Emprego

Pai deixa o trabalho para acompanhar filho cadeirante no 1º emprego como supervisor no Censo 2022 do IBGE

Foto: Cidade Verde

O agricultor Juvenal Mendes largou o emprego na roça por uma razão muito importante: ele passou a acompanhar filho cadeirante, que conseguiu o primeiro trabalho.

Francisco de Assis Moura tem 28 anos e por conta de uma paralisia cerebral, perdeu parte dos movimentos das pernas e dos braços, além de ter a fala comprometida. A limitação para caminhar não impediu que o jovem buscasse oportunidades e independência. E uma das conquistas dele foi o cargo de supervisor no Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

“Não tenho palavras que consigam representar quem é meu pai. Eu costumo dizer que meu pai é minhas duas pernas”, conta Francisco.

Pai sempre apoiou filho

Seu Juvenal lembra que quando o filho era criança, ele o levava para a escola, mesmo com muitas pessoas duvidando da capacidade dele de aprender.

“Pessoal dizia ‘rapaz, tu é doido, vai trazer uma pessoa dessa pra escola’ e aí eu dizia que meu filho era inteligente, ‘olha, um dia ele vai ser gente.’ Olha aí onde é que ele tá hoje”, disse todo orgulhoso.

O agricultor explicou que pensou em pagar alguém para acompanhar Francisco durante, mas desistiu e resolveu ele mesmo deixar seu trabalho na cidade de Dom Expedito Lopes e acompanhar o filhão.

“Ver meu filho feliz é o que me basta. Todos dias estamos vindo de van às 07h e voltamos às 17h. Aqui compramos nossa alimentação e passamos todo o dia”, relatou muito emocionado.

Juntos já percorreram muitos quilômetros

Seu Juvenal empurra a cadeira de rodas por pelo menos 10 horas. Já na primeira semana de trabalho, pai e filho percorreram mais de 50 quarteirões nos bairros e no centro de Picos, no Piauí,  debaixo de sol forte e ruas sem acessibilidade.

Todos os dias são mais de 30 km, utilizando o transporte alternativo intermunicipal para chegar ao posto de trabalho.

“Meu pai é um exemplo, é um exemplo, não tenho nem palavras para descrever o que ele faz por mim”, disse às lágrimas.

Francisco destacou estar vivendo uma experiência que vai levar para sua vida, onde sua próxima meta é se tornar servidor público efetivo.

Só Notícia Boa

Opinião dos leitores

  1. É o IBGE na gestão do Presidente Bolsonaro dando oportunidade a quem nunca teve. Parabéns IBGE.

    1. Dois anos de atraso desse Censo. Vc acha que antigamente era feito por computador?

    2. O IBGE, com atraso, fazendo o seu serviço, cujo governo Bolsonaro menosprezou.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Narrativa da esquerda sobre duplicação da BR 304 não se sustenta e provoca ‘bate-boca de palavras ao vento’

 

Foto: Canindé Soares

A confusão começou no fim de semana com repercussão nas redes sociais da esquerda do que seria o veto do presidente Bolsonaro à duplicação da BR-304 na Lei de Diretrizes Orçamentárias.

O ex-ministro Rogério Marinho veio a público lembrar que LDO não garante obra nenhuma. E que lugar de botar recursos é no Orçamento Geral da União, cuja discussão e aprovação é em novembro geralmente.

Então, hoje, senador Jean Paul Prates, pelas mãos de quem a celeuma começou, foi de novo para as redes e imprensa.

Caindo na armadilha provocada por Marinho, Jean Paul Prates foi desmentir algo que não foi dito. Isso porque JPP tratou como se os recursos estivessem no OGU, que, como se sabe, nem foi aberto para discussão.

O senador petista, cujo trabalho é conhecer leis e legislar, conseguiu unir o nada a lugar algum e está vendendo a narrativa como se fosse um grande feito. Uma perda de tempo, na verdade.

Ao que parece, o senador Jean mesmo sendo legislador, não entende de cortes no orçamento. Talvez o único corte que ele assimilou sem problemas foi ser excluído com maestria da chapa majoritária da governadora Fátima Bezerra.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS E VÍDEO: PF apreende quase 10 kg de maconha enviada pelos Correios

Foto: Divulgação PF

A Policia Federal apreendeu na última segunda-feira, 15/8, no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas dos Correios, situado na Rua dos Tororós, em Natal, 9,4 kg de maconha. A ação ocorreu durante fiscalização de rotina com o objetivo de combater o tráfico de drogas através do fluxo postal.

A droga, encontrada com a utilização dos cães pastores-belga-malinois, Ice e Iron, estavam acondicionadas em 4 encomendas distintas enviadas de outros estados para destinatários na capital potiguar.

