Ministro da Defesa, sobre general Villas Bôas: “a maior entrega foi o que ele conseguiu evitar”

No discurso em homenagem ao general Eduardo Villas Bôas, que deixou hoje o comando do Exército, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse que sua “maior entrega foi o que ele conseguiu evitar”.

“Seu grande feito não pode ser medido com olhos rasos. A maior entrega desse comandante foi o que ele conseguiu evitar. Foram tempos que colocaram à prova a postura do Exército como organismo de estado, isento da política e obediente ao regramento democrático”.

O ministro não entrou em detalhes, mas nós lembramos: Villas Bôas foi um dos que resistiram à intenção de Dilma Rousseff de decretar estado de emergência para evitar a votação de seu impeachment.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] Ministro da Defesa, sobre general Villas Bôas: “a maior entrega foi o que ele conseguiu evitar” […]

  2. Anderson disse:

    De fato, o que o General Eduardo Villas Bôas deixa ao País, corresponde ao exemplo de patriotismo, de obediência irrestrita à Constituição e as leis brasileiras, e de combate intenso, pelas vias democráticas, da tentação comunista. Não fosse o General, quem sabe não estaríamos vivendo em uma Venezuela tupiniquim, uma ditadura de esquerda bem ao gosto de petistas e seus aliados…

    • Paulo disse:

      BG.
      Só podemos elogiar a conduta firme e forte do General Villas Boas que até no nome o refenda. Cidadão de primeira linha nos tirou da aguçada vontade dos ptRALHAS de transformar nosso País numa Venezuela.

    • Manoel disse:

      Passamos 12 anos sob o domínio dos "comunistas" e nao nos transformamos em uma Venezuela nem na capitalista Haiti, muito pelo contrário. Éramos felizes ….Mas tem idiotas q adoram replicar clichês vagabundos como esse.

  3. Giovanni disse:

    Hahaha ainda tá vivo?

COMENTE AQUI