Reajuste da Polícia Militar e Bombeiros custará mais de R$ 600 milhões até 2022

A reestruturação das carreiras dos praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte vai gerar impacto financeiro, com ajuste nos soldos, de R$ 342 milhões em três anos, sem contar as promoções, conforme informações anexadas ao projeto de lei 19/2019  enviado à Assembleia Legislativa pelo governo do Estado. Se forem considerados as promoções previstas na reorganização da corporação, haverá uma despesa adicional, até 2022, que chega a R$ 281,12 milhões. Com isso, o impacto financeiro do projeto de lei deve totalizar um repercussão financeira, até 2022, de R$ 623,12 milhões.

Os números constam em um documento que foi enviado pelo governo do Estado à Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa para informar o impacto financeiro da proposta de reestruturação das carreiras dos policiais militares e bombeiros.

Com o envio das informações, o projeto de lei de reestruturação da carreira da PM/CB foi aprovado na CCJ, ontem, e agora será submetido à apreciação da Comissão de Fiscalização e Finanças, provavelmente, hoje.

Para continuar lendo é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/reajuste-da-pm-tera-gasto-de-r-623-milha-es-em-tra-s-anos/462104

TRIBUNA DO NORTE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. J .fernandes disse:

    E o jeito, eu prefiro aumentar salário de polícia, professor e profissional de saúde do que aumentar salário de políticos e juízes.

  2. PAULO disse:

    Só isso?!

  3. Lira disse:

    Esses PM entendem de armas, de economia nadica. Estão cavando a própria cova com esses aumentos absurdos. Para começar, o governo deveria adotar aposentadoria no Estado aos moldes do regime geral, isto é, toda aposentadoria de servidores do Estado seria limitada ao teto da previdência, seja civil ou pseudo militar fazedor de greve. terminar ninguém recebendo. Pode escrever.

    • JSL disse:

      Realmente Lira, a PM não entende de economia, por isso, foram feitos estudos por pessoas capacitadas pelo próprio governo, que diante dos estudos feitos, foram sugerida essas propostas, não somo eu e nem vc, leigos, nesses assuntos que iremos julgar.
      Sobre adotar uma aposentadoria igual aos demais servidores, a PM teria que ter os mesmos direitos deles, como: adicional noturno, insalubridade, receber por trabalhar em feriados, fgts etc.
      Sem contar que a PM faz juramento de defender a sociedade com a própria vida, pergunta: quanto vale a sua vida?, seria a sua vida mais valiosa que a de um PM?

    • Lucas disse:

      PM é igual aos outros servidores, só que trabalha 2 dias por semana e faz duas vezes mais greves do que os servidores civis. Quanto aos adicionais, todos foram incorporados ao subsídio que vcs mesmo fizeram greve para que fosse implantado.

    • Joca disse:

      É mesmo. Quando não faz greve inventa uma desculpa para parar. Viatura quebrada, pneu careca, colete vencido, arma quebrada etc, etc, etc. É só dar o aumento e, em um passe de mágica, desaparecem as reclamações sobre os equipamentos.

    • J .fernandes disse:

      Só quem não gosta de polícia é comunista venezuelano.

    • JSL disse:

      Respondendo ao Lucas: a carga horária do PM é equivalente aos demais servidores, usando a matemática temos: 24 horas de trabalho por 72 de descanso, ou seja 24/3 =8 horas, multiplicando por 2x por semana (colocações do lucas), termos: 6 dias trabalhados de 8 horas. Ou Lucas, vc vá estudar mais pra ser PM.
      E os adicionais que vc se refere não tem nada haver com os direitos que os civis tem.
      Vá procurar saber.
      Valeu, abraço!

    • JSL disse:

      Resposta ao Joca: a PM não faz greve, se bem que deveria, agora, como a PM pode prestar um bom serviço a sociedade se nem condições de trabalho tem? Pneu careca, é um risco que TODOS tem, sobre os coletes vencidos, vc consome ou usa algum produto vencido que possa porem risco sua saúde ou vida? Vc falou em "armas quebradas ", me diga como fazer então?
      Valeu, abraços!

    • Hugo disse:

      Aumento absurdo? Você deveria se informar mais antes de jogar fezes nas redes sociais como opinião.
      Todo trabalhador com carteira assinada tem reajuste em seus salários todos os anos, de acordo com a inflação, já os policiais não são contemplados com esse reajuste, então nada mais justo que haver esse reajuste que foi de 22% em 3 anos. Se estão reclamando, vocês gostariam que o governo Federal congelasse o salário mínimo por 6 anos? Esses 6 anos é o tempo que a classe não tem reajuste salarial de acordo com as perdas para inflação, então deixem de falar besteira e se calem.

  4. LOL disse:

    Antes custe isso para sustentar a polícia que trabalha do que os "representantes do povo"… que só o prejudicam.

  5. Cigano Lulu disse:

    Tudo não passa de alarde midiático da (biodi)gestão de Fatão GD. Não haverá "impacto financeiro" nenhum, mesmo porque até lá não haverá lastro financeiro para bancar a promessa falaciosa. Quem (tiver a sorte de) viver verá.

    • Alaca disse:

      Meu amigo, o aumento era necessário, não importa questões ideológicas; agora a próxima gestão vai pegar um Estado cada vez mais quebrado…

  6. Neto disse:

    Quando é aumento dos marajás(juízes, promotores, políticos, etc), ninguém fala nada. Agora quando é um mísero aumento dividido ainda mais em 3 anos, ficam escandalizando.

  7. Aluisio disse:

    Todos os nossos aplausos aos policiais militares que dignificam com bastante heroísmo a profissão de agentes da segurança. Mas diante de um estado QUEBRADO FINANCEIRAMENTE, quem vai pagar essa conta?

    • Manoel disse:

      Ninguém vai conseguir pagar essa conta! O estado do RN está falido e cada vez mais afundando nesse governo que sequer apóia a reforma da previdência…

COMENTE AQUI