Política

Assembleia Legislativa aprova transferência temporária da sede do Governo para Mossoró

Foto: João Gilberto

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou, por unanimidade, a autorização para o poder Executivo transferir, temporariamente, a sede do Governo para o município de Mossoró. A mudança ocorrerá entre os dias 28 e 30 de setembro.

O objetivo para a transferência temporária da sede do Governo é homenagear Mossoró pelo pioneirismo na abolição da escravatura. Em 2021, serão comemorados 138 anos desde que a cidade libertou os escravos – o que ocorreu cinco anos antes da Lei Áurea.

“Nós mossoroenses receberemos o Governo do Estado de braços abertos. É uma data que é celebrada com muitas ações em Mossoró. A cidade estará em festa e agradecemos desde já a autorização para instalar o Governo”, disse a deputada estadual Isolda Dantas, líder do PT na Casa.

A transferência da sede do governo coincidirá também com a posse da nova reitora da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), professora Cicília Maia, que foi nomeada em maio deste ano.

Aliás, os deputados também aprovaram na mesma sessão projeto que extingue a lista tríplice para nomeação de reitor e vice-reitor da UERN. Por decisão unânime dos parlamentares, a partir de agora o Governo do RN passará a nomear os vencedores do processo democrático promovido pela comunidade acadêmica. A proposta foi defendida tanto pelo líder do governo na Casa, deputado Francisco do PT, como pela deputada Isolda Dantas.

“A UERN tem reconhecimento da comunidade universitária. Esse projeto permite que reitores eleitos sejam os empossados. Tivemos situações que levaram a queda desse princípio democrático em outras universidades, daí a importância desse projeto, que garante que reitor eleito seja o nomeado e acaba com lista tríplice para UERN”, disse Isolda.

Os deputados aprovaram ainda projeto que abre aos orçamentos fiscal e da seguridade social do Estado, crédito especial no valor de R$ 100 mil. A medida facilita transferência de emendas individuais como também a vida administrativa dos municípios potiguares.

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Visando estimular vacinação entre os jovens, Governo do RN libera torcedores apenas com 1 dose da vacina contra a Covid em estádios

O Governo do Rio Grande do Norte mudou a orientação sobre a liberação de torcedores em estádios. Nessa quarta (22) o estado informou que será permitida a presença de torcedores que tomaram apenas uma dose da vacina contra a Covid e que não estejam com a segunda dose em atraso. O anúncio acontece após semana passada o governo informar que só seria permitida a presença de torcedores completamente imunizados com a Covid, ou seja, com as duas doses da vacina.

Em entrevista ao Bom Dia RN, o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, explicou que a mudança na exigência da vacinação completa se deu para incentivar a vacinação entre os jovens. “O público de futebol é um público mais jovem, então nós entendemos que seria interessante abrir para quem já está com a D1 e não está com a D2 atrasada. O futebol é um esporte de massa, então é uma forma de estimular a vacinação, principalmente entre os jovens”, disse.

Com Bom Dia RN

 

Opinião dos leitores

  1. O GOVERNO DO RN PIROU DE VEZ, QUE ABSURDO, IMORAL, INDECENTE, SEM LÓGICA, IRRESPONSABILIDADE TOTAL, QUEM IRÁ SE RESPONSABILIZAR PELAS MORTES, QUEM……………………………………….

  2. Deixe eu ver se entendi… A imunização completa (meio capenga na verdade) só vem com as duas doses, razão pela qual o acesso aos estádios era restrito a esse público, segundo orientação de especialistas e cientistas. Agora, com o argumento de estimular a vacinação, libera-se o acesso de quem tem apenas uma dose da vacina, implicando em grave risco de contaminação já que o ciclo vacinal não estará completo. O que os especialistas e cientistas tem a dizer sobre isso? E por que quem fala sobre o assunto é o secretário de tributação e não o secretário de saúde?

  3. Como é que é? Tu é doido macho, tomar uma Coronavac, pra assistir a times pebas e arriscando ser assaltado ou tomar um pau de uma torcida organizada, só por capricho da Governadora Fátima Cadeado kkkkk
    Nunca, nunquinha kkkk
    Toma tú brucutu.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo do RN libera eventos de massa, desde que com o passaporte da vacina

Eventos com mais de 600 pessoas ficam condicionados à liberação prévia da Sesap, com apresentação de protocolo sanitário específico e exigência de comprovação de pelo menos uma dose da vacina 

O Governo do Rio Grande do Norte edita novo decreto estabelecendo medidas de enfrentamento à covid-19 e institui o passaporte da vacina. O Decreto Nº 30.911, de 16 de setembro, será publicado na edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (17) e tem validade indeterminada, podendo o governo, a qualquer tempo, rever as medidas em função do cenário epidemiológico.

Novo documento traz como um dos aspectos principais a apresentação do passaporte da vacina – comprovação de pelo menos uma dose do imunizante contra a covid – que passa a ser exigido como protocolo para eventos com mais de 600 pessoas, podendo os municípios exigirem também para outras situações.

Eventos de ruas que não tenham protocolos específicos, regulamentados por portarias, ficam condicionados à autorização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed). Os organizadores do evento se responsabilizarão pela observância de todos os protocolos sanitários estabelecidos, bem como das regras de funcionamento dispostas no novo decreto, incluindo a exigência do passaporte da vacina.

As propostas de eventos com público superior a 600 pessoas, instruídas com protocolo sanitário específico, devem ser encaminhadas à Sesap. Nelas, deve estar prevista a exigência, pelos participantes, da comprovação de, no mínimo, uma dose da vacina contra a covid-19, seja pela carteira de vacinação, seja pelo aplicativo “Mais Vacina” ou similar, validado pela União, Estados ou Municípios.

Para os eventos de qualquer natureza com público superior a 600 pessoas, com exceção dos corporativos e religiosos (que não sejam de rua), fica mantida a necessidade de autorização da Sesap, que mantém o poder de dirimir dúvidas sobre a realização de quaisquer eventos onde o decreto e/ou as portarias sejam omissas.

Outra mudança diz respeito às restrições de horários e ocupação durante o funcionamento do comércio e hotelaria. Não há mais a manutenção da restrição de horários para funcionamento do comércio e hotelaria e da restrição de percentual de ocupação, permanecendo apenas o cumprimento de protocolos sanitários.

Apesar do abrandamento da pandemia, permanece em vigor o uso obrigatório de máscara de proteção facial e obediência aos protocolos sanitários.

O funcionamento em desconformidade com o disposto no decreto será punido com a suspensão automática da autorização do evento ou do estabelecimento, sem prejuízo da aplicação de multa pecuniária aos organizadores.

Opinião dos leitores

  1. Lá vem mais um FAZ DE CONTA. Agora arrancaram as portas do cabaré mesmo. tomara DEUS que NAO tenhamos uma terceira onde de covid-19.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo suspende contratos do ‘tratoraço’ após relatório da CGU apontar sobrepreço

Foto: Ministério do Desenvolvimento Regional

O Ministério do Desenvolvimento Regional decidiu suspender os contratos destinados para a compra de máquinas agrícolas no chamado “tratoraço” após orientação da Controladoria-Geral da União (CGU) que apontou o sobrepreço de R$ 142 milhões na compra, que tem um valor total de R$ 3 bilhões.

A auditoria foi instaurada após reportagem do jornal Estadão, que revelou a existência do mecanismo de “toma lá, dá cá” do governo Jair Bolsonaro a fim de aumentar sua base de apoio no Congresso Federal.

Apesar de ter negado irregularidades nos últimos quatro meses, o Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável pela liberação de recursos, decidiu acatar a decisão da CGU e interromper os pagamentos de 115 convênios firmados com municípios, além de renegociar lotes de uma licitação bilionária.

Em junho, o titular da pasta, o ministro Rogério Marinho, pediu pela instauração da auditoria como forma de comprovar que não havia sobrepreço nos contratos do Ministério, algo que foi contradito pelo relatório da CGU que apontou risco de sobrepreço “alto ou extremo” em 61% dos 188 convênios analisados.

“Como se pode falar de superfaturamento em uma compra que não foi feita? Ou houve açodamento por parte do jornal e do jornalista, na pressa de se pregar uma narrativa, ou houve má-fé deliberada”, justificou o ministro na ocasião.

Em nota enviada ao Estadão, o Ministério do Desenvolvimento Regional disse que os convênios permanecerão suspensos até que os municípios apresentem as correções e que medidas estão sendo tomadas para “sanar os riscos averiguados”.

“O ministério reafirma o compromisso com a higidez e boas práticas de gestão pública”, escreveu o órgão.

A Tarde – UOL

Opinião dos leitores

  1. Deixar a compra por conta de Estados e municípios não podia terminar diferente, muitos governadores e prefeitos adoram um sobrepreço e esses bilhões do governo federal seria uma ótima oportunidade para inclusão de um jabá. Esses canalhas acabaram com o sonho de muitos pequenos agricultores.
    Ainda bem que temos uma CGU atuante, isso é mais uma demonstração de um dos motivos pelo qual não existe roubo no governo federal.

  2. Vixe! Jura que houve isso no governo do MINTOmaníaco das rachadinhas? Uns da milícia digital renumerara comentavam aqui no blog que isso não existia… E agora? Qual a narrativa da gadolândia?

    1. Pablo, só não chora com esse governo medíocre e que está acabando com a economia quem é muito alienado e idolatra político corrupto ou quem ganha uma rachadinha para chamar de sua… Vc se enquadra em qual tipo?

  3. O governo Bolsonaro está completando 1.000 dias com ZERO corrupção, algo inédito no Brasil. Só isso já é mais que suficiente para que esse governo seja efusivamente comemorado. Enquanto isso, nos estados… Como anda a CPI estadual da COVID?

    1. Direita Honesta (que não tem coragem de se identificar) vc é um verdadeiro comediante. Kkkkk

    2. Chamar alguém de corrupto é coisa muito séria e exige provas. E não existe corrupção se a transação não ocorreu. Quanto à minha identidade, apenas me resguardo de idiotas como vc, provável comissionado de político. Comentaristas de Internet fazem isso e é impossível saber de antemão suas identidades. Mas TODOS podem ser identificados facilmente numa eventual ação judicial. Inclusive vc.

    3. Direita Honesta vc não faz jus ao seu nome! O tipo penal corrupção prescinde da realização da “transação” como disse você espalhando mentiras deslavadas que não se sustentam pra quem quer saber a verdade e fizer uma simples pesquisa na internet! Pra configurar o tipo penal corrupção também não se faz necessário recebimento da propina ajustada… “ O crime de corrupção passiva consiste no fato de o agente “solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa da tal vantagem” (CP, art. 317, caput)”. Entendeu agora o porquê quem quiser pode e deve saber e dizer que no governo do MINTOmaníaco das rachadinhas tem , e muita, corrupção? Além eh claro do crime de peculato da família TODA do presidente inepto que temos…

    4. Não respondo mais suas asneiras, mas vou abrir uma exceção. Onde foi comprovado que um agente público solicitou propina nesse episódio? O caso é totalmente diferente. A CGU (órgão do Poder Executivo, com chefe nomeado por Bolsonaro) constatou indícios de superfaturamento e o possível prejuízo ao Erário foi evitado, NÃO OCORREU. Ou seja, os controles, que existem para isso mesmo, funcionaram. Seu conhecimento jurídico demonstra ser pífio, assim como seu compromisso com a verdade. Procura tua turma.

    5. Direita honesta essa sua narrativa ridícula só encontra guarita na gadolâdia ! Se a CGU encontrou indícios de superfaturamento a CORRUPÇÃO já ocorreu seu abestado! Vá pesquisar na internet pra vc aprender alguma coisa! Vc lá sabe nem fazer um O com um copo quanto mais entender de direito penal ou constitucional! Vc é gado véi amestrado ou ganha para propagar tanta mentira sem amparo legal ou na realidade?

    6. Barrigada Honesta, tenha vergonha e admita que você mudou de pseudônimo depois de ter sido jantado em réplicas. Daqui para a próxima eleição muda novamente hahaha.

    7. Arrume o que fazer, palhaço, e cuide da sua vida. Se quer comentar, recomendo buscar argumentos, talkey? Ou segue esse outro babaca e procura tua turma.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Governo do Estado quitará 13º de 2018 no dia 15 de setembro

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta quinta-feira(09) em reunião do Fórum de Servidores que vai quitar o 13º de 2018, no dia 15 de setembro. As informações são do Blog do Barreto.

Ainda segundo o blogueiro, a folha de dezembro de 2018 será paga no próximo ano. Sendo assim, o calendário de pagamento está definido:

Dia 31/01: até 3.500 reais;

Dia 31/03: até 6 mil;

Dia 31/05: restante dos salários.

Quanto ao 13º de 2021 será pago em três parcelas nos dias 30/11, 23/12 e 04/01, cujos valores não estão definidos.

Os demais salários seguem sendo pagos nos dias 15 e 30 de cada mês.

Com informações do Blog do Barreto

Opinião dos leitores

  1. Será que vão usar o dinheiro que foi enviado pelo presidente Jair Bolsonaro para combater a Covid 19, tenho minhas suspeitas.

  2. Aí é uma líder! Recebeu o Estado em frangalhos, com 3 folhas atrasadas. Sempre paga o salário em dia , segurança recebe adiantado e vai pagar o que Robinson não pagou. Fátima a melhor. Reeleita . Todos os funcionários públicos do RN e suas famílias votam em Você, Fátima.

    1. Sou funcionário Bublico ,nasceu é minha família não vota nela não, responda por você.
      Bolsonaro 2022

    2. Acho que ela não paga salários em dias não amigo pela pelo que diz a CLT tem que pagar no mais tardar até o 5° dia útil então não está cumprindo não e ainda quer fatiar um 13° em 3x e sacanagem, entendemos todas as dificuldades, mais e uma sacanagem!

  3. Caros membros da manada bovina deste lascado RN, cavalgaduras do Apocalipse bolsonarista, puxados pelo adulador analfabeto funcional Girão: o governo federal é OBRIGADO a repassar verbas e equipamentos aos estados e municípios pelo simples fato de que dinheiro dos impostos federais tem que ser revertido pra atender a população. Espero que tenha sido claro e objetivo, considerando que o nível intelectual não é uma virtude bolsonarista, sendo que alguns ainda confundem D. Pedro I com Pedro Álvares Cabral.

    1. Valeu por esclarecer jumento comunista, asno rubro, mula terrorista, pela informação,mas só acredito nisso quando receber tudo, já que alguns confundi corruptos com ladrão .

  4. Kkkkkk
    Daqui um ano e na véspera das eleições, e ainda tem cidadão que cai no conto do vigário de Fatão

  5. Só vai pagar, porque recebeu muita verba Federal.
    E eu ainda tenho dúvida se cumprirá a palavra. Afinal, engarrafado é o modo operacional do PT.

  6. Ainda?
    2018, estamos em 2021 e nada?
    Cadê a dinheirama que Bolsonaro mandou?
    Onde está a grana dos recordes de arrecadação??
    Pensem num governo fraco esse de Fátima genocida Grelo duro.
    Fora Fátima!

  7. Com o dinheiro recebido do Gov. Federal, graças a Bolsonaro, Fatão vai quitar já tarde o que é devido pelo Estado ao funcionalismo. Bolsonaro 2022!

  8. Lembrando que hoje tem live do maior lider do Brasil.
    Jair Bolsonaro.
    Vai demorar pros maus informados entenderem o porque é o maior lider.
    Mas, o tempo vai mostrar.
    O homem já entrou pra história.
    Quem for vivo, virá.
    O tempo é o senhor da razão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Governo do Estado anuncia novo concurso para soldados da Polícia Militar do RN em 2022

Durante a entrega nesta quarta-feira(08) de 34 novos veículos para a Segurança Pública do Estado, adquiridos por meio de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, a governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou que autorizou a realização de um novo concurso para soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte em 2022. O número de vagas ainda não foi definido pelo estado.

Segundo o coronel Alarico Azevedo, comandante-geral da PM, o número de vagas ainda não foi definido porque atualmente o estado só pode realizar concurso para vagas com vacância – ou seja, em substituição a outro servidor que se aposentou, deixou a corporação, ou faleceu, por exemplo.

“Hoje nós temos 6 mil vagas, mas nem todas elas estão com vacância. Será feito um estudo para avaliarmos, vermos quem se aposentou, quais vagas foram abertas dessa forma”, justificou.

