Governo Bolsonaro suspende compra e aluguel de imóveis e veículos

Foto: José Cruz

O governo suspendeu, a partir desta terça-feira(23), a compra e aluguel de imóveis, veículos, a contratação de fornecimento de jornais e revistas em meio impresso e de serviço de ascensorista. A decisão foi publicada por meio de portaria no Diário Oficial da União.

A exceção é para imóveis destinados à reforma agrária e aqueles administrados pelo Ministério da Defesa ou pelos comandos da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica; a compra de carros de representação para uso exclusivo do presidente e do vice-presidente da República; a prorrogação contratual e as despesas relacionadas a censo demográfico ou agropecuário e a ações de defesa civil.

Em caso de “relevância e urgência, excepcionalidades pontuais” poderão ser autorizadas por ato fundamentado da autoridade máxima do órgão.

“As solicitações deverão ser encaminhadas pela Secretaria Executiva do respectivo ministério interessado à Secretaria Executiva do Ministério da Economia para análise, acompanhadas de justificativas fundamentadas quanto à projeção de gasto até o término do exercício e dos aspectos de economicidade, relevância e urgência, até o dia 30 de novembro de cada ano”, diz a portaria.

Caberá ao ministro da Economia, Paulo Guedes, autorizar as contratações.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Chupem essa manga petistas!!!!!

  2. David disse:

    Acertadamente, tem q acabar totalmente com mordomias e ostentação dos serviços públicos. Impossível tolerar pessoa em imóveis precários, mal alimentados e privado de água de qualidade, enquanto os servidores públicos com ar condicionado até no WC, água mineral gelada, cafezinho, coffe break, almoço em restaurante finos, carros de luxo para transporte, auxilio moradia, saúde, paletó, reforma e compra de móveis ilimitados…um escárnio diante do que a grande maioria da população passa. Isso tem que acabar sob pena de virarmos uma sub-raça.

COMENTE AQUI