Governo Federal zera impostos de 34 medicamentos usados no combate à Covid-19

Foto: Agência Brasil

O Ministro das Comunicações Fábio Faria informou que o Governo Federal, através da Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerou o Imposto de Importação de 34 medicamentos usados no combate à Covid-19. A resolução foi publicada nesta segunda-feira (13) no Diário Oficial da União.

Entre os medicamentos beneficiados pela medida estão Ivermectina, Fondaparinux, Varfarina, Nitazoxanida, Edoxabana e Rivaroxabana.

O órgão também zerou a tarifa de máquinas para produção e embalagem de máscaras descartáveis de proteção respiratória. As máquinas deverão fabricar pelo menos 400 máscaras triplas com orelhas elásticas de estrutura compacta por minuto. A resolução zerou o Imposto de Importação de bolsas para coleta de sangue com solução anticoagulante.

De acordo com o ministro, desde o início da pandemia do novo coronavírus, o governo já reduziu a zero a tarifa de 549 produtos relacionados ao enfrentamento da doença.

Atrofia muscular

Em outra resolução publicada hoje, a Camex zerou a tarifa de importação do medicamento Zolgensma, usada no combate à atrofia muscular espinhal (AME) em crianças de até dois anos. Cotada a R$ 12 milhões e sem fabricação no Brasil, a droga é considerada o medicamento mais caro do mundo, de acordo com o Ministério da Economia.

A desoneração do medicamento havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na noite de sexta-feira (10), mas a decisão só foi oficializada hoje.

Segundo o Ministério da Saúde, a AME é uma doença rara, degenerativa, passada de pais para filhos e que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores, responsáveis pelos gestos voluntários vitais simples do corpo, como respirar, engolir e se mover.

Varia do tipo 0 (antes do nascimento) ao 4 (segunda ou terceira década de vida), dependendo do grau de comprometimento dos músculos e da idade em que surgem os primeiros sintomas. Até o momento, não há cura para a doença.

Com informações do Diário do Nordeste

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. eduardo disse:

    tem mais gente pra criticar do que elogiar o presidente!! parece que voces viveram com os Deuses do Olimpo, lula e Dilma na terra !! da um tempo !! o brasil ja vem desgracado desde quando passamos o poder para os civis em 1985 , evoces querem que um PRRESIDENTE em um ano solucione todos os problemas daqui?? facam um favor para o pais..
    Se nao estao satisfeitos, vao pedir exílio em outra nação e saiam do meu !! bando de mau agradecidos !!

  2. Tulii disse:

    Esse desgraçado porque não entrega kits as familias brasileiras ..de prevenção ao COVID.. porque burro é assim mesmo..ainda tem os burroaldos que acham lindo essa babaquice….sabe o que fez a senhora presidenta Dilma Rousseff…liberou os remédios de pressão, diabetes , fraldas descartável para a população pobre e daí? Enquanto a besta fera do BOLSOTRALHA …É SÓ NA RÉ..NAHHHH

  3. Silva disse:

    Bozo de novo em 2022.
    Esse é o cara.
    Não tem quem tome, Andrade vai pra pêa de novo.
    A petezada pira.
    Kkkkkkk

  4. Muda Brasil disse:

    O presidente continua matando o povo………..de raiva KKKKK

  5. wendell disse:

    o governo zera o imposto e os empresarios triplicam os preços. Quem se lasca é a população como sempre.

  6. Santos disse:

    Parabéns, excelente iniciativa.
    E a Cloroquina, kd que não etá nesse bolo? Estranho, mas tá vldo.

COMENTE AQUI