Praias da Grande Natal estão próprias para banho neste fim de semana

As praias de Natal e da região metropolitana estão próprias para banho durante este fim de semana, segundo indica o boletim de balneabilidade feito pelo Programa Azul e divulgado nesta sexta-feira (23). O programa monitora 33 locais de banho, entre praias, balneários e lagoas localizadas na Grande Natal.

O novo relatório tem validade até a próxima quinta-feira (29), quando um outro será divulgado com a nova análise. O boletim da balneabilidade inclui praias de Natal, Extremoz, Parnamirim e Nísia Floresta.

A classificação que define a propriedade do banho da praia leva em conta a quantidade de coliformes fecais encontrada nas águas. A análise é baseada em uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

O boletim Programa Azul é feito em parceria pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

G1

Queimadas disparam e multas ambientais despencam no governo Bolsonaro

O Ibama aplicou um terço a menos de multas a infratores ambientais em 2019 do que no mesmo período do ano passado, segundo dados do próprio órgão.

A queda no número de autuações coincide com um aumento dos registros de desmatamento e de incêndios florestais em 2019. Considerando todos os tipos de infração ambiental em todo o país, o Ibama diminuiu em 29,4% as autuações até esta sexta-feira (23), quando comparado com o mesmo período de 2018.

Segundo servidores, ex-servidores, autoridades e ambientalistas, a queda no número de multas está ligada a sinais emitidos pelo governo federal desde o começo do ano contra supostos excessos na fiscalização e a trocas de profissionais em postos-chave do Ibama.

Até 19 de agosto deste ano, o Brasil registrou 72,8 mil focos de incêndio, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O número representa um aumento de 83% em relação ao mesmo período do ano passado.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi criado em 1989 e é a autarquia federal responsável por aplicar a Política Nacional de Meio Ambiente —que baliza as ações do governo para a área. O Ibama é ligado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) e possui poder de polícia na área ambiental, atuando inclusive em áreas de particulares.

Já o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foi criado em 2007 e tem por função cuidar das unidades de conservação (UCs) federais. Dentro delas, o ICMBio exerce poder de polícia ambiental.

O que o levantamento da BBC News Brasil mostra é que o Ibama tem aplicado menos multas em geral – a queda é ainda mais acentuada quando se trata de crimes contra a flora (queimadas, desmatamento ilegal etc.), e na Amazônia.

Do começo de 2018 até o dia 23 de agosto daquele ano, o Ibama aplicou 9.771 multas de todos os tipos —não só relacionados a crimes contra a flora, mas também à pesca ilegal, caça, biopirataria e vários outros. Mas, do começo de 2019 até esta sexta-feira (23), foram 6.895 multas: uma queda de 29,4%.

Nos crimes contra a flora, a redução foi de 38,7% no mesmo período: de 4.138 no ano passado para 2.535 agora, em todo o país.

A queda no número de multas também se verifica quando o levantamento leva em conta apenas as ocorrências nos nove Estados brasileiros que integram a Amazônia Legal (AC, AP, AM, MT, PA, RO, RR, TO e MA). Em todos os tipos de infração, a queda foi de 25,6%. E quando se considera só os crimes ambientais contra a flora nesses Estados, a redução é ainda mais drástica: de 42,4%.

Do começo de 2018 até 23 de agosto, o Ibama emitiu 2.817 multas por crimes contra a flora nos 9 Estados da Amazônia legal. No mesmo período deste ano, foram apenas 1.627.

Os dados são públicos e podem ser checados no site do Ibama(o órgão orienta os interessados a usar o navegador Mozilla para acessar a base).

Os números do Ibama são consistentes com as observações de quem trabalha com o problema todos os dias.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Vou tirar estes " Fiscaisinhos " do cangote de vocês e cumpriu a promessa. O resultado o mundo está vendo e nos pagaremos está conta inclusive você Minion.

  2. Amo os Minions disse:

    🦗 🦗 🦗

Bolsonaro indica nomes para Cade e atende a senadores

O presidente Jair Bolsonaro cedeu a pressões de senadores e indicou nesta sexta-feira, 23, cinco novos nomes para integrar o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo o Estadão/Broadcast apurou, pelo menos dois deles foram negociados diretamente com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) – os dos advogados Luiz Augusto Hoffmann e Lenisa Rodrigues Prado, esta última indicada para ocupar o cargo de procuradora-geral do órgão que cuida da concorrência entre empresas no País.

Além deles, Bolsonaro indicou para o conselho o também advogado Sérgio Costa Ravagnani e o economista Luiz Henrique Bertolino Braido. O atual superintendente-geral do órgão, Alexandre Cordeiro, foi reconduzido ao cargo. Todos os indicados passarão por sabatina em comissão do Senado e precisam ter seus nomes aprovados pelo plenário da Casa.

A indicação de Cordeiro foi defendida por senadores, mas, desde o início do ano, ele tem se aproximado da equipe econômica por causa de negociações de acordos com a Petrobrás. Ainda há uma vaga no conselho, que também deverá ser preenchida por indicação do Senado.

A decisão de seguir os pedidos apresentados pelos senadores vem em um momento em que os parlamentares devem avaliar a possível indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o “filho 03” do presidente, para ser embaixador do País nos Estados Unidos.

No início do mês, num primeiro movimento, Bolsonaro retirou dois nomes que haviam sido apresentados por ele em maio e não teriam agradado aos senadores – eles haviam sido escolhidos pelos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Justiça, Sérgio Moro. Alcolumbre demonstrou resistência aos conselheiros escolhidos pelo presidente e “segurou” a tramitação até que o Planalto recuasse.

Parlamentares avaliaram que o presidente do Senado atendeu a demandas de aliados próximos nas escolhas para o Cade. Questionado na quarta-feira passada sobre se uma indicação para o órgão sairia do Senado, Alcolumbre foi irônico: “Daqui? Agora me deu medo”.

Nesta sexta-feira, em nota, Alcolumbre afirmou que as indicações ao Cade ou a qualquer outra agência reguladora “são prerrogativa exclusiva do Executivo”. “Todos os nomes indicados serão devidamente sabatinados no Senado, onde os indicados poderão provar suas capacidades.”

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Everton Freitas disse:

    Óbvio, até pq vale tudo para colocar o filho idiota na embaixada… Pode esperar alguns bilhões liberados para esses senadores tb!

Macau pode ser pioneiro no cultivo de alga marinha em escala comercial

Sempre buscando alternativas para o desenvolvimento do seu município, o prefeito Tulio Lemos esteve ontem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, ocasião em que teve a oportunidade de conhecer, através do professor Antonio Cortez, atual Secretário de Municipal de Agricultura e Pesca e na presença da professora Luziense Dantas de Macedo, Chefe do Departamento de Economia da UFRN, o trabalho cientifico do pesquisador Maulori Curié Cabral, da Universidade Federal do Rio de Janeiro -UFRJ, no desenvolvimento de algas marinhas, ricas em nutrientes, com viabilidade de aproveitamento em escala industrial.

Na oportunidade do encontro com o prefeito Tulio Lemos e com o secretário Antonio Cortez, o professor Maulori Cabral teve oportunidade de mostrar o resultado de sua pesquisa que gerou uma espécie de alga marinha de vida mais duradoura e enriquecida em nutrientes, principalmente o potássio, alem da capacidade de contribuir fortemente com a preservação do meio ambiente. Para o prof. Maulori Cabral, “o cultivo de algas em grande escala, extraído principalmente o potássio, vai contribuir substancialmente com a economia do país, que hoje importa cerca de 3 bilhões de dólares desse produto voltado para a nossa agricultura”.

Para o professor Antonio Cortez, que recentemente assumiu a secretaria de agricultura e pesca em Macau, “os distritos de Barreiras e Diogo Lopes são vocacionados para desenvolver a criação de alga marinha, principalmente no momento em que já contamos com empresa parceira para estimular o plantio dessa alga marinha, oferecendo empregos e gerando renda”.

Após a exposição sobre a criação de algas marinhas, o prefeito Tulio Lemos demonstrou o seu entusiasmo e relatou que “já vejo o municipio de Macau como pioneiro no Rio Grande do Norte no plantio de algas em grande escala, possibilitando o seu beneficiamento em escala industrial e com isso a oferta de empregos para os macauenses”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nazareno disse:

    Temos muitas potencialidades em nosso município na área biológica, como também na área do turismo. Espero que seja o pontapé inicial desta maravilhosa cidade. Pós a era petróleo.

Ministro da Educação quer lançar universidades digitais

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta sexta-feira (23) que a intenção do governo é lançar um programa de universidades e institutos federais de educação digitais. De acordo com o ministro, a ideia é que boa parte da formação nessas instituições seja realizada por meio de educação à distância. A ideia ainda está em estudos no Ministério da Educação (MEC).

“O nosso projeto é sim EaD [Ensino à Distância] e a gente está preparando uma universidade federal digital e um instituto federal digital. É pra lá que a gente vai caminhar”, disse o ministro durante cerimônia para anunciar repasse para o programa Inovação Educação Conectada, voltado para levar internet banda larga a escolas das zonas rurais do país.

O ministro não deu mais detalhes de como funcionariam as instituições, mas disse que a intenção é levar o debate ao Congresso Nacional. A ideia é alterar partes do Plano Nacional de Educação (PNE). “O Congresso é soberano e hoje eu tenho o PNE e no PNE você tem métricas e metas que preveem isso, a construção de mais campi universitários. Vou fazer o convite para aos parlamentares para a gente rediscutir o PNE. Em vez de colocar metas que não representem o bem estar para toda a sociedade, talvez a gente poderia colocar uma meta de universalizar a internet para todas as escolas do país”, disse o ministro.

De acordo com Weintraub, a ideia é que os estudantes façam módulos de ensino e que escolham durante esse percurso a área de formação. “Isso cai muito o custo com refeitórios, e outras coisas”, disse. “O aluno pode ir eventualmente a simpósios, seminários, aí junta todo mundo para períodos mais curtos e isso barateia o custo”, acrescentou.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Vamos lançar ministros digitais e governos digitais, seria uma ótima. Principalmente com esse governo de grande competência.

  2. Cigano Lulu disse:

    Com uma população idosa em ascensão, o Brasil urge pela ampliação de um ensino a distância de qualidade. Tanto pago – para os que podem pagar – como gratuito, para a população de baixa renda. Esse programa deveria ainda servir para qualificar e reiserir no mercado de trabalho as multidões de desempregados paridas na famigerada era dilmo-petralha.

Congresso deve instalar comissão mista sobre mudanças climáticas

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou nesta sexta-feira (23) que deve instalar na próxima terça-feira (27) a Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas (CMMC). Segundo o parlamentar, o espaço vai centralizar o debate sobre os incêndios que atingem a Floresta Amazônica.

“Como presidente do Senado Federal e do Congresso Nacional, externo a preocupação de todos os parlamentares com as queimadas que atingem a Amazônia nos últimos dias. O nosso sentimento é de que este assunto merece uma atenção diferenciada para que possamos apresentar ao Brasil e ao mundo soluções efetivas”, disse Alcolumbre, por meio de nota à imprensa.

Alcolumbre afirmou que conversará com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), para articular o andamento dos trabalhos no colegiado. A presidência da comissão ficará a cargo do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Segundo a nota do presidente, a relatoria ficará sob a responsabilidade de um deputado.

Agência Brasil

Caixa estuda lançar financiamento para imóveis com juro fixo

Após lançar uma linha de financiamento imobiliário corrigida pelo IPCA, índice oficial de inflação, a Caixa Econômica Federal avalia adotar taxas de juros pré-fixadas para o financiamento da casa própria. A mudança deve ocorrer até o fim do governo Jair Bolsonaro, mas está atrelada à manutenção do quadro de inflação controlada e ao desenvolvimento do mercado de securitização (transformar dívidas em títulos negociados no mercado) de créditos imobiliários, disse ontem o presidente do banco, Pedro Guimarães.

“Da mesma maneira que a gente está oferecendo TR (Taxa Referencial) e IPCA, o objetivo é, se couber na matemática da Caixa, oferecer uma taxa sem correção até o fim do governo ”, disse.

Para Guimarães a vantagem de uma taxa pré-fixada é tirar o componente de incerteza do financiamento. Segundo ele, a criação de linhas indexadas ao IPCA é o primeiro passo para viabilizar o plano. “A vida média da carteira de crédito imobiliário é de 12 anos, então não adianta criar mercado de securitização de dois anos”, afirmou.

Guimarães voltou a dizer que a Caixa pretende vender 50% de todo o crédito originado anualmente com as linhas corrigidas pelo IPCA. Ele afirmou que, nos últimos dois dias, o banco recebeu cerca de 600 mil consultas de clientes interessados na nova modalidade, disponível a partir de segunda nas agências.

Ele considera “controlada” a inflação de 3% a 4% ao ano. O mais importante, diz, é haver o quadro de estabilidade de preços no longo prazo, ainda que com um ano ou outro de inflação mais alta. Isso porque no caso dos financiamentos com taxa pré-fixada, o risco fica com o banco, que terá que adotar também instrumentos de proteção contra variações.

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, afirmou ontem que pode seguir a Caixa e adotar a modalidade de crédito imobiliário atrelada ao IPCA. “A ideia é dar o máximo de liberdade ao cliente”, disse. “A tendência é de os bancos oferecerem um cardápio com todas opções.” Numa nova linha de crédito imobiliário do BB, quanto menor o prazo de financiamento, menor a taxa. O piso passou a ser de 7,99% ao ano, para um financiamento de 60 meses.

Estadão Conteúdo

“Devemos ao Lula um julgamento justo”, diz Gilmar Mendes

Foto : Carlos Moura/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse, em entrevista exclusiva à agência Reuters, que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso do triplex do Guarujá, pode ser anulada, caso seja constatada a suspeição do então juiz Sergio Moro. O ministro ressaltou também que o petista merece um julgamento justo.

— Anular a condenação (do Lula) se eventualmente ocorrer por questão de suspeição, isso leva a um novo processo. Eventualmente isso pode ocorrer. — É importante fazer essa análise com todo o desprendimento. A mídia se tornou num determinado momento muito opressiva. O bom resultado não é só aquele que condena. Isso não é correto. A gente tem que reconhecer que devemos ao Lula um julgamento justo — ressaltou.

Confira a reportagem completa no Justiça Potiguar: https://justicapotiguar.com.br/index.php/2019/08/24/devemos-ao-lula-um-julgamento-justo-diz-gilmar-mendes/

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    A justiça tem que levar os processos que ainda estão em curso. Lula preso, isto sim.

  2. Pedro disse:

    Lula livre ! Deus nos livre, esse arremedo de juiz, imbecil, beiçudo, falador, frouxo , deveria ter vergonha.
    Lula é um coronel, que, vestido de vermelho, vendeu o Brasil, se juntou aos piores ditadores da África, finalizou a o património Nacional, que mantém um séquito de noiados, desnorteado e miseráveis ao seu lado. Pode ir buscar, só tem imbecis o defendendo, inclusive esse postula do Gilmar Mendes..a um Joaquim Barbosa do lado dele, quem já viu gostou.

  3. mms disse:

    Lula preso

  4. Olimpio disse:

    Lula preso.

  5. josinaldo anselmo disse:

    LULA É NA MINHA OPINIÃO O MELHOR PRESIDENTE QUE ESSE PAÍS JÁ TEVE

    • VTNC disse:

      COMO CORRUPTO ENTÃO NEM SE COMPARA, VOCÊ TEM RAZÃO !!!

    • Cidadão disse:

      Ainda bem q é só na sua opinão.

    • Esquerda mi mi mi disse:

      O maior ladrão da história do Brasil. Desde o período colonial, passando pelo império, até a república. 🦑

  6. César Rodrigues disse:

    Lula livre

  7. Pedro disse:

    Esse senhor é de uma inbecilidade sem tamanho, talvez, só comparável ao seu caráter e boca troncha. Lula foi inicialmente julgado por um juiz federal (por acaso Sérgio Moro) , tendo sido condenado, com base em provas materiais, depoimentos claros e precisos, tendo sido tudo, absolutamente tudo, confirmado por três (juízes) desembargadores, que aumentaram inclusive o tamanho da pena. Estranho ele querer discutir esse fato, pelo fato, principalmente, do mesmo nunca ter sido juiz,ele é de fato um babaca, que não contente dos pitos que já levou dos colegas, tipo ministro Joaquim Barbosa, Fachin, barroso, Marcos Aurélio, ainda tenta fazer marola, com opiniões que destoam dos fatos. Se não vivêssemos nessa imundice que é a política Nacional, o mesmo já teria sido cassado como ministro do Supremo, onde, de passagem jamais deveria ter chegado e mais, estou achando super interessante a cobertura que a mídia dá a todas as suas falas encantadas, é de se estranhar.

  8. Cigano Lulu disse:

    Com o STF que tem atualmente, Deus deve sentir orgulho de ser compatriota de Macunaíma.

  9. Delano disse:

    Luladrão já foi julgado, e tem umas cem sentença, e ainda tem ministro da corte suprema defendendo que esse canalha tenha mais direito a outro julgamento, isso é um pais merda mesmo.

  10. Expedito Junior disse:

    O ministro Gilmar está fora da realidade, o Lula já teve um julgamento justo na primeira e na segunda instância.

  11. André disse:

    esse ministro é o rei dos habeas corpus , se forem atrás, vão descobrir que tem coisa , como disse o ministro Barroso " ele envergonha o stf " , tá doido pra soltar o barbudo ladrão.

  12. Pedro Jales Neto disse:

    Acho que devemos encampar o movimento "soltem o Lula, prendam o Gilmar". Talvez cole!

  13. paulo disse:

    Pra ser justo mesmo de verdade VC DEVERIA ESTÁ PRESO MINISTRO.
    mas não tem justiça nessa República de bananas.

  14. paulo disse:

    É melhor por esse Ministro Gilmar Mendes na cadeia, ele assessorou Lula, ensinando como roubar.

  15. paulo disse:

    BG
    Este sujeito tem que ser excluído do SFT, tá faltando vergonha no presidente do senado Alcolumbre para abrir o impeachment dele.

  16. Lucio disse:

    “A gente tem que ter muito cuidado. O combate ao crime não pode envolver o cometimento de crimes. A luta contra a corrupção prossegue, tem que prosseguir, com uma institucionalização maior”. Respeitar as garantias e prerrogativas constitucionais é dar segurança jurídica de que as mesmas regras valem para todos e não apenas para uns e outros não.

Com shows de MPB, Iate Clube de Natal realiza regata neste fim de semana em homenagem ao Dia do Soldado

Com a presença de oficiais e comandantes do Exército Brasileiro, será realizada neste fim de semana – sábado (24) e domingo (25) – no Iate Clube de Natal, a regata “Duque de Caxias”, em homenagem ao Dia do Soldado. No sábado, as provas do evento esportivo, que reunirá cerca de 30 barcos das classes Dingue, Snipe e Bico de Proa/Aberta, vão ter início às 14 horas. Já no domingo a competição começa às 9h30, com cerimonia de premiação marcada para às 13 horas.

Enquanto os velejadores competem no Rio Potengi, na sede do Iate Clube haverá shows de MPB com artistas locais, como Ana Tomaz (sábado) e Luciano Queiroz (domingo).

Segundo o diretor de Vela do clube, Airton Viegas, os barcos que vão participar das competições vão fazer suas manobras em raias colocadas no Rio Potengi e na Boca da Barra. “O Iate Clube não poderia deixar de homenagear aqueles que são considerados a base da defesa nacional. O Dia do Soldado é 25 de agosto, em reverência à comemoração do nascimento de Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, patrono da Força Terrestre”, destaca o Comodoro do Iate Clube, advogado Kaleb Freire.

*FONTE: Assessoria de Imprensa do Iate Clube do Natal*

Confira as receitas da massa de pastel e do frango xadrez do Papo de Fogão deste sábado

Confira as receitas da massa de pastel e do frango xadrez do Papo de Fogão deste sábado.

Massa de pastel

INGREDIENTES
1 kg farinha de trigo
2 ovos
30g sal
70g gordura vegetal hidrogenada
60ml cachaça
160ml água
Recheio de sua preferência

MODO DE PREPARO:
Colocar a farinha em uma tigela e mexer levemente para soltar a farinha.
Acrescentar a gordura vegetal, que deve estar líquida, e misturar bem.
Em outra vasilha misturar os ovos, o sal, a cachaça, a água e acrescentar na farinha.
Sove bem a massa, com as mãos, até ficar uma massa bem homogenia. Caso necessário polvilhe um pouco de farinha sobre a mesa.
Deixar a massa descansar na geladeira, num saco plástico ou com pano úmido, por uma hora.
Abra a massa com um cilindro ou com um rolo com a espessura mais fina que conseguir.
Corte no tamanho e no formato que desejar e acrescente o recheio de sua preferência ocupando, no máximo, a metade da massa.
Fecha a borda com a ajuda de um garfo ou um cortador/fechador de massa (Multibar).
Frite em óleo quente ou gordura vegetal, 180 graus, até dourar.
Retire da frigideira e deixe escorrer o excesso de óleo e sirva em seguida.
Tempo de preparo: 1h30min
Tempo de cozimento: 3 min

Dica Rápida – Frango Xadrez

Porção para 4 pessoas

2 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 cebolas médias cortadas em cubos
2 dentes de alho esmagados
500 g de filé de frango sem pele e cortado em cubos
sal a gosto
Tempero Brasileirinho Koru Brasil

½ pimentão verde cortado em cubos
½ pimentão vermelho cortado em cubos
½ pimentão amarelo cortado em cubos
1 xícara (chá) de cogumelos em conserva cortados ao meio
1/4 xícara de molho shoyu
1 colher (sopa) de maisena
½ xícara (chá) de água
2 colheres (sopa) de amendoim torrado
Cebolinha a gosto

Modo de preparo
Tempere o frango com sal e tempero Brasileirinho da Kuru Brasil.
Em uma frigideira ou panela grande, coloque um fio de azeite, acrescente o frango e frite até começar a dourar, acrescente a cebola, o alho e deixe fritar.
Coloque os pimentões e os cogumelos, misture bem com uma colher de pau e refogue por mais 2 minutos.
Em uma xícara, misture o molho shoyu, a maisena e a água
Mexa bem e junte a mistura de frango
Cozinhe, mexendo constantemente, até formar um molho espesso
Coloque em uma travessa, polvilhe com amendoim e cebolinha picada e sirva quente

Tempo de preparo: 10 min
Tempo de cozimento: 12 min

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jordão disse:

    BG quando fizer na sua mansão me chame pra comer, agradeço.

MDB ‘repaginado’ prevê mais mulheres e jovens na sigla

Depois de ver sua bancada na Câmara diminuir de 65 para 51 parlamentares no ano passado, na esteira do discurso da “antipolítica”, o MDB vai promover em seu congresso, marcado para 6 de outubro, uma “repaginação” da sigla para evitar um novo encolhimento nas disputas municipais do ano que vem. A composição das novas executivas emedebistas em todos os níveis terá, obrigatoriamente, 30% de mulheres, e o novo comando nacional da sigla será integrado majoritariamente por jovens.

Pelo acordo costurado nos bastidores pelo ex-senador Romero Jucá (RR), que substituiu o ex-presidente Michel Temer no comando do MDB, o deputado Baleia Rossi (SP), líder do partido na Câmara, será seu sucessor. 

A senadora Simone Tebet (MS), que chegou a se lançar na disputa pela presidência do Senado, mas foi derrotada por Renan Calheiros (AL) na indicação do partido, também vai integrar a executiva. O MDB encomendou pesquisas qualitativa e quantitativas para saber como é avaliado pelo eleitorado. 

Com base nesses dados, o partido vai elaborar uma estratégia de comunicação e selecionar quais “bandeiras” vai levantar. “Vamos repaginar bandeiras históricas do MDB como liberdade de imprensa e democracia”, disse Jucá, que classifica a sigla como de “centro radical”.

O objetivo do partido é criar uma narrativa de defesa da sigla e uma estratégia comum de comunicação que una os 1.035 prefeitos, os 730 vice-prefeitos e os 7.500 vereadores da legenda.

O MDB vai aprovar ainda em seu congresso um novo estatuto que já está pronto e prevê a “novidade” de expulsão automática de quem for condenado em segunda instância, além de afastamento imediato em caso de prisão. No PSDB, que aprovou um código de ética em maio, só é expulso quem for condenado em última instância, o que manteve o deputado Aécio Neves (MG) – alvo de um pedido de expulsão – na legenda.

Pelo estatuto emedebista, no entanto, a punição só vai valer para novas condenações. Jucá, por exemplo, é réu na Lava Jato e investigado em outros inquéritos no Supremo Tribunal Federal. Ele nega irregularidades

O MDB também inaugurou uma plataforma que premia os filiados que acumularem mais “milhagens” por interação com o partido nas redes sociais. Esses filiados receberão materiais de campanha e direito a cursos online.

Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tenho bolsonaro disse:

    Partido de corruptos

  2. Hulkenberg disse:

    Tudo que começa, acaba! É o caso desses dois partidos, PT e MDB unha e cutícula, os dois vão morrer juntos, abraçados.
    Tchau corruptos.

  3. Henrique disse:

    MDB sinal de falcatrua , roubo e eleger presidente sem votos, esse partido deveria acabar a grande maioria de sua liderança envolvidos em escândalos cabeludos.

  4. PAULO disse:

    MISERICÓRDIA, QUEM DANADO VAI QUERER ENTRAR NESSE PARTIDO? SÓ OS PARENTES DELES. ESSE PARTIDO ACABOU.

  5. Lucia disse:

    MDB – Meu Dinheiro no Bolso
    Henrique e Garibaldi que o digam.

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 35 milhões neste sábado

A Mega-Sena, acumulada, sorteia neste sábado (24) prêmio de R$ 35 milhões. O sorteio das dezenas do concurso 2.182 da Mega-Sena será realizado hoje à noite, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. Até as 14h deste sábado também podem ser feitas apostas para o concurso 865 da Loteca, acumulada em R$ 2,2 milhões.

Aplicado na Poupança da Caixa, o prêmio estimado da Mega-Sena pode render aproximadamente R$ 130 mil por mês. O valor é suficiente para adquirir 3.500 pacotes de viagens, no valor de R$ 10 mil cada, para destinos nacionais e internacionais.

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem fazer as apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. O serviço funciona das 8h às 22h, exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.K

Seguro facultativo garante benefícios do INSS a quem não tem emprego

Cidadãos que não exercem atividade remunerada, como donas de casa, estudantes e desempregados, podem contribuir para a Previdência Social e, assim, garantir benefícios como auxílio-doença, aposentadoria, salário-maternidade e pensão para os dependentes. Este é o segurado facultativo, uma categoria de contribuinte válida para pessoas com mais de 16 anos.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também oferece a opção de recolhimento para contribuintes individuais (autônomos – têm fonte de renda) e microempreendedores individuais, além da obrigatoriedade de contribuição para aqueles que têm carteira assinada.

Segundo a Secretaria da Previdência do Ministério da Economia, o último dado disponível sobre segurados facultativos é de 2017. Naquele ano, eles eram 1,210 milhão de contribuintes, 2,36% do total de segurados do INSS.

Número de contribuintes para o Regine Geral de Previdência Social

Total: 51.138.581
Empregados: 39.051.846
Contribuinte Individual: 9.408.057
Trabalhador Doméstico: 1.466.080
Facultativo: 1.210.495
Segurado Especial: 2.103

Agência Brasil

Bolsonaro muda discurso e retira carta branca prometida a Sergio Moro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) mudou seu discurso e retirou a carta branca prometida ao ministro Sergio Moro (Justiça).

recente interferência na Polícia Federal é apontada internamente como a mais emblemática da falta de poder do ex-juiz no cargo atual, mas episódios com teor semelhante se acumularam ao longo de mais de oito meses do governo Bolsonaro.

Apesar dos ataques à sua prometida autonomia, Moro permanece calado.

Quando confirmou o convite, em novembro de 2018, Bolsonaro disse em entrevistas que tinha combinado com Moro que ele teria “liberdade total” para o combate à corrupção e ao crime organizado.

Em uma das manifestações, o então presidente eleito citou a escolha do chefe da Polícia Federal como uma das atribuições do ministro da Justiça.

Os últimos oito dias foram de crise entre Bolsonaro, Moro e a PF, após o presidente atropelar a instituição e anunciar a troca do superintendente no Rio de Janeiro.

Em sua última declaração sobre o assunto, na última quinta-feira (22), o presidente ameaçou até trocar o comando do órgão, hoje a cargo de Maurício Valeixo.

A PF é subordinada ao Ministério da Justiça, e Valeixo virou chefe por escolha de Moro. Os dois se conhecem há vários anos e trabalharam juntos na Operação Lava Jato.

“Agora há uma onda terrível sobre superintendência. Onze [superintendentes] foram trocados e ninguém falou nada. Sugiro o cara de um estado para ir para lá: ‘Está interferindo’. Espera aí. Se eu não posso trocar o superintendente, eu vou trocar o diretor-geral”, afirmou Bolsonaro.

“Se eu trocar hoje, qual o problema? Está na lei que eu que indico, e não o Sergio Moro. E ponto final”, completou.

Antes, Moro havia sido atropelado por Bolsonaro em pelo menos outros cinco casos, desde a ordem de revogação da nomeação de uma suplente para um cargo de conselho vinculado ao ministério até a demissão de um dos seus maiores aliados, o presidente do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

Entre colegas do ministro da Justiça, ninguém consegue apontar vitórias que ele tenha tido entre quedas de braço com o presidente.

Em meio à crise com a polícia, Jair Bolsonaro foi claro no recado: “Quem manda sou eu”, afirmou.

Quando Moro aceitou seu convite para largar 22 anos de carreira de juiz federal e assumir o Ministério da Justiça, o presidente lançava mão de outro discurso.

“Eu conversei com ele [Moro] que ele terá tanto a liberdade para escolher todos os que comporão seu segundo escalão, como o chefe da Polícia Federal, aquele que vai cuidar da segurança [também]”, afirmou Bolsonaro em uma das entrevistas.

“Ele [Moro] expôs o que ele gostaria de fazer caso seja ministro, e eu concordei com 100% do que ele propôs. Ele [Moro] queria uma liberdade total para combater a corrupção e o crime organizado”, afirmou em outra ocasião.

Em outro momento, o presidente chegou a falar que Moro teria “muito mais poderes” em Brasília do que como juiz para perseguir o objetivo de combate à corrupção e ao crime organizado.

A primeira derrota do ministro ocorreu logo nos primeiros dias de governo, com a edição do decreto das armas, em que teve suas sugestões ignoradas pelo presidente. Embora tenha saído do seu ministério, o texto nunca foi bancado de fato por Moro.

Em fevereiro, teve de revogar a nomeação da especialista em segurança pública Ilona Szabó de Carvalho como membro suplente do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária.

A escolha de Szabó para compor o órgão —um cargo voluntário e sem funções executivas no governo— foi acompanhada de uma campanha crítica de apoiadores de Bolsonaro nas redes sociais. Um dia depois, pressionado pelo presidente, Moro teve de voltar atrás.

No segundo trimestre de governo, o ministro da Justiça começou a ter sucessivas derrotas com seu projeto anticrime, que não teve apoio total do presidente até agora.

Em entrevistas, Bolsonaro chegou a dizer que Moro não tem mais a caneta que tinha como juiz e que teria de esperar um pouco para trabalhar o texto na Câmara.

Outro revés recente ocorreu com uma nomeação ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Sua indicação não foi aceita e ele soube da notícia pela imprensa.

Moro também perdeu o Coaf de volta para o Ministério da Economia. Embora a decisão tenha sido do Congresso, o Palácio do Planalto não fez esforço para ajudar a manter o órgão em sua pasta.

Em seguida, o ministro viu um dos seus principais aliados da Lava Jato, o auditor Roberto Leonel, nomeado por sua vontade como presidente do Coaf, ser exonerado, com a transferência do órgão ao Banco Central.

Folha questionou a assessoria do Planalto se o presidente mudou de opinião em relação à liberdade total que dissera que concederia a Moro e por qual motivo. A reportagem não obteve respostas.

O ministro também foi procurado. Questionado se ele considera que perdeu a carta branca que lhe havia sido prometida, o ministro não respondeu.

O silêncio de Moro diante dos sucessivos movimentos de interferência de Bolsonaro na PF tem causado estranheza na cúpula do órgão.

Nos dias seguintes após a primeira manifestação do presidente, no último dia 16, o ex-juiz não deu nenhuma declaração sobre esse assunto e tentou, por meio de interlocutores, passar a impressão de que estava distante do problema.

FOLHAPRESS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthut disse:

    Nem Luladrão, nem Bozodoido. #Ciro2022

    • Dedé disse:

      Nesse caso vc votaria em Cirodoidrão. Que é uma mistura dos três.
      Não dá!
      Chega de profissionais da política.
      MORO PRESIDENTE 2022 !!!

  2. Hulkenberg disse:

    BG querido, eu tô pagando pra vê esse rompimento, será que Bolsonaro tem CORAGEM de romper e ganhar de cara um adversário desse naipe? Não acredito.
    De todo modo se isso vier acontecer, MORO PRESIDENTE, VOU COM ELE, é implacável no quesito corrupção E O NÍVEL É OUTRO.
    MORO PRESIDENTE 2022 já !!!
    PT ladrão nunca mais.
    Jamais!!
    De jeito nenhum.

  3. Xicu disse:

    Só não vê isso quem não presta atenção. Moro vai romper com o Bozo e ir para o PSDB de Aécio e Dória.

  4. Luciano disse:

    Combater a corrupção era só a desculpa para colocar mMoro no poder, quando na verdade estava pagando uma dívida por ele ter prendido Lula e o permitido ganhar as eleições. Agora, terminadas as eleições , ele cumpriu o combinado, que foi a promessa de lhe dar o Ministério, mas corta as suas asas para proteger o Queiroz e o "filhinho do papai".
    O Partido do Suco de Laranja – PSL que ampara e abriga os apoiadores de milicianos, mostra a todos quem é. Se engane quem quiser.
    A CORRUPÇÃO ESTÁ SO COMEÇANDO!

  5. Cigano Lulu disse:

    A queda de Moro, assim como a Guedes, é o objetivo central do "jornalismo desejoso" e sôfrego da velha imprensa que agoniza em praça pública.

  6. Bezerra disse:

    A fonte? Ah! Essa fonte!!!…..

  7. Amo os Minions disse:

    Mito desMOROnou o paladino da justiça hahahaha. A república de 🍌 está se consolidando com a bandeira apenas amarela pois o verde está sendo queimado e trocado pelo laranja. Brasil acima de tudo desde que o tudo seja para os amigos do Rei. Em um tempo futuro ecoarão os gritos de que a culpa foi do PSL hehehe.

  8. Carlos Bastos disse:

    Moro sai desse barco furado, antes de vc se queimar, 2022 está chegando.

  9. Paulo disse:

    Parabéns pela reportagem. Tudo verdade. Não podemos esconder os fatos.

  10. Araújo disse:

    Infelizmente Bolsonaro está se dobrando à bandidagem no intuito de defender seu filho que é bandido também. MORO Presidente.

  11. Costa disse:

    Moro Presidente.

  12. Paulo Oliveira disse:

    3 matérias seguidas da "fôia", o jornal mais desacreditado do Brasil.
    Acho que BG tá ganhando algum pra replicar as manipulações desse jornal.

    Melhore o nível, tá caindo muito.

  13. Thor Silva disse:

    Mais uma narrativa de quererem jogar Bolsonaro contra Moro. Isso não vai colar. Juntos são imbatíveis!!

  14. Ontonho disse:

    BG virou Petista mesmo, o que uns empregos não fazem kkkkk

  15. Jailson Dias disse:

    De uma coisa tenho certeza, Moro errou ao acreditar que esse jogo político seria diferente dos anteriores, esse cenário sempre foi e sempre será um jogo de interesses próprios que não mede esforços para alcançar seus objetivos.

  16. Maria disse:

    É só o começo,kkkkkkkkkkkkkkk. O Dilmo vai ficar mais furioso ainda nesta semana do 🔥.o mundo lhe dirá como se deve tratar o meio ambiente.

  17. Bento disse:

    Essa onda toda só fortalece nosso Herói Nacional SÉRGIO MORO.
    Homem integro, inteligente, capacitado .
    Os cães ladram e a caravana passa,
    Deus esta contigo, tenha paciencia.
    És o Senhor da Guerra

  18. Allan Laranjeiras disse:

    Vixe, que fizeram com o nosso marrequinho de Maringá, por que my god essas coisas acontecem? Será a famigerada lei do retorno?

    • Zanoni disse:

      Sei…Lula livre, Deus me livre!!!!

    • #Lula Na Cadeia sempre disse:

      Seu vagabundo preferido está cadeia …respeite um juiz federal que recuperou bilhões roubados do Brasil, seu vagabundo 2

  19. Novo ex-leitor disse:

    Amigo , seja mais imparcial , impressionante o seu “ctrl c e ctrl v “ com as matérias da Folha , seu Blog está ficando chato #ficaadica

  20. Eu disse:

    #MORO2022

Para governadores, Bolsonaro subestimou crise e ampliou desgaste do Brasil com retórica voltada às redes

incêndios na Amazônia avaliam que Jair Bolsonaro subestimou o problema e ampliou o desgaste do Brasil com sua retórica. Para eles, o presidente tratou uma questão de dimensão global da mesma forma que opera polêmicas miúdas, “falando com a bolha, apostando no acirramento”.

Os que buscam ajuda de entidades internacionais relatam desconfiança geral de “complacência institucional” com o desmate.

Para políticos de estados que estão no centro da tribulação, o encadeamento das ações do governo acabou dando corpo à narrativa de que ele estimula uma política antiambientalista. Primeiro o desprezo a números de institutos oficiais, depois o ataques às ONGs e, por último, a tese do complô externo contra o agronegócio nacional.

Para um governador do Norte, a imagem da atividade rural do país no exterior já foi fortemente abalada –e será duro reverter esse fenômeno.

Representantes do Ministério da Defesa se reuniram na manhã desta sexta (23) para avaliar ações diante da crise com as queimadas. Antes mesmo de o presidente decretar a Garantia da Lei e da Ordem, helicópteros e aeronaves das Forças já tinham sido deslocados para os locais.

Integrantes da Defesa também corroboram a avaliação de que a retórica do presidente contribuiu para ampliar a crise internacional.

Militares aconselharam o Planalto a baixar o tom daqui para frente para evitar retaliações. Este grupo diz que é alto o risco de sanções a produtos agrícolas e de congelamento do acordo Mercosul-União Europeia.

A menção feita por Bolsonaro a “produtor rural tacando fogo” na Amazônia, durante a live desta quinta (22), irritou agricultores do Norte e do Centro-Oeste. Federações ligadas à Confederação Nacional da Agropecuária (CNA) chegaram a sugerir uma carta pública para rebater o presidente.

O setor produtivo divulga que quem desmata ilegalmente deve ser chamado de bandido, e não de produtor rural. Coube à ministra Tereza Cristina (Agricultura) apagar o incêndio no setor apelando por um voto de confiança no governo. A carta foi suspensa.

PAINEL FOLHA

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Quem o chamou de Mito deve estar se corroendo de vergonha. Tenho medo do que virá pela frente. Nåo foi surpresa, na campanha ele prometeu essa política de desmatamento, iria rever as remarcações de terras indígenas e parques nacionais. Porque esse susto todo? O Brasil inteiro sabe que ele é Isso aí taowkey?

  2. Bento disse:

    O nosso presidente é bem intencionado, está faltando habilidade e estratégia.
    O inimigo esta desarmado e é exatamente ele quem da munição ao inimigo.
    Os filhos também atrapalham muito, são maiores de idade, vacinados, deixa
    eles se defenderem, todos com mandatos, vão cuidar de suas carreiras, foram eleitos
    para quê?
    Se perder seus verdadeiros aliados, aí já era a vaca vai para o brejo.

  3. Allan Laranjeiras disse:

    Ele avaliou que se ficasse brincando de procurar culpados e falando besteiras como sempre gosta de fazer iria apagar o fogo, mas enquanto brincava de arengar a tal da floresta vai se acabando em fogo, como ele acha que como mito está acima de tudo, achou que ficar de blá blá blá iria resolver tudo, mas descobriu um pouco tarde que havia se metido em uma confusão mundial, agora tenta manter o q não possui e nunca terá, ele pensa ser um estadista, mas não passa de um falastrão que não consegue retirar o Brasil desse amontoado de crises.

Brasil e França vivem crise diplomática mais severa em décadas

Foto de junho deste ano mostra o presidente da Frabça, Emmanuel Macron (esq.), ao lado do brasileiro Jair Bolsonaro durante a cúpula do G20
Foto de junho deste ano mostra o presidente da Frabça, Emmanuel Macron (esq.), ao lado do brasileiro Jair Bolsonaro durante a cúpula do G20 – Jacques Witt-28.jun.19/AFP

 

Brasil e França vivem a mais séria crise diplomática desde a chamada “guerra da lagosta”, na década de 1960, na opinião de diplomatas europeus e brasileiros ouvidos pela Folha.

Segundo os diplomatas, que pediram anonimato por temerem represálias, nunca na história da relação bilateral um presidente francês acusou abertamente um líder brasileiro de mentir, como fez Emmanuel Macron em comunicado nesta sexta-feira (23).E nunca um presidente brasileiro demonstrou seguidamente desprezo pelo mandatário da França, enquanto seu filho, deputado Eduardo Bolsonaro, replica um vídeo no qual um youtuber chama o presidente Macron de “idiota”.

O tuíte de Eduardo, cotado para assumir a embaixada do Brasil em Washington, foi considerado uma grosseria sem precedentes. A troca de farpas foi antecedida por uma campanha do Itamaraty nas redes sociais em que o ministério fazia comparações pouco elogiosas à França.

A tensão entre os dois países deve fazer com que, segundo diplomatas ouvidos pela Folha, o Itamaraty convoque para consultas o embaixador brasileiro na França, Luís Fernando Serra, gesto diplomático considerado grave.

Seria o ápice de uma série de desavenças. No fim de julho, Bolsonaro cancelou em cima da hora uma reunião com o chanceler da França, Jean-Yves Le Drian, e fez uma live cortando o cabelo no horário em que estaria reunido com o francês.

Os diplomatas ouvidos consideram que as tensões são graves o suficiente para reduzir muito as chances de o acordo entre União Europeia e Mercosul ser aprovado no congresso francês.

Segundo diplomatas europeus, o governo não vai lutar por um acordo que é impopular entre vários setores, como agricultores e ambientalistas, e ainda por cima beneficiaria um presidente que os insulta.

Diplomatas brasileiros também afirmam acreditar que a crise de imagem gerada pelos incêndios na Amazônia pode afetar o ingresso do Brasil na OCDE, o clube dos países ricos. O processo havia sido destravado com o apoio do presidente americano, Donald Trump.

O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, deve ir à sede da OCDE em Paris entre 25 e 27 de setembro para explicar a membros da organização por que o Brasil acredita que suas políticas ambientaisestão alinhadas com as preconizadas pelo órgão.

O ex-embaixador brasileiro em Washington Rubens Ricupero, um dos poucos que não se furta a fazer críticas públicas ao governo, afirma que a declaração de Macron, de que Bolsonaro mentiu, é muito grave. “Há uma enorme perda de imagem e soft power do Brasil devido à política ambiental”, diz.

Os dois países frequentemente divergem, mas em tom menos estridente. Em 2013, a então presidente Dilma Rousseff criticou a intervenção do exército francês no Mali, afirmando que o combate ao terrorismo não deveria “reavivar antigas tentações coloniais”.

A declaração foi muito mal recebida na França, onde a acusação de colonialismo é considerada ofensiva pelo governo. Bolsonaro também recorreu ao termo ao criticar as declarações recentes de Emmanuel Macron.

Em 2010, o presidente Nicolas Sarkozy prometeu apoiar o Brasil em sua proposta de acordo nuclear com o Irã.

Mas o francês acabou apoiando a então secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, que desprezou o pacto e acabou convencendo os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, entre eles a França, a impor sanções contra o Irã devido ao programa nuclear.

O então presidente Lula teria se sentido traído, e esse teria sido um dos motivos para a decisão de comprar os caças suecos Gripen em vez dos franceses Rafale.

Em 1991, o então presidente francês, François Mitterrand, afirmou que “o Brasil precisa aceitar a soberania relativa sobre a Amazônia”. A declaração foi muito mal recebida.

A crise mais grave da história recente foi a chamada “guerra da lagosta”, ocorrida entre 1961 e 1963. Barcos franceses começaram a pescar lagosta no litoral de Pernambuco, revoltando os pescadores nordestinos.

Na disputa diplomática, houve até a discussão insólita, alvo de chacota e marchinhas de carnaval na época, sobre a real natureza da lagosta: poderia ser considerada um peixe, que seria passível de captura, ou era um crustáceo?

A crise levou à mobilização de navios de guerra de França e Brasil para a região, mas os países não foram às vias de fato. Foi nessa época que se atribuiu erroneamente ao general Charles de Gaulle a famosa frase “o Brasil não é um país sério”. Na realidade, o autor foi o então embaixador do Brasil na França Carlos Alves de Souza.

Na sexta-feira, Macron tentou reduzir a temperatura da crise e disse que um “ecocídio está se desenvolvendo em toda a Amazônia, não só no Brasil”.

Mas o líder francês escorregou no final, ao dizer que uma das metas seria “encontrar uma forma de boa governança”. “Precisamos envolver as ONGs e os povos indígenas mais do que já fazemos.” O governo Bolsonaro tem conhecida ojeriza a ONGs, e esse foi um dos motivos do cancelamento da reunião entre o presidente e o chanceler francês.

“Ele marcou audiência comigo. Aí fiquei sabendo que tinha marcado com o Mourão, tinha marcado com ONGs. Quem é que ferra o Brasil? ONGs”, afirmou Bolsonaro à época.

FOLHAPRESS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Berg disse:

    É melhor Mané Macron ir apagar o fogo em baixo do seu nariz, nas RUAS de Paris, do que tá dando pitaco aqui.

  2. Cigano Lulu disse:

    Lula era "o cara".
    Deu no que deu.
    Bolsonaro é "mito".
    Se não der em nada já é vantagem.
    Ainda há quem duvide que Deus tem orgulho de ser brasileiro?

  3. Bento disse:

    Não se faz lideres como no passado.
    Esse francês é tão incompetente que não sabe nem cuidar da
    crise dos coletes amarelos.
    Um recado aos países lá fora…
    Querem florestas para mandar vão plantar a de vocês

  4. Luiz disse:

    A pergunta é: Qual o verdadeiro interesse da França, em tentar denegrir o Brasil? Resposta: A França tá quebrada a anos, e tenta ser protagonista, para conseguir empréstimo em uma causa onde sabe que todos os países irão colocar dinheiro em nome de salvar a Amazônia. Então, ela seria o tesoureiro dessa empreitada.

  5. Observador disse:

    Quando iremos invadir a França para libertar o povo francês desse ambientalista vermelho comunista? Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • paulo disse:

      BG
      Vamos começar a boicotar os produtos deles aqui no Brasil tal qual Renault,citroen, etc

    • Ricardo Minion disse:

      Doravante não compro mais pão francês.

  6. Zanoni disse:

    Cadê os petistas aguerridos? A França está se doendo porque não levou o seu quinhão no período colonial. Agora, quer um lotinho na Amazônia.

  7. Luiz Antônio disse:

    Diplomata? Só se for aquele antigo modelo de carros da GM no Brasil…hahahaha

  8. Luiz Antônio disse:

    É muito despreparado.

  9. Humilde Iconoclasta disse:

    Os diplomatas deram as suas opiniões mas esqueceram do óbvio. A França não é mais nem a somba so que já foi, hoje eles precisam muito mais so Brasil do que nós precisamos deles. Pare de demagogia, baixe a bola e fique quieto, Macron.

    • Amo os Minions disse:

      Como o Brasil viveria sem os euros? Seria autossuficiente?

    • Ricardo Minion disse:

      O Brasil é um dos países do mundo de menor peso em realação às exportações em relação ao PIB. E as vendas para Europa são compensáveis. Haveria um abalo contornável