Geral

VÍDEO: Leão arranca dedo de homem que tentava acariciá-lo em zoológico

 

Visitantes de um zoológico na Jamaica testemunharam um leão arrancando brutalmente os dedos de um homem que colocou a mão dentro da jaula do felino na tentativa de acariciá-lo. O terrível incidente ocorreu no Jamaica Zoo, em St Elizabeth, na sexta-feira (20).

Segundo a mídia local, o homem é um funcionário do estabelecimento, que tentava impressionar a multidão. De acordo com uma visitante, que não quis ser identificada, o leão arrancou toda a parte superior do dedo, desde a primeira articulação. Ela relatou ao jornal local que cerca de 15 pessoas estavam no local no momento.

“Toda a pele e quase a primeira articulação do dedo dele se foram. Eu fugi da coisa toda, porque não gosto de ver sangue e era muito agoniante para mim”, declarou a mulher ao Jamaica Observer.

O trabalhador foi visto gritando palavrões enquanto lutava para tirar os dedos da boca do leão, antes de finalmente se livrar e cair no chão. Segundo relatos, o público não levou a sério a situação na hora, pois achavam que fazia parte do show do zoológico.

“Quando aconteceu, pensei que era uma piada. Não achei que fosse sério e não percebi a gravidade, uma vez que é o trabalho deles essas performances. Ficamos atordoados!”, disse a visitante. Há relatos de que, após o caso, o funcionário do zoológico foi visto caminhando até um veículo antes de sair do zoológico.

Não se sabe o estado de saúde dele.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. O bom é que a ação do animal (o leão) foi classificada como “brutal”, vejamos… o bicho se encontra enjaulado, fora do seu habitat, em estresse severo e sendo importunado por esse animal (o homem), então, de forma premeditada, resolve arrancar-lhe parte do dedo, mas a atitude desse irresponsável não foi classificada como IMBECIL, é… o leão está errado,,, PQP, o mundo está ao avesso. E TENHO DITO!!!

  2. Provocou demais o leão, inclusive colocando a mão dentro da boca. Era esperado que isso acontecesse.

  3. Esse leão é Bolsonarista kkkkk.
    Leão macho, igual ao Véio Bolsonaro. Bolsonaro só gosta de carícias da Michelle.

    1. KKKKKKKK. Vou indicar um aumento de 10% na sua remuneração viu! Tá se esforçando mesmo para merecer…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Banco Central projeta crescimento de 1,7% do PIB para 2022

Foto: Jorge William/Agência O Globo

O Banco Central (BC) projetou, para 2022, alta de 1,7% do Produto Interno bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. A previsão anterior, divulgada em março, era de um crescimento de 1%. A revisão foi apresentada hoje (23) pelo diretor de Política Econômica do BC, Diogo Abry Guillen, em coletiva de imprensa que contou com a participação do presidente do BC, Roberto Campos Neto.

O anúncio foi uma prévia do relatório trimestral de inflação, adiado para o dia 30, devido à greve de servidores do órgão.

De acordo com nota do BC, há expectativa de “arrefecimento da atividade no segundo semestre” em decorrência dos “os efeitos cumulativos do aperto monetário; da persistência de choques de oferta; e das antecipações governamentais às famílias para o primeiro semestre”.

Guillen cita como principais componentes da demanda doméstica a alta no consumo das famílias e o recuo dos investimentos (Formação Bruta de Capital Fixo – FBCF).

Inflação

O BC aumentou as projeções para a inflação nos próximos três anos. Para 2022, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) projetado passou dos 6,3%, previstos em março, para 8,8%, nesta projeção de junho. O centro da meta fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para este ano está em 3,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2023, ano em que a meta está em 3,25%, o BC projeta inflação de 4%, ante aos 3,1% divulgados em março. Já para 2024, ano em que a meta definida pelo CMN está em 3%, as projeções passaram de 2,3% para 2,7%.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Arrecadação federal atinge o maior valor para o mês de maio em 28 anos

Foto: Pixabay/Pexels

A Secretaria da Receita Federal divulgou, nesta quinta-feira (23/6), que a arrecadação do governo federal com impostos, contribuições e demais receitas atingiu a marca de R$ 165,3 bilhões em maio. É o maior valor registrado para o mês desde o início da série histórica, iniciada em 1995.

O resultado representa alta de 4,1% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a arrecadação foi de R$ 158,8 bilhões (valor corrigido pela inflação).

No acumulado deste ano, a arrecadação alcançou o valor de R$ 908,5 bilhões, o que representa um acréscimo de 9,75% na comparação com os primeiros cinco meses de 2021. Os dados também foram corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em relação a abril deste ano, quando o montante arrecadado foi de R$ 195 bilhões, houve queda na arrecadação.

Segunda a Receita Federal, os números mostram, também, que o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), tributos sobre faturamento e lucro das empresas, tiveram acréscimo real de 19,4% em maio, atingindo R$ 222,7 bilhões.

“Destaca-se crescimento em todas as modalidades de apuração do lucro. Além disso, houve recolhimentos atípicos da ordem de R$ 20 bilhões, especialmente por empresas ligadas à exploração de commodities (produtos básicos com cotação internacional, como petróleo e alimentos), no período de janeiro a maio deste ano, e de 16 bilhões, no mesmo período de 2021”, informou a Receita.

Em maio, as desonerações, valor que o governo deixou de arrecadar, totalizaram R$ 10,1 bilhões, acima do registrado no mesmo mês do ano passado, de R$ 7,3 bilhões.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

ANS amplia cobertura dos planos de saúde para tratamentos de autismo e outros transtornos; Norma começa a valer em 1º de julho

Foto: Agência Brasil/Arquivo

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) decidiu nesta quinta-feira (23) ampliar a cobertura dos planos de saúde para usuários com transtornos globais do desenvolvimento, como o TEA (Transtorno do Espectro Autista).

A normativa começa a valer no próximo dia 1º de julho, quando passará a ser obrigatória a cobertura de qualquer técnica ou método indicado pelo médico assistente para tratamento de algum dos transtornos enquadrados na CID F84 (Classificação Internacional de Doenças).

O texto determina que as sessões ilimitadas com fonoaudiólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional e fisioterapeuta englobem todos os transtornos da CID F84. Para isso, foi ajustado o anexo 2 do Rol de Procedimentos da ANS, que lista o que é de cobertura obrigatória dos convênios.

Em decisão recente, de 8 de junho, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) desobrigou as operadoras de custear procedimentos não incluídos na lista de cobertura da ANS. E um dos tratamentos mais afetados foi o das crianças com transtorno do espectro autista, já que muitas das terapias não constam na lista.

Chamada de Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, a lista especifica consultas, exames, terapias e cirurgias que constituem a cobertura obrigatória dos planos de saúde regulamentados, ou seja, contratados após 2 de janeiro de 1999 ou adaptados à lei 9.656/98. Segundo a ANS, o rol tem atualmente cerca de 3.000 procedimentos.

A mudança anunciada nesta quinta-feira foi aprovada em reunião extraordinária da Diretoria Colegiada da agência.

TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO

O transtorno global do desenvolvimento é caracterizado por um conjunto de condições que geram dificuldades de comunicação e de comportamento, prejudicando a interação dos pacientes com outras pessoas, bem como o enfrentamento de situações cotidianas.

De acordo com a Classificação Internacional de Doenças (CID10), são considerados transtornos globais do desenvolvimento:

  • Autismo infantil (CID10-F84.0)
  • Autismo atípico (CID10-F84.1)
  • Síndrome de Rett (CID10-F84.2)
  • Outro transtorno desintegrativo da infância (CID10-F84.3)
  • Transtorno com hipercinesia associada a retardo mental e a movimentos estereotipados (CID10-F84.4)
  • Síndrome de Asperger (CID10-F84.5)
  • Outros transtornos globais do desenvolvimento (CID10-F84.8)
  • Transtornos globais não especificados do desenvolvimento (CID10-F84.9)

De acordo com a ANS, existem diversas formas de tratar esses transtornos, e a escolha do método mais adequado deve ser feita pela equipe assistente com a família do paciente.

Entre as técnicas estão o modelo applied behavior analysis (ABA), o modelo Denver de intervenção precoce (Denver ou ESDM), a integração sensorial, a comunicação alternativa e suplementar —ou picture exchange communication system (PECS)—, entre outras.

FolhaPress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF abre investigação para apurar se houve interferência em operação que prendeu Milton Ribeiro

Foto: divulgação/PF

A Polícia Federal afirmou, em nota divulgada nesta quinta-feira (23), que abriu um procedimento para apurar uma eventual interferência nas investigações contra o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro.

A PF se manifestou após o jornal Folha de S.Paulo ter divulgado que o delegado Bruno Calandrini, responsável pelo inquérito contra Ribeiro, enviou mensagem a colegas dizendo que a investigação teria sido “prejudicada” por causa de um “tratamento diferenciado” dado ao ex-ministro.

“Considerando boatos de possível interferência na execução da Operação Acesso Pago e objetivando garantir a autonomia e a independência funcional do Delegado de Polícia Federal, conforme garante a Lei nº 12.830/2013, informamos que foi determinada a instauração de procedimento apuratório para verificar a eventual ocorrência de interferência, buscando o total esclarecimento dos fatos”, disse a PF na nota.

Opinião dos leitores

  1. Juiz que soltou Milton Ribeiro liberou madeira ilegal na Amazônia e é candidato ao STJ.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO E FOTOS: Foragido da Justiça rouba carro, atira contra policiais e acaba morto na Zona Norte de Natal

Um foragido da Justiça morreu durante uma troca de tiros com policiais militares nesta quinta-feira (23) no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal. O comparsa dele conseguiu fugir.

A troca de tiros aconteceu na Rua Embaíba e foi registrada em vídeo por pessoas que passavam pelo local. A quantidade de disparos assustou os moradores. Nenhum policial militar ficou ferido na ação.

O homem morto foi identificado como Gilson Antônio do Nascimento, de 41 anos. Ele era foragido da Justiça, tendo 27 anos de pena para cumprir, e respondia por crimes como roubo, homicídio e porte ilegal de arma.

Gilson tinha 41 anos de idade e 27 anos de pena para cumprir — Foto: Divulgação

 

Gilson estava no regime semiaberto, com o uso de tornozeleira eletrônica, mas voltou a ser foragido após romper o aparelho, segundo a PM. Ele havia sido preso anteriormente por explosão de caixas eletrônicos no município de Santa Maria, em 2012.

Criminoso disparou contra policiais

Gilson estava com um comparsa em um carro que havia sido roubado por eles minutos antes no bairro. Ao perceberem os policiais militares, dispararam diversas vezes.

“A gente se deparou com um indivíduo descendo do veículo e correndo em direção à guarnição com a arma em punho. A gente deu voz de parada para que ele soltasse a arma e parasse. O mesmo efetuou os disparos em direção à equipe”, disse o sargento Constantino, do 4º Batalhão da PM.

Arma, munição, celular e dinheiro foram encontrados com o foragido — Foto: Divulgação

A vítima do assalto contou aos policiais que os suspeitos tentaram sequestrá-lo no momento em que roubaram o carro.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Natália Bonavides vai de Carlos Eduardo

Foto: Gustavo Bezerra/PT na Câmara

A deputada federal Natália Bonavides (PT), pré-candidata à reeleição, declarou apoio, nesta quinta-feira (23), à pré-candidatura de Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Senado. A parlamentar, que dentro do PT vinha se posicionando contra a aliança com o ex-prefeito de Natal, afirma que agora vai seguir a decisão da maioria do partido.

A gente teve todas as divergências debatidas não só dentro do partido, no encontro de tática, mas publicamente. Agora, teve uma decisão tomada. A gente, que acredita numa mudança de sociedade, que acredita que o Brasil tem condições de ser um lugar melhor para a classe trabalhadora, sabe que sozinho ninguém faz nada. A gente sabe que é preciso atuar em conjunto. Tivemos todas as divergências, mas está tomada a decisão do partido”, afirmou a deputada, em entrevista à Rádio Rural de Mossoró.

Natália disse que, apesar de não ter concordado com a aliança, vai seguir a decisão que a maioria do partido adotou. “A gente vai junto, vai unido, seguindo a decisão que a maioria do partido adotou. Estaremos todos no palanque de Lula, Fátima para conseguir essas vitórias. E, no projeto do Senado, derrotar alguém que tem feito tão mal, protagonizou coisas tão ruins para o nosso povo. A estratégia foi escolhida e agora vamos juntos rumo a esses resultados eleitorais”, destacou a parlamentar.

Sobre a pré-candidatura de Rafael Motta (PSB) ao Senado, Natália Bonavides destacou que a postulação é legítima, assim como de demais pré-candidatos de esquerda (como Freitas Júnior, do PSOL, e Samara Martins, da Unidade Popular), mas que o PT já tomou sua decisão de apoiar Carlos Eduardo.

A tática que nosso partido decidiu foi de apoio ao ex-prefeito Carlos Eduardo. A gente espera que, com essa tática, a gente possa derrotar Rogério Marinho, ex-ministro de Bolsonaro. Seria lamentável ter uma representação como a dele no Senado”, finalizou.

98 FM Natal

Opinião dos leitores

  1. e quem nao sabia disso? Pau mandado tem q obedecer rsrs faz a zuada , aparece e depois sai de fininha.

  2. TEM UM CARA QUE VAI FICAR BEM BAIXINHO NAS PRÓXIMAS PESQUISAS.

    O DE BAIXO SOBE E O DE CIMA DESCE

    KKKKKK

    RAFAEL VAI SURFAR NA ONDA DO EX MINISTRO.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Sinduscon do RN conquista vitória inédita e TCE admite reajuste de contrato de obras públicas para reequilíbrio econômico financeiro de negociações

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio Grande do Norte conquistou uma vitória que se coloca numa provocação inédita no Brasil. O Tribunal de Contas do Estado admitiu o reajuste de contratos vigentes em função do desequilíbrio financeiro provocado pela pandemia da Covid-19, que levou a inflação dos insumos.

A consulta foi formulada pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a pedido do Sinduscon, já que a provação a Corte de Contas, por lei, precisaria ser feita pela Casa Legislativa.

O relator foi o conselheiro Paulo Roberto Alves, que foi seguido a unanimidade.

Na resposta do TCE ao Sinduscon, foi firmado que se pode considerar a pandemia um caso fortuito ou de força maior para aplicação da “teoria da imprevisão”, ou seja, do reajuste do valor principal do contrato.

A Corte de Contas respondeu positivamente ao questionamento de que é possível o gestor público ser responsabilizado em caso de execução de serviços que não fazem parte do escopo contratual.

A consulta formulada pelo Sinduscon-RN e encaminhada pela Assembleia, foi a maior que o conselheiro Paulo Roberto Alves já viu em mais de duas décadas no TCE. A informação foi dada pelo próprio membro da Corte quando estava proferindo seu voto.

“É com enorme alegria que recebemos, todos do Sinduscon, essa vitória conquistada. Imagino servirá para outros sindicatos de todo Brasil. Muito diálogo, bom senso, e habilidade política fizeram o nosso Sinduscon sair na frente de todos os estados da federação”, avaliou o presidente do Sinduscon-RN, Sílvio Bezerra, ressaltando que o posicionamento do TCE foi importante para aquecer o setor de obras públicas, que depende das correções serem aprovadas legalmente e as obras paradas retomadas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

ABORTO: Hospital interrompe gestação de menina de 11 anos em SC após recomendação do MPF

Foto: UFSC

A menina de 11 anos que teve o aborto negado pela Justiça catarinense, teve a gestação interrompida nesta quarta-feira, 22. A informação foi divulgada pelo Ministério Público Federal (MPF) no início da tarde desta quinta-feira, 23.

Em nota, o MPF afirma que o Hospital Universitário (HU) Polydoro Ernani de São Thiago, vinculado à Universidade Federal de Santa Catarina, que havia negado a realização do aborto inicialmente à garota, foi procurado na quarta-feira, 22, pela mãe e pela criança, e que “adotou as providências para interrupção da gestação da menor“.

VEJA MAIS: REVIRAVOLTA: Deputado afirma que menina “estuprada” que engravidou aos 11 anos foi de um menino de 13 anos que ela se relacionava

“O Ministério Público Federal (MPF), considerando a grande repercussão do caso envolvendo menor vítima de estupro e, que teve a interrupção legal da gestação negada pelo serviço de saúde, vem informar o acatamento parcial da recomendação expedida nesta quarta-feira (22) ao Hospital Universitário (HU) Polydoro Ernani de São Thiago, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O hospital comunicou ao MPF, no prazo estabelecido, que foi procurado pela paciente e sua representante legal e adotou as providências para a interrupção da gestação da menor”, informou o comunicado.

Na quarta-feira, o MPF enviou uma recomendação ao Hospital Universitário para que a unidade realizasse o aborto, e fixou o prazo de até meio-dia desta quinta-feira para que o HU se manifestasse sobre a recomendação.

No documento, a procuradora Daniele Cardoso Escobar, que assina a recomendação, argumentou que, no caso de aborto legal, não há restrições relacionadas à idade gestacional ou ao peso do feto que pudessem impedir a interrupção da gravidez.

O HU foi procurado pela vítima para realizar o aborto no início de maio, quando a criança estava com 22 semanas de gestação. O hospital, porém, negou a ela o procedimento alegando que as normas da unidade permitem a interrupção da gravidez só até a 20ª semana.

O episódio veio à tona na última segunda-feira, 20, quando gravações de uma audiência mostram a juíza Joana Ribeiro Zimmer, da Comarca de Tijucas (cidade a 30 quilômetros de Florianópolis), e então responsável pelo caso, sugerindo à menina que suportasse a gravidez por mais algumas semanas para conseguir dar à luz ao bebê. Os diálogos foram divulgados em reportagem publicada pelo portal Catarinas e o The Intercept Brasil.

Joana Ribeiro Zimmer já não está mais à frente do caso. No último dia 15, antes da publicação da reportagem, ela foi promovida e transferida para a 1ª Vara Comercial de Brusque.

Com informações de Estadão Conteúdo

Opinião dos leitores

  1. Como fica o caso?
    O assassinato da criança ja choca por si só.
    E agora pior ainda quando se descobriu que a menina nao foi estuprada.
    O pai do bebê tem 13 anos e morava na mesma casa da menina, pois é filho do padrasto da menina.
    A juíza tinha princípios e foi covardemente atacada por sua decisão contrária ao aborto.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 365 óbitos e 72 mil casos nas últimas 24h

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quinta-feira (23), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 365 óbitos nas últimas 24h, totalizando 669.895 mortes;

– Foram 72.049 novos casos de coronavírus registrados, no total 31.962.782;

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 150. A a média móvel de novos casos é de 45.440.

O ministério da Saúde calcula que mais de 30,5 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Datafolha: Lula tem 47% no primeiro turno, contra 28% de Bolsonaro

Lula e Bolsonaro — Foto: Nelson Almeida/AFP e Alan Santos/Presidência da República

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” revela os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2022.

Em relação ao levantamento anterior, Lula oscilou um ponto para menos, dentro da margem de erro. Bolsonaro oscilou um ponto para mais, também dentro da margem de erro.

Foram apresentados como pré-candidatos: Lula (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Simone Tebet (MDB), Luciano Bivar (União Brasil), Felipe D’Ávila (Novo), Eymael (DC), Pablo Marçal (Pros), General Santos Cruz (Podemos), Leonardo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

Pesquisa estimulada de intenções de voto no 1º turno

  • Lula (PT): 47% (48% na pesquisa anterior)
  • Jair Bolsonaro (PL): 28% (27% na pesquisa anterior)
  • Ciro Gomes (PDT): 8% (7% na pesquisa anterior)
  • André Janones (Avante): 2% (2% na pesquisa anterior)
  • Simone Tebet (MDB): 1% (2% na pesquisa anterior)
  • Pablo Marçal (Pros): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Vera Lúcia (PSTU): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 7% (7% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 4% (4% na pesquisa anterior)

Felipe d’Avila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP), Eymael (DC), Luciano Bivar (UB) e General Santos Cruz (Podemos) não pontuaram.

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas nos dias 22 e 23 de junho em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Bolsonaro cresce na espontânea

A pesquisa espontânea mostra crescimento de Bolsonaro: ele passou de 22% para 25%. Lula segue líder, tendo oscilado de 38% para 37%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

  • Lula: 37% (38% em maio)
  • Bolsonaro: 25% (22% em maio)
  • Ciro: 3% (2% em maio)
  • Não sabe: 27% (29% em maio)
  • Em branco/nulo/nenhum: 6% (5% em maio)

g1 com informações de Folha de S. Paulo

Opinião dos leitores

  1. Até a presente data, não vi um só candidato falar respeito da guerra da RÚSSIA/ UCRÂNIA, gente o sofrimento dos UCRÂNIANOS, é terrível se nós ser humano tem estender as mãos esse povo sofredor. Invadido pelo um DITADOR que Filho único . Que assassinou até os próprios colegas e adversários a conversa e curta usa do mesmo expediente.
    Os candidatos a PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, PRÓ-RUSSO. Está na hora dar o troco.

  2. O DataFolha não tem credibilidade. Em 2018 Bolsonaro perdia para todos os candidatos. Hoje o homem é o nosso presidente.

  3. Aos poucos esses canalhas vão ajustar as pesquisas, essa datafolha é uma piada pronta onde já se viu Bolsonaro perder no sul e no nordeste ter menos de 20% e empatar entre os evangélicos, gente 30% nordeste tem só de policiais e familiares, o evangélico ama o demônio de 9 dedos e no sul onde a oferta de emprego é bem maior que em outras regiões do Brasil, onde tem pessoas com renda mensal bem mais alta que outras regiões do país e a própria pesquisa diz que bolsonaro ganha nessa classe de renda maior

    1. O choro é livre!!!!
      Lulinha vence no primeiro turno. Kkkkkkkk. Eu acho é pouco!!!!

    1. O choro é livre. O rachador teve cinco pontos à frente do lula no DF que é o reduto do gado e o gadominion teve um orgasmo mental.
      Aí vem com essa conversinha.
      Já foram visitar o tocha humana com a cara queimada?

    2. Acrescentando sua resposta: e também nos presídios, afinal a bandidagem é bem unida.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *