Meio Ambiente

ALERTA: As imagens que mostram como maior lago da América do Sul está ficando verde, com consequências fatais

Fotos: Nasa via BBC

Uma tragédia econômica, de saúde pública e ambiental.

É assim que especialistas e cientistas ambientais descrevem o Lago de Maracaibo, o coração da indústria petrolífera da Venezuela e que já foi o motor econômico do país. É considerado por alguns o maior lago da América do Sul — apesar de certos especialistas classificarem Maracaibo como uma baía ou até mesmo uma lagoa.

As declarações são uma reação a imagens de satélite divulgadas pela Nasa, a agência espacial americana, em 25 de setembro, que mostram o lago verde com manchas de óleo em sua superfície.

Com uma área de 13 mil quilômetros quadrados, esse corpo d’água com acesso ao Mar do Caribe não tem sido apenas o suporte econômico da Venezuela e de sua segunda cidade mais importante em décadas.

Também é lar e fonte de trabalho para muitas comunidades pesqueiras que dali tiram seu sustento.

As imagens da Nasa mostram redemoinhos de cor verde, marrom e cinza que obedecem às próprias correntes naturais e que, segundo especialistas, dispersam os poluentes por todo o lago.

A bióloga Yurasi Briceño, que atua na área desde 2017, aponta várias causas para o fenômeno.

A cor verde é causada pelas algas que se alimentam dos nutrientes presentes nas águas do lago.

À primeira vista isso não parece ser problemático, “mas para os pescadores é uma tragédia”, diz Briceño à BBC News Mundo, o serviço de notícias em espanhol da BBC.

Essas algas são constituídas por uma cianobactéria, tipo de bactéria capaz de fazer fotossíntese e que cresce com o consumo de nutrientes como nitrogênio e fósforo.

Esses nutrientes vêm de descargas domésticas e industriais de cidades costeiras e instalações próximas que fazem com que o nitrogênio se acumule e essas algas se multipliquem na superfície do lago.

As algas formam uma camada que “bloqueia a luz do sol e impede que a vegetação do leito do lago cresça naturalmente”, explica Briceño.

Eles também impedem que outras plantas façam fotossíntese, limitando assim o oxigênio e reduzindo a população de peixes e de outras espécies.

“Quando há uma explosão dessas algas, elas passam a consumir o oxigênio dissolvido que está na água e a zona anóxia (ausência quase total de oxigênio) retorna. Não existe mais a mesma disponibilidade de oxigênio para os organismos que precisam dele”, diz Briceño.

“Aí começamos a observar uma mortandade de peixes”, acrescenta.

Outro problema dessas algas, destaca Briceño, é que elas podem ter componentes tóxicos para o homem. “Quando os peixes comem essas algas e depois são consumidos pelas pessoas, esses componentes passam para o corpo dos pescadores, num efeito cumulativo”, afirma.

Para ler a matéria na íntegra acesse AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Exemplo mundial de como a esquerda trata economia social e meio ambiente. O governante venezuelano cada vez mais rico e o pobre cada vez mais lascado. Lembram como Lula, Dilma e, principalmente, seus filhos saíram bem financeiramente quando deixaram o governo?
    Qualquer semelhança deve ser mera coincidência, né?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Obra da Caern vai interditar Av. Ayrton Senna por 75 dias a partir de hoje

Com mais de 75% da obra já concluída, a Caern avança no serviço que vai promover o esgotamento sanitário de Parnamirim. Dentro do cronograma estipulado, haverá interdições na Avenida Ayrton Senna a partir desta quarta-feira (20), para implantação de rede coletora de esgotos, em aproximadamente 1,3 Km.

O fechamento temporário de trechos da via deverá durar 75 dias úteis, a depender das condições climáticas, e por ser uma via estadual tem autorização prévia do DER, ou seja, deve ser concluído em meados de fevereiro do próximo ano.

“O trecho será um pouco mais demorado devido à profundidade de execução da rede a ser implantada, bem como diversas interferências no trecho, como exemplo a adutora do Jiqui e a rede de gás”, explica o fiscal de Obras, Rafael Lopes.

O serviço será executado nas duas pistas da via, no trecho que inicia nas imediações do Colégio Salesiano Dom Bosco e segue até as imediações da rotatória da Avenida Maria Lacerda Montenegro. As intervenções fazem parte da implantação da rede coletora e ramais domiciliares do Sistema de Esgotamento Sanitário de Parnamirim.

 

CRONOGRAMA

Inicialmente, os serviços serão executados com trânsito em meia faixa no sentido Parnamirim-Natal, permanecendo o trecho no sentido Natal-Parnamirim sem alterações. Na medida em que forem avançando os serviços, posteriormente haverá interdição total de uma das vias, e a outra passará a receber o fluxo como pista simples

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Operação resulta em morte de dois irmãos de prefeita do RN

Uma operação conjunta entre a Polícia Civil do Rio Grande do Norte e da Bahia resultou em uma prisão e na morte de dois suspeitos na cidade de Vitória da Conquista, no interior da Bahia. A operação, que ocorreu na tarde da terça-feira (19), teve como alvos três irmãos da prefeita de João Dias, Damária Jácome: Deusamor, Leidjan e Romeu Jácome. Os dois primeiros foram mortos em troca de tiros com os policiais, enquanto o terceiro foi preso.
Reprodução
O grupo é suspeito de envolvimento com tráfico de drogas e com uma das maiores facções criminosas do país. A Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado (Deicor) identificou o paradeiro dos três, que estavam escondidos em uma casa em Vitória da Conquista, e deram andamento à operação com a Polícia da Bahia. Na ação, os suspeitos reagiram e Deusamor Jácome e Leidjan Jácome morreram no confronto. Romeu Jácome foi preso. A Polícia Civil ainda não deu detalhes sobre as circunstâncias da troca de tiros.
Além deles, outro irmão, Samuel Jácome, já estava preso após operação em Sergipe, em julho deste ano, também por suspeita de envolvimento com facção criminosa.
Os quatro são irmãos da prefeita de João Dias, Damária Jácome, e filhos do atual presidente da Câmara dos Vereadores da cidade, Laete Jácome.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Blog do BG divulga hoje mais uma rodada de pesquisas eleitorais

Em parceria com a rádio 96FM e o instituto Consult Pesquisas, Blog do BG divulga hoje (20), logo mais as 11h, mais uma rodada de esquinas eleitorais de olho no pleito do próximo ano.

A pesquisa trará números da corrida presidencial no Rio Grande do Norte, extratos sobre Governo do Estado e Senado Federal, além das avaliações administrativas.

Para a realização do estudo, foram entrevistados 1700 eleitores potiguares de todas as regiões do Estado entre os dias 8 e 10 de outubro. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,3%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PMs são presos em Natal suspeitos de cobrar R$ 50 mil para não levar vítima para prisão

Uma ação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (19) três homens suspeitos da prática do crime de concussão em Natal. Dois dos presos são policiais militares. A ação foi realizada no bairro San Vale, zona sul da capital potiguar.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco/MPRN) e policiais civis do Departamento de Combate a Corrupção e a Lavagem de Dinheiro (DECCOR-LD), em ação conjunta à Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), comandaram a ação.

As diligências foram iniciadas após a vítima procurar à unidade policial e informar que quatro homens estavam exigindo dinheiro para não prendê-la por um mandado de prisão. Os suspeitos, encapuzados, chegaram a restringir a liberdade dele e exigiram a quantia de R$ 50 mil, que deveria ser entregue nesta terça-feira (19), por volta das 12h.

As equipes realizaram o acompanhamento da vítima até o local para a entrega do dinheiro e, após a coleta, foi realizada a abordagem; em seguida, foram realizadas as prisões dos suspeitos. Na ação, foram apreendidos: aparelhos celulares, três pistolas, quantia em dinheiro, capuzes e capas de colete.

Os dois policiais militares foram conduzidos até o local indicado pelo Comando da Polícia Militar. O terceiro suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senador lembra que ALRN investiga Carlos Gabas e pede saída dele do Consórcio do Nordeste

Foto: Jefferson Judy/Agência Senado
Em pronunciamento, nesta terça-feira (19), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) informou ter apresentado um requerimento para que a CPI da Pandemia provoque a Justiça solicitando a imediata remoção de Carlos Gabas da direção do Consórcio Nordeste, que congrega todos os estados da região. Ele disse que seu pedido é um gesto de respeito “ao dinheiro que é retirado das mesas das famílias brasileiras”, referindo-se à compra de 300 respiradores destinados aos pacientes com covid-19, equipamentos que não foram entregues pela empresa responsável.

O parlamentar criticou a CPI por não ter apurado “o desvio de R$48,7 milhões, na compra, supostamente fraudulenta, dos 300 respiradores”. E informou que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte está investigando o assunto, numa Comissão de Inquérito, e inclusive convocou Carlos Gabas para depor, quebrando seu sigilo bancário. 

— Apesar da confirmação de todas as gravíssimas denúncias, ele continua firme, recebendo um salário de cerca de R$20 mil como secretário-executivo do Consórcio, que reúne nove Estados nordestinos e custa R$10 milhões por ano ao bolso do contribuinte do Nordeste brasileiro, reclamou.

Agência Senado

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Polícia Federal diz ao STF que “não resta dúvida de que houve difamação” de Styvenson contra Joice

A Polícia Federal afirmou, em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal nesta terça-feira (19), que há elementos suficientes para indiciar o senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) pelo crime de difamação contra a deputada federal Joice Hasselmann (PSDB-SP). A apuração se refere a declarações do senador nas redes sociais sobre a deputada.

“Ao se analisar os fatos e as diligências realizadas, não resta dúvida de que houve difamação em desfavor da Deputada Federal Joice Cristina Hasselmann. O crime, conforme demonstrado, foi praticado pelo Senador da República Eann Styvenson Valentim Mendes”, disse a PF.

“O senador conta com mais de cento e vinte cinco mil seguidores na rede social onde realizou a “live”. Comprovou-se que nesse ambiente virtual, com diversos expectadores, em razão da popularidade e o cargo ocupado, foram proferidos dizeres capazes de macular a imagem da vítima perante a sociedade”, completou.

Em julho, Joice acionou a Polícia Legislativa após apresentar fraturas no rosto e no corpo. Styvenson comentou o assunto em uma live que fez nas redes sociais: “Aquilo ali, das duas uma: ou duas de quinhentos [em um gesto, Styvenson leva as mãos à cabeça, fazendo chifres] ou uma carreira muito grande [inspira como se cheirasse droga]. Aí ficou doida e pronto… saiu batendo em casa”.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil registrou menor número de mortes desde abril de 2020

Durante a 41ª semana epidemiológica de 2021, o país registrou o menor número de mortes provocadas pela Covid-19 desde abril do ano passado. A semana, que contempla os dias 10 e 16 deste mês, documentou o total de 2.323 óbitos — o menor número registrado desde o período entre 19 e 25 de abril de 2020, quando 1.669 pessoas morreram vítimas da doença.

Em relação à quantidade de casos, o resultado é o melhor desde maio de 2020. Os 71.545 novos infectados nesta última semana são a menor quantidade desde a semana epidemiológica entre os dias 3 e 9 do quinto mês do ano passado, quando 59.543 pessoas contraíram a doença.

Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), e foram levantados e analisados pelo (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Renan Calheiros desiste de colocar “Bolsonaro genocida” em relatório da CPI

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), recuou em alguns pontos polêmicos do seu relatório, retirando das propostas de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro os crimes de genocídio contra a população indígena e homicídio.

As alterações foram informadas pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), ao deixar reunião do grupo majoritário do colegiado na noite desta terça-feira (19). Os membros do chamado G7 participam de uma reunião na casa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para acertar ajustes ao texto.

Mais tarde, o próprio Renan Calheiros confirmou a jornalistas as alterações no relatório final, que será lido em sessão nesta quarta-feira (20)

Folhapress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senado aprova projeto que cria auxílio gás para famílias de baixa renda


Foto: Divulgação/Senado

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (19), por 76 votos a 1, a proposta que cria auxílio para a compra de gás de cozinha por famílias em situação de vulnerabilidade. O benefício — chamado de Desconto Gás — dará um subsídio mensal a famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com ganho mensal igual ou inferior a meio salário mínimo. O texto voltará para a Câmara dos Deputados, onde foi aprovado no fim de setembro, para nova análise.

O benefício será custeado pelo governo. Os créditos recebidos poderão ser utilizados com o uso de cartão eletrônico ou outro meio previsto na regulamentação. O programa tem previsão de duração de cinco anos.

O Ministério da Cidadania ficará responsável por regulamentar os critérios para definir as famílias a serem contempladas, a periodicidade do benefício, sua operacionalização e a forma de pagamento, cujas parcelas não podem passar de 60 dias de intervalo. Ainda segundo o texto do PL, o Executivo terá de adequar a quantidade de beneficiários ao orçamento disponível para o auxílio.

Segundo a proposta, de autoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM), as famílias terão direito, a cada dois meses, a um valor correspondente a 40% do preço médio de revenda do botijão de 13 quilos.

Fonte de recursos

Segundo o projeto, o auxílio será custeado por duas fontes de recursos do governo. A primeira é a parcela de royalties e a participação especial da exploração de petróleo e gás natural que cabe à União. O auxílio será pago ainda em 2021 e, para isso, serão usados os recursos arrecadados a mais em relação ao estimado na lei orçamentária deste ano.

A segunda fonte vem dos subsídios concedidos com base na arrecadação da Cide, com parte da contribuição destinada às famílias de baixa renda na aquisição de GLP (gás de cozinha). O Poder Executivo terá 60 dias para fixar essa alíquota da Cide para o custeio do auxílio Gás Social.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

AGU pede direito de resposta e nova capa a IstoÉ após revista comparar Bolsonaro a Hitler

Foto: reprodução

A União, representada pela AGU (Advocacia-Geral da União), enviou na segunda-feira (18) uma notificação extrajudicial à revista IstoÉ pedindo direito de resposta por uma capa que associa o presidente Jair Bolsonaro a Adolf Hitler. Eis a íntegra do notificação extrajudicial.

Como direito de resposta, a AGU requer que seja veiculada uma nova capa dizendo que “Bolsonaro defendeu a vida, o emprego, a liberdade e a dignidade”.

A instituição pede a veiculação de fotos de Bolsonaro acenando, em desfile do 7 de Setembro e abraçando jovens brasileiros.

Ainda deve ser publicada uma nota que lista as medidas do governo no combate à pandemia, além das medidas econômicas.

O texto também deve dizer que a publicação da IstoÉ foi um “artifício ao mesmo tempo ridículo, pueril, acintoso e criminoso”. Em vez de “Arquiteto da tragédia”, o título deve ser substituído por “Vidas, emprego, dignidade”.

A Revista Istoé atacou as instituições Presidência da República e Governo do Brasil de um modo sem precedentes, com o artifício mais baixo e arrogante do debate político, explorando a um só tempo a dor do povo judeu e a dor de quem perdeu pessoas amadas na Covid”, deve dizer o texto, segundo a notificação da AGU.

Comparar este Governo a um que planejou e executou o extermínio do próprio povo é um artifício ao mesmo tempo ridículo, pueril, acintoso e criminoso. E chega a ser um deboche com a inteligência de quem ainda lê esta revista”, acrescenta.

A reportagem da IstoÉ, publicada na sexta-feira (15), descreveu a gestão da pandemia como uma “catástrofe” perpetrada por Bolsonaro e “seus asseclas”. Diz ainda que o chefe do Executivo defendeu a eugenia, em referência a declarações sobre a morte de idosos.

IstoÉ publicou uma montagem em que o rosto de Bolsonaro aparece no corpo de Hitler, durante um discurso do nazista. A capa da revista impressa mostra uma foto do presidente com a palavra “genocida” escrita abaixo do nariz do presidente, simulando o bigode que Hitler usava. A revista ainda escreveu abaixo da imagem: “As práticas abomináveis do mercador da morte”.

Segundo a revista, Bolsonaro teria demonstrado princípios da ideologia nazista, como a perversidade e o desprezo à vida. A AGU afirma que “essa veiculação não condiz com a verdade dos fatos” e que “a notícia veiculada atinge direta e indevidamente a imagem do presidente da República, como chefe de Estado e do governo no país e no exterior”.

A instituição ainda diz que “quedou-se o periódico, estranhamente, omisso sobre os programas e avanços públicos desenvolvidos pelo Estado brasileiro na seara da saúde desde o início da crise sanitária”.

Segundo a AGU, isso “repercute em difusão de informações dotadas de parcialidade, com prejuízos não só ao agente alvo de infundada criminalização, mas ao público leitor”.

A revista deve atender à notificação no prazo de 7 dias. “A eventual recusa caracterizará, nos termos do art. 5º da Lei nº 13.188/2015,o interesse jurídico para a propositura da ação judicial correspondente, sem prejuízo da adoção das demais providências cabíveis no âmbito penal e cível”, completa a notificação, assinada pelo advogado-geral da União, Bruno Bianco.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. É a hipocrisia…
    Uma nação com cidadãos de bem desarmados é fácil de ser dominada por não oferecer resistência. O desarmamento é o item nº 10 do decálogo de Lênin. O que de fato já foi implantado no Brasil há muito tempo. São eles:
    1. Corrompa a juventude e dê-lhe liberdade sexual.
    2. Infiltre e depois controle todos os meios de comunicação.
    3. Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a discussões sobre assuntos sociais.
    4. Destrua a confiança do povo em seus lideres.
    5.Fale sempre em democracia e em estado de direito, mas, tão logo haja oportunidade, assuma o poder sem qualquer escrúpulo.
    6. Colabore para o esbanjamento do dinheiro público, coloque em descrédito a imagem do país, especialmente no exterior, e provoque o pânico e o desassossego na população por meio da inflação.
    7. Promova greves, mesmo ilegais, nas industrias vitais do país.
    8.Promova distúrbios e contribua para que as autoridades constituídas não as coíbam.
    9. Colabore para a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes.
    10. Procure catalogar todos aqueles que têm armas de fogo, para que sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *