Marista proíbe troca de figurinhas por barraco de mães de alunos

Um incidente envolvendo duas mães de alunos do colégio Marista em Natal, que tomaram satisfações de seus filhos por um desentendimento entre alunos numa troca de figurinhas da Copa do Mundo, obrigou a instituição educacional a proibir tal hobby no local.

O comunicado foi emitido na manhã desta segunda-feira(16). Segundo testemunhas, a medida extrema do colégio se deu após as mães entrarem em conflito com agressões verbais e até físicas, obrigando a intervenção de funcionários da instituição. O episódio infeliz ocorreu na sexta-feira(13). O caso foi parar na delegacia.

Comentários:

  1. JCabral disse:

    Sem comentários…

  2. Anderson disse:

    Fato lamentável e triste, que exemplo essas Mães estão dando a seus filhos.
    Este colégio vem se tornando um poço de vaidades de "novos ricos" pelo menos que se acham.
    Que educação é essa, que cidadãos serão estas crianças que veem suas mães fazendo isso.
    Belo exemplo, digno das mais baixas comadres lavadeiras (sem querer ofender esta digna profissão).

  3. Rodrigo disse:

    o problema é a mae que pensa que seu filho é o tampa, o rei dos reis. Devia baixar a bola. É tudo boyzinho do mesmo jeito. E não são eles que vao elevar a alta estima de nenhuma mae frustrada que ainda não chegou aonde gostaria de chegar. Elas deviam botar isso na cabeça. E nao transferir a pressao aos filhos de que eles tem que ser o super-heroi p/ substituir a super-heroina que suas maes nunca foram e querem transferir essa responsa aos proprios filhos. Tem limite p/ essa competição besta que nao leva a nada. Cada qual no seu quadrado e na sua humildade e assim teremos um mundo melhor. Eu tinha boas referencias do Marista com relação aos professores e aos estudos, mas depois dessas e outras, p/ mim está sendo um dos piores colegios da cidade. Desse jeito vale a pena nao. Um colegio que topa dar aulas p/ esse tipo de gente nunca será um colegio de verdade como o que se espera, com valores nobres de comunhao.

  4. Jarbas disse:

    exemplo a não ser seguido!

  5. Costinha disse:

    E pensar que este colégio já foi frequentado pela elite da sociedade potiguar, quem te viu quem te ver.
    Graças a Deus tirei meus filhos de lá, antes que a coisa degringolasse.

    Povo metido a besta, sem educação, acha que R$ resolve tudo, valores morais e princípios que é bom nada!!!

    • Lucy disse:

      Concordo com o colega Costinha, a não ser pelo fato que a sociedade potiguar ainda tem os filhos lá e são possivelmente eles que promovem este barraco. Também tirei meus filhos de lá e foi a melhor coisa que fiz por eles, bullyng, valores 0, incompetencia da cordenação, professores despreparados, uma lastima.

  6. FRASQUEIRINO disse:

    Alguém já foi a uma reunião preparatória de festas de concluintes do MARISTA? o EGO das vaidades prolifera. Discutir qualidade na educação dos filhos, nem pensar.

  7. Ricardo disse:

    Nossa sociedade está doente…..uma vergonha!!!!!! Que filhos teremos no futuro com intolerância de seus pais???????? Minha filha estuda neste colégio e todos os dias tenho ficado chocado com atitudes simplesmente abominável como briga por causa de estacionamento, briga com filho porque esqueceu o cartão de acesso, briga na fila de lanche ….enfim que isso servi de lição para os pais…..parem para pensar no futuro dos seus filhos com educação, gentileza, amor ao próximo e etc.

  8. Jonh disse:

    Vixi, e isso é nada, vão assistir aos jogos escolares que esses colégios participam que se vê o nível de educação, respeito e civilidade desse povo que está nos cascos!!!!

  9. greg disse:

    Este tipo de notícia serve pra ver o retrocesso da nossa sociedade.

  10. Juvenal disse:

    Não há nenhuma proibição, o que houve foi um pedido para EVITAR levar álbuns de figurinhas e outros brinquedos para a escola, o que causa, inclusive, distração durante as aulas.

  11. Rômulo disse:

    Mães brigando por causa de figurinhas!! Que tipo de educação essas criaturas estão passando para os filhos? O que será dessa nova geração que cresce vendo exemplos dessa natureza?

  12. gust disse:

    Brasileiro é um povo bestializado. Não importa a classe social, são todos bestas feras sem um pingo de civilidade. Olha o exemplo que essas madames dão aos próprios filhos