RN maquia despesas de pessoal, gasta 86% da receita com a folha, mas só admite uso de 52%, diz Tesouro

Reportagem da Tribuna do Norte desta quarta-feira mostra que o gasto com pessoal acima do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) tornou-se realidade generalizada nos Estados brasileiros.

No ano passado, essa despesa extrapolou o limite em 16 Estados e no Distrito Federal. Em cinco Estados, o comprometimento com gastos de pessoal já ultrapassa os 75% da RCL: Rio Grande do Norte (86%), Rio de Janeiro (81%), Minas Gerais (79%), Rio Grande do Sul (78%) e Mato Grosso do Sul (77%). Os dados constam no relatório “Exposição do Governo Federal à Insolvência dos Entes Subnacionais”, publicado nesta terça-feira, 6, pelo Tesouro Nacional.

No caso do RN, o mais grave de todos, o Tesouro aponta que o Estadl admite gastar apenas 52%, maquiando as contas públicas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. henrique disse:

    Olha, a questão pelo que se comenta no Centro Administrativo, sobre o inchaço da folha de pessoal não é por causa de servidores do Estado. É por conta do excesso de Terceirizado que existem no Estado. Uns até com salários muito altos. Há bem mais terceirizados do que servidores pelo que se diz nos arredores por aqui.

    • M.D.R. disse:

      Amigo, apicaretagem é tão grande que querem destruir os EFETIVOS, pessoas com 50 à 65 anos, até alguns deles preste de se aposentar .
      Põem os COMISSIONADO mais os terceirizados chegam aproximadamente uns 25 mil funcionários e quem fez estás irresponsabilidades o GESTOR, o que significa isto; C A B I D O D E E M P R E G O.

  2. Jairo disse:

    Sou servidor concursado da saúde pública do estado e há mais de dez anos que não temos reajuste nem para correção salarial que é obrigatória.Ora contem outra!!!

    • Junior 100 disse:

      Sem conta nossa maior jabuticada, as "sobras orçamentárias", que ficam na conta dos outros poderes, saem do cálculo da LRF e pioram a situação financeiro do executivo do estado como um todo.

  3. Amarildo disse:

    O RN é um caso de colapso administrativo.
    Esse percentual foi por novas contratações ou a arrecadação caiu, assim, o percentual subiu?

    Em todo órgão o que se vê é a contratação de serviços terceirizados, a cada dia tem mais gente terceirizada. Sem entrar no mérito da qualificação desses terceirizados que na grande maioria recebem 01 salário mínimo, então a consequência não precisa comentar, jogando a qualidade do serviço público no ralo…
    Com exceção da educação, polícia militar e o ITEP onde houve concurso e foram contratados servidores? Essa matéria fala em comprometimento de 85% da receita com pessoal, mas não mostra como se chegou a esse número, deveria.

    A partir de janeiro o RN estrá sob nova administração e aí, será adotado o velho hábito de espalhar os aliados nos cargos e órgãos, sem cortar despesas, cargos e serviços duplicadas? Veremos mais do mesmo ou o RN terá uma administração pautada pelo compromisso de sanar as finanças estaduais?

    • euzim disse:

      E olha que o PT é ávido por acomodar a companheirada. O RN vai piorar. Não somente nesse aspecto, mas em segurança, infraestrutura, conservação do patrimônio, em educação. Basta ver o que fizeram com o país.

  4. Mendes disse:

    Cadê as greves por aumento de salários e plano de cargos? Foram anos de aumentos irresponsáveis, muito acima da inflação e da capacidadade financeira do ente, que junto com administração sofrível, levaram o Estado a bancarrota. Agora a greve é para receber salário. Lamentável.

    • euzim disse:

      Agora com o governo da petista é que a pelegada vai ficar quietinha…

  5. Tonho disse:

    Já perderam a boquinha, agora é chutar o cachorro morto

  6. André disse:

    Lastimável a situação do RN, sempre muito benevolente com seus servidores. Aqui, Procuradores do Estado recebem os maiores salários do Brasil. Aqui, Defensores Públicos fizeram concurso em 2015 com subsídio previsto no edital de R$ 10.200,00 e hoje, logo após terem sido nomeados, já recebem R$ 25.500,00. Aqui, mesmo com o Estado extrapolando o limite legal da LRF, ainda se vê o Governador nomeando. Poderia listar mais uma dezena de absurdos que se vê no nosso “Elefante” cada vez mais quebrado…

    • M.D.R. disse:

      Os quatros anos de mentiras, sem resultados e sem credibilidade para o JUDICIÁRIO, sem credibilidade para funcionalismo este é o conceito do atual GOVERNADOR . Até porque o mesmo disse: quando candidato ao governo que dinheiro tem o que esta faltando é gestão. E AGORA JOSÉ. . . .

COMENTE AQUI