VÍDEO: Deputada do Psol inova usando “ponto humano” na Câmara dos Deputados

A deputada federal Talíria Petrone protagonizou um momento bizarro na Câmara dos Deputados. Em registro nesta semana, na ocasião, pretendia sugerir um requerimento, mas, aparentemente, nem ela sabia do que se tratava, e precisou usar um ‘ponto humano’.

Neste “episódio”,  a deputada Talíria Petrone, do PSOL do Rio de Janeiro, conseguiu superar sua “ansiedade” para o feriado de Páscoa, comentado na segunda-feira(15), enquanto a CCJ da Câmara dos Deputados discutia a Reforma da Previdência.

“Querem votar o parecer da reforma da previdência na CCJ hoje, véspera de feriado, a toque de caixa! Um projeto desses, que diz respeito a direitos do povo, não pode ser discutido de forma atropelada, às pressas. Estamos em obstrução para BARRAR a reforma.”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calixto Silva disse:

    Essa deputada gosta de acusar o presidente de fazer parte das milícias e ainda o chama daqueles adjetivos que esquerda adora usar para ofender os seus opositores.

  2. Shamu disse:

    Essa Sr.foi eleita no rio por um estado quebrado as pessoas não entendem q esses teatros nao levam a nada ridiculaaaaa

  3. Aluizio disse:

    Ela, vc tem toda razão , mas se identifique , tá na hr da gente dar a cara a tapa, como e q um ser humano da um voto em uma pessoa dessa, meu Deus, ainda bem q n fumos nos nordestinos, se fosse , o mundo caia

  4. Lula encantador de asnos disse:

    Essa deputada é muito desqualificada. Bem representativa do bloco de esquerda.

  5. MUDA BRASIL disse:

    SE A REPRESENTANTE DO POVO PRECISA DE UM ASSESSOR PARA EXPRESSAR "SUAS" IDEIAS, IMAGINEM A COMPETÊNCIA DELA EM VOTAR NO CONGRESSO UM PROJETO DE LEI PARA UM PAÍS.

  6. Severino Carnegie-Rockfeller disse:

    O 'ponto' (do qual eletrônico é um avanço) era um recurso usado por atores de teatro para suprir o esquecimento do texto. Ficava um cabôco num ponto, invisível ao público, com o roteiro na mão, para lê-lo se o artista esclerosado esquecesse a suas falas.

  7. Jsl disse:

    Pelo amor de Deus, eu estudei e passei num concurso público, um médico estudou para ser médico, eletricista fez cursos, enfim, um bom profissional estudou muito para se tornar o que ele é e desempenha. Porque nós brasileiros aceitamos essa política como está?
    O certo é uma carreira política, o cidadão que quer ser vereador tem que ter curso superior, prefeitos com cursos de gestão, e assim por diante.

    • Anti-Político de estimação disse:

      Concordo em gênero, número e grau. E acrescento o seguinte : Ministros de Tribunais Superiores TAMBÉM deveriam ser concursados, até para terem total independência em seus julgamentos.
      E outra coisa necessária : A redução da quantidade de parlamentares no Brasil. É muita gente para os contribuintes sustentar.

    • ASV disse:

      Perfeito seu comentário, antes de qualquer reforma, deveria ter uma reforma política profunda. Concurso para ser político, curso superior em administração pública, reeleição limitada para vereadores, deputados e senadores, políticos, seus filhos e esposas deveriam usar exclusivamente os serviços públicos como escolas e hospitais.

    • Véio de Rui disse:

      Não adianta formar os políticos e os eleitores serem analfabetos!

    • Ceará-Mundão disse:

      Infelizmente, o Véio tem razão. Nossos problemas se originam no voto errado de nosso próprio povo. Quem manda eleger políticos corruptos e incompetentes? Ai o vagabundo chega lá e a primeira coisa que alega é que "chegou lá pelo voto popular". E acha que isso lhe dá um "salvo conduto" para fazer tudo o que não presta, pensando apenas em se dar bem.

    • ASV disse:

      Mas não podemos esquecer que os políticos são reflexo de seu povo, não existe nação com população honesta e políticos desonestos.

COMENTE AQUI