Missa dos Santos Óleos acontece na manhã de quinta-feira, na Catedral Metropolitana de Natal

(Foto: Cacilda Medeiros)

O arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, vai presidir a Missa do Crisma, também conhecida como ‘Missa dos Santos Óleos’, na próxima quinta-feira, 18, às 8 horas, na Catedral Metropolitana de Natal. A celebração, que é a última antes do Tríduo Pascal, deve contar com a participação de todos os padres da Arquidiocese, além dos diáconos, religiosos e de fiéis leigos.

Durante o ritual, serão abençoados os óleos dos catecúmenos e dos enfermos e será consagrado o óleo do Crisma, que serão utilizados nos Sacramentos do Batismo, Unção dos Enfermos e Crisma, no decorrer do ano, nas paróquias.

Nessa missa, também é celebrada a Unidade da Igreja, na qual o bispo reúne o clero, religiosos e leigos, em torno do altar. Nela, os padres renovam suas promessas sacerdotais e os fiéis leigos se compromete a rezar pelo bispo.

Significado dos Santos Óleos:

Óleo do Crisma –  É uma mistura de óleo de oliveira e bálsamo do Oriente, significando plenitude do Espírito Santo, revelando que o cristão deve irradiar a força e o perfume de Cristo. É usado no sacramento da Confirmação (Crisma), quando o cristão é confirmado na graça e no dom do Espírito Santo, para viver como adulto na fé. Este óleo é usado também no Sacramento da Ordem (diaconato e sacerdócio). A cor que representa esse óleo é o branco. Assim, a ampola que o contém é revestida de um véu branco.

Óleo dos Catecúmenos –  Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo. Este óleo significa a força de Deus que penetra no catecúmeno (como o óleo que penetra em seu coração), o liberta e prepara para o nascimento pela água e pelo Espírito. A cor do véu que reveste a ampola ou o vaso que o contém é vermelha.

Óleo dos Enfermos – É usado no sacramento dos enfermos. Este óleo significa a força do Espírito de Deus para a provação na doença, para o fortalecimento da pessoa a fim de enfrentar a dor e, inclusive a morte, se for vontade de Deus. A cor do véu que cobre a ampola é roxa.

Com informações da Arquidiocese de Natal