Após perder para o ABC, jogadores do Figueirense são agredidos por torcedores e técnico é demitido

A derrota para o ABC nesse sábado custou caro para os jogadores e o técnico Adilson Batista. O comandante do time catarinense foi demitido e os atletas, infelizmente, foram vítimas de selvageria por parte da torcida.

Os atos violentos aconteceram na chegada da delegação do Figueira em Florianópolis na manhã deste domingo. O desembarque no aeroporto aconteceu normalmente, mas no estádio Orlando Scarpelli, o ônibus que trazia jogadores e comissão técnica foi atacado por vândalos. O meia Tchô levou um soco e pedras foram atiradas contra o veículo.

Ainda no sábado, a torcida já havia mostrado insatisfação pela derrota ao pichar um muro do Orlando Scarpelli pedindo a saída do técnico Adilson Batista.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo kasinsk disse:

    Isso porque o time está em oitavo; para ver como abcedistas e americanos são tão bonzinhos. Mas não é por aí.

    Mas esta é para ZÉ NINGUÉM.
    Como o post sobre a greve da polícia civil está lá atrás, e só agora vi sua resposta sobre o meu comentário, caro Zé Ninguém, peço permissão ao BG para responder aqui mesmo. Gostei do estilo e do conteúdo; acho até que você deveria se manter assim, os leitores ganhariam muito. Talvez na pressa, ou pelo excesso de coisas lidas, você me atribui opiniões sobre coisas que eu não escrevi, é o caso quando você se refere ao assunto "Educação". Não há, em nenhum lugar deste blog, comentários meus sobre alguma briga ou reivindicações de classes trabalhadoras. Já disse aqui: não me meto nesse tipo discussão, onde eu não conheça, pelo menos, minimante as relações de trabalho. Posso falar bobagem e até ser injusto. Veja aí para quem foi esse recado.
    No mais, obrigado pela atenção e parabéns mais uma vez pelo estilo e pelo conteúdo.
    Paulo Kasinsk.

COMENTE AQUI