OMS interrompe estudos com hidroxicloroquina e remédios para HIV contra Covid-19


Foto: George Frey/Reuters

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou neste sábado, 4, que irá descontinuar os testes do projeto Solidariedade com a hidroxicloroquina e o lopinavir/ritonavir (utilizado no tratamento de HIV), já que os medicamentos não reduziram a mortalidade de pacientes hospitalizados com a covid-19.

A decisão foi tomada por recomendação do Comitê Diretor Internacional do projeto Solidariedade, formulada a partir de evidências dos estudos e resultados apresentados nos primeiros dias de julho em evento da OMS para a pesquisa e inovação no combate ao coronavírus.

“Resultados provisórios mostram que a hidroxicloroquina e o lopinavir/ritonavir produzem pouca ou nenhuma redução na mortalidade de pacientes com covid-19 hospitalizados, quando comparados ao padrão de atendimento. Os pesquisadores do estudo interromperão os testes com efeito imediato”, afirmou a OMS em um comunicado. Segundo a organização, os resultados também não apresentaram evidências de alta na mortalidade.

A OMS destacou ainda que a decisão se aplica apenas ao testes realizados em casos de hospitalização, e não afeta a possível avaliação de outros estudos do uso da hidroxicloroquina e do lopinavir/ritonavir em pacientes não-hospitalizados e na profilaxia pré ou pós-exposição ao vírus.

Com informações de Estadão e CNN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Neste burlesco episódio de insistir no uso de hidroxicloroquina para combater a Covid-19, sem respaldo do mundo dito civilizado, o Brasil vai terminar vitrine midiática da ignorância científica perante o planeta.

  2. Flávio Martinez disse:

    Ainda e muito cedo pra OMS tomar uma atitude tão drástica. São 4 meses de pandemia. Muito pelo contrário, os estudos deveriam continuar pra se saber, com certeza, em qual fase da doença esses remédios são mais eficazes.

  3. Manoel disse:

    A manchete engana, só em pacientes hospitalizados, o que todo mundo já sabe que não adianta de nada nessa fase a abordagem é com corticóides e anticoagulante, a hidroxicloroquina tem que ser usada precocemente na fase de replicação viral, quando ela impede o vírus de se multiplicar igual a Ivermectina

    • Manoel disse:

      Escreve um artigo para a The Lancet. Estamos precisando de um Nobel de medicina.
      Aliás o que tem de especialistas em covid-19 no Brasil ultimamente….a comunidade científica internacional está admirida.
      Mas na verdade é o q Darwin comentou lá pelos idos de 1875: " A ignorância gera mais frequentemente confiança do que o conhecimento".

  4. Francisco disse:

    A O M S está igual a bosta n'água nem boia e não afunda

COMENTE AQUI