VÍDEO: Jornalista destaca gravidade em ato cometido por Cid Gomes e diz que “se esse fosse um país sério, o senador sairia do hospital pra cadeia”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Existe um Brasil que vive sob risco de ANOMIA. Anomia é a ausência da lei. É o caos que faz a sociedade migrar de um ambiente de cooperação para um ambiente de predação, em que o homem é o lobo do homem. Policiais amotinados desafiando a lei é uma expressão do estado de anomia – nos mostra como é frágil a manutenção da ordem no país e como está arraigada a cultura da impunidade, que escorre dos gabinetes do STF pros quartéis de Sobral, no Ceará. O presidente do Supremo tem, contra si, pedido de impeachment que lista dezenas de crimes de responsabilidade. Por omissão do poder legislativo, esse processo segue engavetado e o Ministro impune. O exemplo (e o mau-exemplo) vem de cima: a impunidade, cuspida na cara do povo, é um terreno fértil pra anomia. Voltando ao Ceará… se esse fosse um país sério, o Senador Cid Gomes, sairia do hospital pra cadeia. Além de “tratorar” uma multidão que incluía mulheres e crianças, ele tratorou o estado de direito. Com que autoridade ele assumiu o risco de matar tantas pessoas? É um milagre que não tenha acontecido uma tragédia. No Twitter, Dilma se manifestou: “A tentativa de homicídio de um Senador pode levar a um ambiente de descontrole e violência […]. Policiais armados e mascarados não são grevistas, são criminosos […]”. Nem um piu sobre o crime praticado antes pelo próprio Cid Gomes. E reparem que a ex-Presidente descreve os policiais amotinados como criminosos (como são, juridicamente). Mas e os blackblocs mascarados, que depredam as ruas? E os sem-terra encapuzados, que invadem e destroem propriedade privada produtiva? Será que esquerda vai continuar tratando esses criminosos como “manifestantes” e “camponeses”? ***** Veja a íntegra desse comentário no www.boletimcoppolla.com.br de hoje (assinatura gratuita, link na bio). Um excelente feriado a todos! 🙏🏼🇧🇷

Uma publicação compartilhada por Caio Coppolla (@boletimcoppolla) em

O jornalista Caio Coppolla, através das redes sociais, fez duras críticas a repercussão sobre o episódio envolvendo Cid Gomes e policiais militares no Ceará, e resumiu o estado de impunidade.

“Se esse fosse um país sério, o Senador Cid Gomes, sairia do hospital pra cadeia. Além de `tratorar´ uma multidão que incluía mulheres e crianças, ele tratorou o estado de direito. Com que autoridade ele assumiu o risco de matar tantas pessoas? É um milagre que não tenha acontecido uma tragédia”, Disse em trecho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neto Nobre disse:

    Se esse fosse um País sério, policiais respeitariam a constituição e não fariam motim.

  2. Azevedo disse:

    Os Gomes do Ceará se acham verdadeiros coronéis da política local, pensam que estão acima de tudo e de todos, como também das leis. Esse fdp Deusdete em não ter morrido, pois caboclo que atirou é ruim de pontaria.

  3. Sandro disse:

    Cid Gomes arrancou a barricada e recuou, não prosseguiu para atropelar ninguém. Não houve intenção de matar nem de lesionar policiais.

  4. Calixto Silva disse:

    O problema é a polarização, esta divisão entre os de direita e os de esquerda, com isto fica aquela disputa de quem pode mais, foi O que houve no Ceará. Cid Gomes de esquerda e os policiais de direita, os policiais erraram em fazer a greve o Cid Gomes errou muito mais ainda , por pegar a aquela retroescavadeira e jogar em cima dos Políciais e das suas famílias. Se ele não tivesse sido baleado será que ele teria parado aquela retroescavadeira? E por mais que ele quisesse só dar um susto ele também errou. Isto não se faz.

  5. Bento disse:

    Tem toda razão Caio Coppolla.

  6. Gabriel Fernandes disse:

    A verdade é que esse país, está virado ao avesso. Lógico que o grande problema inicial é ter criminosos na polícia militar e armados, aterrorizando a população. Pior, ter um senador da república que sem direito algum dirige uma retroescavadeira em direção a população. Vejam criminosos os dois atos. Mas, doente mesmo é a população brasileira, que está dividida em apoiar os policiais criminosos ou o senador que precisa ir a um manicômio judicial. Todos na cadeia, não é questão de direita ou esquerda. É questão de ordem social, convivência pacífica e respeito ao ordenamento jurídico. Estamos indo a falência como sociedade!

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Assino embaixo, caro leitor . E digo mais : quando o povo "acordar" desse torpor poderá ser tarde demais…

  7. Santos disse:

    Faltou um complemento. Se fosse em um País sério policiais não se comportariam como bandidos!

  8. Pedro disse:

    Concordo em gênero, número e grau com a sua opinião. Grande parte das autoridades se manifestaram, inclusive ministros do nosso supremo de frango, como se fosse super normal a conduta daquele calhorda, em vez de uma pistola nas mãos ele tinha uma máquina muito mais letal, e pior, premeditou o seu ato irresponsavel, como se dono do mundo fosse, saiu barato e se houvesse justiça nesse país, ele é seus pares deveriam estar na cadeia, não vimos o outro que surrupiou o Brasil e foi se confessar com o papa. Os italianos deviam ter colocado ele na cadeia pelo tempo que ele protegeu aquele terrorista Cesare Batistuta.

COMENTE AQUI