Golpistas usam nome da Fecomércio-RN e do seu presidente em falsa campanha solidária