UFRN sedia Grupo de Estudos Marxista durante o período de férias

A Universidade Federal do Rio Grande Norte (UFRN) sedia um Grupo de Estudos Marxista durante o período letivo de férias. O evento é organizado pelo Esquerda Diário, jornal de esquerda online. O Grupo pretende discutir temas como a reforma trabalhista, questões de gênero e sexualidade, além de discutir o modelo econômico capitalista.

Os encontros acontecem entre os dias 18 e 25 de julho das 10h às 13h, no Setor 2 de aulas, sala B2. Não precisa de inscrição, basta comparecer ao local. Para consultar a programação acesse a página do evento.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rosa disse:

    Fácil aprender, não precisa perder tempo com teorias impraticáveis, é só se mudar pra Cuba, Venezuela, Coréia do norte ou mesmo pra Rússia onde estão lutando pra sair do socialismo. Eu até faço uma cota pras passagens de ida

  2. Nat disse:

    Quando vai ter uma semana sobre Mises na UFRN?
    Será que deixam?

  3. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Pra onde você pender meu caro, a IDEOLOGIA fará parte do seu ambiente e do seu dia dia. KKK

  4. Helio Motta disse:

    Bem que poderiam começar esse importante estudo mostrando os países onde o socialismo deu certo.
    Juro que não entendo porque eles não falam dos casos de sucesso do sistema que defendem.
    Nada melhor que exemplos de sucesso para convencer alguém que casos de sucesso.

    • Netto disse:

      QUE ATRASO! PODERIAM FECHAR ESSES CURSOS E APROVEITAR AS INSTALAÇÕES PARA CURSOS DE CORTE E COSTURA E DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E HIDRÁULICAS.

      O "dar certo" depende do ponto de vista do observador. Pela ótica, por exemplo, da elite cleptocrática venezuelana o socialismo do sec XXI é um sucesso. Eles fizeram as expropriações que bem entenderam, botaram o empresariado de joelhos e hoje os boliburgueses e enchufados lavam a burra enquanto o povo morre de fome. Isso tendo os EUA como maior parceiro comercial e com escassez de produtos em pleno pico do preço do petróleo. Deve ter mais gente estudando Marx na UFRN do que em toda a China.

      Mas eu compreendo. É gente que inveja o esforço dos outros. Precisa do discurso Racionalizador da 'igualdade' para poder lidar com esse sentimento. No fundo, é tudo gente que quer ou faz o seu meio de vida na estrutura sindical, política, burocrática ou acadêmica (para comuno-fascistas, essas se interpenetram).

  5. Raimundo disse:

    Ainda tem gente que cai nesta, ideologia testada por mais de um século onde o resultado foi socializar a fome e a pobreza (todos iguais na miséria)

    • Souza disse:

      Nem todos vivem na miséria. Os detentores do poder vivem num mundo à parte, afastado de qualquer sombra de pobreza.

    • Carlinhos disse:

      Ideologia safada, nunca vai dar certo !!! 0 maior exemplo é a China. Comunismo estou fora!! É melhor ser um liso natalense cheio de dívidas, mas capitalista com orgulho, embora sem capital.

COMENTE AQUI