Geral

Regulamentação da Reforma Tributária pode passar a taxar motoristas de aplicativos, hoje isentos

Foto: Photographer: Alex Kraus/Bloomberg

O projeto de regulamentação da Reforma Tributária apresentado na semana passada pelo Grupo de Trabalho da Câmara vai ter, com certeza, a oposição de um grupo de 1,3 milhão de trabalhadores brasileiros: os motoristas de aplicativos.

Motivo: a categoria, que atualmente é isenta pelos municípios do recolhimento de ISS (Imposto sobre Serviços, extinto pela reforma), passará a ser tributada tributada em sua renda.

O artigo 21 do projeto enquadra os motoristas como contribuintes dos dois novos tributos, o IBS (Imposto sobre Bens e Serviços) e a CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços), o que resultará em tributação de 26,5% para os motoristas de aplicativos, de acordo com as alíquotas estimadas até agora pelo governo.

Além disso, a base de cálculo dos dois tributos considera o ganho bruto obtido nas corridas, ou seja, sem levar em conta os custos arcados pelo motorista para trabalhar, como combustível, seguro, manutenção etc. — que representam de 40% a 60% dos ganhos brutos.

Caso o texto seja aprovado sem alterações, na prática a cada R$100 que o motorista de aplicativo ganhar em corridas, tirando seus custos e os novos impostos, apenas de R$13 a R$33 poderão ficar no seu bolso.

Essa turma, que já andava de mau humor com o Projeto de Lei que o governo mandou para o Congresso, regulamentando a atividade, tem agora novas razões para se estressar.

Fonte: Lauro Jardim – O Globo

Opinião dos leitores

  1. Mas do que certo os motorista de aplicativo pagar Iss , os taxistas pagam INSS e tbm pagam Inmetro, pagam Detran e etc.pq eles não podem pagar ..Super certo.

    1. Motoristas por apps não tem isenção de IPVA e IPI, não tem acesso exclusivo em vias terrestres, não tem ponto fixo. Larga de ser uma anta

  2. Mas alguém tem que pagar a mais já que as igrejas e pastores querem isenção de tudo né!?

    1. Pelo menos o bandido avisa, esse é o grosso que ia entrar ou ainda tem mais? Kkkkkkkkkkk já ferrou professores, policiais, autônomos, e outros tá faltando quem ainda? Todo mundo tem que entrar na roda do amor ❤️💃🕺

  3. Muitos deles ficavam tirando onda com Bolsonaro. Faz o L ! Me recuso acreditar que alguém no Brasil, fora os manos, que almejavam entrar no esquema de corrupção, tinha algum motivo pra votar no Lula. Votaram sabendo o que viria pela frente.

  4. Neste Pais só se fala em cobrar impostos, agora retorno ZERO para i Cidadão que sustenta uma casta de politicos e seus apaniguados se dando todos bem e o povo que VTNC. Salafrários.

  5. Agora é fazer o L. O PT é faminto por aumento ou criação de novos impostos. Sempre foi assim!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Diesel sobe quase 4 vezes mais que a inflação nos postos do Brasil em 1 ano

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Os preços do diesel aumentaram quase quatro vezes mais que a inflação nos últimos 12 meses nos postos. Dado foi apurado pela ValeCard, empresa de meios de pagamentos especializada em soluções de mobilidade.

Em junho, o valor médio do combustível fóssil somou R$ 6,1 reais o litro, alta de 15,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo o estudo, com base em transações feitas em mais de 25 mil postos de combustíveis credenciados em todo o país. Nesse período, a inflação medida pelo IPCA apontou um avanço de 4,23%.

A gasolina registrou preço médio de R$ 6 reais por litro em junho, alta de 4,10% na comparação com janeiro e avanço de 9,8% ante junho do ano passado, segundo a ValeCard. Já o etanol hidratado, seu concorrente direto nas bombas, somou preço médio de R$ 3,9 reais o litro em junho, alta de 10,45% na comparação com janeiro e avanço de 4,03% ante junho de 2023, mostrou a pesquisa.

