MPT acusa Honda de desrespeito às leis trabalhistas e pede multa de R$ 66 milhões

Foto: Reprodução/Youtube

O Ministério Público do Trabalho ajuizou ação civil pública contra a fábrica da Honda em Sumaré (SP),  a 118 km da capital paulista, por negligência à saúde de empregados e assédio organizacional.

Na ação, o MPT-SP pede na condenação da montadora japonesa a aplicação de multa de R$ 66 milhões por danos morais coletivos e desrespeito às leis trabalhistas.

A denúncia é baseada em laudos periciais e relatórios produzidos pelas instituições Fundacentro, Gerência Regional do Trabalho (GRT) de Campinas e de peritos do próprio MPT. Também foram colhidos depoimentos e provas documentais.

LEIA MAIS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JCabral disse:

    Mais uma que vai embora já, já..

  2. Darwin disse:

    Lixo

  3. Emerson disse:

    Ótimo! Peça logo uma multa de 100 milhões, que é um número redondo. Agora quando a matriz da empresa resolver DESATIVAR a planta e botar todos os trabalhadores no OLHO DA RUA (a exemplo da FORD no Abc Paulista), recordem-se dessa contribuição do MPT (com seus salários acima de 30k e com estabilidade)!

  4. Anderson disse:

    Pense numa mazela!

  5. Neco disse:

    O Brasil precisa se livrar desses soviets de altos burocratas.

  6. Lima disse:

    Lindo isso! Fecha Honda quem emprega os trabalhadores?

COMENTE AQUI