Após a descoberta, as caixas foram levadas para a Superintendência da PF no bairro de Lagoa Nova para os devidos procedimentos de apreensão e perícia. O entorpecente ficará armazenado em depósito no aguardo ordem judicial para ser incinerado.

A Polícia Federal instaurou inquérito e busca identificar os envolvidos em mais essa ação criminosa. Esta foi a 14ª apreensão de drogas feita pela PF através de encomendas remetidas via Correios neste ano. O total apreendido, somente em 2022, é de aproximadamente 66 kg.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Loja é condenada a indenizar funcionária feita refém durante assalto em Natal

Foto: Ilustrativa

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) condenou as Lojas Americanas S.A. a pagar indenização por danos morais, no valor de cinco salários, à ex-empregada feita refém durante assalto na antiga loja da Av. Afonso Pena, em Natal.

O assalto ocorreu em 25 de abril de 2020. A ex-empregada ficou como refém dos bandidos armados, junto com mais dois empregados e três clientes. De acordo com as matérias publicadas nos sites de notícias, ela e os outros só foram liberados após uma hora de negociação com a Polícia Militar, que conseguiu a rendição dos bandidos e a liberação dos reféns.

A autora do processo afirmou, ainda, que foi vítima de vários assaltos à mão armada na loja, o que lhe causou transtornos psicológicos, sendo o mais grave o de abril de 2020. Alegou também que a empresa ficou inerte após o assalto, sem apoio psicológico ou melhoria nas condições de trabalho.

Em sua defesa, as Lojas Americanas alegaram que não têm responsabilidade pelo ocorrido por não desenvolverem atividade de risco. No entanto, para o juiz convocado Gustavo Muniz Nunes, relator do processo no TRT-RN, “não há como afastar o risco na atividade desenvolvida pela ex-empregada, que trabalhava nas Lojas Americanas, frequentemente assaltada”.

De acordo com ele, embora o empregador não tenha responsabilidade pela Segurança Pública, a “comercialização pelas Lojas Americanas de produtos com alto valor”, como eletrônicos e eletrodomésticos, “atrai a cobiça de marginais”. Ele ressaltou, ainda, que, “mesmo com os assaltos”, a empresa não tomou qualquer providência para fornecer um ambiente de trabalho sadio a seus empregados.

“Ao contrário, continuou sem vigilância, não havendo qualquer mecanismo apto a inibir a ação dos meliantes”, concluiu o juiz, “o que resulta na responsabilidade da empresa pelos danos”. A 9ª Vara do Trabalho de Natal havia condenado as Lojas Americanas ao pagamento da indenização por danos morais no valor de R$ 31.480,00.

Essa quantia foi reduzida, pela Primeira Turma do TRT-RN, para cinco vezes o último salário da ex-empregada. As decisões da Justiça do Trabalho são passíveis de recursos, de acordo com a legislação vigente.

96 FM

Opinião dos leitores

  1. Cuma? Não entendi. O Estado que deveria dá segurança, já que os vigilantes são proibidos de trabalhar usando armas de fogo.
    As lojas Americanas deveria processar o Estado do RN. É cada justificativa sem pé e sem cabeça.

  2. Pais de merda , o empresário que gera emprego , paga imposto é penalizado , o estado não faz a sua PARTE 🤮

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Mais três cidades recebem 5G nesta terça-feira (16); confira

Foto: Marcelo Casall

A partir de hoje (16) a rede 5G de telefonia móvel começa a funcionar em Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA). A decisão para ativar o sinal de 5G foi tomada ontem (15) pelo Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência (Gaispi), ligado a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e responsável por acompanhar a implantação da nova tecnologia.

A avaliação do Gaispi é que essas capitais atenderam os requisitos mínimos necessários à liberação da faixa de 3,5 GHz, como a realização de testes preliminares para identificar e sanar a possibilidade do sinal do 5G afetar a recepção das antenas parabólicas domésticas ou mesmo sistemas profissionais, tais como sinais por satélite emitidos em frequências adjacentes.

Com a decisão as capitais acompanham Brasília,  Belo Horizonte, João Pessoa, Porto Alegre e São Paulo. A previsão da Anatel é que o sinal 5G chegue até 29 de agosto nas cidades de Florianópolis (SC), Palmas (TO), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES).

Pelas regras do edital de concessão do 5G, as prestadoras de telefonia móvel que adquiriram lotes na faixa de 3,5 GHz têm até 29 de setembro para cumprir a primeira exigência de cobertura do Edital de 5G: a instalação de no mínimo uma antena de tecnologia de 5G para cada 100 mil habitantes nas capitais brasileiras.

Na semana passada, a Anatel decidiu mudar o cronograma para ativar o 5G no Brasil. Em 15 capitais o prazo vai ser prorrogado por até dois meses, porque houve um atraso na importação de equipamentos necessários a instalação da internet 5G.

A previsão inicial era de que a tecnologia estaria disponível no final de setembro nas capitais Recife, Fortaleza, Natal, Aracaju, Maceió, Teresina, São Luís, Campo Grande, Cuiabá, Porto Velho, Rio Branco, Macapá, Boa Vista, Manaus e Belém.

O grupo da Anatel responsável pela implementação da tecnologia decidiu pela prorrogação do prazo. O conselheiro da Anatel Moisés Moreira, explica que o equipamento importado evita interferências nos serviços de satélite. Agora, a previsão é que o 5G esteja disponível nessas 15 capitais até o dia 27 de novembro. Segundo a Anatel, o sinal pode estar disponível antes. Tudo depende da chegada e da instalação dos equipamentos necessários.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

Chega a 29 o número de mulheres que acusam juiz de assédio sexual

Foto: Reprodução

Chega a 29 o número de mulheres que acusam o juiz Marcos Scalercio, do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 2ª Região, de assédio sexual. Os relatos foram feitos pelas redes de atendimento do Me Too Brasil, organização sem fins lucrativos que oferece assistência jurídica gratuita a vítimas de violência sexual.

Dos 29 depoimentos, oito mulheres foram ouvidas pelo Projeto Justiceiras e manifestaram a intenção de abrir denúncia no Conselho Nacional do Ministério Público. Até esta terça-feira (16), segundo o Me Too, apenas três processos tramitam na Justiça.

Scalercio é juiz substituto do TRT da 2ª Região e professor de direito material e processual do trabalho no Damásio Educacional, cursinho preparatório para concursos públicos em São Paulo.

As denúncias recebidas pela organização envolvem acusações de assédio sexual a três mulheres, cometidas entre os anos de 2014 e 2020. O Me Too Brasil encaminhou as denúncias ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça), em Brasília, após o TRT da 2ª Região afirmar que não há provas suficientes para a abertura do processo.

As denunciantes são advogadas, estagiárias, juízas, bacharéis e servidoras do TRT. Segundo o relato das vítimas, elas foram agarradas e forçadas a beijar Scalercio em espaços privados e públicos. Uma delas o denunciou após ter participado de uma reunião de vídeo em que o juiz estava completamente nu e se masturbando, de acordo com o Me Too.

Em nota, o CNJ informou que os fatos relacionados ao juiz Marcos Scalercio estão sendo apurados sob segredo de Justiça. O pedido de providências é uma apuração preliminar, na qual ocorre a avaliação do fato e das provas existentes para estabelecer se a infração foi cometida ou não. Caso seja comprovada, poderá acarretar um Processo Administrativo Disciplinar. Caso contrário, ocorrerá o arquivamento do procedimento.

R7

Opinião dos leitores

  1. Como ele é juiz, não vai dá em nada, mas se fosse o filho de Zé de tota lá do Amarante. Já estava preso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil salta de um para mais de 3.000 casos de varíola do macaco em dez semanas

Foto: Dado Ruvic

O Brasil superou nesta terça-feira (16) a marca de 3.000 casos confirmados de varíola do macaco, dez semanas após o primeiro paciente ser diagnosticado com a doença. Com pelo menos 3.069 infectados nesse período, o Brasil já é o quarto país em número de casos, atrás apenas da Alemanha (3.143), da Espanha (5.856) e dos Estados Unidos (11.890).

Os dados foram compilados pelo R7 de acordo com o boletim desta segunda-feira (15) do Ministério da Saúde – os números de hoje ainda não foram divulgados – e com informações desta terça da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, onde a maioria dos casos está concentrada.

São Paulo tem hoje 2.103 diagnósticos, um acréscimo de 84 novos casos desde ontem. Em seguida, aparecem: Rio de Janeiro (355) e Minas Gerais (133).

As demais unidades da Federação com casos confirmados são:

• Distrito Federal: 116
• Goiás: 116
• Paraná: 62
• Rio Grande do Sul: 44
• Santa Catarina: 36
• Bahia: 26
• Pernambuco: 15
• Ceará: 14
• Mato Grosso do Sul: 10
• Rio Grande do Norte: 10
• Amazonas: 9
• Espírito Santo: 8
• Mato Grosso: 4
• Pará: 2
• Maranhão: 2
• Acre: 1
• Tocantins: 1
• Paraíba: 1
• Piauí: 1

Apenas Sergipe, Alagoas, Roraima e Amapá não têm diagnósticos confirmados da doença até o momento. O boletim do Ministério da Saúde ainda mostra que há quase 4.000 casos suspeitos.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Número de chaves Pix cadastradas é mais do que o dobro da população, mostra BC

Foto: Marcelo Casall

O total de chaves Pix ativas ultrapassou em julho deste ano os 478 milhões, segundo estatísticas do Banco Central. O número corresponde a mais que o dobro da população brasileira, que é estimada em cerca de 214 milhões de habitantes pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Pix é um meio de pagamentos instantâneos, que possibilita transações financeiras gratuitas. O sistema foi desenvolvido pelo Banco Central e foi implementado em 2020. Em julho, o número de usuários cadastrados para utilizar o serviço era de mais de 131,8 milhões.

Entre as 478 milhões de chaves Pix cadastradas, 95,6% são de pessoas físicas. O tipo mais usado é a chave aleatória, em que é fornecida uma combinação de números e letras (39,78%), seguida pela chave de CPF (22,75%), número de celular (20,98%) e endereço de e-mail (14,71%).

O Pix teve mais de 2 bilhões de transações em julho, movimentando cerca de R$ 933 bilhões. As modalidades Pix Saque e Pix Troco, que começaram a funcionar no fim de 2021 e permitem que os usuários façam saques em estabelecimentos comerciais, não apenas em caixas eletrônicos, movimentaram mais de R$ 37 milhões, em 270 mil transações. A oferta das duas modalidades é opcional e depende dos estabelecimentos.

Estadão Conteúdo

Opinião dos leitores

  1. Obrigado Bolsonaro.
    Ajudando o povo se livrar das altas taxas bancárias.
    É por isso que os Banqueiros estão desesperados para o nove dedos voltar para acabar com o pix.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meio Dia RN

[VÍDEO] MEIO–DIA RN: Confira o programa desta terça-feira

Confira o programa desta terça-feira (16). O MeioDia RN, com este blogueiro, debateu os principais assuntos no Estado, pelo país e no mundo.  Clique abaixo e assista via YouTube.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: Bandidos furtam pneus de veículos estacionados na Grande Natal

Vídeo: Reprodução

Como se não bastasse a crescente onda de assaltos e arrombamentos em São Gonçalo do Amarante, bandidos resolveram aderir a uma nova modalidade de crime: o furto de pneus de carros estacionados. Conforme relatos apurados pelo Portal 96, duas pessoas foram vítimas deste tipo de delito nesta terça-feira (16).

Segundo informações do 16º Batalhão de Polícia Militar, um dos crimes ocorreu por volta das 10 horas, na rua Otávio B de Oliveira, no bairro Amarante. O veículo alvo dos criminosos é um modelo Ônix branco.

Outra ocorrência também chegou a ser denunciada pelo Alerta São Gonçalo. Segundo as informações, o crime ocorreu no bairro Jardim Lola, mais precisamente na rua Bom Jesus. A vítima saiu do trabalho e ficou frustrada ao ver a ação criminosa. Os relatos de arrombamentos na região são constantes.

96 FM

Opinião dos leitores

  1. Esse tipo de furto virou moda em Natal. Estranho a mídia não noticiar. No último jogo na arena das dunnas muitos que estacionaram na rua São José tiveram os pneus dos carros roubados. Essa rotina deve ser mais uma ocorrência atípica em Natal

  2. São as crias de Luizinho Nove Dedos, querendo tomar uma cervejinha no final de semana.
    Aperte 13 pra desgraça aumentar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa determina apreensão de medicamentos falsificados; veja lotes

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão de lotes falsificados do remédio Somatropina 20mg, solução injetável, utilizado no tratamento contra a deficiência do crescimento.

As resoluções que determinam a apreensão dos medicamentos foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) no fim da semana passada e divulgadas nesta terça-feira (16/8). O órgão regulador identificou, no mercado brasileiro, os seguintes fármacos com rótulos não originais, ou com lotes não reconhecidos pelos fabricantes:

Saizen (fabricante Merck S/A), somatropina, lote AB000569 (Alerta Rápido BR/ Falsificação/208.1.0); e
Norditropin (fabricante Novo Nordisk), somatropina, lote Lk96m38.

A Anvisa emitiu alertas rápidos para todas as denúncias recebidas e publicou medidas preventivas de apreensão, inutilização e proibição de comercialização, distribuição e uso dos produtos.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Rapaz é por isso que eu tomei esse medicamento injetável e até hoje o meu trambolho 🐤 continua do mesmo tamanho, eu logo vi que tinha algo errado, e olhe que não foi barato não, e agora?

    1. Vixe a roda não diminuiu?
      Kkk Kkk calma Joãozinho pedra Hume resolve.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *