Substituto do Bolsa Família e outros programas sociais, Renda Brasil será de até R$ 300 e chegará a 31 milhões de brasileiros

Foto: reprodução

O Renda Brasil, programa de renda mínima permanente, terá valor entre R$ 200 e R$ 300, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes. O programa de transferência de renda irá ampliar o Bolsa Família e englobar outros programas do governo, como o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) e o Seguro Defeso. Programa irá substituir o Bolsa Família e outros programa sociais e ampliar abrangência para além das quase 14 milhões de famílias contempladas hoje.

Sua abrangência, portanto, será maior que a do Bolsa Família, que hoje transfere entre R$ 89 e R$ 205 para famílias com crianças ou adolescentes na escola. De acordo com a Caixa, hoje são 13,5 milhões de famílias beneficiadas.

O governo estima que serão cerca de 31 milhões de brasileiros no Renda Brasil, incluindo 20 milhões que recebem o auxílio emergencial pelo Bolsa Família e mais 11 milhões que foram incluídos agora, após novo cadastramento, entre os muito pobres, trabalhadores informais e empreendedores por conta própria.

O Ministério da Economia elaborou uma estratégia para outras 25 milhões de pessoas que são pequenos empresários e trabalhadores que não farão parte do programa assistencial Renda Brasil.

A ideia é que eles sejam formalizados por meio da Carteira Digital Verde Amarela, novo programa que será lançado e funcionará como uma espécie de “rampa” de acesso social, para sair da assistência do auxílio emergencial para a formalização e inclusão no mercado de trabalho.

A pandemia do novo coronavírus mostrou a necessidade do fortalecimento dos programas sociais. Neste mês o governo paga a terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 e já anunciou três novas parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, que ainda têm que passar pela aprovação do Congresso.

O novo programa de transferência de renda, portanto, é aposta da equipe econômica para evitar queda maior da economia e proteção dos mais vulneráveis, que já foram identificadas durante o pagamento do auxílio emergencial.

Em função do coronavírus, o FMI (Fundo Monetário Internacional) prevê queda do PIB brasileiro de 9%, mas Guedes já declarou que acredita que o tombo será menor.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lula disse:

    Senhor Ricardo, o nosso amigo lúcido arrependido que gosta de pinico, adora parecer intelectual e atualizado, uma lastima.

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    O mundo dá muitas voltas.Esses eleitores de Bozo criticavam para valer o bolsa família.

  3. Mitológico disse:

    Assim o MITO ganha no primeiro turno em 2022!

  4. Carlos Henrique Chal disse:

    Pois é, sou a favor de amparo aos menos favorecidos.
    Engraçado que esses programas sociais eram tido como incentivo à vagabundagem dos brasileiros, eleitoreiros, entre outros, nos governos anteriores e hoje ?
    Não tem jeito não, que venham outros em favor dos menos favorecidos.

  5. Direita Honesta disse:

    Presidente honesto e realmente preocupado com o povo brasileiro. O melhor presidente que o Brasil já teve.

  6. thiago barbosa disse:

    to vendo a hora metade do país viver disso, ninguém quer mais trabalhar, chame uma pessoa pra pintar uma parede ou ajeitar um jardim pra ver se querem!

  7. Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

    Ao contrário do que muitos pensam o programa bolsa família não foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quem o criou ele apenas unificou três programas sociais criado em 2001 pelo presidente Fernando Henrique Cardoso que eram os programas de transferências de rendas denominados de bolsa escola o bolsa alimentação e o auxílio gás,o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva no ano de 2003 quem unificou esses três programas de transferências de renda no atual bolsa família e agora em 2020 o presidente Jair Bolsonaro está mais uma vez renomeando esse programa de transferência de renda de o novo renda Brasil.
    Li essas informações no blog de Reinaldo Azevedo,da veja e li também nessa matéria que o então ministro da integração Nacional Ciro Gomes dizia ser totalmente contra o programa bolsa família que segundo ele tornavam as pessoas preguiçosas e que elas não queriam mais trabalharem.

  8. natalsofrida disse:

    Esse era o facista, homofobico, nazista, que nao gostava de pobre nem de nordestino? Esse é p unico argumento que vcs petralhas ladrões tem? Anote aí: até nunca mais! Kkkkkkkkkkkk

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Luiz Inácio Lula da Silva Estragegicamente usando da mesma arquitetura de dominação de poder político e econômico e social e cultural de Adolf hitler na implementação dessa chamada conciliação de classes colocou o senhor José de Alencar Gomes da Silva um dos maiores industriais do Brasil em 2006,hoje já falecido como candidato a vice presidente da República,em que os dois foram eleitos e empossados presidente e vice presidente da República do Brasil em 2007.

