PGR pede prorrogação de inquéritos sobre Aécio Neves no STF

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação por mais 60 dias de dois inquéritos envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG). As investigações são relatadas pelos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Na primeira investigação, o nome do senador foi citado por ex-executivos da empreiteira Odebrecht, que teriam repassado vantagens indevidas em 2014 para campanha do senador à Presidência da República. No segundo inquérito, o parlamentar também é acusado de receber doações ilegais.

Em abril, Aécio prestou depoimento à Polícia Federal e disse que os próprios delatores afirmaram nos depoimentos que as contribuições financeiras feitas pela Odebrecht às campanhas do PSDB nunca estiveram vinculadas a qualquer contrapartida.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pepa disse:

    esse povo só pode ter o rabo preso com Aércio, não é possível isso!

  2. ailton fernandes disse:

    Brasil! Dois pesos e duas medidas!

  3. Mossad disse:

    Se fosse Lula…

  4. gilvanir disse:

    Sempre empurrando com à barriga!!!

  5. Paulo disse:

    Com esses dois ministros na relatoria ele termina o mandato

Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões

A Decolar.com, agência de turismo que tem na internet seu principal canal de vendas, foi multada em R$ 7,5 milhões pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) por ter praticado diferenciação de preço de acomodações e negativa de oferta de vagas, quando existentes.

De acordo com o DPDC, tal prática é abusiva e discriminatória, além de representar violação ao Código de Defesa do Consumidor.

O despacho informando a multa foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (18). De acordo com o DPDC, a negativa de oferta de vagas existentes era feita após a empresa identificar a localização geográfica do consumidor.

Caso a empresa descumpra a determinação estará sujeita a ter seu site retirado do ar. Ainda segundo o DPDC, os valores cobrados por produtos como quartos de hotéis variava em função da localidade onde a compra estaria sendo feita.

A Decolar.com tem prazo de 30 dias para fazer o depósito de R$ 7,5 milhões, por meio de Guia de Recolhimento à União (GRU) em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

Outro lado

Em nota, a Decolar.com disse que não pratica “geopricing”, que é a cobrança de valores diferentes para o mesmo produto, e afirmou que opera com “transparência, honestidade, integridade, respeito ao seus clientes, e, principalmente,​ em conformidade com as leis, normas e regulamentos aplicáveis em todos os países em que atua”.

Sobre a acusação de manipular as reservas e disponibilidade de vagas em hotéis, a companhia reiterou que não pratica qualquer ato discriminatório e prejudicial aos seus clientes. “A empresa reforça ainda que atua como intermediadora entre os fornecedores e consumidores no que diz respeito à hospedagem, sendo esses fornecedores os responsáveis pela inclusão dos preços e disponibilidade de acomodações”, diz a empresa, em nota.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ade pessoa disse:

    Graças a Deus , só ladrão

Carlos Eduardo passa despercebido em Mossoró

POR BRUNO BARRETO

Rendeu pouca repercussão política a passagem do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) em Mossoró na última sexta-feira. O pedetista se limitou a correr atrás do apoio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) que faz charme. Os dois posaram para fotos no show de Alceu Valença na Estação das Artes.

Publicamente Rosalba não deu tanto cabimento ao ex-prefeito e pré-candidato ao Governo do Estado. Nos bastidores eles conversaram.

Carlos Eduardo erra estrategicamente ao demonstrar tamanha dependência de Rosalba para penetrar no eleitorado mossoroense. O apoio dela deve ser cobiçado por se tratar da maior eleitora da cidade, mas ela não tem o mesmo poderio de antes e está em baixa por conta de uma série de problemas da própria gestão.

Em termos de mídia, Carlos Eduardo optou por falar com escassos veículos de comunicação ao invés de usar uma tática de ocupar vários espaços de forma articulada como fazem vários políticos que visitam Mossoró.

Isso só reforça a tese equivocada que basta ter e, apenas ter, o apoio de Rosalba para se sair bem na cidade. Não necessariamente é assim.

Como já escrevi neste espaço: Mossoró e Carlos Eduardo ainda não deu “liga”. Um ignora o outro.

Blog do Barreto

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Djalma Junior disse:

    O problema não é que Rosalba não tenha os votos que ele tanto almeja, afinal ela ainda é quem tem esse poderio por aqui. O maior adversário dele na cidade é a sua baixíssima popularidade e hoje felizmente um maior esclarecimento político da população.

    Se tudo caminha como deve ou esperamos que seja, nessa eleição as velhas raposas da sofrida política em nosso estado ficarão pelo caminho.

Funcionário da OAS diz que sítio era de Lula e que obras deveriam permanecer em sigilo

Misael de Jesus Oliveira, encarregado de obras da OAS Empreendimentos, afirmou em depoimento ao juiz Sergio Moro nesta segunda-feira (18) que trabalhou em reformas no sítio de Atibaia (SP) em 2014 e que “desde o começo” foi orientado a manter sigilo sobre os serviços realizados, já que a propriedade seria do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Pediram para a gente manter sigilo, que a gente ia trabalhar no sítio do presidente”, disse.

O funcionário da OAS depôs a Moro como testemunha de defesa de Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira que, assim como Lula, é réu na ação que investiga se o petista recebeu cerca de R$ 1 milhão das empresas Odebrecht, OAS e Schahin por meio de obras feitas no sítio, que era frequentado por ele e sua família.

O MPF (Ministério Público Federal) diz que a propriedade, registrada em nome de outras pessoas, pertence, na verdade, ao ex-presidente. A defesa nega.

No depoimento, Oliveira disse ser funcionário da OAS desde 2013 e que, em 2014, foi convocado por seu gerente a trabalhar nas reformas no sítio com outros três colegas. Os serviços, segundo ele, foram realizados de março até antes das eleições daquele ano, em outubro.

De acordo com o funcionário, a OAS proibiu o uso de uniformes com o nome da empresa para a realização das obras.

Oliveira relatou ter trabalhado em reformas na cozinha do sítio e na impermeabilização de um lago. Entre material e mão-de-obra, ele estimou que os serviços tenham custado entre R$ 400 e R$ 500 mil.

Segundo Oliveira, todos os materiais necessários para as obras eram comprados em espécie, em seu nome, em depósitos localizados em Atibaia. Os recibos eram então apresentados à OAS, segundo ele.

Questionado por Moro se o procedimento de pagamento em espécie era normal na empresa, o funcionário disse que não. Ele afirmou que em outras obras o material é comprado pela empresa após serem feitas cotações de orçamentos.

Oliveira mencionou ainda um projeto de construção de uma capela no sítio. Ele disse ter entendido que a capela seria construída “assim que passasse a eleição”, “até para ver se a presidente Dilma ia ser reeleita”. O serviço, no entanto, não foi realizado. Questionado, Oliveira não soube dizer o motivo.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilvania disse:

    Boa noite BG! Os servidores da junta comercial do Estado, estão em greve lutando por melhora salarial, cobrando do Governo e da direção da Jucern o plano de cargos e salários, auxílio alimentação e auxílio saúde, a direção sabe ir pra mídia dizer que a junta está digital que os processos sai na mesma hora, tudo porque o servidor trabalha sobre pressão pra dar conta e não é reconhecido pela a direção. Queremos o seu apoio em divulgar nossa greve.

Cosern prorroga até o dia 25 o prazo para recebimento de propostas para a seleção de projetos culturais

A Cosern prorrogou até às 23h59 da próxima 2ª feira (25), exclusivamente no seu site, as inscrições para o recebimento das propostas do Programa de Patrocínios Cosern 2018. Os interessados em participar do processo de seleção deverão acessar o endereço www.cosern.com.br, clicar no menu “A Cosern”, em seguida “Sustentabilidade” e por último na aba “Projetos Culturais”.

Na página, o solicitante deverá consultar a Política de Patrocínios e Doações da Neoenergia e o Guia Básico do Proponente, onde constam as orientações e etapas sobre o processo seletivo. Depois, deve baixar, preencher e assinar o Questionário de Compliance e a Ficha de Inscrição disponibilizados no site.

Para finalizar a inscrição, o proponente deverá enviar os formulários preenchidos para o e-mail [email protected] juntamente com: Cópia de documentação do proponente (RG,CPF, Comprovante de Residência, Cópia da conta de luz, CNPJ em caso de pessoas jurídica, Contrato Social); cópia do Certificado de Enquadramento na Lei de Incentivo à Cultura; arquivo com apresentação do projeto; cópia do anexo I do formulário da Lei Câmara Cascudo.

Cumpridas as etapas do processo de inscrição e avaliação, o resultado da seleção será divulgado posteriormente no site da Concessionária. É importante ressaltar que todo o processo é feito exclusivamente de forma eletrônica.

Conforme divulgado no site da Cosern, para participar da seleção é fundamental que os projetos estejam aderentes à Política de Patrocínios e Doações do Grupo Neoenergia.

Também é imprescindível que os projetos atendam aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), conforme descrito no Guia básico do Proponente.

Outro critério fundamental para submeter o projeto à seleção da Cosern é possuir o “Certificado de Enquadramento” emitido pela Fundação José Augusto, do Governo do Estado.

Serviço

Processo de recebimento de propostas para a seleção de projetos culturais do Programa de Patrocínios 2018 da Cosern

Até 23h59 do dia 25 de junho de 2018

Exclusivamente no site (www.cosern.com.br), menu “Sustentabilidade”, aba “Projetos Culturais”.

Fotos: Cosern/Divulgação

PF indicia ex-procurador Marcelo Miller e empresário Joesley Batista por corrupção

A Polícia Federal indiciou o ex-procurador da República Marcelo Miller por corrupção passiva e o empresário Joesley Batista, por corrupção ativa.

Também foram indiciados, por corrupção ativa, o ex-executivo da J&F Francisco de Assis e as advogadas Fernanda Tórtima e Esther Flesch, que trabalhavam para a empresa.

O blog buscava contato com todos os indiciados.

O indiciamento aconteceu no âmbito do processo que apura se Joesley Batista, Francisco de Assis e as advogadas tentaram corromper Miller enquanto ele atuava no Ministério Público.

O relatório da PF foi enviado ao ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, e à presidente do tribunal, Cármen Lúcia.

No ano passado, a Procuradoria Geral da República rescindiu acordos de delação premiada com executivos da J&F por suposta omissão de informações nos depoimentos. Os delatores negam.

Na prática, os acordos foram suspensos. Isso porque a rescisão definitiva depende de validação pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o que ainda não aconteceu.

O que diz a PF
Para o delegado Cleyber Malta Lopes, responsável pelo caso, há indícios suficientes de que Joesley Batista, Francisco de Assis, Fernanda Tórtima e Esther Flesch corromperam Marcelo Miller para obter ajuda no acordo de delação premiada de executivos da J&F.

O delegado da PF concluiu, ainda, que houve omissão por parte de Joesley Batista e de Francisco de Assis “sobre a real extensão dos atos praticados por Marcello Miller e a relação ilícita entre Miller e os investigados”.

Os delatores querem que o acordo seja mantido. Afirmam, de modo geral, que não tinham conhecimento de que Miller ainda estava vinculado à Procuradoria e sustentam que não tentaram omitir informações à PGR.

Trecho sobre Miller
No relatório, Cleyber Lopes afirmou ao STF que os elementos indicam que Marcello Miller não interferiu na produção de provas descritas em planilhas de pagamentos entregues.

Lopes acrescenta, ainda, que não foram encontrados elementos de que o então procurador “tenha interferido ou orientado as gravações espontâneas realizadas por Joesley Batista e Ricardo Saud antes das ações controladas autorizadas pela Justiça”.

O delegado da PF frisou, também, não haver elementos de envolvimento de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Delação da J&F
As delações foram validadas pelo ministro Luiz Edson Fachin em maio de 2017. Desde o início, pontos do acordo geraram críticas, uma vez que, à época, foi concedida aos delatores imunidade penal, ou seja, a impossibilidade de serem denunciados ou responderem a processos na Justiça.

Posteriormente, com a suspensão dos acordos pela PGR, os delatores foram denunciados pelo Ministério Público.

As delações originaram a Operação Patmos, deflagrada em 18 de maio de 2017 para coletar indícios de supostos repasses ilegais da J&F para o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que chegou a ser afastado do mandato, e para o presidente Michel Temer.

Joesley havia gravado uma conversa com o presidente, na qual, segundo a Procuradoria-geral da República, eles trataram sobre o silêncio de presos da Lava Jato. Em ação controlada, a Polícia Federal gravou um auxiliar do presidente, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), saindo de restaurante com uma mala com R$ 500 mil após recebê-la de um executivo da J&F – Ricardo Saud.

As acusações da J&F viraram denúncia formal da Procuradoria contra Aécio, que virou réu em ação penal no STF, e duas denúncias contra Temer, que teve os processos suspensos por decisão da Câmara.

G1

Agência Executiva inova com carros e motos instalados em outdoors na campanha do Detran

A nova campanha educativa de educação no trânsito do Governo do Estado, por meio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), está em pontos estratégicos do RN com carros e motos instalados em outdoors. Em mais uma inovação da agência Executiva Comunicação, a iniciativa deixa a forma de apresentar os veículos destruídos em shoppings, que passaram por acidentes fatais, sendo exibidos agora nas principais vias. Tudo faz parte da campanha “Sua atitude vale mais que mil palavras”, com objetivo de salvar vidas, reduzindo cada vez mais o número de acidentes.

O foco está cada vez mais presentes na lei seca, os cuidados com o excesso de velocidade e o uso do celular. A campanha de 2017, foi a vencedora do XVI Prêmio Denatran de Educação de Trânsito. #CurtoDirigirBem foi produzida pela Executiva e eleita a melhor do Brasil na categoria “Comunicação I”, que envolveu agências de publicidade, profissionais de mídia de todo o país.

Em 2018, a nova campanha traz outdoors duplos com carro e moto de acidentes, ganhando às ruas. Pontos em Mossoró, no Mossoró Cidade Junina, na zona norte de Natal, na avenida Salgado Filho em frente ao Edifício Jacumã, em Candelária, são alguns dos locais das peças instaladas nesta ação diferenciada.

O conceito foi baseado em parte de um dito popular, facilitando a absorção e compreensão das pessoas, dialogando com quem valoriza a teoria, mas prioriza a prática de boas atitudes na vida e no trânsito.

O objetivo é salvar vidas como pode ser constatadas as reduções de acidentes. No Hospital Walfredo Gurgel, por exemplo, há registro de uma diminuição de 12% no número de pacientes vítimas de acidentes de um ano para o outro. Em pesquisa, 97% da população do Estado aprova as campanhas e concorda que vem sendo determinante para redução de acidentes no trânsito.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Outdoor com carro e moto pendurados é caro e não resolve nada.
    A melhor campanha educativa de trânsito, a mais barata e a que realmente faz efeito é colocar o Styvenson na rua.

  2. Marcelo disse:

    Pode ter propaganda com for…Mas hoje não dirijo meu carro embriagado graças Styvenson.

    Ali sim viu botou terror.

Roubo de cabos da rede elétrica deixaram praias do Litoral Norte 320 horas sem energia nos últimos 12 meses

O Centro de Operações Integrada da Cosern registrou na noite da última 5ª feira (14), às 22h12, uma interrupção no fornecimento de energia para 4.919 clientes na sede do município de Barra de Maxaranguape, Litoral Norte do estado, motivada pelo roubo dos cabos da rede elétrica na BR 101 entre Muriú e Maxaranguape.

No mesmo dia, ladrões também roubaram os cabos da Estação de Tratamento de Águas (ETA) da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), em Extremoz, reduzindo em 35% o abastecimento da Zona Norte de Natal.

A prática criminosa já provocou 320 horas de interrupção do fornecimento de energia elétrica (o equivalente a 13 dias e 8 horas) em municípios do Litoral Norte e causou um prejuízo de R$ 232 mil para a Cosern na reposição dos condutores nos últimos 12 meses.

Em linha reta, os cabos de energia elétrica da Cosern roubados em Ceará Mirim, Muriú, Barra de Maxaranguape e Pitangui de 2017 para cá já somam 25 quilômetros – distância equivalente ao trajeto entre as cidades de Ceará Mirim e Ielmo Marinho, por exemplo.

Imediatamente após a constatação do furto, a Cosern registra um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima e repassa as informações necessárias aos agentes de segurança para ajudar na autorias dos crimes.

A Cosern lembra que a população pode denunciar, de forma anônima, a prática criminosa do furto dos cabos da rede elétrica por meio do telefone 116.

Tabelamento de frete pode levar à formação de cartel, aponta Cade

O governo já editou duas tabelas de frete após a greve dos caminhoneiros – Tomaz Silva/Agência Brasil

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) se manifestou contrário à criação de uma tabela com os valores mínimos a serem cobrados pelo frete do transporte rodoviário de cargas. Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a autarquia sustenta que o tabelamento do frete limita a concorrência, prejudicando a sociedade e criando uma espécie de cartel no setor.

O Cade, que é vinculado ao Ministério da Justiça, também argumenta que o tabelamento infringe a ordem econômica, já tendo sido condenado em outros segmentos, como a prestação de serviços médicos.

Na avaliação do órgão, ao estipular um custo padrão mínimo para todo o serviço de frete, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (Antt) desconsidera as especificidades do setor, permitindo que todos os caminhoneiros autônomos e empresas que tenham custos inferiores ao determinado pela norma possam lucrar com a diferença.

Ao considerar as possíveis consequências da intervenção estatal na economia, o Cade lembra que diversos planos econômicos prevendo o tabelamento de preços e a intervenção direta dos mais variados tipos não foram capazes de reequilibrar fatos naturalmente dinâmicos. Segundo o Cade, esse “descompasso com a realidade pode causar sérios problemas de desabastecimento, em razão de sinalizações equivocadas”.

No caso específico do transporte de cargas, a autarquia aponta os riscos de que o estabelecimento de um preço mínimo reduza a liberdade contratual entre as partes e aumente os custos ao longo de toda a cadeia produtiva, sendo, ao fim, repassado ao consumidor final. Também há riscos de redução da competitividade e desistímulo à inovação concorrencial, com a consequente perda de qualidade dos serviços.

“Assim, o entendimento consolidado do Cade, estável em diversas composições de seu tribunal, é a de que o tabelamento de preço constitui uma infração à ordem econômica passível de condenação”, sustenta os autores do ofício, assinado pelo presidente da autarquia, Alexandre Barreto de Souza, além do superintendente-geral e do procurador-chefe do órgão.

O Cade também entende haver um risco real de que, se aprovada, a tabela gere um risco para os próprios caminhoneiros, seja ampliando o risco dos clientes optarem por assumir eles mesmos o transporte de cargas, seja por um grande número de caminhoneiros decidir não seguir a tabela, criando distorções dentro da própria categoria, com os cumpridores da norma perdendo em competitividade.

Tabelamento

A manifestação do Cade é uma resposta ao pedido de informações feito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, relator das ações que questionam a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que tabelou os preços mínimos de fretes para o transporte rodoviário. Na quinta-feira (14), Fux atendeu a uma solicitação da Advocacia-Geral da União (AGU) e determinou a suspensão de todas as 53 ações contestatórias até que o STF julgue as três ações de inconstitucionalidade protocoladas pela Associação do Transporte Rodoviário de Carga Do Brasil, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O tabelamento foi uma das reivindicações de caminhoneiros atendidas pelo governo federal, no fim do mês passado, para tentar pôr fim à paralisação que durou 11 dias e afetou diversos setores da economia. Desde então, o governo já editou duas tabelas de frete. A primeira foi publicada no Diário Oficial da União de dia 30 de maio e vigorou até 7 de junho, quando foi editada a segunda versão da tabela. Esta, no entanto, permaneceu válida por apenas algumas horas, já que, na prática, acabou sendo suspensa pela ANTT no mesmo dia.

As duas primeiras tabelas são alvos da disputa de interesses entre caminhoneiros e representantes do setor produtivo. De um lado, donos de transportadoras rodoviárias e caminhoneiros autônomos se queixam de que os valores atualmente pagos pelo frete mal cobrem os custos das viagens, como combustível, pedágio, alimentação e manutenção do veículo. De outro lado, empresários de outros segmentos, principalmente o agropecuário, alegam que o estabelecimento de um valor mínimo para o frete limita a concorrência e aumenta os custos de transporte de cargas.

A primeira versão contemplava os interesses dos caminhoneiros ainda em greve, estabelecendo um valor mínimo de frete a partir do qual os autônomos pudessem negociar com as empresas transportadoras o valor dos serviços. Já a segunda versão, ao reduzir o valor do frete, agradou mais ao setor produtivo.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. gilvanir disse:

    Por acaso os POSTOS DE COMBUSTÍVEIS NÃO SÃO CARTEIS?????

Com vagas no RN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abre inscrições de concurso; salários de R$ 3.419,97 a R$ 5.035,29

Estão abertas a partir desta segunda-feira (18) as inscrições para o concurso público do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Ao todo, são oferecidas 411 vagas em todo o país e os salários oferecidos variam de R$ 3.419,97 a R$ 5.035,29. Para o Rio Grande do Norte, estão disponíveis quatro vagas de nível superior e técnico de ensino médio.

As inscrições devem ser feitas até 9 de julho, por meio do site da organizadora. As taxas são de R$ 84 para nível médio e R$ 117 para nível superior.

Veja o edital do concurso do Iphan.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Brasil verde e amarelo disse:

    É muita grana para um povo que NÃO faz nada ..e quando faz é para atrapalhar

Para dar segurança a mulheres, app cria “botão do pânico” em forma de joia

Peça tem formato de anel ou colar. Imagem: Divulgação/Malalai

A Malalai funciona desde 2015 como uma plataforma colaborativa para a segurança de mulheres: nela, é possível indicar quais são os melhores caminhos para se evitar assédio e também denunciar situações de risco.

Agora o aplicativo lançou uma espécie de “botão do pânico” para ajudar a pedir socorro diante de um possível perigo.

Funciona assim: conectada ao aplicativo por Bluetooth, a peça aciona três contatos de emergência escolhidos previamente pela usuária, enviando a localização com o alerta por SMS. Por enquanto, o app está disponível apenas para Android — e ainda está em aprovação pela Apple para rodar também no iOs.

O acessório foi viabilizado por financiamento coletivo, com arrecadação de mais de 20 mil reais.

As peças — criadas em formato de anel ou colar, em diferentes cores — já estão esgotadas e a Malalai está fazendo novas unidades sob encomenda, por 170 reais.

Universa – UOL

Vitamina injetável se populariza em clínicas ao redor do mundo

Coquetéis de vitaminas aplicados na veia se transformam em solução express para problemas do cotidiano (Foto: Marcel Valvassori/Arquivo Vogue Brasil)

Não importa a qualidade do champanhe ou o quão confortável é a poltrona da primeira classe: todos os mortais estão sujeitos aos sintomas desagradáveis da ressaca e do jet lag. Para acelerar a recuperação do organismo nesses dois casos, a moda entre os globe-trotters é a aplicação de coquetéis vitamínicos endovenosos. Sim, soro na veia.

Tendência em ascensão nos Estados Unidos, Inglaterra, Espanha e Itália, os drip bars – ou bares de infusão – apostam em soros reforçados com minerais, vitaminas e analgésicos para amenizar não só a desidratação como casos de falta de energia, ansiedade, estresse, baixa imunidade e outros problemas da vida contemporânea. Nas contas de Instagram de celebridades, vivem pipocando posts feitos durante as sessões. Kim Kardashian, por exemplo, é fã da rede I.V. Doc, presente nos Estados Unidos, em Londres e Ibiza. Ela costuma encarar o drip bar antes de desfilar pelo tapete vermelho. Escolhe o pacote Beautify, que promete restaurar e nutrir as células, garantindo um glow imediato à pele e aos cabelos. Já Gwyneth Paltrow, que virou espécie de guru da saúde com seu portal Goop, é habituée da clínica de medicina integrativa Be Hive of Healing, em Agoura Hills, na Califórnia.

Na NutriDrip, uma das maiores referências desse business com sede em Nova York, são oferecidos 14 blends com propósitos bem definidos (cada aplicação custa, em média, US$ 200). Para amenizar a ressaca, por exemplo, a rede tem combos com três intensidades. Nas receitas, à base de solução salina, entram ingredientes como vitaminas B, C e D, taurina, carnitina e, a menina dos olhos, glutationa – um antioxidante naturalmente produzido pelo organismo com função desintoxicante.

Com duração de 30 a 60 minutos, o procedimento pode ser feito nas clínicas especializadas ou em casa, no café da manhã pós-balada e até no after do Coachella – na última edição do festival de música, em Indio, na Califórnia, a clínica LIVV oferecia a aplicação em toda a região do deserto da Costa Oeste americana. Nas clínicas integrativas, como a Be Hive of Healing, em Agoura Hills, na Califórnia, e a Hudson Wellness, em Nova York, os procedimentos envolvem avaliação do histórico dos pacientes, testes de carência nutricional e hemogramas. “Não aplicamos os drips em pessoas que estejam doentes ou alcoolizadas”, explica o médico Jonathann Kuo, CEO do espaço nova-iorquino. “Há pessoas que encaram a aplicação de forma recreativa e não como um tratamento. Lembramos sempre que é uma prática médica, e um profissional especializado precisa estar presente”, completa.

Desde que se mudou para Nova York, em agosto do ano passado, a empresária de moda Helena Bordon tem feito uso do método toda vez que precisa de um boost de energia, principalmente antes de encarar uma temporada de moda. Durante a sua primeira visita à Fluid Water Therapy, localizada no Flatiron District, foi recebida por um enfermeiro que perguntou como ela estava se sentindo e se tinha alguma alergia. “Ele mediu minha pressão e me entregou um cardápio com diversas opções de drips. Existe um direcionamento e nem todos os blends podem ser combinados”, explica. O procedimento é realizado numa cadeira reclinável, e a resposta do organismo é rápida. “Na manhã seguinte, acordei superdisposta. Esse pique durou duas semanas”, relata Helena.

Embora o conceito de infusões endovenosas com vitaminas e minerais tenha surgido há mais de 40 anos com o coquetel Myers, criação do médico americano John Myers, não há consenso sobre sua eficácia ou protocolos definidos para tratamentos paliativos ou profiláticos. A metabolização dos aminoácidos e vitaminas varia também de organismo para organismo, de substância para substância. “As gorduras podem ser metabolizadas em questão de minutos; outros componentes, em dias. E o processamento e a depuração dependem da necessidade de cada pessoa”, explica Bruno Halpern, endocrinologista e clínico geral, especialista em endocrinologia e metabologia, de São Paulo.

“Não se pode acreditar que entrar em um bar e receber um blend vá resolver os problemas, ou que se pode trocar um almoço por um coquetel endovenoso”, adverte Theo Webert, médico especialista em nutrologia que tem pacientes como Grazi Massafera, Anitta, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Theo buscou especialização em tratamentos injetáveis em Boston, mas optou por não trazê-los para sua clínica em São Paulo. “Os benefícios não superam uma mudança de estilo de vida, com boa alimentação e atividade física”, ele explica. A aplicação endovenosa é a que tem eficácia mais rápida no organismo, por ser uma ponte direta com a corrente sanguínea. Isso significa também que as superdosagens terão maior impacto que as que acontecem por via oral, subcutânea ou intramuscular. “Há risco de hipervitaminose e intoxicação, que podem causar alterações hormonais e levar ao aumento da ansiedade, problemas de sono e até síndrome do pânico”, afirma Theo. Apesar do crescimento da oferta lá fora, a moda dos drip bars não deve chegar tão cedo ao Brasil. Por aqui, tratamentos com injetáveis só podem ser receitados por médicos após consulta e administrados por enfermeiros em clínicas e hospitais.

Globo, via Vogue

 

Inglaterra sofre, mas vence a Tunísia na estreia com dois gols de Harry Kane

Kane, de cabeça, fez o gol da vitória da Inglaterra sobre a Tunísia nos acréscimos (Foto: Gleb Garanich / Reuters)

A nova geração da Inglaterra parecia que iria fazer como a velha e decepcionar em sua estreia na Copa do Mundo, mas acabou batendo a Tunísia com um gol de Harry Kane nos acréscimos: 2 a 1 em Volgogrado, pelo Grupo G. Com média de idade de 26 anos e 18 dias, a Inglaterra tem o terceiro elenco mais jovem da Copa (atrás apenas de Nigéria e França), e a falta de experiência ficou evidente: o começo foi excelente, com gol logo aos 10 minutos (de Harry Kane, 24 anos), mas, após pênalti tolo de Walker e o empate da Tunísia (gol de Sassi), alguns dos principais jogadores da Inglaterra simplesmente sumiram em campo, como Sterling (23 anos) e Dele Alli (22), sentindo a pressão de um estádio com muitos russos torcendo pelo time do norte da África. Coube a Harry Kane, que não fazia boa atuação, mostrar seu oportunismo e fazer, de cabeça, o gol da vitória nos acréscimos, em cobrança de escanteio que teve o desvio de Maguire.

Com informações do Globo Esporte

MPRN detecta irregularidades em Unidade de Saúde recém-inaugurada em Natal

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por intermédio da 62ª Promotoria de Justiça de Natal, com atribuição na defesa da saúde, expediu duas recomendações para que a Secretaria de Saúde da capital adeque as instalações para o pleno funcionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) Arthur Veiga, localizada no bairro Planalto. Em inspeção realizada no dia 17 de maio deste ano, o MPRN verificou que apesar de recém-inaugurada, a estrutura física da unidade já apresenta diversas irregularidades.

Em setembro de 2016, foi celebrado Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Prefeitura de Natal para a conclusão da construção da UBS Arthur Veiga, com estabelecimento de prazos para o seu efetivo funcionamento. O cumprimento do TAC está sendo acompanhado pelo MPRN por meio de procedimento administrativo instaurado na Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, que vem realizando inspeções desde sua celebração.

Durante a inspeção de maio passado, ficou evidenciado que serviços ainda não estão sendo ofertados aos usuários em razão da instabilidade elétrica causada pelo transformador que não tem capacidade para suportar todos os equipamentos elétricos da unidade. Além da instabilidade elétrica, os serviços de imunização, curativos, dispensação de medicamentos, marcação de consultas e exames especializados não estão funcionando regularmente, em virtude do não abastecimento da unidade.

O MPRN constatou também que apesar de recém-inaugurada, a estrutura física da unidade já apresenta irregularidades tais como infiltrações próximas às janelas dos consultórios, e que a direção está usando alguns espaços (expurgo, sala de material esterilizado e almoxarifado) para finalidade diversa da sua destinação.

Agora, a Secretaria Municipal de Saúde terá o prazo de 60 dias para adotar as medidas administrativas necessárias junto à concessionária de energia elétrica e aos setores competentes, para efetivar a troca do transformador elétrico e garantir o funcionamento regular dos equipamentos elétricos da UBS. No mesmo prazo, a Secretaria deverá abastecer a unidade de medicamentos, insumos e vacinas necessários ao funcionamento dos serviços de imunização, curativos e dispensação de medicamentos; implantar os sistemas (GAL, e-SUS, catão SUS, SISREG) para o funcionamento regular dos serviços de saúde; e providenciar a organização dos espaços (expurgo, sala de material esterilizado e almoxarifado) para que atendam sua finalidade.

Antes disso, em até 30 dias, a Secretaria Municipal de Saúde deve eliminar as infiltrações próximas às janelas dos consultórios e as que surgirem em outros locais ou sejam decorrentes de vícios da construção.

O MPRN adverte que a não observância dos termos das recomendações implicará na adoção das medidas cabíveis. Todos os desdobramentos para correção dos problemas deverão ser informados à Promotoria de Justiça.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO TRI CAMPEAO disse:

    Qual a empresa que fez essa lambança? O MP não pode culpar apenas a SM Saúde, tem que colocar a construtora da obra nesse imbróglio.

BP Choque realiza ação na comunidade do Mosquito

Foto: cedida

Ação policial no fim da tarde desta segunda-feira(18) é registrada na Comunidade do Mosquito. Viaturas do Batalhão de Choque se encontram no local. Até a publicação deste post o desfecho ainda não foi detalhado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Flauberto Wagner disse:

    Bota pra descer. Acabar com as asas dos mosquitos (drogas).