NOS EUA: Sergio Moro adia ida à Câmara para falar sobre troca de mensagens

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou hoje (24) que, devido a sua viagem aos Estados Unidos, não comparecerá à audiência pública que as comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realizarão nesta quarta-feira (26), em Brasília. O ministro já se colocou à disposição para participar da audiência em outra data a ser definida.

Moro viajou para os Estados Unidos no último fim de semana e só deve retornar ao Brasil na quarta-feira. Em nota divulgada na sexta-feira (21), a assessoria do ministério explicou que a missão oficial inclui uma série de visitas a órgãos de segurança e inteligência norte-americanos, como a Divisão de Operações Especiais da DEA (Drug Enforcement Administration – Administração de Repressão às Drogas, em tradução livre) e ao Centro de Operações de Narcoterrorismo. Moro ainda conhecerá as instalações da patrulha de fronteira entre EUA e México e o centro de inteligência de El Paso, cidade fronteiriça localizada no estado norte-americano do Texas.

Segundo a assessoria da pasta, o intuito da viagem do ministro é “reunir experiências e boas práticas para fortalecer as operações integradas no Brasil” e combater o crime organizado e os crimes transfronteiriços. Viajaram com Moro o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, o diretor executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Lopes Hott Junior, e o diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF, Igor Romário de Paula.

Proposto pelos deputados Marcio Jerry (PCdoB-MA) e Rogério Correia (PT-MG), vice-líderes dos respectivos partidos de oposição, o convite a Moro tinha o objetivo de obter esclarecimentos sobre as notícias que vêm sendo publicadas pelo sitejornalístico The Intercept Brasil, em parceria com o jornal Folha de S.Paulo e do programa O É Da Coisa, transmitido pela rádio BandNews FM.

Desde o início do mês, o The Intercept vem divulgando trechos de supostas conversas que Moro teria mantido com integrantes da força-tarefa da Lava Jato quando ainda era juiz da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, onde é julgada parte dos processos da Lava Jato.

O ministro tem afirmado, repetidas vezes, que as mensagens veiculadas pela imprensa foram tiradas de contexto e podem ter sido adulteradas. Moro afirma que usava o aplicativo de mensagens Telegram para “agilizar” os contatos com procuradores da força-tarefa da Lava Jato necessários à execução de procedimentos legais e que suas conversas não revelam nenhuma ilegalidade, tendo sido obtidas “criminosamente” por hackers que interceptaram as comunicações de autoridades.

Já o The Intercept afirma ter recebido de uma fonte anônima um imenso arquivo contendo mensagens em texto e áudio. A equipe de jornalistas do site garante ter apurado a veracidade das informações. Para os jornalistas, as conversas indicam que Moro infringiu o código da magistratura ao ajudar os procuradores da República a instruirem o processo penal, sugerindo a ordem de deflagração de operações policiais da Lava Jato e indicando testemunhas a serem ouvidas pela acusação. O site diz que não revelará a origem das mensagens. A Constituição Federal reserva a todo jornalista o direito de não revelar suas fontes de informações.

Na semana passada, Moro passou mais de oito horas falando sobre o assunto aos membros da Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O ministro disse várias vezes que não se recordava das mensagens, colocando em dúvida a autenticidade delas. Ele disse ainda não ter apego ao cargo e que, se que houver qualquer irregularidade comprovada, ele deixará a função.

Agência Brasil
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Ainda querem mais o quê? No Senado, os defensores de bandidos já passaram vexame e o ministro Moro saiu ainda mais fortificado entre aqueles que realmente importa: os brasileiros do bem. Não adianta tentar debater com gente sem caráter, que demonstra total desapego à ética e à moral, que não tem o menor pudor em defender a corrupção e tudo o mais que vem arruinando o nosso Brasil. Essa cambada de anti brasileiros não merece a nossa atenção, são casos perdidos.

