Partido de Bolsonaro terá núcleos de mulheres, idosos e surdos, mas não de negros ou LGBTs, diz revista

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O Aliança pelo Brasil terá núcleos temáticos para jovens, mulheres idosos e até para surdos e pessoas com doenças raras, mas não haverá braços para negros ou para LGBTs.

A previsão dos núcleos temáticos consta do rascunho de estatuto do partido.

O Aliança pelo Brasil, partido idealizado pelo presidente Jair Bolsonaro mês passado, teve sua criação registrada em cartório na quinta-feira passada. O responsável pelo registro foi o 2º vice-presidente da legenda, Luiz Felipe Belmonte. Segundo ele, o partido se pautará pelos “princípios cristãos”.

“Estamos dando entrada no registro do novo partido Aliança Pelo Brasil. Um partido criado pelo presidente Bolsonaro, junto com seus apoiadores, e que pretende ser um partido que defina uma linha de direção valorizando os princípios cristãos, valorizando a família e valorizando essas questões que são da raiz do povo brasileiro”, disse em sua conta no Twitter. “Tenho certeza que será um grande partido e que terá o apoio de grande parte da população brasileira”, completou.

Com informações de Época e Agência Brasil