Prefeito que disse “morra quem morrer” tem mandato cassado na BA

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

A Justiça de Itabuna, cidade no sul da Bahia, determinou, nesta sexta-feira (7), a extinção do cargo do prefeito Fernando Gomes (PTC), e a suspensão dos direitos políticos por três anos, a partir de novembro de 2019. A decisão atende a um pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

No início do mês de julho, em um anúncio, nas redes sociais, sobre as ações municipais referentes ao comércio durante a pandemia do novo coronavírus, Fernando Gomes fez um comentário que causou polêmica. O prefeito declarou por meio de transmissão pela internet (relembre aqui) que autorizaria que estabelecimentos comercias reabrissem “morra quem morrer”. Ainda no mesmo período, o gestor afirmou que não houve ‘descaso’ com vítimas da Covid-19 ao falar declaração polêmica.

O prefeito é apontado por improbidade administrativa. O juiz ainda determina que, no prazo de 15 dias, o presidente da Câmara Municipal declare a extinção do mandato do prefeito e emposse o vice-prefeito Fernando Vita.

O procurador do município disse que Fernando Gomes ainda não foi notificado da decisão, mas que vai recorrer da decisão. A Câmara de Vereadores informou, por meio da assessoria, que o presidente da Casa também não foi notificado.

G1-BA

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão pagador de impostos disse:

    Se era bolsonarista tem q se lascar mesmo.
    MORO 2022

  2. Manoel disse:

    E o presidente da cloroquina, da gripezinha e do " e daí "?

  3. Francisco de Assis disse:

    O Brasil do século XXI continua empesteado de Odoricos Paraguaçus.

  4. GIBIRA disse:

    Ozônio nele . Eu fiz e gostei .

  5. E o presidente "e daí"!?

  6. Antonio Turci disse:

    Mais um faniquito esdrúxulo do Ministério Público. O Prefeito usou uma força de expressão comum em boa parte das regiões brasileiras.

    • Queiroz disse:

      Perdeu teu cargo também? Parece cabo eleitoral de Coroné falando assim. É a nova política!

COMENTE AQUI