  2. Felipe rocco disse:

    Antonio nao discuto politica com idiotas como vc. Lambe botas de militar,que bate continencia pra bandeirA americana. Limitado e analfabeto util a servico de fascistas.. Va procurar sua turma e decorar a cartilha de olavo de carvalho seu guru.. Ou simplesmente arranje uma lavagem de roupa

  3. Antonio Turci disse:

    Como é triste o fanatismo. Afinal, consciência parece que não ficou para todo o mundo……..

    • Ceará-Mundão disse:

      Não espere nada de positivo dessa corja "vermelha". Aprendi isso faz tempo. Essa gente não merece a consideração das pessoas de bem.

  4. ricardo disse:

    Foi pedir a benção do mentor intelectual de todo esse golpe nojento que acabou com o País e está ferindo de morte nossa combalida democracia.

    • VTNC disse:

      Quando bandido condenado por vários crimes ,tem mais fé pública que um MAGISTRADO grampeado pela máfia do condenado, tem algo de muito podre neste país !!! Democracia não é sinônimo de anarquia !!!

  5. Minerva disse:

    Quem deve explicações, é esses corruptos, Moro não é pra dar nem bom dia a esses canalhas.
    Nem produzem nem deixa os outros produzirem.

  6. Dilma disse:

    Escutas autorizadas flagraram negociatas de tofoli, aí censuraram, apreenderam material e proibiram divulgação. já com o moro, hacker criminoso invade, divulga material não periciado, até adulterado, jornalista estrangeiro a serviço de ladrões flagrados divulgando material após seletividade de textos, de frase. Isso sem que a justiça exija apreenda material pra analisar e evitar distorção de interpretação. Tentam impunidade a todo custo. Lastimável!

    • silvio cesar disse:

      Deixe de ser hipócrita.. esse mesmo juiz grampeou uma presidente da republica e soltou em horario nobre em uma rede de TV, sem nenhum pudor, agora ta morrendo de medo de medo pedindo desculpas até o MBL, Gleen autor das denuncias e somente ganhador do premio pulitzer o q equvale ao oscar do jornalismo, guarde sua hipocrisia, cada dia este juizeco fica mais enrolado e ta so começando. inclusive notorios jornalistas de direita como Renaldo Azevedo e Ricardo Noblatcaira na real e sabemq a coisa emuito seria. num pais serio Sergio Moro e Dalangnol ja estariam na cadeia.

    • Antonio Barbosa Santos disse:

      Silvio, procure ajuda de psiquiatra.
      Alguma das falas mostrou alteração das provas contra seu Bandido de Estimação?
      Claro que, como membro da manada, você abre mão da capacidade de raciocinar e repete o que lhe mandaram dizer.
      Mas pare e nos mostre onde as conversas deixam claro que Lula era inocente e eles, de caso pensado, resolveram condenar.
      Aguardo.

    • Vitor Silva disse:

      Antonio Barbosa Santos quem tá tendo bandido de estimação és tu. Num país sério Moro já tinha caído.

    • Ceará-Mundão disse:

      A "presidenta" ensacadora de vento não foi grampeada. O seu assessor foi, o tal "Bessias". E isso revelou um crime, a nomeação fraudulenta do bandido de 9 dedos para tentar blindá-lo. Quanto ao ex juiz Moro, agiu com enorme correçãone competência, como sempre. Suas decisões foram confirmadas pelos tribunais. E, a propósito, o canalha chefe da ORCRIM vermelha já foi condenado uma 2a. vez e responde a uma porção de outros processos do mesmo naipe. Prá não falar do monte de dirigentes do PT e de vários outros corruptos de outros partidos que já foram condenados e estão presos. Cabral livre? Gedel livre? Cunha livre? Quem defende vagabundo não pode ser boa gente. Isso eu aprendi quando ainda criança. Ah! E falta o Renan. Defendem ele também? Quanta nojeira!

COMENTE AQUI