Economia

Até 2020, país terá rombo fiscal de meio trilhão de reais, prevê governo

Uma conta de meio trilhão de reais. É este o tamanho do rombo nos cofres públicos previsto para os próximos anos pelo governo, que refez os cálculos da dimensão do desequilíbrio fiscal da economia brasileira. Até 2020, segundo a proposta de revisão de metas fiscais anunciadas nesta terça-feira, o governo federal acumulará déficit de R$ 522 bilhões.

Antes da revisão das metas, essa fatura seria de R$ 323 bilhões, mas a equipe econômica ampliou a previsão de rombos para os próximos três anos. Em 2020, os cálculos originais previam contas no azul, mas isso também foi revisto. Agora, há uma projeção de déficit de R$ 65 bilhões. No total, a revisão acrescentou R$ 199 bilhões à previsão de déficit entre 2017 e 2020, tudo isso sem contar os resultados dos estados, municípios e das estatais federais.

Opinião dos leitores

  1. O povo critica muito.
    O fato é que há um rombo.
    Ninguém quer cortar nada.
    Se cortar na educação, reclamam. Tem que dar fies, universidades , 200 ifs, bolsas famílias, etc.
    Quanto à existência de falcatrua, é o que a lava-jato e outras comprovam.
    Refinaria Abreu e Lima saiu por 40 bilhões…
    Só não sei se o valor dessas falcatruas é suficiente para gerar esses rombos.
    Parte dos desvios está sendo recuperada.
    Parece que o rombo é decorrente em parte dos gastos que só fazem subir e da economia que não se recupera logo.
    O desgoverno do PT criou a cultura da abundância
    Passou a idéia de que havia dinheiro sobrando.
    Então, ah, faz aí 4 milhões de minha casa minha vida, a preços absurdos.
    Antes do minha casa minha vida toda para pagar, uma casa custava 40 mil. Em menos de um ano, passou para 80 mil.
    E isso para o cidadão trabalhador pagar ou o governo.
    Aí o desgoverno, Ah, abre aí 200 ifs. Dinheiro não falta…
    E o coronel nordestino ainda queria trem bala a 30 bilhões e copa do mundo, arena das dunas, olimpíadas, etc.
    Mas acho que Temer falha em não priorizar a recuperação da economia. Só fala em cortar da população.
    Poderiam fazer um corte de 20% no legislativo, corte em diárias, corte em coisas supérfluas
    Até mesmo viaturas policiais. Poderiam ser mais baratas.
    Por que pagar 200 mil reais numa picape cabine dupla?
    Ou comprar computadores por 3 mil reais?

  2. O povo brasileiro precisa decidir qual tipo de país deseja legar a seus descendentes. "Não há almoço grátis" ou seja, se fizermos a opção por um Estado enorme, onipresente, precisaremos entender que precisaremos de alta carga tributária que custeie toda essa máquina. Esse déficits nada mais é que o resultado disso. Além do alto custo para o contribuinte, a máquina governamental é o campo de atuação dos desonestos, ambiente propício para a corrupção, que só ocorre onde há dinheiro público. E tem a questão da eficiência dos gastos com essa máquina pública. Comparemos a Petrobrás com as grandes petrolíferas mundiais e entenderemos como a coisa funciona. A nossa estatal produz muito menos que as empresas privadas do setor a um custo muito maior. E tem a corrupção, que veio à tona com as recentes investigações. Dinheiro tem que ser tratado com respeito, coisa que não acontece com a máquina estatal. E nunca ocorrerá, não nos iludamos.

  3. Esses políticos são os culpados pelo rombo nos cofres públicos. Esses desgraçados não falam em diminuir o nº de ladrões no congresso, extinguir com cargos comissionados, diminuir suas verbas de gabinete. Só tem uma solução: PENA DE MORTE para POLÍTICO.

  4. O povo brasileiro precisa decidir que tipo de país deseja para os seus filhos e netos. "Não existe almoço grátis". Ou seja, se o nosso povo cair na falácia da esquerda política e apoiar a ideia de uma máquina estatal hipertrofiada e ineficiente, tem que se acostumar com "déficit público", altíssima carga tributária, corrupção… Apenas um Estado "enxuto" poderá MINIMIZAR a roubalheira (sempre haverá gente desonesta no mundo) e maximizar o uso do nosso dinheiro, que poderá ser aplicado naquilo que realmente interessa ao nosso povo. Os recursos serão sempre limitados e precisarão ter sua aplicação vigiada. Mas, não adianta desejar um estado enorme, superlotado de estatais, órgãos e servidores, e reclamar dos impostos e da corrupção. Político desonesto precisa da máquina pública para por em prática suas más intenções. Comparemos a nossa Petrobrás, por exemplo, com as grandes petrolíferas mundiais e veremos como a coisa funciona.

  5. Pensei que aquela PEC 55 de limite de gastos ia resolver tudo. É mais desculpa pra sucatear educação enquanto existem 100 mil cargos comissionados fora os fantasmas, apartamentos funcionais para personal stylist de Primeira Dama, segurador de cadeira do STF, juiz ganhando meio milhão de reais de salário entre outras barbáries do país que absolve a corrupção.

  6. Conselho para funcionários públicos: quem ganha bem comece a deixar de gastar com besteira, reduzir o padrão de vida e procurar guardar dinheiro. Aos que ganham menos, procure viabilizar um complemento e evitar dívidas, porque a coisa só vai piorar daqui em diante. Quem avisa amigo é.

  7. É muito engraçado para não usar outro termo, mas eles estão querendo iludir a quem ? porque os culpados são eles " políticos" que só fazem roubar e não saciam com pouco, são quinhentos anos de baderna. Infelizmente a maioria do povo é sem noção e lamentavelmente esquece com facilidade e é justamente nesse ponto que eles se dão bem, pelo "alzheimer" da nossa população. Chora povo Brasileiro. ! É o que resta, povo covarde e medíocre.

  8. Culpa deles mesmo… Vamos da uma dica pra eles diminuírem o próprio salário, quem ta d acordo?

  9. Claro que tem rombo, estes ladroes politicos , aprovaram uma roubalheira grande , o financiamento de campanha em bilhões, agora eu vote nestes vermes, tenho nojo

    1. Diga a participação do POVO, para esse roubalheira, até agora ñ fez diferença entre o Ptelhada, pelo o contrário metendo a mão dos assalariados em especial o funcionalismo público geral. O certo seria confiscar os bens destes corruptos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/PRESIDENTE/REJEIÇÃO: Bolsonaro tem 45,09% e Lula, 15,42%; 13,25% rejeitam todos

Dentro do levantamento para presidente da República nas eleições do próximo ano, o instituto Perfil também quis saber da população potiguar a rejeição que ela tem em relação aos pré-candidatos, que nada mais é do que saber o nome em que o eleitor não vota de maneira alguma. Nesse quesito, 45,9% rejeitam o presidente Jair Bolsonaro contra 15,42% do ex-presidente. Um total de 13,25% ainda afirmou rejeitar todos.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/PRESIDENTE/ESTIMULADA: Lula tem 48,76% contra 17,58% de Bolsonaro

O ex-presidente Lula segue com vantagem eleitoral sobre o presidente Jair Bolsonaro. É o que aponta a pesquisa do instituto Perfil no cenário estimulado, que é aquele em que o eleitor tem acesso aos nomes, simulando uma eleição real. O petista aparece com 48,76% das intenções de voto contra 17,58% do atual ocupante do Palácio do Planalto.

Acima da margem de erro, ainda foram citados: Ciro Gomes com 4,83% e Sérgio Moro com 2,92%.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/AVALIAÇÃO/PRESIDENTE: 69,66% desaprova o governo Bolsonaro; 20,67% aprovam

O instituto Perfil também quis saber da população potiguar qual a avaliação deles sobre as administrações estadual e federal. No âmbito federal, 69,66% disse desaprovar o governo do presidente Jair Bolsonaro. Outros 20,67% disseram aprovar a forma como ele vêm conduzindo o país. 9,67% não souberam responder à pergunta ou não opinaram.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/AVALIAÇÃO/GOVERNADORA: Desaprovação do governo Fátima chega a 44,83%; aprovação é de 42%

O instituto Perfil também quis saber da população potiguar qual a avaliação deles sobre as administrações estadual e federal. No âmbito estadual, a desaprovação do governo Fátima Bezerra atingiu a marca de 44,83%. Já a aprovação foi de 42%. Outros 13,17% não souberam ou não opinaram.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/SENADOR/ESTIMULADA: Garibaldi tem 20,5%; Carlos, 12,33%; e Fábio, 9,17%

O instituto Perfil também quis saber do eleitorado potiguar a intenção de votos dele pra Senador da República nas eleições do próximo ano de forma estimulada, simulando como realmente acontece nas eleições apresentando os nomes aos entrevistados. E, nesse cenário, o ex-senador Garibaldi Alves Filho lidera com 20,5% das intenções de voto.

Em segundo aparece o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, com 12,33%. Ele é seguido pelo ministro Fábio Faria (Comunicações), que pontuou 9,17%. O também ministro Rogério Marinho aparece em quarto com 5,58%. Em penúltimo aparece o atual senador Jean Paul Prates com 4,75%.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/GOVERNADOR/REJEIÇÃO: Fátima Bezerra é a mais rejeitada

A governadora Fátima Bezerra é a mais rejeitada entre os pré-candidatos a chefe do Governo do RN. Isso é o que aponta a pesquisa do instituto Perfil que perguntou aos eleitores em quem eles não votavam de maneira alguma, se as eleições fossem hoje.

Fátima foi rejeitada por 18,42% dos eleitores. Seguem com a lista dos mais rejeitados: Styvenson Valentim com 9,92%; Carlos Eduardo com 5%; Ezequiel Ferreira com 4,58%; Álvaro Dias com 3,67%; e Benes Leocádio com 3%. Brenno Queiroga completa a lista com rejeição de 2,5%.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/GOVERNADOR/ESPONTÂNEA: Fátima tem 17,5% das intenções de voto; Carlos Eduardo tem 3,83

De olho nas eleições do próximo ano, o instituto Perfil quis saber da população potiguar a intenção de voto para governador do Estado, se as eleições fossem hoje. No cenário espontâneo, que é aquele em que o eleitor fala o primeiro nome que vem na cabeça, a governagora Fátima Bezerra lidera com 17,5% das intenções de voto. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves aparece em segundo com 3,83%

Todos os demais citados pontuaram abaixo da margem de erro amostral da pesquisa. O total de indecisos foi de 63,43%.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/GOVERNADOR/ESTIMULADA: Em cenário sem Carlos, Fátima tem 30,25%; Styvenson, 11,42%; e Álvaro, 9,75%

Ainda na pesquisa eleitoral para governador do Estado de forma estimulada, o instituto Perfil realizou um segundo cenário sem o nome do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, a governadora Fátima Bezerra pontua 30,25%.

Em segundo aparece o senador Styvenson Valentim com 11,42% das intenções de voto. Seguido pelo prefeito de Natal Álvaro Dias.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BG/PERFIL/GOVERNADOR/ESTIMULADA: Fátima tem 28,99% das intenções de voto contra 19,08% de Carlos

De olho nas eleições do próximo ano, o instituto Perfil quis saber da população potiguar a intenção de voto para governador do Estado, se as eleições fossem hoje. No cenário estimulado, que simula as eleições com o eleitor sendo apresentado aos pré-candidatos, a governadora Fátima Bezerra aparece em primeiro com 28,99% das intenções de voto.

Ela é seguida pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves com 19,08%. O senador Styvenson Valentim aparece em terceiro com 10,42%.

Para a realização da pesquisa do instituto Perfil, divulgada pelo Blog do BG, foram entrevistados 1200 potiguares entre os dias 17 e 20 de novembro em cidades de todas as regiões administrativas do Estado. Os resultados foram calculados com margem de erro de 2,82% para mais ou para menos e com grau de confiança de 95%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Mulher é detida por injúria depois de xingar o presidente Jair Bolsonaro em Resende-RJ

Foto: Polícia Rodoviária Federal

Uma mulher de 40 anos foi detida depois de proferir palavras de baixo calão e xingamentos contra o presidente Jair Bolsonaro, que estava em Resende (RJ) para a formatura dos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras.

A ação aconteceu na manhã deste sábado (27). Antes de seguir para a cerimônia na Aman, Bolsonaro foi até a margem da Via Dutra para acenar para motoristas que passavam pela rodovia e cumprimentar os policiais rodoviários federais que atuaram na segurança dele.

A mulher estava em um dos carros que passou pelo presidente. Além de Bolsonaro, membros da comitiva e outras pessoas que estavam presentes testemunharam as ofensas.

Após os xingamentos, o carro foi abordado pela PRF e a mulher foi detida por injúria contra o presidente da República e levada para a delegacia da Polícia Federal de Volta Redonda.

Em nota, a Polícia Federal informou que foi lavrado um termo circunstanciado pelo crime de injúria. A mulher foi liberada após assumir o compromisso de comparecer em juízo, como determina a lei.

g1

Opinião dos leitores

  1. Vixe! E não eh o MINTOmaníaco das rachadinhas que defende tanto a liberdade de expressão? Ah, só pode se expressar se não for contra ele né! Entendi… Muuuuuu

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *