Juiz cita “bares lotados” ao liberar abertura de escolas e berçários em Goiânia

Foto: Reprodução/CEAC

Em decisão publicada no dia 18 de setembro, sexta-feira, o juiz José Proto de Oliveira, da 4ª Vara da Fazenda Pública Municipal, acatou o pedido de oito berçários e escolas infantis de Goiânia e autorizou a retomada das atividades desses estabelecimentos.

Na decisão, de caráter liminar, o magistrado argumenta que não há sentido em manter fechados berçários e estabelecimentos educacionais enquanto bares, restaurantes e shoppings da capital estão “superlotados”.

Leia a matéria completa no site Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes Siqueira disse:

    As Escolas não controlam nem a infestação de piolhos, imagine o Covid. Nunca ouvi falar que alguém pegasse piolho em bar. A não ser o tal de chato. Kkkkkkkkkk

  2. Matheus disse:

    Concordo planamente! Deem uma olhada em como estão os bares ali em Candelária nos fins de semana e vocês verão como não faz sentido manter as escolas fechadas.

    • Cidadão disse:

      Não vou a bar. Só saio para trabalhar e tomo os devidos cuidados. As crianças não tem disciplina para se prevenir.

COMENTE AQUI