Fonte: Infomoney

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

PAPO DE FOGÃO RAIZ: Aprenda a escolher um bom peixe, a fritar ele inteiro e o preparo do caranguejo toc-toc

O Papo de Fogão Raiz deste fim de semana promete! O Boca do Rafael do Camarão no Mercado dos Peixes em Fortaleza/CE, vai ensinar como escolher o melhor peixe. E com a cozinheira Dayane Teixeira, da Barraca Ana e Luis no Mercado dos Peixes em Fortaleza/CE, vamos aprender a preparar o maravilhoso peixe escolhido, inteiro e frito. A dica, por sua vez, será um único Caranguejo Toc-Toc, preparado pela Chef Liliane Azevedo do Dunas Beach em São Luís/MA. Não perca!

SÁBADO
BAND
MARANHÃO, 7h
CEARÁ, 8h
PIAUÍ, 8h

PARAÍBA
TV CORREIO/RECORD, 13h30
DOMINGO
RECORD
PERNAMBUCO – TV GUARARAPES, 8h30
RIO GRANDE DO NORTE – TV TROPICAL, 10h

Ou no nosso canal do YouTube
http://youtube.com/c/PapodeFogao

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Diagnosticada com “crise de ansiedade”, mulher tem alta e morre no DF

Foto: arquivo pessoal

Uma mulher morreu minutos após receber alta e sair do Hospital Regional Leste (HRL). Familiares da dona de casa Marlúcia Marchado relataram que ela tinha ido à unidade médica com queixas de dores no peito. No local, foi informada de que se tratava de uma “crise de ansiedade” e recebeu uma pulseira verde. O caso ocorreu na última quarta-feira (10/7).

Em seguida, Marlúcia foi informada de que o hospital estava em bandeira vermelha e por isso só seriam atendidos casos urgentes e de emergência, e que ela não seria acolhida, conforme relatou a família.

De acordo com a família, ela morreu cinco minutos após deixar o hospital. Marlúcia estava indo embora com a filha Kamila, 23 anos, para a casa no Itapoã, quando começou a passar mal dentro do carro e morreu com infarto. Ela tinha 51 anos e deixou seis filhos.

Em nota, a Secretaria de Saúde não confirmou que o óbito ocorreu cinco minutos após a alta, mas sim “após uma hora”. A pasta disse que ela foi atendida e que há registro de classificação de risco.

A secretaria ainda disse que o caso de Marlúcia foi classificado como “sem gravidade”, porque não havia alterações de sinais vitais.

Segundo o órgão, quando Marlúcia voltou ao hospital, teriam tentado reanimá-la, mas foi constatado o óbito.

“A Direção Hospital Regional Leste (HRL) esclarece, que a paciente foi atendida e há registro de acolhimento e classificação de risco. No momento do atendimento não havia alterações de sinais vitais sendo classificada como sem gravidade conforme protocolos de classificação. A paciente retornou para casa e após uma hora foi levada de volta ao hospital sem consciência e submetida a procedimentos emergenciais na Sala Vermelha, não respondendo às manobras de reanimação quando foi constatado o óbito.”

Fonte: Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Técnica de enfermagem é condenada por tentar matar 11 recém-nascidos no RS

 Foto: Arquivo/RBS TV

Uma técnica de enfermagem foi condenada a mais de 51 anos de prisão acusada de tentar matar 11 recém-nascidos no Rio Grande do Sul .

O que aconteceu

Vanessa Pedroso Cordeiro respondeu por 11 tentativas de homicídio. A decisão da condenação foi divulgada nesta sexta-feira (12) e foi dada pelo juiz Diogo de Souza Mazzucato Esteves.

