Procurador que disse não querer ‘trabalhar muito’ pede desligamento da coordenação da força-tarefa da Operação Greenfield´


Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Após ser alvo de críticas por escrever em um ofício em dezembro de 2020 que não desejava “trabalhar muito” e sugerir o envio das investigações para a Polícia Federal, o procurador Celso Tres pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) o desligamento da função de coordenador da Força-Tarefa Greenfield, grupo que investiga desvios bilionários em fundos de pensão. Tres comunicou seu desligamento tanto aos integrantes da força-tarefa como à PGR.

Em sua mensagem, o procurador informou que permanecia à disposição para colaborar com a força-tarefa, mas sem exercer a função de coordenador.

VEJA MAIS: Novo coordenador da Operação Greenfield propõe encerrar investigações no MPF: ‘Não estou aqui para trabalhar muito’

Celso Tres havia sido nomeado pela PGR para comandar a Operação Greenfield em novembro do ano passado, após a saída do procurador natural do caso, Anselmo Lopes. Lopes vinha pedindo reforços para a força-tarefa, mas a PGR diminuiu a estrutura do grupo e retirou a exclusividade dos seus procuradores. Diante disso, ele decidiu deixar o caso, por avaliar que não tinha condições materiais para dar prosseguimento ao grande volume de investigações. Após sua saída, a PGR nomeou Celso Tres para herdar o acervo de investigações e tocar o caso à distância, apesar de ele continuar lotado em Novo Hamburgo (RS).

O Globo revelou no último dia 19 de dezembro que o procurador escreveu um ofício para a PGR sugerindo que as investigações dentro do Ministério Público Federal fossem encerradas e que o caso fosse enviado totalmente para a Polícia Federal dar prosseguimento. No mesmo ofício, ele sugeria que fosse criado um sistema automatizado para assinar acordos com os alvos e encerrar rapidamente os processos, sem aprofundamento sobre os crimes cometidos.

“Decididamente, não estou aqui para trabalhar muito. Já o fiz na ‘gringolândia'(roça, região italiana do RS) e, chegado a Porto Alegre a bordo do êxodo rural, servido por apetitoso ‘x-mico’(pão e banana) no correr de largo tempo. Ou seja, trabalhei pela sobrevivência, não porque achasse bom. Hoje, quero é jogar futebol”, escreveu no ofício.

Com sua saída, a Greenfield volta a ficar sem um procurador natural, responsável por dar prosseguimento ao caso. Agora a PGR terá que buscar uma nova solução para o andamento das investigações.

Procurado, Celso Tres não quis comentar sua saída da coordenação da força-tarefa.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Juca Jr disse:

    Esse sujeito faz parte do seleto grupo de agentes públicos que são adeptos do "Garantismo Penal", como o próprio PGR Augusto Aras e alguns ministros do STF, que adoram livrar da cadeia ladrões do dinheiro público sob a patética alegação de estarem defendendo o "Estado Democrático de Direito". Ele deixa bem claro que não quer "o aprofundamento sobre os crimes cometidos" e que quer mesmo é "jogar futebol". Ainda tem quem defenda esse tipo de gente, como se passar em um concurso público fosse passaporte para a vagabundagem, a desídia, a picaretagem, e como se os agentes públicos não tivessem que prestar contas aos pagadores de impostos, que pagam salários astronômicos a marajás que não dão qualquer contrapartida à sociedade em termos de eficiência e produtividade. Em um país sério, esse sujeito já teria sido demitido por justa causa.

  2. Andre Pinto disse:

    Esse é da trupe Bolsonaristas que trabalha. Mas trabalha tanto que pegou estafa…

    Sqn

  3. Neto disse:

    No setor privado seria demitido. Mas não, é correto e justo sustentarmos um parasita até sua morte.

  4. Sobrinho de Caca disse:

    Passem num concurso, vocês conseguem!

  5. PERIGO disse:

    Parece que essa é aquela operação que chega no posto Ipiranga. Quem é o doido que vai querer investigar gente poderosa e perigosa??? A turma dos amigos de Queiroz é pesada.

    • Calígula disse:

      Pois é, ninguém quis testemunhar no caso da morte do Celson Daniel, a turma ali não brinca.

    • PERIGO disse:

      Extremistas fanáticos são sempre perigosos sendo de direita ou de esquerda.

  6. Romero Cezar da Câmara disse:

    Coerente. Com a vagabundagem. Kkkkkkkkkkk

  7. Carlos Brasileiro disse:

    Ao menos foi sincero. Disse que não queria trabalhar muito e fim de papo. Tanto é que pediu desligamento.

  8. Calígula disse:

    Esse tem todos os atributos de um Petista kkkkk , meu Deus quanta coincidência.

  9. Sergio disse:

    A cara do Malafaia. Outro que é chegado a trabalhar!

COMENTE AQUI