Grupo Pinheiro Borges esclarece abastecimento questionado por cliente em posto

Reprodução

O Grupo Pinheiro Borges enviou nota de esclarecimento sobre episódio de cliente na tarde desta segunda-feira, 3, em um post do grupo na BR-101. Confira nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nós que fazemos a rede de postos de combustíveis Pinheiro Borges, no mercado há 44 anos e com atuação sempre com respeito a clientes, colaboradores e fornecedores, viemos a púbico esclarecer que:

1) No início da tarde de segunda-feira, 03 de agosto, no posto Bonzão, localizado da avenida Dão Silveira, uma cliente solicitou o abastecimento no valor de cinquenta reais em seu veículo. Após o fornecimento do combustível, a cliente questionou que o ponteiro indicador do tanque não subiu e exigiu que o gerente a atendesse. A cliente foi orientada a dar uma volta no carro no quarteirão para atualizar o ponteiro, mas preferiu trafegar na própria área do posto.

2) Por ter o COMPROMISSO de sempre atender bem nossos clientes, o gerente, que estava em horário de almoço, retornou imediatamente e encontrou a cliente e familiares, que chegaram após o ocorrido, exaltados. Nosso colaborador sugeriu, conforme orientação da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que fosse feita a aferição da bomba com testemunhas, procedimento que foi realizado conforme a legislação.

3) A aferição COMPROVOU que a quantidade de litros solicitada pela cliente saiu da bomba para o tanque de combustível do carro dela. Mesmo assim, a cliente e seus familiares, ainda não satisfeitos, exigiram a retirada do combustível do tanque, o que foi feito.

4) Remover o combustível do tanque não é igual a colocá-lo. Retirar pela mangueira, como foi feito, não tem mesma precisão para averiguar a quantidade de combustível colocada. Para isso, seria necessário remover o próprio tanque do veículo, para aí sim fazer a conferência exata do conteúdo.

5) Mesmo consciente da LISURA com que nosso estabelecimento atua no mercado há mais de quatro décadas, nosso gerente autorizou que fosse abastecido mais cinquenta reais para tranquilizar os clientes.

6) Infelizmente, fomos surpreendidos nesta terça-feira (4) com uma mensagem que circula nas redes sociais que acusa a Rede Pinheiro Borges de não atuar com TRANSPARÊNCIA e cordialidade, que são marcas da nossa empresa.

7) Lamentamos o episódio, que nunca ocorreu antes em nossos estabelecimentos, reiteramos a lisura e CORREÇÃO do nosso trabalho aos clientes para os quais a Rede Pinheiro Borges é REFERÊNCIA no setor desde 1976, sempre com transparência, respeito ao consumidor, à legislação vigente e fornecimento dos melhores produtos.

Grupo Pinheiro Borges.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Abasteço com certa frequência e também as vezes utilizo outros produtos nesse posto . Nunca houve qualquer problema com relação a qualidade e/ou quantidade adquirida. recomendo!

  2. Silvana disse:

    Abasteço com frequência nesse posto e nos demais da rede, nunca tive problemas, quanto a qualidade e quantidade do combustível.

  3. Barba disse:

    Acho que o cartel tá pagando p ser bem falado!

  4. Jk disse:

    Sempre Abasteço o nesse posto, nunca tive problemas, talvez a senhora dona do carro, estivesse com o veículo já no fim da reserva, e dependendo do do modelo, 50 reais não enxe nem o reservatório da reserva. Aí claro que o ponteiro nem se mexe.

  5. Eduardo Patricio disse:

    Absurda acusação, empresários sérios e que jamais se utilizaram de atos errados para com seus clientes. Abasteco meu carro lá e vou continuar abastecendo, sei que estarei comprando produtos de qualidade.

  6. Marciano disse:

    Abasteço com frequência nesta rede de postos em Parnamirim e nunca tive qualquer problema.

  7. Gustavo disse:

    Cinquenta reais não dá mais nada de combustível. Daí o ponteiro não se mexe.

  8. Danilo disse:

    Já aconteceu com o meu carro. Pensei que tinha sido lesado. Depois o ponteiro marcou correto.

  9. Domitilla disse:

    Meu carro as vezes nao atualiza a gasolina, sei que é defeito do carro, por isso nçao vou atras de posto para reclamar disso ….. o que "talvez" tenha acontecido com a pessoa da historia acima

  10. Cidadã disse:

    Esse posto já é conhecido, pq não menciona que enquanto a cliente estava lá , apareceu um senhor que abasteceu pela manhã , e reclamava da mesma coisa!

  11. Barba disse:

    Viva o grande cartel de combustíveis do RN.

  12. Luciano Brito disse:

    E porque o gerente não retirou o tanque de combustível para verificar a quantidade do conteúdo?

  13. H4CK3R disse:

    E nota fiscal??? foi expedida??

  14. Gilvan Duarte disse:

    Infelizmente sempre quem paga a conta é o cidadão de bem, pagador de imposto…
    Mais uma para a conta….

  15. thiago barbosa disse:

    somos roubados todos os dias na quantidade e na qualidade, quero saber se o posto vai continuar aberto?

  16. Paulo Eduardo disse:

    Faz meses que não abasteço nesse posto e agora nunca mais. Parei exatamente por isso, após ter abastecido duas vezes seguidas, desconfiei da quantidade de gasolina que era abastecida, pois pelo mesmo valor, em outros postos, subia mais um traço no marcador.
    Como apenas desconfiei, parei de abastecer, mas agora as coisas estão mais claras.

  17. Márcio Macêdo disse:

    Tá certo , eu acredito em mula sem cabeça, papai noel , saci Pererê ……

  18. Acorda Brasil disse:

    Aconteceu comigo. No dia seguinte fui fazer a aferição no posto desse mesmo grupo em Parnamirim, e ficou comprovada que a bomba estava "desregulada", segundo o gerente ela seria interditada e eu recebi um valor como compensação. Eu ia fazer a mesma denúncia, mas dei o benefício da dúvida. Agora começa a ficar suspeito e muito estranho.

COMENTE AQUI