Para evitar evasão escolar, Governo do RN irá fornecer certificado aos alunos em aulas remotas

Reprodução

O secretário estadual de Educação, Getúlio Marques, falou em entrevista a um programa de rádio de Natal que o Governo do Estado irá fornecer certificados aos alunos que estão tendo aulas remotas durante a suspensão das aulas presenciais, como forme de evitar a evasão dos alunos.

Segundo o secretário, o ano letivo apesar de prejudicado não foi perdido. O Governo está planejando avaliações em ciclos, sendo que em 2021 o aluno seria avaliado pela série que cursou em 2020 e a série seguinte, recebendo o certificado de conclusão. Por exemplo, um aluno do 4º Ano será avaliado em um ciclo com a turma do 5º Ano, e sendo aprovado recebe seu certificado. Segundo o Governo, 82% das escolas estão oferecendo atividades remotas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vivi para ver bolsonoristas, que defendem ensino DOMICILIAR, dizer que não serve! Entendedores de educação….

  2. Roberto Alves Sobrinho disse:

    Queremos as escolas restauradas limpas com as estruturas revisadas para q os alunos e tenham condições de Estudarem com higienização e ordem.

  3. Waldery disse:

    Essa é a noção de garantia de Educação do PT . distribuição de diplomas para justificar narrativas estatísticas de formação. E na bagagem do conhecimento NADA. . Estão aí os resultados dos exames internacionais para comprovarem a maquiagem.

  4. Leo disse:

    Com o ano letivo normal saem da escola se saber de nada,imagina agora,vão aprender a Desenhar o nome……

  5. Aline Carneiro disse:

    Dentro de tanta coisa triste essa pandemia trouxe uma valorização inigualável à educacao. Quem diria que iriamos ver defensores do governo federal dizendo que alguém tem que estudar!? Rs defendendo o ensino presencial… a estorinha da educacao domiciliar foi pro beléléo….

  6. #Bolsonaro tem razão disse:

    É gopi

  7. Rafael Pinheiro disse:

    Agora o (des)governo de Fátima acaba com a educação no RN.

    SALVEM O RN, FORA FÁTIMA

  8. Batista disse:

    Se em sala de aula, já era o maior fabricantes de analfabetos funcionais, imagina agora o que será?

COMENTE AQUI