Governo vai ao CNJ contra juiz que atacou Bolsonaro e ministros

Foto: Agência Brasil

O advogado-geral da União, André Mendonça, vai pedir ao CNJ a abertura de um processo administrativo disciplinar contra o juiz trabalhista Jeronimo Azambuja Neto, de São Paulo, informa Helena Mader na Crusoé.

Na decisão de um processo, ele usou termos pejorativos para se referir ao governo, a ministros e a Jair Bolsonaro.

Para André Mendonça, “o linguajar utilizado na sentença, característico de um militante partidário, não de um juiz, foge da técnica jurídica e claramente viola o Código de Ética da Magistratura”.

O Antagonista, com Crusoé

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. olho vivo disse:

    Muito pior é um juiz exercer sua profissão em conluio com uma das partes do processo. E mais, controlar as ações de promotores de justiça.

  2. Victor disse:

    So falou a verdade e uma merdocracia mesmo.

    • Bento disse:

      Muito deselegante para uma autoridade travestido de juiz.
      Sobra deselegância e falta autoridade.
      É partidário parcial e deve adorar corruptos como p mor cachaça

  3. Paulo cesar disse:

    protesto mesquinho contra o governo que acabou com os privilégios dos agentes públicos que recebem salários acima do teto constitucional, enquanto a maioria dos servidores publicos estao com salários atrasados…

  4. Joanilson disse:

    O juiz só falou verdades

  5. Zanoni disse:

    Sem domínio próprio, não deve continuar com julgador!

  6. Bolsominion disse:

    Merdocracia neoliberal neofacista. Descreveu muito bem o Brasil atual. 🎯

    • Seven disse:

      O ministério do trabalho pelo qual ele tem o privilégio de fazer parte é uma merdocracia de quê?

    • Marcelo disse:

      Não existe mais Ministério do Trabalho….. E o antigo MTE é do executivo, e o magistrado é do judiciário, são totalmente independentes……
      É bom comentar com propriedade.

Rogério Marinho diz que juiz que ofendeu governo e ministros “desonra a profissão com linguagem chula”

Foto: Reprodução/Twitter

O Secretario Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Rogério Marinho, responsável pelo reforma trabalhista de Michel Temer, comentou as ofensas do juiz Jerônimo Azambuja Franco Neto ao governo brasileiro e ministros, segundo o qual vivemos numa “merdocracia neoliberal neofascista”.

“Eu diria que militantes em regra são mais educados, esse Juiz desonra a profissão com linguagem chula e escatológica”, disse Rogério Marinho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Giba disse:

    Quem és tu Rogério Marinho pra reclamar de alguém seu fim político acabou aqui no RN, vá puxar o saco do banqueiro Guedes que é o melhor que você faz,

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    A verdade dói e ponto final.

  3. Francisco disse:

    E A LINGUAGEM DO SEU PRESIDENTE, SEUS FILHINHOS INDUCADOS, DO SINISTRO DA INDUNCASSÃO, ORVALHO DA CAVALO E DEMAIS MINISTROS ALOPRADOS (INCLUINDO DAMARES)?
    JACARÉ PARECE NÃO QUERER OLHAR PRO PRRRÓPRIO RABO, NÉ NÃO ROGÉRIO?

    • Espelho Invertido disse:

      Aiiimmm a linguagem do homem que exige ação das "mulheres do grelo duro" é um ótimo exemplo não? A linguagem da fantoche colocada na presidência que faliu a loja de R$ 1,99 também é elogiável. Interessante como os zumbis amestrados continuam vendo os outros, sem lembrar dos ídolos deles.

“O texto é a cara dela: mal feito, pouco confiável e inútil, diz general Heleno, sobre livro com “objetivo de fomentar discórdia entre membros do governo”

Foto: Reprodução/Twitter

O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional(GSI), general Augusto Heleno, através das redes sociais, repudiou o livro escrito pela jornalista Thaís Oyama, “Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos”, previsto para ser lançado dia 20 de janeiro.

O general, inclusive, havia desmentido um dos fatos narrados na “obra”, em que o presidente havia pensando em demitir Sérgio Moro, e teria sido alertado por ele que seu “governo acabaria” com a suposta decisão.

“O texto é a cara dela: mal feito, pouco confiável e inútil, disse o general Heleno, sobre livro com “objetivo de fomentar discórdia entre membros do governo”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão Atento disse:

    E NÃO FALOU A VERDADE O GENERAL?

  2. Erinaldo disse:

    Se teve a preocupação de desmentir, já sei q é verdade então

  3. Berg disse:

    Falou o gereral.
    Ponto final.

    • E. costa disse:

      Foi esse q disse q um soldo de 19 mil era uma miséria…rs
      O q deve começar a pensar um sargento, tenente ou capitão!? Melhor então é levar cocaína no avião presidencial ou da FAB….🙊

    • Bento disse:

      Pensamento de meliante detectado.
      O general falou tá falado
      Respeita e bate continência.
      Talkey

Governo publica nova tabela do frete, com alta que varia de 11% a 15%

Foto: Marcos Ramos / Agência O Globo

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou, nesta quinta-feira, uma nova tabela com o preço mínimo para os fretes. Com as alterações, o piso do frete aumentou de 11% a 15%, segundo informações da agência. A nova tabela entra em vigor na próxima segunda-feira, dia 20.

A tabela do frete foi criada em 2018 pelo governo do ex-presidente Michel Temer, após a greve dos caminhoneiros, que bloqueou estradas e gerou uma crise de abastecimento no Brasil por mais de uma semana. A criação era uma das principais reivindicações da categoria.

Entidades que representam o agronegócio e indústria são contra a tabela, que terá a constitucionalidade ainda analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Uma versão anterior da norma, editada em julho do ano passado, gerou forte reação de caminhoneiros, que ameaçaram fazer mais uma paralisação nacional. O governo prometeu alterar os valores e publicou, nesta quinta-feira, a nova versão da tabela do frete.

Além dos valores, entre as principais mudanças está a inclusão no cálculo do frete mínimo do custo da diária do caminhoneiro, como refeições e hospedagem. A tabela ainda corrigiu os valores de itens como pneu e manutenção.

Também passará a ser obrigatório o pagamento de frete de retorno para operações que não podem trazer carga na volta do motorista ao local de embarque, uma reivindicação da categoria. Segundo a ANTT, um exemplo disso são os caminhões de combustível. Esse tipo de veículo não pode voltar transportando outro tipo de carga.

Foi criada ainda uma nova tabela para as chamadas operações de alto desempenho, que levam um tempo menor para carga e descarga do produto. Na resolução anterior não havia esse tipo de diferenciação.

A nova norma prevê que o cálculo do frete deve considerar a negociação com relação ao lucro do caminhoneiro, despesas relacionadas ao uso de contêineres, tributos e taxas.

A inclusão desses itens, no entanto, não é obrigatória. Um dos pontos criticados pelos caminhoneiros sempre foi o fato de a tabela não incluir, expressamente, no cálculo do frete mínimo a remuneração e o lucro do caminhoneiro.

A nova tabela mantém a previsão expressa de incluir o gastos com pedágio no valor do frete. “O valor do pedágio, quando houver, deverá ser obrigatoriamente acrescido aos pisos mínimos”, afirma a resolução aprovada pela diretoria da ANTT.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Inxada disse:

    Esse tá de Boisonairio, é malino mesmo,pois nunhé que o frexado, tá trabáiando munto.

Governo confirma que EUA formalizaram prioridade do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)

Foto: Divulgação

O governo brasileiro confirmou que os Estados Unidos formalizaram nesta quarta-feira, 15, o apoio à entrada do País na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). De acordo com auxiliares do presidente Jair Bolsonaro e integrantes do Itamaraty, uma carta com o pedido para priorizar o Brasil foi apresentada pelos americanos em reunião do Conselho da OCDE com representantes dos países-membros, nesta manhã, em Paris.

Até hoje, o governo Trump vinha se comprometendo com o apoio ao pleito brasileiro de entrar na OCDE, sem indicar formalmente em que posição o Brasil ocuparia na “fila”de candidatos, o que deixava o País no limbo. A mudança acontece depois de um ano em que o governo Bolsonaro mostrou alinhamento com os americanos, apesar de viver percalços na relação com a Casa Branca, e depois de o Itamaraty ter apoiado a ação americana no Iraque que gerou a mais recente crise entre Washington e Teerã.

Nota divulgada pela embaixada dos EUA em Brasília e por um porta-voz do Departamento de Estado americano afirma que “Os EUA querem que o Brasil seja o próximo país a começar o processo de adesão para a OCDE”. “Nossa decisão de priorizar a candidatura do Brasil agora como próximo país a começar o processo é uma evolução natural do nosso compromisso assumido pelo Secretário de Estado e pelo presidente Trump em 2019”, diz a nota dos americanos.

Na manhã desta quarta-feira, ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que a intenção dos EUA de priorizar a entrada do Brasil na OCDE “é uma notícia bem-vinda”. “A gente vinha trabalhando há meses, de forma reservada”, afirmou.

Bolsonaro não quis falar sobre se vinha tratando do tema diretamente com o presidente dos Estados Unidos. Ele comentou que as conversas que mantém com chefes de Estado são reservadas. O presidente destacou ainda que essa intenção dos EUA sinaliza que o mundo está recuperando a confiança no Brasil. “Estamos mostrando que o Brasil é um país viável”, disse Bolsonaro.

Ele afirmou já ter conversado conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o assunto, mas não quis falar sobre um prazo para a entrada do País no organismo. “São mais de 100 requisitos, estamos bastante adiantados, na frente da Argentina”, disse. “Não posso falar de prazos, não depende apenas do (presidente dos EUA, Donald) Trump. Pelo Trump, a gente já estava lá. Depende de outros países.”

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Num faz muito tempo, 3 ou 4 meses? A conversinha era a mesma, no entanto não foi bem assim.

  2. Minion alienado disse:

    Prioridade!? Sei 😂

  3. Nando disse:

    Hj n nós temos uma legião de aduladores dos americanos e dependendo dos chineses. Será q vão aceitar os 100 bilhões dos comunas chineses?

  4. Mínion desiludida disse:

    Dois idiotas travestidos de autoridade, aplaudidos por um monte de imbecis travestidos de eleitores.
    Dois asnos, encostando as patas.

    • Ivan disse:

      Autoridades de verdade eram Chavez e Lula, Dilma e Fidel…Eleitor bom é o que vota no PT, esse é uma sumidade…kkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Bento disse:

      Morre com teu próprio veneno ptzada
      Chore mais chore bem muito de inveja
      Olha a diferença de ambientes e de amizades que vocês vivem hoje no dia a dia, visitas carcerária afinal ladrão gista de ladrão é nois cumpanheirada
      O teu líder o cachaça a quem voces obedecem cegamente diz venham aqui e façam uma 69 naquele jumentinho e vocês nem discutem e ainda pergunta se pode fazer bis.

  5. natalsofrida disse:

    Berimbau, você é um cara de pau. Pra vcs da esquerdalha, meliante é a pessoa que presa pela coisa pública, o seu adestrador é o cara que vcs admiram, o maior ladrão do mundo.

  6. Berimbau disse:

    Dois meliantes 👹😈

    • Manoel disse:

      Né isso! Saudades da época que éramos "potência" internacional emprestando dinheiro a juros mínimos para Cuba, Venezuela, Síria, Angola; tendo o corrupto cachaceiro roubando em tudo e a todos e também da "estocadora de vento"…

    • Tales disse:

      E você é um berimbau recalcado, doido pra ser instrumento mas num toca nem em enterro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Governo quer obter R$ 150 bilhões com privatizações em 2020, diz secretário

Foto: Alexandro Martello/G1

O Ministério da Economia anunciou nesta terça-feira (14) que o governo pretende vender cerca de 300 ativos públicos em 2020. A meta inclui empresas controladas pelo governo, subsidiárias, coligadas e participações societárias. Com as transações, o governo espera obter R$ 150 bilhões.

O anúncio foi feito pelo secretário-especial de Desestatização e Desinvestimento, Salim Mattar. Segundo ele, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e a Petrobras não serão privatizadas. Os Correios estão na lista de privatizações, mas a venda é prevista para o fim de 2021.

“Em 2020, vamos ter uma meta ousada para atingir em termos de valor e de empresas”, disse. Para isso, o governo deve enviar um projeto ao Congresso Nacional em fevereiro propondo um “fast track” (caminho rápido) para a venda dos ativos públicos.

“É uma forma de acelerar esse processo de venda. A meta [para 2020] depende de o ‘fast track’ passar. O ‘fast track’ é fundamental para atingirmos essa meta. Seria como se fosse um atalhozinho, é um projeto de lei. Já esta pronto. Esperando o Congresso abrir, e a melhor forma de conseguir apoio”, diz Salim.

Segundo o secretário de Desestatização, o projeto colocaria as empresas a serem privatizadas diretamente no Programa Nacional de Desestatização (PND). O texto reduziria, também, o tempo de atuação de escritórios de advocacia e de bancos no processo de modelagem dessas vendas.

Eletrobras é prioridade

Salim Mattar afirma que, em 2020, a principal meta é vender os ativos da Eletrobras. Dos 300 ativos na lista, mais de 200 dizem respeito à estatal.

“Para manter a sua participação no mercado, a Eletrobras tem que investir R$ 14 bilhões nos próximos 4 anos. O governo federal não tem esse dinheiro”, afirmou.

De acordo com o secretário, o governo possui, atualmente, 624 ativos. Além das 46 empresas estatais, o número inclui 151 subsidiárias, 218 empresas coligadas e 209 participações.

Resultado de 2019

De acordo com os cálculos da área econômica, a desestatização federal arrecadou R$ 105,4 bilhões em 2019, com a venda de 71 ativos públicos. O somatório inclui:

a venda de R$ 15,9 bilhões em participações societárias do BNDESPar;
R$ 14,6 bilhões em ativos da Caixa (IRB, Petrobras, banco Pan e BB), e
R$ 50,4 bilhões em subsidiárias e coligadas da Petrobras.

Segundo Mattar, o governo ficou muito focado, em 2019, na reforma da Previdência. “Aconteceu mais ou menos dentro de um padrão que a gente esperava. Depois, a gente acelerou um pouco mais”, declarou.

O secretário de Desestatização informou que o governo possui, atualmente, participação em um banco no Egito e no Banco Interamericano de Ahorro Y Prestamo, da Venezuela. Segundo ele, a instituição financeira venezuelana já quebrou, e não funciona mais.

“Temos que fazer uma denúncia ao TCU. Foi um mau investimento. Esse banco virou pó. Quem faz o processo tem de ser o Ministério Público, ou a Corregedoria. Vamos levantar as informações e passar para frente. Quem fez má aplicação de recursos públicos, deveria responder por isso”, declarou Salim Mattar a jornalistas.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junin disse:

    Resta saber pra onde vai essa dinheirama depois desse maravilhoso processo! Pq o tempo passa e nada melhora! Ouça essas mentiras desde menino! Aliás melhora pra eles….! O pobre que se foda né?!?!?!?

  2. Maldoni disse:

    A UNP está dando um maravilhoso exemplo do que significa a privatização. Que no caso dela privatiza a Educação.
    Viva a UFRN, tão criticada, mas disputada suas vagas a tapas.

Governo aumenta para 2,40% previsão de alta do PIB em 2020

 Foto: Adriano Machado / Reuters

O Ministério da Economia elevou nesta terça-feira (14) a sua previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,32% para 2,40% em 2020. A projeção esta no Boletim Macrofiscal, divulgado pela Secretaria de Política Econômica.

Para o ano de 2019, cujo resultado ainda não foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a previsão da área econômica de crescimento passou de 0,90% para 1,12%.

O mercado financeiro, por sua vez, estima uma alta de 1,17% para o PIB de 2019, de 2,3% para 2020 e de 2,5% para 2021. As previsões foram colhidas pelo Banco Central na semana passada, em pesquisa com mais de 100 instituições financeiras.

“No segundo semestre de 2019, a economia brasileira apresentou sinais mais fortes de recuperação do ritmo de crescimento da atividade. Houve aumento do emprego e da renda, com consequente redução da taxa de desocupação”, informou o Ministério da Economia.

De acordo com a área econômica, as reduções da taxa básica de juros, atualmente na mínima histórica de 4,5% ao ano, devem começar a produzir efeitos na atividade econômica no primeiro semestre deste ano, “especialmente a partir do segundo trimestre”.

Inflação

Segundo o estudo da Secretaria de Política Econômica, a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial, a expectativa para este ano passou de 3,53% para 3,62%.

Na semana passada, o mercado financeiro estimou um IPCA de 3,58% para 2020.

A expectativa de inflação do mercado para este ano segue abaixo da meta central, de 4%. O intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,5% a 5,5%.

A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic).

No ano passado, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do Brasil, fechou em 4,31%, acima do centro da meta para o ano, que era de 4,25%. Foi a maior inflação anual desde 2016.

Dívida pública

O secretário-especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que a área econômica passou a projetar uma dívida pública menor, na proporção com o Produto Interno Bruto (PIB), nos próximos anos.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilvan disse:

    Em 2017 os economistas alardeavam que o Brasil melhoraria em 2018,a melhora não veio,depois falavam que a grande melhora viria em 2019,também não veio,agora projeta que 2020 será ótimo vamos ver.Combustivel aumentou mensalmente,planos de saúde subiram,carne aumentou,a reforma trabalhista não gerou empregos,a reforma da previdência é um fiasco,temos um governo mandado por um ministro,que está perdido,não temos muito o que esperar para 2020.

    • Raimundo disse:

      Não sei porque Maduro não convida Lula, Haddad ou Ciro para melhorar a economia da Venezuela, já que os três são "ótimos" administradores…

  2. Piano disse:

    CHUPA LULA!

Governo reajusta em 4,48% aposentadoria acima do mínimo; teto sobe para R$ 6.101,06

 Foto: Economia G1

O governo federal oficializou nesta terça-feira (14) o reajuste de 4,48% para aposentados e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem acima de 1 salário mínimo, de acordo com portaria do Ministério da Economia publicada no “Diário Oficial da União”.

Com a oficialização do reajuste, o teto dos benefícios do INSS passa de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,06 a partir de janeiro de 2020.

Pela legislação federal, o índice de reajuste do benefício de aposentados e pensionistas que recebem valor superior ao do salário mínimo é definido pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior.

Em 2019, o INPC ficou em 4,48%, conforme divulgou na sexta-feira (10) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A partir de 1º de janeiro de 2020, o salário de benefício e o salário de contribuição não poderão ser inferiores a R$ 1.039,00, nem superiores a R$ 6.101,06”, fixa a portaria.

Pela lei, aposentadorias, auxílio-doença, auxílio-reclusão e pensão por morte pagas pelo INSS não podem ser inferiores a 1 salário mínimo.

Neste ano, o reajuste concedido foi maior que o do salário mínimo, que em 2020 aumentou 4,1%, passando de R$ 998 para R$ 1.039, não repondo a inflação do ano passado. Para definir o valor de R$ 1.039, o governo usou a previsão do mercado financeiro para o INPC, que, no entanto, acabou ficando acima do previsto.

Alíquotas de contribuição ao INSS

O reajuste também se reflete na cobrança da contribuição dos trabalhadores para o INSS. Para empregados com carteira assinada, domésticos e trabalhadores avulsos, a alíquota passa a ser:

de 8% para quem ganha até R$ 1.830,29
de 9% para quem ganha entre R$ 1.830,30 e R$ 3.050,52
de 11% para quem ganha entre R$ 3.050,53 a R$ 6.101,06

Essas alíquotas são relativas aos salários pagos em janeiro e que deverão ser recolhidas até 29 de fevereiro.

Para os pagamentos a partir de 1º de março, a tabela mudará em razão das novas regras introduzidas pela reforma da Previdência. Ficará assim:

até 1 salário mínimo (R$ 1.039,00): 7,5%
de R$ 1.039,01 R$ até 2.089,60: 9%
de R$ 2.089,61 até R$ 3.134,40: 12%
de R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06: 14%

Salário-família e auxílio-reclusão

Já a cota do salário-família passa a ser de R$ 48,62 para aqueles segurados cuja remuneração mensal não supere R$ 1.425,56.

o caso do auxílio-reclusão — benefício pago a dependentes de segurados presos —, o salário de contribuição para ter direito ao pagamento terá como limite o valor de R$ 1.425,56.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ojuara disse:

    Em vinte e cinco anos, apenas cinco vezes acima do mínimo. Quem ganha acima do mínimo teve durante esses anos todos uma perda gigantesca. Pagou mais para se aposentar, depois viu sua aposentadoria reduzir de forma absurda. O certo era corrigir todos os atrasados.

Governo considera subsidiar conta de luz de grandes igrejas

Um dos potenciais beneficiados, o Templo de Salomão da Igreja Universal, tem cultos diários de manhã, à tarde e à noite Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/VEJA

A pedido do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério de Minas e Energia avalia alternativas para subsidiar a conta de luz de grandes templos religiosos. A pasta confirmou que está “estudando o assunto”. Uma minuta de decreto, espécie de documento prévio, foi elaborada e enviada ao Ministério da Economia, que resiste à ideia por contrariar a agenda reformista do ministro Paulo Guedes, defensor da redução desse tipo de benefício. A informação foi antecipada nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A intenção do governo é reduzir a conta de luz de consumidores de maior demanda, conectados à alta tensão, como basílicas e catedrais, que pagam tarifas mais caras no chamado horário de ponta, justamente quando acontecem algumas celebrações religiosas. O objetivo seria o de equivaler as tarifas mais caras, dos horários de maior consumo, às cobradas no restante do dia. O horário de ponta varia de acordo com cada distribuidora, mas costuma durar três horas seguidas, entre o fim da tarde e o início da noite nos dias de semana.

Apesar de ser direcionada a todos os templos religiosos, o alvo principal da medida são os evangélicos, com uma bancada que é uma das principais bases de apoio ao governo Bolsonaro. Em entrevista a VEJA, o bispo Robson Rodovalho, fundador da Sara Nossa Terra, defende que o presidente é “o primeiro a dar real importância às igrejas”, e que um subsídio desta natureza não havia sido discutido antes por “falta de vontade política”. “As igrejas sempre foram preteridas, por preconceito”, diz. No caso da Sara Nossa Terra, conta que usa geradores próprios para os ares condicionados, além de lâmpadas LEDs automáticas. “São poucos os templos grandes e pessoalmente, acredito que o impacto na economia seria pequeno”, diz.

Sócio-fundador e diretor do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), Adriano Pires, discorda da medida. “Se adotada, é absurda. Não dá para governar refém de grupos de interesses, porque uma hora vai ser a igreja, outra será os caminhoneiros, outra as montadoras”, diz Pires, que é especialista no setor de energia. Reforça que o valor que os templos deixariam de pagar teria de ser custeado por outros consumidores. “É preciso lembrar que a economia é um jogo de soma zero. Se um não paga, o outro paga por dois. E como o governo justificaria, por exemplo, que vai subsidiar energia das igrejas e não de escolas ou de hospitais?”, completa.

Se prosperar, este não será o primeiro afago de Bolsonaro à comunidade evangélica. Com o aval do presidente, o Congresso aprovou no ano passado um projeto que garante incentivos fiscais às igrejas até 2032, e, por decreto, liberou os templos de realizar adaptações para garantir a acessibilidade em áreas destinadas ao altar e ao batistério. Além disso, em julho, manifestou a intenção de indicar um presidente “terrivelmente evangélico” ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Péssima ideia. Espero que o Presidente não a leve adiante.

  2. Santos disse:

    Me dê papai!

  3. Papa Jerry Moon disse:

    Tomara que seja só mais uma iniciativa parte da estratégia bolsonariana de governar, propor um absurdo e depois voltar atrás. O famoso bode na sala.

  4. Lucio disse:

    Deve ser uma piada, não?

  5. Conservador disse:

    Que Deus nos proteja de tanta loucura, daqui a pouco esse maluco vai criar a "Jihad" tupiniquim , tálquêi!??

  6. Augusto disse:

    Absurdo

  7. Gaius Baltar disse:

    Isso é um absurdo. O estado é laico e não pode subsidiar igrejas ainda mais do que já subsidia. Como o ministro da Economia vai aceitar isso?

  8. Cidadão Atento disse:

    PAGAR CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA DE IGREJAS, QUE JÁ SÃO ABUNDANTEMENTE BENEFICIADAS POR DISPENSA DE IMPOSTO DE RENDA PELOS DÍZIMOS E OFERTAS QUE OS FIÉIS DEIXAM "VOLUNTARIAMENTE"?
    ISSO É ALGUMA PIADA DE MAU GOSTO?

  9. Souza disse:

    Isso significa, simplesmente, usar o dinheiro arrecadado do povo para pagar a conta de energia das igrejas, que já têm imunidade tributária, ou seja, não pagam impostos.
    Se isso sair mesmo do papel será um tiro no pé do governo.
    Pra um país que está precisando de dinheiro, gastar com o improdutivo deveria ser das últimas opções.
    Melhor seria incentivar a qualificação da mão de obra e, com isso, gerar empregos com melhor renda.
    Subsídios para templos que já não pagam impostos é um absurdo.

Governo cria grupo para atuação imediata em grandes desastres

Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública criou uma estrutura especializada para atuar em grandes tragédias, informa Helena Mader na Crusoé.

O Grupo para Resposta a Desastres (GRD) será ligado à Força Nacional de Segurança e vai trabalhar em situações de calamidade causadas por ventanias, alagamentos, inundações ou enchentes, incêndios florestais, rompimento de barragens e em outros desastres que ultrapassem a capacidade de resposta das autoridades locais.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Presidente com ações digno de "OSCAR".
    Sempre atuante e preocupado com a população brasileira.
    E isto sem roubar como fazia ps comunas anteriores se dizendo que fazia isto para acabar com a fome.
    Obrigado Presidente Jair Messias bolsonaro.

FOTOS: Governo inicia curso para formação de novos policiais militares no RN

FOTOS: ELISA ELSIE

O Governo do Estado realizou nesta quinta-feira, 02, a cerimônia de apresentação dos novos alunos-soldado do curso para formação de praças da Polícia Militar. Os alunos foram selecionados por concurso público que prevê a contração de mil novos policiais. O curso é dividido em duas turmas, uma com aulas e instruções no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) e outra no Centro de Atenção Integrada à Criança (Caic), em Natal. A carga horária é de 1.430 horas aula e 240 dias letivos.

Na solenidade a governadora Fátima Bezerra disse que os alunos conquistaram o direito de realizar o curso por que tiveram muita garra e perseverança ao cumprir as etapas anteriores de provas de conhecimento e testes físicos. Fátima Bezerra registrou que o Governo precisou superar diversos entraves para convocar os aprovados: “Fizemos todos os esforços para superar problemas que colocavam em risco a convocação de vocês, vencemos vários obstáculos até chegar a esta etapa de hoje. Estou feliz por que no segundo dia do ano, após muito trabalho do nosso Governo que tem uma equipe dedicada e competente, estamos iniciando o curso. Sejam todos muito bem-vindos e que Deus abençoe e inspire todos vocês nesta missão de proteger as famílias do nosso Rio Grande do Norte.”

A governadora voltou a afirmar que segurança pública é prioridade da gestão e que o Governo está investindo mais de R$ 120 milhões em equipamentos de proteção, armamento, viaturas, inteligência e na formação de pessoal para os vários órgãos do sistema de segurança – polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Centro de Operações Aéreas.

Ela ainda se referiu à redução dos índices de violência no Estado que teve queda de 43,2% nos casos de latrocínios, 33,2% de homicídios dolosos e 17,3% para lesões corporais seguidas de morte. “Os números são expressivos, saímos do Estado mais violento no país em 2018 para um dos quatro que mais reduziram a criminalidade. E isto significa que foram poupadas 530 vítimas de assassinatos”, disse.

O comandante da PM, coronel Alarico Azevedo lembrou que o último concurso público para contratação de novos policias militares foi realizado há 14 anos. “Vocês se habilitaram a realizar o curso e a serem formados policiais militares para proteger a sociedade potiguar. Aqui é vocação, aqui a gente se doa, aqui a gente protege o cidadão com o risco da própria vida”, afirmou o comandante, para acrescentar: “Somos uma instituição de 185 anos que trabalha 24 horas por dia, 365 dias por ano. Vocês serão os novos profissionais da Polícia Militar do Rio Grande do Norte”, acrescentou coronel Alarico.

Também compareceram à solenidade o vice-governador, Antenor Roberto, e os secretários de Estado: Virgínia Ferreira (Sead), coronel Francisco Araújo (Sesed), Osnir Monte (Adjunto da Sesed) e Ana Cláudia Saraiva (Polícia Civil).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elza Soares disse:

    BRUNO vai chorar?

  2. Carlos Couto disse:

    Release do governo.

  3. Elza Soares disse:

    (BRUNO) vc ficou dodói com as emendas que seu depurado Cirão Cagão mandou para SP?

    • Bruno disse:

      Elza, só pra você saber, eu não votei nesse deputado, não sei nem quem é ele, mais volto a repetir, enquanto o dinheiro estiver sendo gasto aqui no Brasil, está muito bom, pior foi quando mandaram pra fora do Brasil, mais pela sua reação, sinto que você é uma petralha.
      Kkkkkkkkkkk

    • José Vanilson Juliao disse:

      Boa resposta.

    • José Vanilson Juliao disse:

      O cara aprova emendas para outros estados com maior poderio financeiro e o Bruno diz q tá tudo enquanto o dinheiro estiver dentro do país…🙊👉💩👈

  4. Pedro disse:

    Fatao do G. Duro não faz nada, pagou o décimo em janeiro, ainda deve várias folhas do ano de 2018, a Sesap está uma lástima, ela já comeu o dinheiro de três anos na frente e ainda tem idiota que acredita em milagre. Eita povo burro, nas selarias ainda existe cangalha gente, bom fazer uso.

  5. João Sem Braço disse:

    Faltou lembrar que essas contratações assim como o pagamento da folha foram possíveis graças ao repasse de $$$$$ ao estado pelo GOVERNO FEDERAL.

    • Sandra disse:

      Independentemente de quem votou em quem, se o dinheiro foi federal ou nao, o importante eh torcermos por dias melhores, desenvolvimento do estado, acoes sociais.
      Parabens ao governo do RN!

    • Henrique disse:

      Esses repasses foram só para o RN? O que se sabe é que quase todos os estados estavam com a faca no pescoço pata pagar os servidores. Deixe de paixao besta.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Nunca se esqueça, também, que esse dinheiro "repassado" pertence a você, a mim e a sociedade pagadora de impostos, federais, estaduais e municipais.
      Um governo verdadeiramente republicano não deve fazer perseguição a quem não reza em sua cartilha, isso seria coisa de ditador. E justiça seja feita, nesse caso agiu corretamente.

  6. Fonsa disse:

    A turma da direita gorda, pira o cabeção com as ações positivas da governadora

    • Bruno disse:

      Eu to pirado é com a notícia que vi agora no BG, a governadora perdeu uma verba do governo federal, de 2,7 milhões, que seria para colocar grades na ponte Nilton Navarro, pra evitar esse quantidade absurda de suicídios que acontece lá.
      Pense numa incompetência.

  7. Fonsa disse:

    Engraçado. Cadê os maluquetes minions que não se manifestam?

    • Centro disse:

      Criticar o que? Se critica o que merece.

    • Observando disse:

      Entrou muita grana no governo do RN, neste final de ano: 1,8 bilhão do empréstimo autorizado pela ALRN; venda da folha ao BB; cessão onerosa do pré-sal; antecipação dos royalties e, claro, a arrecadação dos impostos. A incompetente desgovernadora, sequer, pagou parte das folhas de dezembro e 13° salário de 2018. Afirmava o tempo inteiro que toda receita extra seria para esse fim. Só fez enganar os servidores. Mentirosa! Agora as torneiras se fecharam. Daqui por diante, teremos o pior governo de todos os tempos. Quem viver, verá! Não é torcer contra. É a realidade.

Governo informa que encerra ano em dia com pagamentos do Programa do Leite e Restaurante Populares

Foto: Divulgação

O Governo do Rio Grande do Norte vai encerrar 2019 em dia com todos os pagamentos aos fornecedores do Programa Leite Potiguar (PLP), Restaurante Popular e Café Cidadão. A titular da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Iris Oliveira, ressalta que o investimento é de R$ 11 milhões com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecope).

Quando assumiu em janeiro, a gestão da Sethas encontrou seis quinzenas do PLP em atraso e conseguiu pagar as pendências deixadas pelo Governo anterior relativas ao Programa.

Nesta segunda-feira (30) estão sendo pagas aos fornecedores as duas quinzenas de novembro e a primeira quinzena de dezembro do Programa Leite Potiguar, Restaurante Popular e Café Cidadão.

A segunda quinzena de dezembro referente a esses programas será faturada nesta terça-feira (31) e o pagamento deverá acontecer até 30 de janeiro de 2020. “Dentro da vigência dos contratos”, esclarece Iris Oliveira.

O coordenador do Programa Leite Potiguar, Sandro Trigueiro, explica que o Estado encerra o ano com o pagamento de 23 semanas com o faturamento da 24ª semana dentro da programação anual.

ADITIVOS

A Sethas também já peticionou os aditivos para 2020 com os 12 laticínios que fornecem leite bovino e caprino ao PLP cujos contratos estão sendo encerrados neste dia 31 de dezembro.

Os aditivos já estão no SEI (Sistema Eletrônico de Informações) para que os laticínios assinem os contratos de forma eletrônica. Os resumos das petições serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) de amanhã.

Segundo Sandro Trigueiro, o Estado tem contrato com 13 laticínios fornecedores de leite bovino e caprino mas os aditivos que estão no SEI são referentes a 12 porque o contrato emergencial com a Associação dos Pequenos Agropecuaristas do Sertão de Angicos (APASA) vai até o dia 15 de fevereiro de 2020.

Com os pagamentos das duas quinzenas de novembro e da primeira quinzena de dezembro, o Estado encerra o ano sem nenhuma pendência com os laticínios. A segunda quinzena de dezembro a ser faturada amanhã, seguindo os termos contratuais, só pode ser paga no mês de janeiro.

Governo assina convênios para investir mais R$ 41 milhões na segurança pública

Fotos de Demis Roussos

A segurança pública continua sendo prioridade do Governo do RN. Nestes dias 23 e 24 foram pactuados e assinados convênios no montante de R$ 41,9 milhões destinados a equipamentos e valorização profissional do sistema de segurança pública do Estado composto pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social – Sesed, Polícia Militar, Polícia Civil, Instituto Técnico e Científico de Perícia – Itep e Corpo de Bombeiros Militar.

Os recursos já estão empenhados no orçamento da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), no valor exato de R$ 41.977.146,67.

Os convênios são resultado de emendas da bancada federal, deputados e senadores, ao Orçamento Geral da União apresentadas no exercício de 2018. A governadora Fátima Bezerra explica que “esses recursos são de emenda de bancada de 2018 para o orçamento de 2019, ainda da minha época enquanto senadora, quando articulei junto à bancada federal do Rio Grande do Norte. Agora é a concretização dos convênios assinados”.

Fátima Bezerra também explica que “o Governo Federal não pode deixar de fazer o repasse dos recursos porque a emenda é impositiva. Os convênios foram assinados agora. Vamos investir cada vez mais na melhoria da segurança pública para a população para melhorar ainda mais os resultados que alcançamos em 2019, como, por exemplo, a redução de assassinatos poupando 500 vidas em nosso Estado”.

O secretário de segurança, coronel Francisco Araújo disse que “os investimentos irão beneficiar as instituições que compõem o sistema, fortalecer o enfrentamento à criminalidade e trazer melhores condições de trabalho aos servidores e policiais. Isto, consequentemente, vai resultar na melhor prestação de serviço à sociedade em todo o Rio Grande do Norte”.

Coronel Araújo destacou que todos os projetos para aplicação dos recursos apresentados pelo Governo do RN foram aprovados pela Senasp. “Atendemos a orientação da governadora Fátima Bezerra, definimos as prioridades e agora teremos atendidas nossas demandas”, registrou.

São oito convênios, sendo quatro de emendas ao orçamento apresentados pelo conjunto da bancada federal e quatro por emendas individuais:

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silva disse:

    Fátima pague o 13º salário

  2. Oswaldo disse:

    Se eu entendi é de emendas dela no ano de 2018 no governo Temer, dinheiro federal, ponto! Agora ela alega que as reduções na criminalidade são de 2019 no governo tb del e não consequência das ações do governo federal?!? Estranho, muito estranho!

  3. Mendes disse:

    Existe CÉDULAS dizendo a origem se é: FEDERAL, ESTADUAL ou MUNICIPAL KKKKKKKK

    • Fernando disse:

      Então ela tá se apropriando indevidamente da disponibilidade da verba, logo está prevaricando.

  4. Antenado disse:

    Governo do Estado investir 41 milhões!!?? Como, se o dinheiro é federal??? A matéria quer enganar quem?? Os otários???

  5. Mendes disse:

    Lei a matéria ORÇAMENTO DE 2018. Caso queira podemos pedir ao BLOG DO BG para DESENHAR INTELIGENTE.

  6. Mendes disse:

    Esses repasses são GARANTIAS CONSTITUCIONAIS de emendas já existentes . MORO e o BOZO não sonhavam nem ser MINISTRO e PRESIDENTE respectivamente. Esse desgoverno investe tanto no RN e no NORDESTE que fechou todas as operações da PETROBRAS.

    • Manoel disse:

      A Petrobrás eh uma empresa estatal que, como toda empresa, deve visar o lucro. Então, decidiu vender os poços de exploração aqui pra outras empresas. Na época do governo petista, a Petrobrás foi usada pra mega roubos a base de muita corrupção. Espero que isso tenha acabado e pra garantir, a Petrobrás deveria ser privatizada. O petróleo continua sendo do Brasil, só a exploração seria feita por uma Petrobrás privatizada e sem mais interferência de partidos políticos que a vem como fonte de renda pra corrupção.

    • Antônio Neves disse:

      O desmonte das operações da Petrobras no RN vem desde Lula.
      Até mesmo pq escolheu PE para instalar a refinaria que tanto queríamos.

    • Dulce disse:

      Se são garantia constitucionais, ela não poderia em hipótese alguma se autopromover desses investimento, isso é passível de instauração de inquérito contra essa divulgação de se autopromoção. Com a palavra o MP.

  7. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Mais dinheiro do governo federal para a segurança do RN. Parabéns Ministro Moro e Presidente Bolsonaro.
    Vergonhosa a manchete desta matéria, que destaca o governo do RN e esconde o governo federal. Tentando retirar os méritos do Ministro e do Presidente e dando-os a quem não os têm, a Governadora.

  8. Rick disse:

    Parabéns ao governo Bolsonaro por investir 41. 911 milhões e a governadora por divulgar esse investimento, pergunto: o governo pt não vai investir uma pataca? Já tá na hora né governo petralha. Só anistiar dívidas não deveria ser a principal meta

Museus e parques administrados pelo Governo têm horários especiais no fim de ano

Os equipamentos públicos do Governo do Estado do Rio Grande do Norte contam horários especiais para visitação neste neste fim de ano.

O Parque das Dunas, em Natal, funcionará nesta terça-feira (24) e no dia 31 entre 7h30 e 12h, sendo aberto para coopistas credenciados a partir das 4h30. Nos dias de Natal (25) e 1º de janeiro o parque administrado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) estará fechado.

Já em Parnamirim, o Cajueiro de Pirangi, também sob responsabilidade do Idema, estará aberto entre 7h30 e 17h30 na véspera de Natal, fechando no dias 25, 31 e 1º de janeiro.

O horário também é diferenciado para a Cidade da Criança. A estrutura administrada pela Fundação José Augusto (FJA) estará fechada até o dia de Natal, reabrindo na quinta-feira com funcionamento entre 6h e 17h e voltando a fechar no dia 30. A reabertura só acontecerá no dia 7 de janeiro.

O Memorial Câmara Cascudo não abrirá no dias 24, 25, 31 e 1º de janeiro. Nos demais dias o museu funcionará normalmente das 8h às 17h (segunda à sexta) e 8h às 13h (sábado). O Museu Café Filho ficará fechado durante o período de fim de ano para manutenção interna.

Governo proíbe enfermeiros de inserirem DIU em pacientes

Foto: Shutterstock

O Ministério da Saúde revogou norma que autorizava enfermeiros a fazerem o procedimento de inserção de Dispositivo Intrauterino e Contraceptivo (DIU) em pacientes na rede de atenção básica e de maternidades. A atividade passa a ficar restrita aos médicos.

A proibição foi assinada na última quarta-feira pelo diretor do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, Maximiliano das Chagas Marques, e atende a pressões da classe médica.

A nota técnica agora revogada, que permitia aos enfermeiros fazerem o procedimento desde que fossem treinados para isso, é de 2018. Logo que foi publicada, a medida causou reações das entidades médicas, que apontavam a inserção do DIU no útero da mulher como ato privativo de médicos devido à formação e capacitação profissional.

Terceiro-vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Emmanuel Fortes afirmou que a norma agora revogada desrespeitava a Lei do Ato Médico, de 2013. “Ao revogar a autorização para que esse procedimento, que por lei é de competência exclusiva dos médicos, o Ministério impõe o respeito à hierarquia normativa na assistência. A tentativa de invasão de outros profissionais à medicina tem provocado diversos problemas à saúde dos brasileiros”, disse Fortes, em publicação oficial do CFM.

O Ministério da Saúde justificou em um parágrafo a revogação da permissão aos enfermeiros: “O Departamento tem se empenhado em avaliar conteúdos, materiais, manuais, entre outros instrumentos e ferramentas de indução e articulação das políticas públicas de saúde, de modo a garantir que disponham da maior atualização possível em relação à literatura tecno-científica, alinhamento com o arcabouço jurídico-normativo brasileiro, e centralidade nas necessidades do cidadão e da população.”

Desde que enfermeiros foram autorizados a fazer o procedimento, conselhos profissionais travam disputas até na Justiça. No início deste mês, o Conselho Regional de Medicina de Alagoas (Cremal) obteve vitória em ação civil pública na qual questionava a conduta de enfermeiros nos municípios de Penedo e Arapiraca que estavam inserindo DIU em pacientes. O juiz do caso afirmou, em sua sentença, que houve desrespeito à Lei do Ato Médico.

Segundo o magistrado, o ato de inserção do DIU se enquadra nos procedimentos apontados como privativos na lei, que estabelece, entre outras coisas, que só médicos podem fazer procedimentos caracterizados pela invasão dos orifícios naturais do corpo, atingindo órgãos internos. O DIU é colocado no interior do útero.

O Ministério da Saúde e o Conselho Federal de Enfermagem foram procurados, mas não responderam até a publicação deste texto.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. clara disse:

    É reserva de mercado, que chama. Pq liberalismo no fiofó dos outros é refresco.

FOTOS: Governo entrega 16 veículos e equipamentos para polícias Militar e Civil, Bombeiros e Itep

FOTOS: SANDRO MENEZES

O Governo do RN concretiza novos investimentos para melhorar a segurança pública. Nesta sexta-feira, 20, a governadora Fátima Bezerra fez a entrega de 14 novos veículos e equipamentos no valor de R$ 2,1 milhões às policias Militar e Civil.

Foram entregues, a partir de doação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), 10 veículos 4×4 (9 para a PM e 1 para o Corpo de Bombeiros no valor de R$ 1,4 milhão), quatro veículos tipo C4 Pallas (3 para a Polícia Civil e 1 para o ITEP no valor de R$ 320 mil), 57 Coletes Balísticos (R$ 45,6 mil), 41 Capacetes de Proteção (R$ 41 mil). Além disso, a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Sesed) adquiriu, no valor de R$ 319 mil, duas camionetes Mitsubishi L200 4×4 que foram entregues para o Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER).

No ato de entrega a governadora Fátima Bezerra disse que “esse é mais um investimento viabilizado pelo nosso Governo para fortalecer a segurança pública já nesse período de réveillon e para a Operação Verão. Os equipamentos estão todos prontos para serem utilizados”. Ela também destacou as inciativas do Governo na área da segurança pública em 2019, tanto em relação a melhoria das condições de trabalho como em relação à valorização profissional: “Investimos em equipamentos e veículos, mas também investimos muito na valorização profissional realizando cursos de aperfeiçoamento e qualificação e mantendo em dia o pagamento das diárias operacionais.”

Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), o coronel Francisco Araújo lembrou que a entrega é realizada via parceria com o Governo Federal. “O material e as viaturas entregues hoje vão servir para as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Itep, além do Centro de Operações Aéreas. Tudo isso é fruto do esforço do Governo junto à União para garantir os recursos que vão trazer mais segurança para a população.”

Comandante da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo registrou que “com essas novas viaturas vamos reforçar o policiamento, deixando, tanto a população potiguar como os turistas, mais seguros”.

O ato de entrega dos veículos e equipamentos também contou com a presença do secretário-adjunto da Sesed, Osmir Monte, do diretor-geral do Itep, Marcos Brandão, do subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Acioli Bento e do delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Odilon Teodósio.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    Não sabia q C4Pallas, era carro operacional

  2. Cigano Lulu disse:

    O cinismo dos petralhas não tem limites, Luladrão que o diga. Quem votou em Fatão GD já sabia que ela era cara de pau duríssimo, madeira de bater em doido. Portanto, novidade zero.

  3. heim? cuma? disse:

    Dinheiro oriundo do GOVERNO FEDERAL, mas como sempre, esse despacho de encruzilhada late que é recurso do RN. Ô raça nojenta, facção de cínicos e mentirosos.

  4. Luciana Morais Gama disse:

    A maioria dos veículos foram enviados pelo governo Bolsonaro. É só puxar as placas q a gente sabe logo, BRASÍLIA/DF.

  5. Maldoni disse:

    Parabéns Governadora. Houve um tempo que até devolver dinheiro por incompetência de usar, aconteceu. E hoje esse que era então Secretário de Segurança a época, pousa de sabe tudo e crítica tudo.

  6. Rapha disse:

    Dinheiro veio do ministério da justiça! Governo federal!

  7. Cidadão disse:

    O correto seria:
    O governo federal entrega equipamentos p a segurança pública do RN. 🐴🐴

  8. #falaaverdade! disse:

    Essa verba investida existia nos cofres do RN, ou veio do Governo Federal? Manda a real aí, governadora! Que tal mostrar que investiu o dinheiro que foi enviado pelo governo do opositor político… ?

  9. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Dinheiro do Governo Federal (Secretária Nacional de Segurança Publica) e PTralhada posando pra foto. Quanta cara de pau!
    Parabéns Bolsonaro e Moro.