite.”

Gilmar está como pinto no lixo. Mais cedo, o ministro do STF havia saído em defesa da decisão de Dias Toffoli que determinou o compartilhamento de todos os dados da Lava Jato, incluindo informações sigilosas, com a Procuradoria-Geral da República.

Toffoli atendeu a pedido da PGR, assinado pelo vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, com base na suspeita de que a força-tarefa de Curitiba teria feito uma investigação “camuflada” sobre os presidentes da Câmara e do Senado — o que foi negado pelos procuradores.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sousa disse:

    O Ministério Público Federal é o Órgão que tem no seu Chefe, o Procurador Geral da República, no caso o Dr Aras,
    Por ser chefe do Ministério Público, tem competência e autoridade de pedir essas informações administrativamente por meio de memorando, pois é o Superior hierarquico com poder dado pela Constituição Federal para isso.
    Não precisa implorar ou mesmo pedir na justiça, para ter essas informações.
    Isso é simplesmente imoral e inaceitável.
    É isso que Gilmar Mendes está dizendo simplesmente, e tem toda a razão, independente de gostarmos dele ou não.
    Pois, um chefe que para um subordinado dar uma informação, precisa ir a justiça, deve ter algum problema aí.
    No mínimo há uma desobediência do subalterno.
    O que será que a turma da Lavajato quer esconder?

  2. Raimundo disse:

    O que Moro tem a dizer sobre isso?
    Está sempre criticando, mas nunca critica os ministros do STF..
    Que não tem respeito algum com a lavajato…

  3. Wilson disse:

    Ficou com raivinha da Lava Jato depois que as operações de Aécio Neves vieram à tona.

  4. Braulio Pinto disse:

    Rabo abanando o cachorro é esse bandido,imoral,decrépito idiota vir falar abobrinha enquanto bombardeia o combate sério à corrupção nesse país. Cadê o Barata?

  5. Lourdes Siqueira disse:

    Do que será que esses deuses do STF têm medo na Lava-jato?????
    Medo dos chefes das facções políticas entregarem o segredo deles, só pode.

  6. QUEIROZ É O CARA disse:

    Áras é de confiança. Não vai partilhar dados de investigações sigilosas com o presidente, nem com a família do presidente. Claro que não vai.

  7. Pedro disse:

    Deus que me perdoe, essa figura do STF é pedante, asqueroso e repugnante.

COMENTE AQUI