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Parece coincidência ou não,Apesar de o senhor Luiz Inácio Lula da Silva não ter incorporado um discurso de odio,xenofobia,racismo como Adolf Hitler,mas no começo na década de 1980 na eleição de 1989 começou com um discurso rancoroso contra a elite burguesa do Brasil naquele ano como candidato Salvador da pobreza e da redução das desigualdades sociais e econômicas do Brasil ele Lula com o passar do tempo passou a adotar um discurso mais moderado e conciliatório de classes sociais e econômicas antes de chegar ao poder na eleição de 2002 como fez Adolf Hitler na Alemanha em 1933,aqui no Brasil em 2002 Lula fez algo parecido com um discurso chamado por ele mesmo de paz e amor visando conquistar a confiança da elite burguesa brasileira dos banqueiros,investidores do mercado financeiro,empresários,e indústriais,usando da mesma artimanha da arquitetura estratégica de dominação de Adolf Hitler como já escrevi antes quando conquistou o poder político aliou-se com a alta burguesia econômica escolhendo e colocando José de Alencar Gomes da Silva como seu vice-presidente para buscar essa conciliação das classes sociais e econômicas;unir a elite burguesa,a classe média e os pobres para estrategicamente perpertua-se no poder indefinidamente no Brasil.

  9. Jailson disse:

    Bolsonaro tá querendo imitar o governo Lula…
    E era quem criticava os programas assistenciais.
    Kkkkkkkkkk

    • Rabugento disse:

      Tá com ciúmes? Não é imitar, não! É só passar pra população o dinheiro que Lula passava pra outras coisas. Venezuela, Cuba, empreiteiras, etc
      Aceita que dói menos!

    • Kiko disse:

      Jailson, não defendo o doído do Bolsonaro, mas seguindo a sua linha de raciocínio , Lula também imitou Fernando Henrique, apenas trocou de nome o programa de seu antecessor.

    • Ricardo lúcido disse:

      Mas Jailson é verdade . Eu quando admirava o Bozo , lembrando que votei nele e me arrependo , eu criticava muito essa política assistencialista do PETÊ . Dizia e escutava muito : “ tem que ensinar a pescar , não adianta dar o peixe “ . Pois bem , não é que o Tonho da lua está fazendo a mesma coisa ! Por isso eu não sou mas da gadolândia . Na verdade o filme está passando do mesmo jeito . O bastião da moralidade não passa de um conversador de lorota e o pior que tem um bocado de gente que ainda não caiu a ficha . Euzinho , detectei logo o conto do vigário e sai do barco e digo com o barco carregado de 60 mil óbitos o caminho é muito complicado . Uma pena . Pensar que tive um adesivo do Bozo , votei nele e me arrependo , no meu Chevette 78 . TITICO TRÁS O PINICO .

    • Manoel disse:

      Do mesmo jeito que Lula imitou FHC com o bolsa família

    • Ricardo disse:

      Nem Bolsonaro criticava, nem os programas foram criados por Lula. Menas….

    • Vergonha disse:

      Raça desgraça são os PTralhas.,se FAZ porque FAZ , se não são contra os pobres .Cade FATAO defensora dos pobres ? Está escondida ? Vão matar os pobres de fome e falta de leitos

    • Manoel disse:

      Daqui a pouco ele vai se olhar no espelho e ver um comunista! Kkk. De direita , anticorrupção, conservador e liberal o MITOmaníaco não tem nada! Só mais um político oportunista que iludiu o povo!

    • Anderson disse:

      Imitar não, aperfeiçoar.
      Ou você acha que Lula inventou o bolsa família?

    • Ricardo lúcido disse:

      O nobre chará não entendeu . Eu não disse que o Petê criou o bolsa , eu até sou contra . Sou da teoria de ensinar a pescar , não de dar a PIABA . O BOZO , votei nele e me arrependo , tinta até cortado verbas da bozofamilia ( não confundir com milícia ) , mas voltou atrás . Terá sido medo do careca ? O BOZO , recuou , pense num caminhão carregado de coragem , um trem cheio de nova política . Checa TITUCO ! TRAS O PINICO !

COMENTE AQUI