Política

Temer liga para Bolsonaro para evitar mal-entendido sobre imitação do presidente em jantar

Foto: Alan Santos/PR

O ex-presidente da República Michel Temer tomou iniciativa de telefonar para o presidente Jair Bolsonaro para desfazer qualquer mal-entendido que possa ter ficado de um jantar realizado na segunda-feira (13). No encontro de ontem, uma das pessoas à mesa fez imitações de vários políticos. Numa delas, Bolsonaro é retratado de maneira derrogatória no episódio que teve a ajuda de Temer para redigir uma nota pela pacificação entre os Três Poderes.

“Tomei a iniciativa de mandar uma mensagem para o presidente e ele telefonou”, disse Temer.

Na conversa entre o ex e o atual mandatário do país, Temer relatou que era um jantar entre amigos e que uma das pessoas à mesa era um exímio imitador, André Marinho, inclusive trabalhando na rádio Jovem Pan. E que houve imitações de vários políticos.

No telefonema, o emedebista minimizou as piadas e disse que Marinho também havia imitado outras figuras políticas no jantar, como o governador João Doria (PSDB), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente americano Donald Trump.

“Sabe que quando ele fez minha imitação eu fechei os olhos e parecia que estava ouvindo a mim mesmo. Foi uma brincadeira. E a cada imitação, todos batiam palmas, porque era de muita qualidade. Não se tratava de aprovação do conteúdo, que era humorístico”, explicou Temer.

Segundo o ex-presidente, Bolsonaro disse: “Temer, não se preocupe com isso. Estou acostumado”.

Com informações de O Globo e Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Besteirinha!!! O Mito não imita um ser humano com falta de ar !!! Por que o ex presidente não pode????

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

José Agripino cita extremismos de Lula e Bolsonaro para defender fusão do DEM com o PSL ao centro

O ex-senador José Agripino Maia deve ser o presidente da nova sigla que surgirá com a fusão do DEM com o PSL. A fusão ainda é incerta e depende de um longo processo jurídico para ser realizada, mas o político já adiantou que a nova legenda será de centro, sem os extremismos da direita do presidente Jair Bolsonaro e da esquerda do ex-presidente Lula.

“Eu reputo fundamental ser feito através pesquisa de opinião pública, um nome que traduza a tendência do partido, que é uma tendência centrista, liberal democrática. Nem extrema direita, nem extrema esquerda. O centro democrático que inclusive entendemos que retrata o pensamento da maioria do povo brasileiro. Uma maioria até silenciosa, mas que não quer votar nem na extrema esquerda de Lula, nem na extrema direita de Bolsonaro“, disse em entrevista ao Agora RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governo Fátima coloca em risco o Programa do Leite e os Restaurantes Populares após retirar retira R$ 32 milhões do orçamento

O Governo do Rio Grande do Norte está esvaziando financeiramente a Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS) e transferindo recursos para outras secretarias, o que tem prejudicado os serviços ofertados pela pasta, como o Programa do Leite e o Restaurante Popular. A denúncia é do secretário de Assistência Social da cidade de Canguaretama e vice-presidente do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social do Rio Grande do Norte (COEGEMAS/RN), Francisco Touché, que relata vários problemas na Sethas devido à falta de recursos.

De acordo com ele, foram transferidos R$ 32 milhões da Sethas para a Secretaria de Educação do RN (SEEC). A informação foi repassada pela coordenadora da Sethas e vice-presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Muriele Medeiros, em reunião do conselho. Muriele é esposa do senador petista Jean Paul Prates.

O valor é maior do que o que tinha sido informado anteriormente pela secretária da Sethas Iris Oliveira aos gestores municipais. Segundo ela, haviam sido transferidos R$ 20 milhões do Fundo de Enfrentamento e Combate à Pobreza da Sethas, o Fecop, para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

“Ou seja, a falta de dinheiro para Restaurante Popular, Programa do Leite e para os municípios, o gargalo está aí, porque nós somos uma política que, infelizmente, além de ser invisível, não tem percentual mínimo para investimento, o Estado aplica na assistência social, na segurança alimentar o que ele quiser e infelizmente, por ser invisível, o dinheiro é transferido para a Educação, para a Saúde e ninguém diz nada, ninguém briga”, reclamou Touché

Grande Ponto

DO BLOG: O Blog do BG havia publicado sobre o caso quando começou a receber as primeiras denúncias na postagem “Produtores de leite desesperados

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

CASO COVAXIN: Dias Toffoli vê “indício de prática de fatos ilícitos”

Em decisão de 30 páginas a que a CNN teve acesso com exclusividade, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli disse ver indícios de ilicitudes no contrato do Ministério da Saúde com a empresa para a aquisição da vacina Covaxin.

Toffoli autorizou, a pedido da CPI, busca e apreensão em sedes da empresa Precisa Medicamentos. A operação da Polícia Federal foi realizada na manhã desta sexta-feira (17). Esta é a primeira manifestação formal da corte sobre o assunto desde que o caso veio a tona a partir das investigações da CPI da Pandemia.

“Em primeiro lugar, como indício de prática de fatos ilícitos (e da subjacente tentativa de não revelá-los), a negativa da Precisa em entregar os documentos correlativos às tratativas da compra do imunizante Covaxin pelo Executivo brasileiro, tratando-se de um contrato dessa magnitude (em importância e valores empenhados não é crível pelas regras da experiência comum e por se tratar de contratação pública firmada com a administração e, portanto, sob seus princípios e regras que só houvesse até o momento um ‘memorando’, considerado aí o estágio não inaugural das tratativas”, disse Toffoli.

Ele diz ainda que “as circunstâncias aparentemente incomuns da contratação que envolveram a escolha do imunizante Covaxin, em detrimento de outros, como a Pfizer, mais baratos e em estágio mais adiantado de testes e aprovação da Anvisa, em desrespeito aos princípios da publicidade e transparência, conduzem à conclusão de absoluta necessidade de seu esclarecimento”.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Lula quer polarizar com Bolsonaro: “Não há espaço para terceira via”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (17) que não há espaço para a terceira via nas disputas eleitorais de 2022. “A terceira via tem que me derrotar no primeiro turno, ou derrotar o Bolsonaro no primeiro turno. Não há espaço para terceira via se não houver uma mudança brusca no espaço político nacional”, disse o ex-presidente em entrevista à Rádio Sagres, de Goiânia.

Questionado sobre os efeitos das manifestações promovidas pelo Movimento Brasil Livre no último domingo (12),que busca viabilizar a terceira via nas eleições de 2022, o petista afirmou que nunca acreditou na capacidade de mobilização do MBL. Segundo ele, Bolsonaro ainda tem uma base de apoio considerável. Por isso, na avaliação dele, a disputa tende a ficar entre os dois.

“Eu penso que nós estamos caminhando para uma disputa política entre o PT representando setores democráticos da sociedade, e o Bolsonaro representando setores fascistas da sociedade”, afirmou.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Paulo Coelho quer que Brasil fique fora da Assembleia Geral da ONU porque Bolsonaro não se vacinou

O escritor Paulo Coelho pediu, nesta sexta-feira (17), ao secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, que a instituição barre a participação do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia Geral, entre 14 e 30 de setembro, porque ele não se vacinou. O Brasil teria que ficar de fora do encontro sob o argumento de que Bolsonaro seria um “mau exemplo”.

“António Guterres, sei que não pode impedir a entrada de mandatários, mas seria uma vitória proibir a comitiva do presente brasileiro de entrar. Não estão vacinados – mau exemplo hoje estampada em todos os jornais do mundo”, escreveu assinando como “mensageiro da paz” da ONU.

As Nações Unidas devem exigir comprovante de vacinação contra a covid-19 de cada integrante das delegações presentes na abertura do evento. O Itamaraty espera exceção aos chefes de Estado e de governo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid: após pico, número de mortes por data real voltou a patamares de 2020

As datas em que ocorreram as mortes por covid-19 contam a história real da pandemia. Os dados mostram que a crise sanitária atingiu o pico em março de 2021. Nos meses seguintes, os números começaram a diminuir. Em agosto, o país chegou ao menor patamar de mortes mensais desde novembro de 2020, quando a doença vitimou 14.120 pessoas no Brasil. Às informações são do Poder 360.

No mês passado, ocorreram 15.497 mortes pela doença, segundo os dados contabilizados até agora pelas autoridades de saúde. Em todos os 8 meses anteriores, os números mensais foram superiores.

Os dados de mortes por data real referem-se aos dias em que as mortes realmente aconteceram – números que só são atualizados uma vez por semana em boletins do Ministério da Saúde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Datena é convidado a se filiar ao PDT com opção de ser vice na chapa de Ciro Gomes

Lançado pelo PSL como pré-candidato à Presidência, o apresentador José Luiz Datena recebeu convite para se filiar ao PDT. A legenda oferece ao jornalista a opção de se candidatar a vice de Ciro Gomes (CE).

O jornalista afirmou estar “analisando de fato” a proposta. À Folha o presidente do PDT, Carlos Lupi, contou que também há a possibilidade de Datena ser lançado a governador ou senador.

“Vamos avaliar em pesquisa as três opções: vice-presidente, governador ou senador por São Paulo”, disse Lupi. A conversa do presidente do PDT e Datena ocorreu na segunda-feira (13).

Folhapress

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Governo federal publica decretos para alavancar implementação do 5G

Foto: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou nesta sexta-feira (17), em edição extra do Diário Oficial da União, 2 decretos para flexibilizar e alavancar a implementação da tecnologia 5G no Brasil.

O 1º decreto institui o Pais (Programa Amazônia Integrada e Sustentável) e cria o seu Comitê Gestor. O programa o objetivo de implantar uma rede de transporte de fibra óptica na Região Amazônica.

A implementação do Pais estava previsto no edital do leilão do 5G. O programa foi alvo de parecer da área técnica do TCU (Tribunal de Contas da União) por supostas irregularidades no projeto. Entretanto, os ministros aprovaram o programa no plenário.

“Foram identificados indícios de irregularidades, de possíveis ilegalidades e de risco de danos ao erário da ordem de, no mínimo, R$ 650 milhões, sendo R$ 260 milhões na precificação da rede privativa e R$ 390 milhões na precificação do Pais”, diz o parecer da área técnica.

O 2º decreto flexibiliza a construção da rede privativa do 5G, de uso exclusivo do governo. Na prática, o decreto permite que empresas e outros órgãos públicos, além da Telebras, possam realizar a implementação da rede privativa do 5G.

Além disso, o decreto flexibiliza as regras para que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) possa prever nos compromissos do edital do 5G com as prestadoras do setor não apenas investimentos em capacidade, mas também em serviços de acesso à internet para a população.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, comemorou a finalização dos decretos e apontou que são “necessários para que a Anatel possa concluir a análise do Leilão do 5G”.

Poder 360

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Novo Bolsa Família será de R$ 300 e começa em novembro, diz secretário do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia

Foto: reprodução/YouTube

O secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Bruno Funchal, afirmou hoje que o Auxílio Brasil, novo programa social que vai substituir o auxílio emergencial e o Bolsa Família, vai ser de R$ 300. Isso representa um aumento de R$ 111 em relação ao que é pago atualmente pelo Bolsa Família.

Ele explicou que o Auxílio Brasil vai entrar em vigor em novembro porque esse tipo de programa não pode ser implantado em ano eleitoral. Funchal acrescentou que para poder financiar os pagamentos deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou ontem um decreto que eleva a alíquota do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários).

As informações foram dadas por Funchal em um evento que aconteceu na manhã de hoje e foi organizado pela Fucape Business School.

O secretário ainda defendeu a importância de aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios, que foi enviada pelo governo federal e está em discussão no Congresso. Segundo ele, essa é a única forma de viabilizar o Auxílio Brasil nos próximos anos sem comprometer o Teto de Gastos.

“O mais importante é que isso [PEC] avance de forma célere para que a gente consiga refazer o Orçamento e aí sim as políticas públicas. É uma demanda da sociedade e da classe política discutir um novo programa”, afirmou.

Os precatórios, ou seja, a parte do orçamento federal comprometida com o pagamento de dívidas advindas de decisões judiciais, estão no centro do debate político nas últimas semanas. Neste ano, este valor aumentou, o que pode comprometer o pagamento de programas sociais, especialmente do Auxílio Brasil.

Bruno Funchal disse que está confiante que a PEC vai ser aprovada no Congresso, mesmo com os tensionamentos entre Poderes que atingiram seu ápice no último dia 7 de setembro, quando Bolsonaro participou de atos antidemocráticos e fez ameaças golpistas.

“Acho que está muito claro para todos que é um problema e qual a consequência se não resolver o problema”, falou o secretário.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Programa Papo de Fogão recebe o Chef Fellipe Góis, do Restaurante Vila K Jeri, de Jericoacoara-CE e a Chef Neide Lisboa, do Terraço Lisboa Bistrô Café, de Bananeiras-PB

O Papo de Fogão foi até Jericoacoara/CE e Bananeiras/PB em busca de duas receitas pro seu fim de semana!

Uma moqueca de peixe e camarão e uma farofa flocada com castanhas. Essa combinação vai dar uma elevada no seu fim de semana! Quer aprender como preparar? É só ficar ligado no Papo de Fogão desse fim de semana que o Chef Fellipe Góis, do Restaurante Vila K Jeri, na Pousada Vila Kalango, em Jericoacoara/CE e a Chef Neide Lisboa, do Terraço Lisboa Bistrô Café, em Bananeiras/PB, vão nos ensinar!

Então fiquem ligados, que o programa está de dar água na boca!

SÁBADO
BAND NORDESTE
Alagoas, 07h
Maranhão, 10h30

TV CORREIO/RECORD
Paraíba – 13h30

DOMINGO⠀
RIO GRANDE DO NORTE
TV TROPICAL/RECORD – 10h

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *