PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM: 71% desaprovam governo Fátima Bezerra; 23% aprovam

O instituto Seta também quis fazer a avaliação administrativa do povo de Parnamirim quanto à Prefeitura, o Governo do Estado e a Presidência da República. No âmbito estadual, a desaprovação do governo Fátima Bezerra chegou a 71%. Um total de 23% disse aprovar. Outros 6% não souberam ou não opinaram sobre a avaliação.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM: 60% aprovam a gestão do prefeito Taveira; 30% desaprovam

O instituto Seta também quis fazer a avaliação administrativa do povo de Parnamirim quanto à Prefeitura, o Governo do Estado e a Presidência da República. No âmbito municipal, 60% disse que aprova a gestão do prefeito Rosano Taveira, 30% disse desaprovar a forma como ele vem conduzindo a máquina pública municipal e 10% não soube opinar.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM/VEREADOR: Confira todos os nomes de vereadores citados. Vavá, Betinho e Tiago Dionísio lideram

Além dos números para prefeito da cidade, a pesquisa do instituto Seta, divulgada em parceria com o Blog do BG, também quis saber dos eleitores de Parnamirim qual a preferência de voto deles para o empresário Vavá Azevedo com 5,2% das intenções de voto e o vereador Betinho da Mala com 4%, ambos acima da margem de erro amostral da pesquisa.

Outro destaque da pesquisa foi o humorista Tiago Dionísio que apareceu com 3,2%. Em seguida aparece Tiago com 2,2%, que não é possível identificar se: trata-se do vereador Tiago Cartacho ou novamente o humorista.

Com 1,4% aparece o suplente de vereador Léo Lima. Com 1,2%: Cesar e Nilson. Com 1%: Fernando, Irani, Pastor Alex e Ralessa. Os demais nomes não atingiram 1%, cada. O total de indecisos foi de 35,3%. Brancos e nulos somaram 25,8%.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM/PREFEITO: Independente do voto, 58,5% acreditam que Taveira vence a eleição

Outro ponto pesquisado pelo instituto Seta foi a chamada expectiva de vitória, que é quem o eleitor acredita que vá vencer as eleições independente do candidato em que ele vai votar. Nesse ponto, 58,5% do eleitorado acredita na reeleição do prefeito Rosano Taveira.

Um total de 13,3% disse acreditar na vitória da Professora Nilda. Outros 3,8% disseram acreditar na vitória de Maurício Marques. Apenas 0,8% depositaram a confiança de vitória em Coronel Dolvin,

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM/PREFEITO: Maurício tem rejeição de 26,4%; Taveira de 10,9%; Dolvin de 10,3%; e Nilda de 9,7%

Outro ponto pesquisado pelo instituti Seta em Parnamirim foi a rejeição dos candidatos, ou seja, aquele nome em que o eleitor não vota de maneira alguma. Nesse quesito o mais rejeitado é o ex-prefeito Maurício Marques com 26,4%.

Em seguida aparecem, na ordem do mais rejeitado para o menos rejeitado: Rosano Taveira (10,9%), Coronel Dolvin  (10,3%) e Professora Nilda (9,7%). O total dos eleitores que não souberam ou não opinaram nesse quesito foi de 25,4%.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM/PREFEITO: Na espontânea, Taveira tem 28,6%; Nilda, 8,7%; e Maurício 3,8%

O Blog do BG segue publicando pesquisas eleitorais dos municípios potiguares das eleições desse ano. Dessa vez, os números são de Parnamirim, um dos maiores colégios eleitorais do Estado. E o primeiro ponto pesquisado foi a intenção de voto para prefeito. Nesse quesito, de forma espontânea, o prefeito Rosano Taveira lidera com 28,6% das intenções de voto.

Em segundo a aparece a vereadora Professora Nilda com 8,7%. Em terceiro aparece o ex-prefeito Maurício Marques com 3,8%. O total de indecisos foi de 38,9%. Brancos e nulos somaram 19,2%. O candidato Coronel Dolvin não atingu 1%.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

PESQUISA BG/SETA/PARNAMIRIM/PREFEITO: Taveira tem 40,9%; Nilda, 12,5%; e Maurício, 5%

O Blog do BG segue publicando pesquisas eleitorais dos municípios potiguares das eleições desse ano. Dessa vez, os números são de Parnamirim, um dos maiores colégios eleitorais do Estado. E o primeiro ponto pesquisado foi a intenção de voto para prefeito. No levantamento estimulado, que simula o real cenário das eleições, o prefeito Rosano Taveira aparece em primeiro com 40,9%.

Em segundo aparece a Professora Nilda com 12,5%. Ela é seguida pelo ex-prefeito Maurício Marques com 5%. Em último aparece Coronel Dolvin com 0,8%. Um total de 19,2% não respondeu. Brancos e nulos somaram 21,6%.

Para a realização doestudo foram entrevistados 5,3 eleitores de Parnamirim no dia 15 de setembro. Os resultados foram calculados com margem de erro amostral de 3,5% para mais ou para menos e com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa do instituto Seta, publicada pelo Blog do BG, foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo RN-01597/2020.

Com Saúde e e-commerce na ponta, veja cargos que tiveram maior alta em vagas de emprego entre março e agosto no país

Levantamento da empresa de recrutamento online Catho mostra cargos que apresentaram maior crescimento no número de vagas de emprego abertas durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o estudo, que compara o período de março a agosto de 2019 com o mesmo período de 2020, as profissões ligadas à área da saúde, essenciais para o tratamento de pacientes com Covid-19, continuam liderando a pesquisa. Profissionais como fisioterapeuta respiratório (924%) e hospitalar (900%) seguem na ponta do ranking desde março.

Alternativa para as empresas desde a implementação da quarentena, a importância do e-commerce refletiu diretamente na abertura de vagas de trabalho no segmento, que apresentou crescimento de até 162% entre os meses de março a agosto ante 2019.

Cargos como vendedor, atendente, gerente e supervisor de e-commerce cresceram, respectivamente, 162%, 161%, 76% e 67% durante a pandemia. Veja abaixo:

Cargos com aumento de vagas durante a pandemia, segundo a Catho — Foto: Divulgação

“O crescimento expressivo na área de comércio eletrônico comprova que as empresas, de todos os portes e nichos, estão apostando na transformação digital e se adaptando à nova realidade de pouco contato físico com os clientes para evitar a propagação do vírus. Atualmente, oferecer serviços on-line pode ser a garantia de continuidade de negócios”, explica a diretora de Operações da Catho, Regina Botter.

G1

 

Monsenhor Lucas comemora 50 anos de Ordenação Presbiterial com missa na Igreja de São Pedro no Alecrim

Foto: Divulgação

O Monsenhor Lucas comemora seus 50 anos de ordenação presbiteral no próximo sábado, dia 26 de setembro, às 16h, com uma missa em Ação de Graças na Igreja de São Pedro Apóstolo no bairro do Alecrim, onde ele foi ordenado.

Em tempos de pandemia, com espaço limitado na igreja, a missa contará apenas com a presença de seus familiares e poucos amigos.

Os fiéis poderão participar do momento acompanhando virtualmente a celebração, através do *Instagram @paroquia_saopedro ou pelo Youtube Paróquia de São Pedro Alecrim.*

Participe você também de casa, deste momento com sua família e venha bendizer ao Senhor pela vocação presbiterial do querido Monsenhor Lucas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Parabéns ao Mons. Lucas. Grande servo de Cristo. Muitas bênçãos.

  2. Sérgio disse:

    Parabéns ao Monsenhor Lucas. Grande figura humana.

Veja a estimativa de tempo de TV de cada candidato a prefeito de Natal

O Jornal AGORA RN fez uma estimativa do tempo de televisão dos 14 candidatos a prefeitura do Natal para o pleito deste ano. Deveremos ter alguns pequenos ajustes em cada tempo, mas a estimativa mostra o que cada candidato terá de tempo:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco de Assis Alves disse:

    Falando de emprensa…
    Infelizmente, com relação a fala do presidente Bolsonaro ontem com relação ao auxilio emergêncial…
    Observem que em nenhum momento o presidente disse que o valor teria sido 1.000,00 dolares absoluto, Ele falou aproximadamente , sendo que para as mães solteiras utrapassou os 1.000,00 dolares.
    Maldade pura de parte da globolixo.

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Assim é covardia, o cara q está no poder tem o maior tempo. Devia aproveitar pra justificar suas falhas de gestão e não cumprimento das promessas da campanha anterior

  3. Liminha disse:

    São 10 minutos 13h e + 10 minutos 20h.
    Nessa conta ai , estão faltando quase 2 minutos.
    Está tudo errado o cálculo.
    Álvaro não chega a 2" e Hélio só tem 0,4 segundos.
    Só dá pra dizer, "meu nome é Hélio" igual ao Éneas.

Latam pode chegar a 3,9 mil demissões de pilotos e comissários

Após demitir 2,7 mil pilotos e comissários de bordo no início de agosto, a Latam pode dispensar outros 1,2 mil tripulantes, informou a companhia em petição apresentada na segunda-feira, 21, ao Tribunal Superior do Trabalho (TST). A empresa tenta negociar com funcionários uma redução permanente na remuneração deles, mas, se não chegar a um acordo, deverá optar pelas demissões.

Conversas para alterar o modelo de remuneração dos profissionais já haviam ocorrido entre a Latam e o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) em julho. Sem acordo, a empresa desligou os 2,7 mil funcionários. Como o segmento de voos internacionais continua praticamente paralisado por causa da pandemia, as negociações foram retomadas em uma tentativa de evitar a demissão de outros 1,2 mil aeronautas.

Enquanto a Gol e a Azul fecharam com o SNA uma proposta de redução temporária de salários até o fim de 2021, a Latam propõe uma mudança permanente. Mais antiga no mercado, a companhia é hoje a que paga salários mais altos e diz precisar se adequar aos padrões atuais de remuneração. Em julho, porém, o sindicato levou a proposta da Latam aos trabalhadores, mas a rejeição foi de quase 90%.

Caso ocorra uma nova rodada de demissões, deverão ser desligados 400 pilotos e 800 comissários. Antes da crise da covid-19, eram 7 mil tripulantes – hoje, são 4,2 mil. Segundo a empresa, há a necessidade de reduzir a folha de pagamento em 20%.

Em recuperação judicial (chapter 11) nos Estados Unidos desde maio, a Latam conseguiu a liberação de um empréstimo de US$ 2,4 bilhões na semana passada.

Em nota, a companhia afirmou que, caso “não consiga chegar a uma negociação com o Sindicato dos Aeronautas, lamentavelmente terá que reduzir seu quadro excedente de tripulantes”.

ESTADÃO CONTEÚDO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GCF disse:

    Na época do saudoso Comandante Rolim, a antiga TAM crescia sempre. Com certeza, ele teria adotado outras soluções para o período da pandemia e, JAMAIS, demitiria seus funcionários. As cias aéreas poderiam, pelo menos temporaroamente, fazer transporte de cargas. Seria bem seguro, pelo lado da saúde, e entraria algum dinheiro para equilibrar as contas.

  2. Yury Azevedo disse:

    não aceitaram a redução de salário por causa do sindicato . agora não vão receber mais salário. viva a esses sindicatos!

  3. Tarcísio Eimar disse:

    Se não quebrar, vai terminar readmitindo em virtude da volta do anormal

Procurador representa contra Flávio Bolsonaro na PGR após ausência em acareação e cita crime de desobediência

O procurador Eduardo Benones, do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, enviou uma representação nesta terça-feira (22) contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Procuradoria-Geral da República.

O procurador alega que Flávio tentou atrapalhar a investigação do suposto vazamento da Operação Furna da Onça e pede que a PGR investigue se houve crime de desobediência.

Segundo o documento enviado à PGR, Flávio Bolsonaro teve a intenção de não comparecer, na segunda-feira (21), a uma acareação marcada com o empresário Paulo Marinho.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, vai decidir se abre ou não investigação.

Em nota enviada na segunda-feira, a defesa de Flávio diz que “é lamentável sob vários aspectos” a tese de desobediência. “Nem o procurador da República poderia dar ordem ao Senador e nem essa ‘ordem’ seria legal, pelo que constituiria uma impropriedade técnica com poucos precedentes na história do Judiciário Fluminense” (veja a íntegra no fim da reportagem).

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ralf disse:

    E eu que penssei que esse povo, eleitores dos Bolsonaros, defendiam que as investigações, seja pra qualquer um, prosseguisse para provar ou não a inocência.

    Pelo visto inocente fui eu.

  2. Santos disse:

    Além de ter mentido, o q não é una surpresa, no dia da audiência estava em Manaus fazendo gracinha.

  3. Edson Oliveira disse:

    No q depender do procurador geral da República Augusto Aras, todos dos Bolsonaros estarão blindados.

  4. Xico disse:

    Devia estar trabalhando na fantástica fábrica de chocolates. Se disserem que lá produz cédulas de R$ 200, não acredito.

    • Brasil é verde e amarelo disse:

      Melhor mesmo é vender AVON …a Defunta Marisa ficou milionária , ou outro exemplo de sucesso foi o filho do ladrao condenado Lula, que de Analfabeto limpador De bosta 💩 no zoológico virou milionário também ….queria saber o segredo , você analfabeto Xico ,pra mim era CHICO DEVE SABER RESPONDER

    • paulo disse:

      BG.
      E a fabrica de dinheiro da vendedora da AVON viúva do OMI mais honesto do mundo como é que fica?

    • Cristian disse:

      Existe uma vigésima quinta falácia, exclusiva do Brasil. Chama-se Ad Lula, as vezes também conhecida com Ad Pt. Os caras metem isso em tudo, chama os outros de burro, analfabeto, doente.
      Ê Brasilzão ignorante…

Eduardo Bolsonaro presta depoimento de seis horas no inquérito dos atos antidemocráticos

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) prestou depoimento à Polícia Federal nesta terça, 22, no inquérito que apura o financiamento e organização de atos antidemocráticos. A oitiva durou seis horas e trinta minutos e foi realizada no gabinete do filho do presidente, em Brasília, pela delegada Denisse Dias Ribeiro, responsável pela investigação.

Segundo o Estadão apurou, o deputado foi questionado sobre relações com investigados no inquérito, como o blogueiro Allan dos Santos, se participou ou organizou manifestações em defesa de intervenção militar ou fechamento do Congresso e do STF e recebe pagamentos por monetização de publicação de conteúdo em redes sociais.

Eduardo Bolsonaro foi intimado na condição de testemunha, e é o segundo filho do presidente a prestar depoimento no inquérito. A investigação mira a suposta existência de organização voltada para o financiamento e organização de atos antidemocráticos que pedem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal e a instauração de um regime militar.

As tratativas entre Eduardo Bolsonaro e a PF para o agendamento da oitiva duraram quase duas semanas até a delegada Denisse encaminhar ofício agendando o depoimento unilateralmente ‘considerando que quedaram frustradas as tentativas de agendamento de data, hora e local’ para o depoimento com a defesa. A advogada Karina Kufa, que representa o deputado, alegou que ‘foram mantidos contatos telefônicos frequentes com a delegacia até acertar uma data que fosse viável’.

O nome de Eduardo foi mencionado na oitiva do pastor RR Soares, que disse à PF ter sido procurado pelo filho do presidente no primeiro semestre deste ano para tratar do aluguel de uma rádio em São Paulo. Segundo o líder religioso, o deputado pediu ajuda para encontrar uma rádio disponível para locação e disse que o interessado era um ‘amigo’, sem revelar detalhes ou sua identidade.

O pastor contou ainda que procurou pessoas do ramo para levantar valores e rádios disponíveis no mercado, mas que os executivos não demonstraram interesse no negócio. Um deles chegou a informar faturamento mensal de R$1 milhão, preço considerado inacessível por Eduardo, segundo o depoimento.

“Eduardo Bolsonaro disse que só tinha interesse na locação de uma rádio e não tinha esse valor para negociar a locação”, disse o pastor.

Em outro depoimento, o youtuber Adilson Nelseu Dini, do canal Ravox Brasil, afirmou que Eduardo participava de ‘encontros’ na residência de Allan dos Santos, um dos investigados no inquérito. Segundo oitivas obtidas pelo Estadão, o blogueiro mantinha um grupo no WhatsApp com deputados bolsonaristas e teria trocado mensagens com um assessor do presidente sugerindo a ‘necessidade de uma intervenção militar’.

“Os encontros, muitas vezes de confraternização, envolvendo amigos e pessoas que comungam a ideia de apoiamento ao presidente Jair Bolsonaro, que já ocorreram na casa de Allan, situada no Lago Sul em Brasília, onde algumas vezes participou Eduardo Bolsonaro, não é conhecido, e nem pode ser chamado, de ‘Gabinete do Ódio’”, afirmou Dini à PF, em junho deste ano.

ESTADÃO CONTEÚDO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romero Cezar da Câmara disse:

    Psiquiatra? Como? Se vocês abominam a filosofia; a sociologia e com certeza a psicologia. Kkkkkkkkkkk

  2. Edison Cunha disse:

    É desespero, é desespero, é desespero…

    Bolsonaro contra a "porra" toda!

  3. Lula na cadeia já disse:

    O que é ato antidemocrático?

    Quando o presidente do senado Federal, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do Supremo Tribunal Federal, reunem-se com o objetivo de derrubar um presidente da República é o que?

    • Webrevenger disse:

      Esquizofrenia. Sugiro que procure um psiquiatra.

    • Manoel disse:

      Quando fizeram isso contra a honesta Dilma, inclusive com a participação do corrupto Cunha, o senhor aplaudiu, nao é hipócrita ?
      Vou desenhar para vc o que é ato antidemocrático: participar de manifestacao pedindo a intervenção militar, o fechamento do congresso e STF. É financiar blogueiros para inflamar o gado contra instituições.
      É ter um gabinete do ódio articulando as mais baixas e imorais políticas e ações para inflamar seu gado e difamar pessoas e instituições. Tudo isso articulado pela familícia que o senhor apoia.

    • tiago disse:

      fake news. Apresente prova.

    • Cristian disse:

      Calma cara, ele plantou. Que colha, agora.

Câmara aprovou novo Código de Trânsito; saiba o que muda

A Câmara dos Deputados aprovou nesta 3ª feira (22.set.2020) o novo Código de Trânsito Brasileiro. A proposta foi enviada pelo governo Jair Bolsonaro, que insistiu na votação durante a pandemia. O texto foi analisado pelos deputados e depois pelos senadores. Como o Senado fez alterações, a Câmara precisou deliberar mais uma vez, dando caráter final ao texto.

Ainda nesta 3ª feira, os deputados devem votar alguns pontos específicos do projeto. Quando tudo for analisado, a matéria vai voltar ao presidente, que poderá sancionar ou vetar o texto final. A lei entrará em vigor 180 dias depois de ser publicada.

O texto aprovado aumenta o número de pontos que os motoristas podem ter nas carteiras de habilitação, antes que o documento seja suspenso ou cassado. Também estende a validade dos exames médicos das carteiras de motorista.

A matéria restringe a obrigatoriedade de acendimento dos faróis baixos durante o dia apenas às rodovias de pista simples situadas fora dos perímetros urbanos.

O relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), acatou o trecho, inserido pelo Senado, que permite aos veículos classificados como jipes transitar com rodas e pneus mais largos desde que observem as restrições impostas pelo fabricante e exigências fixadas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito). Eis a íntegra do relatório das mudanças (134 KB).

Outra alteração feita pelos senadores e que foi aprovada pelos deputados deixa mais claro que a advertência por escrito a ser imposta à infração de natureza leve ou média só será aplicada caso o infrator não tenha cometido nenhuma outra infração no último ano.

Considerada a mudança mais importante realizada no Senado pelo relator, os deputados aprovaram a proibição de se converter prisão em penas alternativas – como serviço comunitário – quando 1 motorista sob efeitos de drogas ou álcool causar homícidio culposo ou lesão corporal culposa.

“Esperamos que a mudança possa, de fato, representar um avanço no sentido de punir aqueles que insistem nessa postura e provocam acidentes de trânsito ao sentar-se ao volante de 1 veículo e dirigir sob o efeito de álcool ou drogas”, escreveu o relator em seu parecer.

PONTOS NA CARTEIRA

A proposta aprovada flexibiliza o número de pontos que 1 condutor pode ter na carteira de motorista em 12 meses. Infrações cometidas levam à inclusão dos pontos. Atualmente, o direito de dirigir é suspenso se a soma chegar a 20 em 12 meses.

O projeto cria critérios diferentes de acordo com as infrações cometidas no período:

  • limite de 40 pontos – se o condutor não tiver nenhuma infração gravíssima;
  • limite de 30 pontos – se o condutor tiver uma infração gravíssima;
  • limite de 20 pontos – se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas.

O limite será de 40 pontos, independentemente dos tipos de infrações cometidas, nos casos de quem trabalha dirigindo. Esses condutores poderão fazer curso de reciclagem preventivo quando tiverem 30 pontos computados.

Penalidades administrativas deixam de atribuir pontos, sendo mantidas as multas. Por exemplo, conduzir o veículo sem documento de porte obrigatório.

Esse é 1 dos itens em que o relator suavizou da proposta do governo. O texto elaborado pelo Planalto apenas aumentava para 40 pontos.

VALIDADE DO EXAME

A proposta aprovada também cria diferentes critérios para o tempo de validade do exame de aptidão física e mental. Agora, ele é válido por 5 anos para quem tem menos de 65 anos e por 3 anos para quem tem mais de 65.

O texto aprovado pela Câmara dá as seguintes validades aos exames:

  • 10 anos – se o condutor tiver menos de 50 anos;
  • 5 anos – se o condutor tiver de 50 a 70 anos;
  • 3 anos – se o condutor tiver 70 anos ou mais.

Nos casos dos condutores que exercem atividade remunerada em veículo, a validade do exame é de 5 anos. Caso tenha mais de 70 anos, a validade será de 3 anos.

Os documentos que já tiverem sido expedidos no momento em que a lei for publicada manterão a validade que tinham antes.

O governo queria que o prazo fosse de 10 anos para todos com até 65 anos. Depois disso, 5 anos.

OUTRAS DISPOSIÇÕES

O projeto inclui no Código de Trânsito a obrigatoriedade do uso de dispositivo de retenção –mais conhecido como cadeirinha – para transporte de crianças de até 10 anos que não tenham ainda 1,45 m de altura. O equipamento deve ficar sempre no banco traseiro.

Atualmente, o item é obrigatório para crianças até 7,5 anos. A regra não está em lei, mas em resolução do Contran. POs senadores mudaram a proposta para determinar que as cadeiras sejam adequadas não apenas à idade, mas, também, ao peso e à altura das crianças.

PODER 360

Brasil tem menor incidência de covid em 90 dias

Há quase dois meses, o Brasil vem apresentando dados animadores em relação à pandemia do coronavírus e reduziu o número de casos ativos, pessoas atualmente infectadas, para 507,8 mil. Esse é o menor número de pessoas doentes ao mesmo tempo desde o dia 24 de junho. Com o número de curas frequentemente maior que os novos contágios, a marca psicológica de 500 mil casos deve ser cruzada, para baixo, nesta quarta.

A média diária de novos casos é de 29,6 mil, a menor desde 18 de junho, excluído o feriadão da Independência, quando houve represamento.

No caso das mortes, descontado o período do feriadão, a média diária está em 748, o menor patamar desde 18 de maio.

O Brasil segue tendência oposta à observada em vários países europeus como França e Reino Unido, que verificam alta nos casos e mortes.

CLÁUDIO HUMBERTO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Cadê o aumento de contaminados e mortos do feriadão de 15 dias atrás onde praias e bares ficaram lotados e que as midiaslixo carniceiras e os esquerdopatas hipócritas falaram que iria acontecer.
    Essa notícia acaba também com o famoso "fique em casa" (que nunca foi totalmente cumprido pela população) do mandetta , dória e outros e que acabou com a economia e o emprego.
    E já repararam que as midiaslixo não falam mais do Covid-19 neste momento importante de queda.
    Salve o mito.

Redução de deputados e senadores no Brasil não passa de jogo de cena

Para apresentar Proposta de Emenda à Constituição (PEC), é necessária assinatura de um terço dos deputados (171) ou dos senadores (27), mas o apoio às PECs que tratam de reduzir o número de parlamentares foi apenas jogo de cena e nenhuma delas prosperou no Congresso. As mais recentes, uma que propõe redução de três para dois senadores e outra que reduz número de deputados federais, seguem na gaveta e mostram que o apoio é no palanque, em frente às câmeras e só da boca para fora.

As duas PECs estão paradas desde o ano passado nas CCJ da Câmara e Senado, apesar de ambas terem recebido pareceres pela aprovação.

Além de menos senadores, deputados federais seriam de 4 a 65 por UF, com economia de R$1,3 bilhão por legislatura, mandato de quatro anos.

Com o corte de parlamentares vêm os cortes de aspones, auxílios, verba de gabinete, cotas indenizatórias, carros oficiais, passagens aéreas etc.

O Congresso brasileiro é o segundo mais caro do mundo, onde cada membro custa R$47 milhões por ano, segundo a União Interparlamentar.
 
CLÁUDIO HUMBERTO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romero Cezar da Câmara disse:

    Nem fale nisso; se for discutido aumentam o dobro.

  2. João Juca Jr disse:

    Seria necessário um plebiscito para isso, porque esses canalhas não querem "largar o osso".