Justiça decreta prisão de jipeiro que matou colega e pede ajuda à população para localizá-lo

Foto: Divulgação/Redes sociais

A Justiça de Extremoz decretou a prisão temporária do jipeiro Ailton Berto da Silva, assassino do colega e membro do Litoral Jeep Clube, Fantone Maia, de 41 anos. Além disso, o acusado também feriu mais dois integrantes do grupo, que permanecem em estado grave, na UTI dos hospitais Walfredo Gurgel e Santa Catarina.

O homicídio ocorreu nesse sábado, durante uma confraternização entre membros da entidade Off Road, no litoral Norte.

À reportagem do BLOG do BG, o diretor geral da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Júlio Costa, disse que o acusado utilizou uma pistola calibre 380 para praticar os crimes.

Segundo Júlio, a tipificação criminal ficará a cargo do delegado que preside a investigação. “Contudo, existem qualificadoras, onde uma delas foi o motivo fútil, e concurso de crimes pela existência de dois homicídios, na forma tentada, e um homicídio, na forma consumada”, explicou.

Ailton Berto da Silva está, portanto, foragido. Qualquer informação que possa levar à polícia até ele pode ser feita através do 190 ou 181. Sigilo absoluto.