Voto impresso faria eleições serem decididas na Justiça, diz presidente do TSE

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ), ministro Luís Roberto Barroso , voltou a defender neste sábado(5) a segurança das urnas eletrônicas . Para ele, se fosse instituído o voto impresso , como pleiteiam críticos do sistema atual de votação , as eleições acabariam judicializadas – o que, para o ministro, não é bom para o país. As declarações foram feitas em uma entrevista concedida à imprensa em Macapá, onde o primeiro turno das eleições ocorrerão neste domingo.

“As urnas eletrônicas estão aí desde 1996 e nunca de confirmou fraude. A introdução do voto impresso significa mexer em time que está ganhando. Se metade dia candidatos contestarem o resultado e pedirem recontagem, já se tem imensa confusão. Isso vai judicializar as eleições. Eu gostaria que o resultado fosse decidido nas urnas, e não nos tribunais. Difícil entender por qual razão mudaria (o sistema eleitoral). A Organização dos Estados Americanos (OEA) atestou ser o melhor das Américas”, disse o ministro.

As eleições em Macapá foram adiadas por dois motivos: o apagão de energia que ocorreu na cidade e também por problemas de segurança pública. Barroso afirmou que, agora, a situação já está sob controle.

“(A criminalidade é) preocupante, grave, mas não especificamente um problema da Justiça Eleitoral. Nesse mundo que a gente vive, totalmente tranquilo só está quem está mal informado. Mas penso que está tudo sob controle”, declarou.

Último Segundo – IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    O comprovante é uma segurança de legalidade para partidos da esquerda e direita, se vai para a justiça ser decidido , que seja, mas o importante é uma eleição transparente.
    A eleição da maior potencia do mundo , vai ser decidida na justiça, e daí.
    Todos que fazem compras por cartão em lojas ou internet sempre pedem um comprovante impresso acreditar em tecnologia sem comprovação é ser muito inocente.
    Se houver problemas, será a sua palavra contra a deles, gosto do vale o que está escrito.

  2. João disse:

    O supremo pavão afirma ser contra, seguindo uma das decisões mais esdrúxulas do STF que considerou o voto impresso “um retrocesso”.
    Não importam a lei e a constituição, apenas uma opinião pessoal suprema. Afinal, retrocesso depende do ponto de vista de quem está na frente ou atrás.

  3. Pixuleco disse:

    Sistema eleitoral perfeito , Tonho da Lua , já prevendo a derrota está inventando confusão para fazer igual ao Galego LUNDUM . O de lá já foi tirado o daqui é só uma questão de tempo.

    • Ricardo TI disse:

      Faz o sistema de contraprova impressa. Não custa 500 reais por urna e fica pra vida toda. E tira o discurdo dos terradplsnistas.

  4. Neco disse:

    Um juiz reclamando de uma eventual judicialização.

  5. Um brasileiro disse:

    Hoje em dia o povo pede comida, táxi, cerveja, rapariga, faz compras e muito mais por aplicativo e não tem medo dos dados serem roubados, de terem suas vidas expostas ou outras coisas, mas votar tem que ser no papel. Hipocrisia chegou.

    • Minion de Peixeira disse:

      Analogia tirada do ânus.

    • Minion de Peixeira disse:

      O voto continua sendo eletrônico. Com uma contraprova física. Para uma recontagem por
      amostragem. No uso de apps, vc pode tirar prints de telas, pode abrir um BO na DP se
      der problema, ir ao gerente do banco, pro Procon, entrar na Justiça… E voto é obrigatório, comprar pizza por aplicativo não… e o dono da pizarria não vai exercer cargo político.

  6. Lucas disse:

    Isso nunca aconteceu, agora em urna eletrônica, pode se pedir revisao? Esse Ministro é Pelé

COMENTE AQUI