Segundo o Tribunal, ela usou nos bebês uma substância análoga a veneno. Ela teria aplicado uma mistura de diazepan e morfina em bebês saudáveis ​​no Hospital Universitário da Ulbra (Universidade Luterana do Brasil) em Canoas.

Os jurados consideraram Vanessa culpada por nove tentativas de homicídio. Em um dos casos, ela foi absolvida por falta de provas, e o outro foi desqualificado para lesão corporal.

Defesa de Vanessa alegou que ela tem Transtorno de Personalidade. “Não entendo parar de fazer mesmo sabendo que estava errado”, relatou a acusada. Ela ainda disse que não sabia na época que tinha um transtorno mental, apesar de ter um histórico relacionado a doenças psiquiátricas.

O advogado Ezequiel Vetoretti argumentou pelo tratamento médico de Vanessa. “No momento em que ela praticava as condutas não tinha condições de se autodeterminar. Não aceitava conter os seus impulsos. Agiu fora da realidade, a ré nunca teve comportamento dentro da normalidade.”

Lembre-se do caso

Sem ordem médica, a técnica aplicava-se à mistura de medicamentos nos bebês. Eles tinham de cinco a seis horas de vida apenas. Os casos foram investigados em novembro de 2009 e examinados pela 1ª Delegacia de Canoas.

Crianças tiveram problemas respiratórios, patológicos e foram encaminhadas para UTI. Nenhuma delas correu risco de morte. ”Os bebês eram fracos, desmaiavam e evoluíam para um quadro de parada respiratória”, conta a diretora do hospital na época.

Vanessa foi presa em flagrante após a polícia encontrar seringa e medicamentos no armário dela. A técnica ficou em prisão preventiva por quase um ano. Após a sentença de pronúncia em 2014, a defesa entrou com recursos até o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Fonte: UOL

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

PEC da Anistia: Pacheco diz que “não tem compromisso” de levar proposta diretamente ao plenário

Foto: Lula Marques/ Agência Brasil

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta sexta-feira (12) que não tem compromisso de votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Anistia diretamente no plenário da Casa.

A PEC foi aprovada em dois turnos pela Câmara dos Deputados na noite de quinta-feira (11) e agora seguirá para análise do Senado.

“Não há de minha parte nenhum compromisso de ir imediatamente ao plenário do Senado com qualquer tipo de açodamento em relação à matéria”, disse Pacheco..

A declaração foi feita durante participação do senador no 19º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em São Paulo.

O presidente do Senado também afirmou que o texto vai passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, conforme determina o Regimento Interno da Casa.

“Cuidarei de poder adotar com relação a essa Proposta de Emenda à Constituição o que o regimento determina, que é o encaminhamento à comissão própria, que é a Comissão de Constituição e Justiça”, afirmou o senador.

O presidente do Senado também afirmou que já se manifestou contra a proposta, mas que fará um amplo debate entre os parlamentares antes de levar o texto à votação.

⁠”Eu particularmente me manifestei contra, mas vou aguardar chegar e não há pressa para votar. Vamos fazer um debate muito amplo, e essa decisão será tomada pelo Senado só depois que aprofundarmos. Sou a favor das cotas. O que se argumenta é que algumas definições foram tomadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ao curso do processo eleitoral”, concluiu.

PEC da Anistia

Aprovada na Câmara dos Deputados na quinta-feira (11) com o apoio de diversos partidos, a chamada “PEC da Anistia” foi negociada e alterada para uma versão mais suave.

O texto aprovado trocou a anistia irrestrita para as dívidas de partidos políticos que não cumpriram as cotas raciais para determinar um pagamento retroativo e escalonado.

A PEC estabelece que as siglas deverão reinvestir, nas eleições seguintes, as verbas que deixaram de ser pagas para as candidaturas de pessoas pretas e pardas em pleitos anteriores.

De acordo com o substitutivo do relator, deputado Antonio Carlos Rodrigues (PL-SP), essa quantia deverá ser aplicada em candidaturas negras nas quatro eleições subsequentes à promulgação da PEC, a partir de 2026. O texto ainda será analisado pelo Senado, onde pode ser alterado.

Pagamento escalonado

Deputados favoráveis à proposta argumentam que, após ter sido modificada, a PEC não promove anistia aos partidos em relação aos repasses insuficientes das cotas raciais.

No entanto, na prática, a proposta perdoa as siglas ao considerar “cumprida” a aplicação da verba de cotas raciais em eleições anteriores desde que os recursos sejam reaplicados nas próximas quatro eleições.

A proposta aprovada insere na Constituição a obrigação de os partidos direcionarem 30% dos recursos do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário para candidaturas de pessoas pretas e pardas.

Antes, em versões anteriores da proposta, o percentual previsto era de no mínimo 20%. Agora, o texto aumenta o percentual, mas engessa o montante ao fixá-lo em 30%.

Além disso, pela PEC aprovada, o repasse poderá ser feito “nas circunscrições que melhor atendam aos interesses e estratégias partidárias”. Pelo texto, o novo percentual já valeria para as eleições municipais de 2024.

Fonte: CNN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo considera liberar jogo do ‘tigrinho’, em casas de apostas

Foto: Reprodução

O governo federal considera liberar o Fortune Tiger, o popular “Jogo do Tigrinho”, no Brasil. Integrantes do Ministério da Fazenda afirmaram que o aplicativo tem “quase todas as características necessárias” para ser enquadrado na Lei das bets (Lei 14.790/2023) sancionada em dezembro de 2023.

“O setor das bets e alguns especialistas avaliam que o Fortune Tiger se enquadra no trecho da lei das bets. Isso porque ela trata jogos online baseados em aleatoriedade”, disseram as fontes do G1. “Outros veem como ilegal em razão de um decreto-lei de 1946 que proíbe jogos dependentes exclusivamente da sorte”, complementa.

“O Fortune Tiger é um tipo de caça-nível, ou jogo de slots. Nesse tipo de jogo, os resultados devem ser definidos de forma aleatória e o prêmio deve depender exclusivamente da sorte. Os apostadores podem ganhar, mas, normalmente, a maior chance é de perder (semelhante ao que acontece, por exemplo, numa loteria, em que as chances de ganho são muito menores que as de perda”, pontuaram as fontes do Ministério da Fazenda.

Atualmente, o Ministério da Fazenda continua desenvolvendo as normas sobre jogos online. A partir dessas normas, será determinado se um jogo atende aos padrões para ser oferecido por empresas sediadas no Brasil.

As fontes mencionam que a Lei das Apostas abre espaço para jogos como o Fortune Tiger. Isso porque há transparência no valor que o apostador pode ganhar em relação ao dinheiro apostado e o resultado é gerado de forma aleatória.

Se enquadrado na Lei das bets, o Jogo do Tigrinho poderá ser oferecido por empresas sediadas no Brasil. Para assegurar a regularidade do serviço, o Ministério da Fazenda pretende bloquear o acesso a aplicativos similares hospedados no exterior por meio da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Contudo, a validação de jogos como Fortune Tiger precisa passar pelo crivo de empresas credenciadas pelo Ministério da Fazenda. As companhias que compõem o grupo são Gaming Associates Europe Ltd, BMM Spain Testlabs, eCogra Limited e Gaming Laboratories International LLC.

Apostas serão regularizadas no Brasil

Neste mês, o Ministério da Fazenda deve publicar mais sete portarias para regulamentar o mercado de bets. A entidade determinará que as plataformas sediadas no Brasil identifiquem, qualifiquem e avaliem o risco de apostadores e comunicar transações suspeitas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

As portarias também devem tratar de questões inerentes aos jogos, como regras para os caça-níveis virtuais e outros jogos online, prevenção ao vício em jogos e direitos e deveres de casas de apostas com consumidores.

Em junho, a Comissão do Senado aprovou um projeto de lei (PL 2.234/2022) que legaliza jogos de azar, jogo do bicho, bingo, cassinos e aposta de cavalos no Brasil. A norma estabelece regras para a categoria e define que o Ministério da Fazenda coordenará as atividades.

Fonte: Tecmundo

Opinião dos leitores

  1. O ParTido das Trevas e políticos irresponsáveis aprovam tudo neste País. É maconha, jogos de azar, falcatruas e tudo mais. Que vergonha.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Concurso

Governo do RN assina acordo com MP e recebe aval para fazer concurso para o Idema

Foto: Carmem Felix / Governo do RN

O Governo do Estado e o Ministério Público de Contas assinaram nesta sexta-feira (12) um termo de ajuste de gestão (TAG) que vai permitir a retomada de um concurso público para preenchimento de vagas no Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).

Desde a sua criação, em 1974, o Idema nunca teve concurso público. Atualmente, o quadro de pessoal é composto, em sua maioria, por agentes temporários, com atuação nas atividades finalísticas de fiscalização e licenciamento ambiental.

Segundo o Governo do Estado, a necessidade atual do Idema corresponde à nomeação de 180 profissionais de provimento efetivo, com base em um diagnóstico e plano de reestruturação administrativa do Instituto.

“Estamos num dia histórico, porque finalmente será possível realizar o concurso, e quem vai ganhar com isso é a sociedade”, afirmou a governadora Fátima Bezerra (PT) durante o ato.

“Todo esse processo se deu com muita cautela, com muita responsabilidade, não só a responsabilidade fiscal, mas a do dever da condição”, afirma Luciano Ramos, procurador-geral do Ministério Público de Contas do RN.

Em abril deste ano, uma nova lei estadual criou os cargos de Analista Ambiental, de Analista Administrativo e de Fiscal Ambiental no Idema.

Para o diretor-técnico do IDEMA Werner Farkatt, este é um momento de conquista para todo o Rio Grande do Norte.

“Eu quero destacar, além do empenho da nossa procuradoria, o engajamento da controladoria. Fizemos muitas reuniões com o doutor Luciano e sua equipe para chegarmos a esse momento, e destacar também a sensibilidade do Ministério Público de Contas para fazermos essa estrutura final do TAG”, evidencia Pedro Lopes, secretário estadual de Administração.

Fonte: Portal 98Fm

Opinião dos leitores

  1. Excelente iniciativa! Governo Fátima reorganizando o aparelho do Estado, de forma transparente, democrática e legal. Reestruturar um órgão tão importante para as políticas públicas relacionadas ao meio ambiente com servidores qualificados e efetivos é um passo a frente na gestão pública do RN. Parabéns!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Alckmin: Ruim não é colocar comida na cesta básica, e sim tirar armas do imposto seletivo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) comentou, nesta sexta-feira (12), a aprovação da regulamentação da reforma tributária na Câmara. Ele afirmou que o ruim não é colocar comida na cesta básica, mas retirar as armas do imposto seletivo (IS), o chamado “imposto do pecado”.

“Você tinha duas alternativas. Cashback, ou seja, devolver o imposto para a população mais carente ou isentar as carnes […] Você colocar comida na cesta básica não é ruim, ruim é você retirar do seletivo as armas”, disse Alckmin em evento do Programa Brasil Mais Produtivo, na sede do Sebrae em Brasília.

Um dos temas mais negociados na regulamentação da reforma tributária, a inclusão das proteínas animais na cesta básica e a consequente isenção total dos impostos sobre elas foram incluídas no texto de última hora.

O receio do Ministério da Fazenda era de que a medida não beneficiasse a população mais pobre e gerasse um aumento na alíquota geral dos novos impostos criados pela reforma tributária.

No caso das armas, a Câmara rejeitou a inclusão no imposto seletivo (IS), conhecido como “imposto do pecado”.

O IS estabelece uma alíquota maior para bens que prejudicam a saúde ou o meio ambiente, de forma a desestimular o consumo.

Fonte: CNN

Opinião dos leitores

  1. ESSE AI E OUTRO QUE TA CERTO. TEM QUE TER A MAMADEIRA PRA SE MANTER. DRVE TA FAZENDO 9 RAPA NO TACHO IGUAL A NINE

  2. Eita Geraldão Coxinha.
    Conhecido carinhosamente pelo molusco de nove dedos também como picolé de chuchu.
    Kkkkkkkkkkkk.
    Vou levantar a sua bola, vou chamar o Sr de Profeta.
    Sim, o sr profetizou que o Nine queria voltar a cena do crime, pois num é que o senhor acertou na mosca.
    Pra variar ja tivemos o episódio do arrozão, licitação da Secon e nessa semana ficamos sabendo da volta, do retorno dos irmãos Batistas.
    Delataram aí, que os meninos foram recebidos 17 vezes pelo ilustre ministro do Lule Nine da Silva.
    Kkkkkk.
    Praquê??
    Pra enfiar o grosso na população brasileira.
    Portanto Sr Geraldo, o sr é o maior profeta do Brasil.
    De fato, todos juntos e misturados voltaram a cena do crime, inclusive agora, acompanhado da sua ilustre presença.
    Kkkkkkk.
    É imoral de mais seu menino.
    Acabou!

  3. ESSE VOLTOU A CENA DO CRIME E, NEM CADEIRA PRA SENTAR, DERAM PRA ELE. ESBANJA É A VICE-PRESIDENTE.

    1. Verdade Gutemberg, até porquê foi só alguns TRILHÕES roubado por LULADRAO e sua quadrilha de PTralhas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Prefeitura anuncia obras na Av. Xavantes e na lagoa de captação de Cidade Satélite

Foto: Joana Lima / Prefeitura do Natal

O prefeito Álvaro Dias (Republicanos) anunciou nesta quinta-feira (11) o início das obras de drenagem, pavimentação, construção de calçadas e sinalização da Avenida dos Xavantes, além de reestruturação da lagoa de captação da Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal. A previsão é de que os trabalhos já sejam iniciados na próxima segunda-feira (14).

A obra faz parte do programa “Asfalto Novo”, uma iniciativa da Prefeitura do Natal em parceria com o Governo Federal, para promover o recapeamento asfáltico.

“Cidade Satélite é um bairro que o prefeito tem tratado com muito carinho. Já fez a primeira etapa, com o início das reformas de todas as praças. Esta segunda etapa acontece numa via tão importante para aquela localidade. Vamos em frente a cada dia que se passa, com mais uma obra que temos. Agora é trabalhar incansavelmente por uma natal cada vez melhor”, disse Carlson Gomes, secretário de Infraestrutura de Natal.

Um dos representantes da Potiguar Construtora LTDA, responsável pela obra, João Gabriel Arantes Horto, falou que a obra será dividida por três equipes, mas que as máquinas já estarão na segunda-feira iniciando os trabalhos.

“As equipes que vão fazer parte dessa obra já se encontram em Natal, fazendo alguns outros trechos. Nós vamos começar a mobilizar as máquinas na próxima segunda-feira, assim como as equipes que vão partir dos primeiros serviços lá, vai ser dividido em três equipes”, ressalta João Gabriel.

Fonte: Portal 98Fm

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

ACREDITE SE QUISER: Prefeitura de Maxaranguape gasta quase R$ 15 mil com troca de óleo de uma van

NOTA COM A COMPROVAÇÃO DO GASTO EM MAXARANGUAPE.

Em uma nova descoberta do Blog do Dina, a Prefeitura de Maxaranguape é novamente suspeita de pagar valores exorbitantes por serviços de manutenção em sua frota de veículos. Desta vez, a simples troca de óleo de uma van Sprinter 415 foi faturada em R$ 14.809,60, quando uma manutenção completa do automóvel custaria menos de 5 mil reais. A discrepância de preços reforça as suspeitas de superfaturamento que vêm assombrando a administração municipal.

A troca de óleo e fluidos do veículo modelo Sprinter 415 foi realizada a um custo muito acima do praticado no mercado. O manual do fabricante especifica que a troca de óleo deve incluir 12 litros de óleo 5w30 e um filtro de óleo, além de recomendar a substituição dos filtros de ar e combustível. No entanto, mesmo considerando a troca de todos os fluidos possíveis do veículo, os valores pagos pela prefeitura superam em muito os preços de mercado.

Documentos consultados pelo Blog do Dina, detalharam os custos reais estimados para os serviços, que incluem óleo 5w30 (12 litros), filtro de óleo, filtros de ar e combustível.

O documento de detalhamento de despesa de Maxaranguape não especifica quais fluidos foram trocados, mas orçamentos de outros estados evidenciam a discrepância no valor do serviço.

Partindo para comparativos reais, um orçamento de todos os fluidos de um veículo Sprinter 416 (motor, câmbio e diferencial), feito pela prefeitura de Tucumã, no Pará, em maio deste ano, soma um total de R$1.879,15. Nesse valor é adicionado o preço dos filtros dos fluidos, que sempre são trocados em conjunto, sendo o valor final apenas para essas trocas de  R$2.965,76. Significa dizer que Maxaranguape pagou 400% a mais em serviço semelhante.

 

 

E tem mais: uma revisão completa do automóvel custou R$ 4.792,19. Enquanto em Maxaranguape, apenas a troca de óleo custou R$ 14.809,60. Essa disparidade significativa levanta sérias suspeitas sobre a gestão dos recursos públicos e a possibilidade de superfaturamento.

 

 

Ou seja:

Valores reais praticados por outras prefeituras

  • Caso seja feita a troca de todos os fluidos:

–  R$2.965,76

  • Caso seja feita a troca somene do óleo:

– R$1455,17

  • Em Maxaranguape, valor sem discriminação por itens, apenas a título de troca de óleos e fluidos:

– R$14.809,60

Esta não é a primeira vez que a Prefeitura de Maxaranguape é acusada de pagar preços inflacionados por serviços de manutenção. Anteriormente, o Blog do Dina revelou que a prefeitura gastou R$ 83 mil em manutenção de dois Gols 2013 e meio milhão de reais na manutenção de ônibus escolares, todos serviços prestados pela empresa Herick Diesel Serviços e Comércio de Peças Automotivas EIRELI. A falta de transparência e os valores exorbitantes pagos pela manutenção dos veículos impactam diretamente o orçamento municipal, desviando recursos que poderiam ser utilizados em outras áreas essenciais, como saúde e educação. A população de Maxaranguape sofre as consequências de uma gestão ineficiente e possivelmente corrupta.

Fonte: Blog do Dina

Opinião dos leitores

  1. PPR ESSE E OUTROS MOTIVOS QUE OS CARAS ENTRAM POBRES E SAI DAS PREFEITURAS RICOS. A PROFESSORA NUNCA MAIS VOLTA ORA SALA DE AULA. VAI APOSENTAR DE VEZ. E O POVO QUE SE LASQUE

  2. A informação seria completa se fosse procurado saber quanto desse valor o proprietário da oficina realmente recebeu pelo serviço.

  3. No Brasil era pra acabar com prefeituras.
    Tinha que criar outra maneira de administrar cidades.
    Isso é imoral.
    Roubam de mais, da maior a menor prefeitura.
    É tão imoral, que esses gestores ainda recebem salários pra fazer essa sem-vergonhices.
    Tem cabimento????

  4. Imagina o tanto de sujeira não tem embaixo do tapete envolvendo está gestão que a 8 anos estão no poder

  5. esse povo dessa cidade tem os politicos que merecem, duvido se nao ganhao todos novamente, o povo é pior…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *