Governo Federal assina acordo para produzir vacina de Oxford contra coronavírus

Imagem: reprodução

O governo brasileiro anunciou neste sábado (27) uma parceria com o Reino Unido para a produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca no combate ao coronavírus. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) receberá a tecnologia e insumos.

Na primeira fase do acordo, o Brasil contará com 30,4 milhões de doses. O valor da parceria é de US$ 127 milhões, sendo os custos de processo de transferência de tecnologia estimados em US$ 30 milhões.

Serão dois lotes de 15,2 milhões de doses cada, sendo o primeiro previsto para ser concluído em dezembro de 2020, e o segundo em janeiro de 2021.

No acordo com Oxford, o Brasil assumirá os riscos da pesquisa, uma vez que a eficácia da vacina ainda está sendo comprovada. Caso a vacine comprove sua eficiência no combate ao coronavírus, o Brasil aumentará a compra numa segunda fase para produzir mais 70 milhões de doses.

Segundo informações do governo, o valor estimado por dose da vacina será de US$ 2,30.

O Ministério da Saúde considera os riscos de pesquisa e produção “necessários” devido à urgência na busca por uma “solução efetiva para a manutenção da saúde pública”. O governo celebrou o acordo amparado pela previsão legal de encomenda tecnológica prevista na lei nº 10.973, de 2004, e amparada na lei de licitações, a 8.666, de 1.993.

Encomenda tecnológica

O acordo prevê a absorção da tecnologia da pesquisa, inclusive para a produção do ingrediente farmacêutico ativo, segundo informou o governo. Com a comprovação da eficiência da vacina, o Brasil irá adquirir mais insumos para que a produção ocorra na unidade de Bio-Manguinhos da Fiocruz.

Segundo o governo, mesmo se a vacina se mostrar ineficaz, os insumos adquiridos poderão ser utilizados na produção de outros tipos de vacina.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] governo brasileiro anunciou, neste sábado (27), uma parceria com o Reino Unido para a testagem e produção de uma vacina contra a Covid-19, que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca. O […]

  2. […] governo brasileiro anunciou, neste sábado (27), uma parceria com o Reino Unido para a testagem e produção de uma vacina contra a Covid-19, que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca. O […]

  3. […] Arnaldo Correia de Medeiros, disse neste sábado que, se ficar demonstrada a eficácia da vacina de covid-19 do acordo anunciado hoje, grupos de pessoas vulneráveis e profissionais de saúde e segurança serão priorizados no acesso […]

  4. Tobias disse:

    Da lhe MITO!!
    Isso é que é notícia boa!!!
    Amém!!
    Amém!!
    Presidente arrochado e duro.
    O véi é duro!!

  5. Santos disse:

    E a Cloroquina que o Exército produziu?

  6. Santos disse:

    Amanhã a OMS e impresa vão dizer quer essa vacina n tem seguranca só pq o governo federal ta defendendo .

  7. Minion?! disse:

    Vi pessoas dizendo: “se é contra o isolamento, apoiando o Bozo, então abra mão dos respiradores”. Usando o esse mesmo princípio, quem é contra o “Bozo”, vai abrir mão da vacina?! Temos que parar de politizar tudo. As pessoa estão se idiotizando

    • Manoel disse:

      Conversa besteira palhaço a sorte nossa e esse cara que vocês chamam de bozó que se não fosse ele tava pior pergunta a tua governadora cede o dinheiro dos respiradores fico doente com esse povo burro que defende esses lixos ainda quer que dê tudo errado para comentários burros .

  8. Fora pt disse:

    Petista toma vacina da china

COMENTE AQUI