Judiciário

Prestes a se aposentar, Marco Aurélio diz que magistratura é quase um “voto pela pobreza”

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Depois de antecipar a aposentadoria em setes dias, para “evitar o risco de perder reajustes”, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse, nesta segunda-feira (12/4), que não fez fortuna como juiz porque leva uma “vida econômica” e ressaltou: “Enriquecer nunca foi o meu objetivo. Se fosse, eu nunca teria abraçado a magistratura, [que] é praticamente um voto pela pobreza”. Detalhe: o salário atual de um membro do Supremo é de R$ 39,2 mil, o teto do serviço público.

As declarações foram dadas ao colunista do UOL Kennedy Alencar. A data escolhida pelo magistrado para “pendurar a toga”, 5 de julho, antecipa a aposentadoria compulsória em 7 dias, uma vez que ele completa 75 anos – idade limite para um integrante do STF – no dia 12 de julho.

Marco Aurélio também afirmou que esse é um momento para ter “uma vida mais tranquila, de menos correria”. O magistrado destacou ainda que gosta muito de ler e da vida acadêmica e entre os planos estão “algumas viagens”.

A cadeira de Marco Aurélio será ocupada por mais um ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Deveriam fazer uma devassa fiscal nesse ministro e seus familiares. Com certeza teriam patrimônio incompatível com seus rendimentos oficiais. Ao longo do tempo esse foi o ministro do stf que mais soltou traficantes e criminosos, e isso não foi a toa, pode escacaviar.

  2. Vá Marco! Limpe bem as gavetas pra não dar oportunidade de voltar… Tenha certeza que cada brasileiro festejará sua saída e a revolta pela liberdade de um traficante!

  3. Além desse salario bruto de 39.200.00,os meritissimos magistrados e promotores do poder judiciario que sempre reclamão de barriga cheia,estes que recebem além de salários “outros proventos” que em muitas situações ultrapassam os 100.000.00 reais,somando se ao seus ricos salários,até mesmo neste estado paupérrimo onde um terco do povo esta neste momento sobrevivendo na extrema pobreza alimentar,como factores:a historica pobreza socio-economica marcada pela falta de empregos dignos em que aproximadamente metade das pessoas antes da pandemia eram sub-empregadas não recebiam sequer um salario mínimo brasileiro e se agravando ainda mais com essa peste biológica internacional,estas familias estão ainda mais pobres do que eram antes desta pandemia biológica,quem não tem pelos menos um funcionario público ativo,aposentado ou pensionista das prefeituras e do governo estadual e federal ou um aposentado e pensionista do INSS na familia está ou estão passando por graves problemas financeiros e materiais.

    1. Sempre considerei esse juiz-ministro do STF como sendo uma pessoa justa,más,que percebe-se não é capaz de julgar a sí próprio,o senso de JUSTIÇA deste inexiste,eis mais um togado injusto,que só quer um bom para ele e nada para outrem,eu jamais vi esse juiz-ministro dizer ou escrever ser favoravel ou contra o bolsa familia,más,numerosas vezes vi em entrevistas televisivas e radiofónicas e em blogs e sites e tambem de comentarios nas redes sociais pessoais de varios juizes e juizas e promotores e promotoras opinando serem contra o bolsa familia,más,esse juizes e promotores recebem que além de receberem os seus ricos salários os chamados outros proventos ou penduricalios,e muitos que opinarão serem contrarios ao auxilio financeiro do bolsa familia recebiam injustamente o auxilio moradia,mesmo possuindos casas e apartamentos próprios,esses juizes e promotores que são tão dependente do estado brasileiro quanto os recebedores do bolsa familia e agora milhões de pessoas que estão empobrecidas em razão da peste biológica mundial que além da grande mortandade de pessoas e está gerando falencias e empobrecimento em massa de pessoas físicas e jurídicas e que agora estão recebendo o auxilio emergencial inclusive a mim.

      Eu percebo que muitas pessoas escondem e sentem vergonha de dizerem ou que alguem descubra no site do governo federal estarem recebendo o auxilio emergencial,para mim não é demerito algum dizer que estou recebendo o auxilio emergencial.

  4. É mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus.
    Marcos 10:25

  5. Ainda bem que esse ministro sai em poucos dias. Não fosse a famigerada PEC da Bengala, mais ministros sairiam em breve. Se pudessem, ficariam nk STF até morrer. Deve ser muito bom ser ministro desse Supremo. Essa é a PIOR composição de toda a história do STF.

    1. Seja honesto.
      A PEC da bengala foi criada p impedir Dilma de nomear mais ministros. Agora tá reclamando?

  6. Bolsonaro vai indicar Sérgio Moro pra que ele prenda nosso bom bandido que pode até ter roubado mas foi prós mais pobres

    1. O poder de um ministro é maior que qualquer dinheiro. E as aulas e palestras, escritório de filhos e esposa… não esquecendo das mordomias… nunca soube de nenhum voto de humildade.

  7. Então, faça caridade e doe todas as riquezas que Vsa. Excelência aferiu durante seu tempo de magistratura.
    Hipócrita. Sarcástico. Imbecil.

  8. ” Uma mentira repetida mil vezes, torna-se verdade”
    Goelbbes
    Acho que o ministro quis fazer isso, torna uma mentira em verdade.

  9. Para a estatura do cargo o salário é pouco. O que tem de juiz de interior, com jeitinho, ganhando mais que ele não está escrito.

    1. Tá achando pouco, manda pelo menos metade do seu salário pra ele.

  10. Tadinho,como será que vai se sustentar com esse salário de fome,não passa de um parasita como todos os ministros.

  11. Gostaria muito também de ter esse voto de pobreza. Isso é um tapa na cara dos brasileiros que ganham um salário mínimo de fome. Sem contar os penduricalhos que as “castas superiores” recebem.
    Agora, o pobre é para se lascar e ainda rir!!!!
    País da vergonha!!!

  12. Tem alguma conta aonde o trabalhador brasileiro que ganha um salário mínimo possa ajudar esse pobre coitado que vai se aposentar sem nenhuma reserva monetária.

    1. Sem falar que ele incluiu a filha com menos de trinta anos, também na magistradura para ser mais uma “pobre”, talvez de espírito.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Nota de pesar: Covid-19 mata mais um policial penal no RN

O Sindppen-RN informa, com profundo pesar, que mais um policial penal morreu em decorrência da Covid-19. Robson Bezerra Verde, de 53 anos, faleceu no final da noite desta terça-feira, 11, em Mossoró.

O policial penal trabalhava na Cadeia Pública de Mossoró. Inclusive, ele se sentiu mal durante o plantão de trabalho e, ao ser levado ao hospital, ficou internado por complicações na saúde decorrentes da Covid-19.

Nessa terça-feira, Robson chegou a ser intubado, mas, no final da noite, não resistiu e morreu. Ele é o terceiro policial penal morto por causa da Covid-19 no Rio Grande do Norte em menos de um mês. O sepultamento de Robson Verde será na cidade de Angicos, na manhã desta quarta-feira, 12.

“Infelizmente, perdemos mais um para este vírus maldito. Primeiro, perdemos nosso colega Tenisvaldo, depois, a guerreira Flávia Roberta, que deixou um bebê recém-nascido, e, agora, Robson Verde. Quantos mais precisarão morrer para que os profissionais da Segurança sejam todos vacinados?”, questiona Vilma Batista.

A presidente do Sindppen-RN, em nome de toda categoria, externa pesar pela morte do policial penal Robson Verde. “Aos familiares, amigos e colegas de trabalho, deixamos aqui nossa solidariedade e nosso sentimento de luto. Estamos em oração para que Deus dê o conforto a cada um que amava nosso colega”.

Vilma Batista também ressalta a necessidade urgente de vacinação dos policiais penais. “Está claro que esses profissionais estão expostos ao alto risco de contágio da Covid-19. O Rio Grande do Norte, infelizmente, está criando uma imagem negativa no país como um estado que não cuida dos seus profissionais da Segurança. A morte de policiais por falta de vacina é mais uma demonstração de desrespeito e negligência”, completa.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Minuto na Câmara Municipal de Natal – bares– (12-05-2021)

Minuto da Câmara de Natal no ar trazendo os assuntos mais importantes debatidos na última semana, na Casa, disponibilizado nesta quarta-feira(12).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

10 dos 27 governadores tomaram a 1ª dose da vacina contra covid-19

Dos 27 governadores brasileiros, 10 já tomaram pelo menos a 1ª dose da vacina contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A fórmula mais usada pelos mandatários é a CoronaVac (6 vezes), seguida dos imunizantes da Pfizer e da AstraZeneca, com duas aplicações cada.

O chefe do Executivo estadual mais jovem a receber a injeção foi Reinaldo Azambuja (DEM), de Mato Grosso do Sul (57 anos). Ele está no grupo prioritário por ter hipertensão, considerada uma comorbidade. O mais velho é Ronaldo Caiado (DEM), de Goiás (71 anos).

Foto: Poder360

 

O principal entusiasta da CoronaVac no Brasil, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi vacinado com o imunizante produzido no Estado, pelo instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Wellington Dias (PT), do Piauí, e Rui Costa (PT), da Bahia, tomaram a vacina da Pfizer, recém-chegada no país.

PODER360

Opinião dos leitores

  1. Maioria dos petistas se vacinando com a melhor vacina. Pq essas pragas não se vacinam com coronavac?

  2. Que coincidência, a vacina da pfizer só foi oferecida a 0,0001% da população, mas 20% dos governadores se vacinaram com ela… sorte?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil administrou a 1ª dose de vacina contra a covid-19 em 36,5 milhões de pessoas

O Brasil administrou a 1ª dose de vacinas contra a covid em 36.507.052 pessoas até as 21h30 de 3ª feira (11.mai.2021). Dessas, 18.382.641 receberam a 2ª dose. Ao todo, 54.889.693 doses foram aplicadas no país.

Os dados são das plataformas coronavirusbra1 e covid19br, que compilam dados das secretarias estaduais de Saúde.

O número de vacinados com ao menos uma dose equivale a 17,1% da população, segundo a projeção para 2021 de habitantes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Os que receberam as duas doses são 8,6%.

Dos que tomaram a 1ª dose, 50% já receberam também a 2ª e estão imunizados. As vacinas que estão sendo aplicadas no Brasil são a CoronaVac e a de Oxford-AstraZeneca. Ambas requerem duas doses para uma imunização eficaz.

Eis os números de vacinados por Estado:

Foto: Poder360

PODER360

Opinião dos leitores

  1. Após a 1a. dose, as vacinas já surtem efeito, embora não em sua máxima eficácia. O Brasil vai saindo da crise sanitária. Até os governadores da oposição “lacradora”, como essa daqui, já estão começando a abrir a economia. Mas, ainda vão ter que explicar onde aplicaram os bilhões que receberam do governo Bolsonaro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Brasil bate recorde de exportações para China e supera US$10 bilhões só em abril

A lorota de que declarações do presidente Jair Bolsonaro ou de ministros prejudicam as relações China x Brasil não resiste ao exame dos números do comércio bilateral, que nunca foi tão proveitoso para o Brasil.

Os primeiros quatro meses de 2021 foram os melhores em mais de uma década: o Brasil exportou US$ 27,6 bilhões para a China, 95,7% mais que o mesmo período de 2015, o melhor do PT.

Os dados estão no Comex Stat, extraídos do Siscomex, ainda não “aparelhado” ideologicamente. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Abril, auge dos “ataques” de Bolsonaro, estabeleceu recorde de US$ 10,2 bilhões exportados, quebrando o recorde de… março: US$ 8,4 bilhões.

Se a China garante vacinas, o Brasil põe comida na mesa dos chineses: soja, carne, aves e outros alimentos equivalem a 45% das exportações.

 

Emmanuel Macron não gosta de Bolsonaro, mas as exportações do Brasil para a França estão no maior patamar desde janeiro de 2018.

DIÁRIO DO PODER

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Celebridades

Aos 86 anos, Renato Aragão leva golpe e perde R$ 3 milhões

Ícone da televisão da brasileira, o humorista Renato Aragão registrou um boletim de ocorrência e entrou na justiça contra um ex-funcionário de sua empresa. De acordo com informações do programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, o eterno Didi teria notado um desvio que pode chegar a R$ 3 milhões.

Segundo o jornalista Alessandro Lo-Bianco, o funcionário teria utilizado cheques assinados com assinaturas falsificadas. Os valores foram retirados das contas bancárias de Aragão. Também teriam sido falsificadas as assinaturas de Lilian Aragão, esposa do comediante. Além de processar o ex-funcionário, Renato Aragão também entrou com uma ação contra o banco que permitiu os saques.

 

“Você não pode confiar nas pessoas nesse mundo que a gente vive hoje. Ele não merecia passar pelo que está passando. E o golpe é emocional, é uma coisa muito séria”, afirmou a apresentadora Sonia Abrão, ao vivo, durante o programa.

METRÓPOLES

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Cecília Maia é eleita nova reitora da UERN

Com 63,45% dos votos válidos, a professora Cicília Maia Leite foi eleita hoje a nova reitora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Ela vai administrar a universidade no quadriênio 2021-2025. A terceira mulher a chegar à reitoria da UERN, sendo a segunda pelo voto direto e tem como vice, o professor Chico Dantas, eleito com 62,16% dos votos.

O resultado foi anunciado na manhã desta terça-feira, durante reunião da Comissão Eleitoral e todos os candidatos que participaram do pleito.

Cicília Maia alcançou 2.218 votos (63,45%), contra 1.094 (24,10%) do professor Paulinho Silva, e 650 (12,45%) do professor Adalberto Veronese, seus concorrentes.

O resultado da consulta deve ser homologado pelo Conselho Universitário (CONSUNI), que encaminhará lista tríplice à governadora Fátima Bezerra, responsável pela nomeação dos novos dirigentes da universidade.

A posse da nova reitora e do novo vice-reitor ocorrerá no dia 28 de setembro de 2020, durante a Assembleia Universitária.

GRANDE PONTO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal só tem 320 doses de CoronaVac destinada a D2

A Secretaria de Saúde de Natal informou na noite desta terça-feira (11) que possui 320 doses da vacina Coronavac destinadas para segunda dose. Este quantitativo será destinado para vacinação, nesta quarta-feira (12), das pessoas que se vacinaram até o dia 29 de março e que, por algum motivo, não puderam receber a segunda dose. Também serão utilizadas para vacinação das pessoas com Síndrome de Down e Autismo.

A vacinação com a Coronavac será feita exclusivamente no Drive da OAB no horário das 8h às 16h.

Para receber o imunizante é necessário apresentar o comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina.

GRANDE PONTO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governo Federal vai investir R$ 17,6 milhões em barragem que beneficiará o RN

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), vai investir R$ 17,6 milhões para obras de recuperação e modernização da Barragem Engenheiro Ávidos, na Paraíba. A ação do Governo Bolsonaro vai permitir que as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco cheguem à Paraíba e ao Rio Grande do Norte.

A barragem abastece o município de Cajazeiras, que fica a 470 km da capital João Pessoa, e o distrito de Engenheiro Ávidos, beneficiando 61,4 mil pessoas. Além disso, a intervenção oferece suporte hídrico ao açude São Gonçalo, permitindo o uso da água para irrigação e o controle das cheias do Rio Piranhas. Após a conclusão da obra, a barragem terá capacidade de acumular até 255 milhões m³ de água. A partir daí, as águas do Eixo Norte poderão chegar em grandes volumes à Paraíba e seguirão pelo leito do Rio Piranhas-Açu até o Rio Grande do Norte, chegando então no Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, já no estado potiguar.

Presente à solenidade de assinatura pelo ministro Rogério Marinho, o deputado federal General Girão, que tem a segurança hídrica como uma das principais bandeiras do seu mandato, falou sobre a relevância desta obra para o Rio Grande do Norte. “O povo nordestino, que tanto sofre com a seca, sabe reconhecer a importância de um projeto como este. Água é vida. Esta obra é a continuidade do Eixo Norte do Projeto São Francisco, cujo último trecho que receberá as águas do Rio São Francisco é no Rio Grande do Norte. As águas do Rio Piranhas começarão a ser represadas na Barragem de Oiticica, obra que se arrasta há quase oito anos, sob a responsabilidade do Governo do RN. Essa ação federal vai trazer muitos benefícios para o agricultor e produtor rural potiguar e nós estaremos dedicando nosso mandato a cuidar da segurança hídrica para nosso RN e para o semiárido brasileiro. Parabéns ao ministro Rogério Marinho e ao governo Bolsonaro pelo compromisso com nosso Rio Grande do Norte”, pontua o parlamentar.

No total, o Projeto de Integração do Rio São Francisco soma 477 quilômetros de extensão e é o maior empreendimento hídrico do Brasil. Quando todas a estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Os investimentos da União em todo o Projeto São Francisco já alcançaram R$ 12 bilhões.

GRANDE PONTO

Opinião dos leitores

  1. O governo Bolsonaro está trazendo água para o Nordeste. Os governos do PT viviam de mentiras, blá-blá-blá e corrupção. O governo Bolsonaro AGE, FAZ, REALIZA. E o Brasil segue adiante. Enquanto os cães ladram, a caravana passa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Planalto teme Fabio Wajngarten na CPI da Covid e considera depoimento imprevisível

Depois de avaliarem como constrangedoras as falas do presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, na CPI da Covid, integrantes do Palácio do Planalto estão apreensivos com o depoimento do ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten, marcado para esta quarta-feira (12).

Senadores da base governista e auxiliares presidenciais próximos do presidente Jair Bolsonaro avaliam que as respostas que Wajngarten dará na comissão serão uma surpresa e não há como prever o teor das declarações. Há o receio, porém, de que ele culpe o governo pela demora na compra e entrega de vacinas.

A oitiva do ex-secretário ocorre um dia após um depoimento considerado desastroso pelo Planalto. Nesta terça-feira (11), o presidente da Anvisa criticou as falas e ações negacionistas do chefe do Executivo e pediu para que ninguém siga suas orientações.

Barra Torres, que é aliado próximo e amigo do presidente, ainda confirmou a tentativa de alterar, por meio de um decreto presidencial, a bula da hidroxicloroquina, com objetivo de ampliar o seu uso para que pudesse ser usada no tratamento da Covid.

O presidente da Anvisa disse ser contra a indicação da droga, que não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

Interlocutores de Bolsonaro destacaram que as declarações de Barra Torres aumentam a pressão sobre o presidente por ser um aliado próximo discordando publicamente da linha adotada pelo mandatário durante a pandemia.

Eles avaliam ainda que a oitiva dele deve servir para reforçar a imagem de mandatário como um líder que ignorou recomendações técnicas para o enfrentamento do vírus.

Nesta quarta, auxiliares do chefe do Executivo avaliam que ele estará novamente sob pressão na mira da CPI com o depoimento de Wajngarten.

O ex-secretário de Comunicação provocou polêmica recentemente ao afirmar em entrevista à revista Veja que a vacina desenvolvida pela americana Pfizer não foi comprada por incompetência do Ministério da Saúde, durante a gestão do general da ativa Eduardo Pazuello.

Além disso, de maneira deliberada ou não, acabou atraindo a questão para dentro do Palácio do Planalto, ao afirmar que ele próprio participou das tratativas com a empresa.

Wajngarten citou também que Bolsonaro participou de ao menos uma reunião em que houve negociação com o laboratório.

CONVOCADOS NA CPI DA COVID

Antonio Barra Torres, da Anvisa (terça-feira, 11.05)
Fabio Wajngarten (quarta-feira, 12.05)
Presidente da Pfizer no Brasil (quinta-feira, 13.05)
Ernesto Araújo (terça-feira, 18.05)
​General Eduardo Pazuello (quarta-feira, 19.05)

Senadores que integram a tropa de choque governista na comissão foram ao Planalto em busca de informações sobre a fala do ex-secretário e orientações de como proceder. Ouviram que o conteúdo do depoimento de Wajngarten é uma incógnita.

Os congressistas também ouviram que Wajngarten é considerado por auxiliares próximos do presidente como um aliado confiável. Por outro lado, há estranhamento pelo distanciamento recente.

Uma das desconfianças é que o ex-secretário de Comunicação teme ser acusado de ter atuado indevidamente durante as negociações com a Pfizer e agora estaria com receio de ser implicado.

Por isso, dizem pessoas próximas de Bolsonaro, o temor é que Wajngarten use seu depoimento para se defender, não importando se isso vai representar implicar o governo e o próprio presidente.

Na entrevista à Veja, Wajngarten tentou poupar Bolsonaro ao direcionar a Pazuello a culpa por não ter fechado acordo com a Pfizer. A estratégia, no entanto, não deixa de atingir o mandatário, avaliam aliados.

 

Confira matéria completa na Folha.

Opinião dos leitores

  1. Continuam com fake news tentando criar uma situação de desgaste do governo. A cada depoimento sai uma notícia desse tipo. O desespero é a cada maior.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *