Sobe para 176 o número de casos de coronavírus no Brasil, diz ministério

Foto: André Penner/AP

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (15) novo balanço dos casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil: são 176 casos. Além disso, o balanço tem os seguintes destaques:

176 casos confirmados, eram 121 no sábado;

1.915 suspeitos;

1.470 casos descartados.

No relatório, São Paulo e Rio de Janeiro são os Estados com mais casos confirmados, com 112 e 24, respectivamente.

O Ministério da Saúde informou ainda que nas duas cidades há casos de transmissão comunitária. De acordo com a pasta, os casos de transmissão comunitária são aqueles em que não é possível identificar a trajetória de infecção do vírus.

Além dos dois estados, outras 13 unidades da federação têm casos confirmados. Veja abaixo:

Amazonas – 1 caso
Rio Grande do Norte – 1
Pernambuco – 2
Alagoas – 1
Sergipe – 1
Bahia – 2
Minas Gerais – 2
Espírito Santo – 1
Rio de Janeiro – 24
São Paulo – 112
Paraná – 6
Santa Catarina – 6
Rio Grande do Sul – 6
Goiás – 3
Distrito Federal – 8

Em relação ao relatório divulgado no sábado, Amazonas e Sergipe tiveram os primeiros casos confirmados pelo Ministério da Saúde.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vergonha disse:

    Getúlio jumento …estou tirando onda …que o vírus so irá atacar a turma do judiciário e assembleia ,por isso eles querem Nso trabalhar, mas esses mesmo funcionários estavam lotando barzinhos e shopping centers…..se não entender eu posso DESENHAR

  2. Vergonha disse:

    Kkkkk calma logo logo o judiciário, assembleia legislativa irá fechar , mas os barzinhos estarão lotados a noite , esse vírus a noite dorme 🤔….hipocrisia , esse POVO SÓ quer um pé para NAO TRABALHAR

    • Getúlio disse:

      Aí conhece, nunca deu um prego numa barra de sabão. Vive até hoje de favor e a enaltecer os vagabundos do pt, iguais a ele

  3. Pietro disse:

    Melhor parar tudo agora.

  4. Alcides disse:

    Relato de um brasileiro que estava na Europa

    "Caros amigos, passei três semanas na Itália e acabo de chegar em casa, depois de uma verdadeira maratona. Estamos eu e minha mãe na casa dela, de quarentena voluntária, sem sintoma algum. Só por precaução. Antecipei minha volta em duas semanas, pois a situação é de guerra na Itália. A única fronteira ainda aberta é a da França, para onde tivemos de ir de trem. Os poucos vôos anunciados são sempre cancelados. Os leitos de UTI nos hospitais italianos já estão lotados há semanas. Agora, são os necrotérios que não dão conta da demanda… Os cadáveres ficam insepultos por até 3 dias, segundo os jornais… Velórios foram proibidos. Lavar as mãos e manter distância já não são medidas suficientes. Temos de parar nossas atividades! Essa foto acima é de uma das principais ruas de Turim, a Via Garibaldi, ontem de manhã. Deveria estar lotada num dia de sábado normal. Olhem como está. Não tomem isso como sensacionalismo ou Fake news. Há 15 anos, com a ONU, eu havia tido a experiência de uma evacuação de urgência do Timor, depois de uma revolta popular. Agora, foi muito pior, pois o inimigo é invisível e dele não se pode desviar. Na Itália, o consenso é que o país deve parar 14 dias. É o modo mais eficiente de diminuir a propagação. Os efeitos colaterais são gravíssimos: dano econômico e xenofobia, mas é o único modo… A Itália reconhece que errou ao retardar essas medidas. Também errou ao tratar como sensacionalismo as notícias de agravamento da crise. Quando cheguei em Milão, em 24/2, havia 90 casos confirmados no país apenas. Hoje são mais de 30.000. Sai do aeroporto de Paris ontem, fiz uma baldeação em Lisboa e cheguei no Recife sem passar por NEMHUMA barreira sanitária! Ninguém tirou minha temperatura, com aquelas pistolas. Nada! A França, Portugal e o Brasil parecem não ter entendido a lição dos meus queridos amigos italianos. #forzaitalia"

    ==> Parece que estamos trilhando o mesmo caminho dos italianos. Vão esperar a bomba cair para depois adotar as medida extremas e aí, a lista de mortos já será grande.

    • Leonardo disse:

      É verdade! Temos q ficar isolados em casa para evitar disseminacao desse vírus! O Brasil nao tem condicoes estruturais e sanitárias para garantir assistência à populacao! Só deve ficar funcionando aquilo q é fundamental como hospitais e seguranca. O resto tem q parar! Vejo muitas pessoas aqui reclamando que as escolas municipais e estaduais, os IFS e a UFRN já deveriam ter suspendido as aulas e o expediente! Entretanto, percebo uma total omissao desses orgaos… Nem uma nota informativa eles dao à populacao. Somos nos que pagamos pra essas instituicoes funcionarem! E eles nem para dar um retorno! Se fosse greve por salário e benefícios, já teriam parado! A populacao cobra uma providência da parte dos gestores do estado e dos reitores com relacao à suspensao! Do jeito q ta nao pode ficar! O que vcs estao esperando???

  5. Marcos disse:

    Governadora,
    Suspenda imediatamente as aulas das escolas públicas/privadas e locais públicos e os comércios de grande aglomeração. Deixe funcionando somente os locais públicos ou privados que são necessários a sociedade. O RN sentiria menos os efeitos do coronavírus.
    Não adianta muito adotar essas medidas depois que começa contaminação.
    A França, a Espanha e Itália demoraram muito para adotar essas medidas e a contaminação ainda vai demorar umas três semanas para diminuir. E as mortes vão continuar até lá.

    • Livia disse:

      Eh verdade. É necessário que haja uma grande parada pra conter a epidemia.

  6. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Não tiveram coragem de cancelar o carnaval.Logo após o carnaval começou o demantelo.

COMENTE AQUI