Atualmente, a PM tem cerca de 8.250 militares na ativa, segundo Alarico.

Com G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Mil policiais, não dar nem pra repor os que, morreram, foram para a reserva, os afastados podoenças e emprestados a outros órgãos.

  2. Só não sabe quando vai abrir, esse governo da Fátima Bokus não sabe de nada. E o Comte da PM, tentando incubrir os números de PMs mortos na gestão da Desgovernadora.

  3. SE A PM CONTRATAR 6 MIL POLICIAIS, ACHO QUE TEM QUE DOBRAR O VALOR DO ICMS, AÍ A GASOLINA VAI PARA UNS 15 REAIS

    1. Não precisa não amigo, no final do ano teu presidente vai deixar a gasolina nos 20,00.quem aumentou o ICMS foi a desgovernadora Rosalba.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

O que esperar dos Três Poderes após os protestos com forte presença popular nas ruas

Bolsonaro e apoiadores nas manifestações de 7 de Setembro em São Paulo.| Foto: Fernando Bizerra/ EFE

As manifestações em favor do governo nesta terça-feira (7), Dia da Independência, em várias capitais do país – com destaque para Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, que reuniram grandes multidões –demonstraram que o presidente Jair Bolsonaro possui forte capacidade de engajamento popular. Por outro lado, o discurso poderá agravar ainda mais a relação do Palácio do Planalto com o Congresso e o Supremo Tribunal Federal.

Parlamentares e ministros consideraram grave a declaração de que ele não cumprirá qualquer ordem do ministro Alexandre de Moraes, principal alvo dos protestos. A reação deve incluir maior pressão para um processo de impeachment, no Legislativo, caso ele concretize a intenção; ou planos, entre os ministros, para tornar Bolsonaro inelegível em 2022, uma vez que ele voltou a desacreditar o sistema de votação eletrônico.

Em seu primeiro pronunciamento, em Brasília, Bolsonaro afirmou que Moraes passa por cima da Constituição, ao perseguir conservadores, com investigações e atos de censura. Defendeu que o presidente do STF, Luiz Fux, o enquadre. “Ou o chefe desse Poder enquadra o seu ou esse Poder vai sofrer aquilo que não queremos […] Ou se enquadra ou pede para sair”, disse. Acrescentou que Moraes “perdeu as condições mínimas” de continuar no cargo. “Não queremos ruptura, não queremos brigar com Poder nenhum, mas não podemos admitir que uma pessoa burle a nossa democracia. Não podemos admitir que uma pessoa coloque em risco a nossa liberdade”, disse.

Na manifestação, acompanhada da Esplanada dos Ministérios pela Gazeta do Povo, a maioria dos cartazes levados pelos apoiadores de Bolsonaro era contra o STF, acusado de tolher as liberdades e interferir no governo. O presidente chegou a anunciar que mostraria uma foto do ato – que ocupou boa parte do gramado, com gente oriunda de vários estados do país – aos presidentes e a lideranças da Câmara e do Senado numa reunião do Conselho da República. Trata-se de um órgão consultivo da Presidência, previsto na Constituição e chamado para opinar sobre “questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas” ou quando há planos de intervenção federal, estado de defesa ou de sítio.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), informaram que não foram avisados. Depois, a Presidência entrou em contato com eles para informar que, na verdade, haveria apenas uma reunião de Bolsonaro com os próprios ministros do governo, na manhã desta quarta (8), para avaliar as manifestações.

À tarde, na Avenida Paulista, Bolsonaro subiu o tom. Disse que Moraes deveria ter arquivado os inquéritos contra seus apoiadores. “Acabou o tempo dele. Sai, Alexandre de Moraes, deixa de ser canalha! Deixe de oprimir o povo brasileiro! Deixe de censurar o seu povo! Mais do que isso, nós devemos, sim, porque eu falo em nome de vocês, determinar que todos os presos políticos sejam postos em liberdade”, disse.

Enquanto os apoiadores bradavam “eu autorizo”, Bolsonaro disse: “Qualquer decisão do senhor Alexandre de Moraes, esse presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou. Ele tem tempo ainda para pedir seu boné e cuidar da sua vida. Ele para nós não existe mais. Liberdade para os presos políticos! Fim da censura! Fim da perseguição àqueles conservadores, àqueles que pensam no Brasil!”.

Moraes é relator de três investigações em andamento contra Bolsonaro: uma por suposta interferência na Polícia Federal; outra dentro do inquérito das fake news, por acusações de fraude na urna eletrônica; e uma terceira por vazamento de inquérito sigiloso da PF sobre a invasão hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018.

No discurso na Avenida Paulista, Bolsonaro voltou a criticar o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, por se ter se oposto ao voto impresso, que foi rejeitado pela Câmara; e também ao corregedor-geral eleitoral, Luís Felipe Salomão, que desmonetizou canais no YouTube de apoiadores que criticam o voto puramente eletrônico.

“Nós queremos eleições limpas, auditáveis e com contagem pública. Não posso participar de uma farsa, como essa patrocinada ainda pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral”, afirmou Bolsonaro.

Partidos reagem a declarações de Bolsonaro e vão discutir impeachment

As declarações levaram lideranças partidárias relevantes a defender uma pressão maior sobre Arthur Lira, para que ele abra um processo de impeachment. Os presidentes do PSDB, Bruno Araújo; do MDB, Baleia Rossi; do PSD, Gilberto Kassab; e do Solidariedade, Paulo Pereira da Silva, anunciaram que vão reunir bancadas e dirigentes para discutir o assunto. A avaliação geral é que, a partir de agora, qualquer ato do presidente que concretize a intenção de não cumprir uma decisão judicial caracterizará um crime de responsabilidade.

Araújo disse que o PSDB precisa se posicionar “diante das gravíssimas declarações do presidente”. No Twitter, Baleia Rossi escreveu que “não podemos fechar os olhos para quem quem afronta a Constituição. E ela própria tem os remédios contra tais ataques”. Kassab classificou o discurso como “perigoso” e que criará uma comissão para acompanhar a conduta do presidente. “Caso ele realmente tenha atuação, a partir de hoje, de enfrentamento do Judiciário, é inevitável que o Congresso caminhe para abrir o processo de impeachment e o PSD com certeza estará ao lado dos que defendem o impeachment”, disse à CNN.

Paulo Pereira da Silva disse que vai procurar o maior número de partidos e entidades da sociedade para pressionar Lira. “Partidos que não tinham posição podem tomar a partir de agora”, afirmou. O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), que se opõe a Bolsonaro, também defendeu a abertura do processo. “Não tenho dúvidas de que qualquer ato de violência contra o Congresso ou o STF em ato que teve a participação do Presidente da República tornará inevitável a abertura do processo de impeachment”, afirmou.

Arthur Lira, Rodrigo Pacheco e Luiz Fux não se manifestaram sobre as declarações. O presidente do STF, vai se pronunciar nesta quarta (8), com uma resposta cujo teor foi combinado com os demais membros da Corte, numa reunião realizada por videoconferência no início da noite desta terça (7). O objetivo, mais uma vez, é deixar claro que desobedecer a ordens judiciais é crime de responsabilidade, expressamente descrito no artigo 85, inciso VII, da Constituição.

Até então, alguns ministros mantinham reservas em relação a várias decisões de Moraes. Nos bastidores, comentavam que ele exagerava em algumas medidas, principalmente na decretação de prisões contra críticos do Tribunal – a maioria deles foi enquadrada em crimes da Lei de Segurança Nacional, que acaba de ser revogada; ou em calúnia, difamação e injúria, delitos cujas penas, em caso de condenação, dificilmente levam ao regime fechado. Com as declarações de Bolsonaro, no entanto, a tendência é que se forme um consenso em favor do ministro, a partir do entendimento de que, se Bolsonaro descumprir uma só decisão, poderá descumprir quantas mais discordar.

Bolsonaro mira eleições de 2022, avaliam observadores

Fora o discurso contra o STF e o TSE, a avaliação reservada entre ministros e parlamentares é que Bolsonaro falou para seus apoiadores de olho nas eleições de 2022. Em outras partes do discurso, o presidente reiterou uma mensagem de fidelidade e união junto à população.

“Jurei dar a minha vida pela pátria. E tenho certeza que vocês todos de forma consciente juraram dar sua vida pela sua liberdade. Há pouco encontrei uma menina que me perguntou se era difícil ser presidente. Eu falei que sim, mas disse que era por ela. Faço isso pelos nossos filhos e nossos netos. E faço porque tenho apoio de vocês. Enquanto vocês estiverem a meu lado, eu estarei sendo porta-voz de vocês. Essa missão é digna, essa missão é espinhosa, mas também é muito gratificante. Não existe satisfação maior do que estar no meio de vocês. Podem ter certeza, onde vocês estiverem, eu estarei”, afirmou em São Paulo.

O pastor Silas Malafaia, que acompanha Bolsonaro há vários dias em viagens e eventos, avalia que ele sai fortalecido. “Porque quem determina quem tem mandato eletivo é o povo. Quem está contra a democracia é esse ditador de toga. O povo é o supremo poder e tem que ser respeitado. O povo emana do povo e não da caneta de um tirano”, disse à Gazeta do Povo, em referência a Moraes.

Aliados de Bolsonaro comemoraram não só a adesão maciça, mas também a aposta equivocada de opositores de que o ato seria violento, com invasões ao Congresso e ao STF e também motins e rebeliões por parte das polícias nos estados. Nada disso ocorreu em mais uma dezena de capitais que tiveram atos a favor do governo (Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Maceió, João Pessoa, Manaus, Belém, Goiânia, Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis).

Em todas elas, também ocorreram atos contra Bolsonaro, mas bem menores e organizados por partidos e entidades de esquerda que tradicionalmente promovem o chamado “Grito dos Excluídos” no Dia da Independência. Uma participação maior é esperada para o próximo dia 12, incluindo, desta vez, manifestantes que não são de esquerda, mas que se opõem a Bolsonaro, como integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem Pra Rua.

Gazeta do Povo

Opinião dos leitores

  1. Ministro do STF tem que ser uma pessoa de conduta ilibada e notável saber jurídico. Não é qualquer um nomeado que pode exercer está função
    Éles só tem o cargo a função é zero a esquerda .

  2. O que esperar dos três poderes? Resposta: Que apenas respeitem quem se elegeu com mais de 57 milhões de votos.

  3. O Pacto Social foi rompido no Brasil, que retornou à situação de vulnerabilidade comparada pelo filósofo Thomas Hobbes a um “estado de natureza”, em que a “lei” deixa de ser a razão, para ser a força. E não serão as bobagens escritas por aqui por elementos imbecilizados pelo “marxismo cultural” ou apenas saudosos de suas “boquinhas” que irão decidir o destino do nosso Brasil. Enquanto os cães ladram, a caravana passa.

    1. Eita que os cem reais de ontem acenderam seu “patriotismo” kkkkkkk. Teve aumento na rachadinha também ? Está até citando Hobbes pra defender o MINTOmaníaco das rachadinhas golpista ! Muito bem, faça valer sua mamata !

  4. Esse Arthur Lira é um pilantra esse outro Rodrigo Pacheco é um subserviente por defender interesses de mult nacionais contra trabalhadores então fica bajulando o judiciário brasileiro, gente da pior qualidade, estamos fritos com tantos canalhas em comandos do legislativo desse país, o Brasil tem duas saídas ou continuar a bagunça que está ou uma grande revolução com grandes sacrifícios da população. Isso aqui virou uma torre de Babel, ninguém cede nada em defesa de uma pacificação, a cada dia a arrogância e a prepotência sobem o tom de todos os lados.

  5. Bando de desocupados, de qualquer lado, ir para rua se expor ao ridículo em favor de políticos todos esses ladrões do dinheiro do povo e ainda ficam sorrindo de vocês pois bebem juntos.Palhaçada.Nunca fui nem irei, EXPOSIÇÃO AO RIDÍCULO, SÓ EXALTO JESUS, TODO POLÍTICO É LADRÃO E BABÃO QUEM SE EXPÕE NESSES MOVIMENTOS.

  6. Democracia é O GOVERNO DO POVO. Bolsonaro foi legitimamente eleito, sem dinheiro, sem partido forte e tendo a grande mídia como sua inimiga. E, mesmo com essa pandemia e os constantes ataques que sofre dos que perderam a eleição, com apoio da velha imprensa (saudosa do dinheiro público) e a parceria do STF (absurdo!) e de boa parte do Congresso, continua contando com forte apoio popular, conforme comprovado MAIS UMA VEZ e de forma indubitável pelas manifestações de 7 de setembro. Até os cegos viram as multidões.

    1. E vc é apenas mais um moleque infantil e sem noção, provavelmente defensor a soldo de corruptos. Daqueles que relincham “Lula livre”. Rsrsrs

    2. Kkkkkkkkkk. Vc só pode ter tido um aumento grande na sua rachadinha de gabinete pq cem reais não paga essa idolatria e distorção da realidade que vc faz pra defender seu presidente inepto e golpista que enriqueceu a si e a família com desvio de dinheiro público…

  7. Ontem o MINTOmaníaco das rachadinhas acabou de se lascar! Jogou todas as cartas contra as instituições e vai sofrer o impeachment ou ser preso antes das próximas eleições ! Nem na base da distribuição de dinheiro, camisas, transporte e cartazes conseguiu reunir mais do que a gadolândia terraplanista. Triste fim do Brasil que vai alternando de um bandido pra outro na presidência e o velho centrão sugador de sempre nos governos. Mas não existe melhor remédio que o voto livre que só temos na democracia. Quem eh que confia em dar poder ilimitado a um presidente golpista e inepto desses que só fez enricar a ele a sua família na base do peculato desviando verba pública com rachadinhas?

    1. Manoel F, acho que vc vive em outro mundo, só fala em rachadinhas e em cem reais. o seu partido roubou o Brasil esse tempo todo quebrou o Brasil acabou com os fundo previdenciário e vc ainda defende esse patife do lula. vai pra Cuba , Venezuela ou para o raio que o parta. esquerdopata chato…

  8. Do Legislativo espero que acabe com a reeleição para o executivo, ainda dá tempo para 2022. Seria a maneira mais adequada a ser tomada para acabar com o egoísmo de quem quer se perpetuar no poder a todo custo.

    1. Isso era uma das propostas do Mico só que ele rasgou tudo e tá se lambendo para se reeleger mas Deus é grande ….

  9. Quem ignorar o recado que a multidão que foi ontem as ruas em todo País deu estará cometendo um suicidio político, pode a imprensa publicar o que quiser, pode fazer discurso ideológico, pode fazer meme, pode publicar textinho, só não deve ignorar o fato belíssimo que aconteceu ontem, o Povo chamou pra si a responsabilidade do seu destino, pode ser com ou sem Bolsonaro, mais o povo não é mais o mesmo e está indignado com certas práticas pouco republicanas de alguns personagens da conjuntura atual vem praticando.

    1. Seja mais claro. Além de ficar balançando bandeirinhas e gritar mito, o que esses viciados em maquininhas de caça níquel fará de prático?Porque o que o rei das rachadinhas conseguiu foi se isolar politicamente mais ainda.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitos cobram repasse no valor de R$ 20 milhões ao Governo do Estado

Prefeitos do Rio Grande do Norte vão aguardar duas semanas por uma resposta do governo estadual sobre os repasses de parcelas do ICMS e IPVA, que são arrecadados da dívida ativa e estão em atraso, caso contrário vão acionar judicialmente para que o Estado faça os repasses de uma dívida estimada em R$ 20 milhões somente em 2021.

O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Anteomar Pereira da Silva, o “Babá”, informou que os recursos estão sendo retidos, estimando que somente com o Refis do ano passado, foi arrecado em torno de R$ 100 milhões, “mas  não passou nada” dos 25% a que os municípios têm direito.

Confira todos os detalhe em matéria na íntegra AQUI na Tribuna do Norte.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

SP decide atrasar conclusão da entrega de CoronaVac para o governo federal

Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP

O governo de São Paulo não finalizará a entrega de doses da CoronaVac para o Ministério da Saúde até esta terça-feira (31), conforme prometido pelo governador João Doria (PSDB). Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, a conclusão do envio do imunizante será reprogramada depois que o governo federal excluiu a vacina produzida pelo instituto paulista do bloco de imunizantes que serão usados na terceira rodada de vacinação do país. Agora, as doses de CoronaVac que ainda faltam devem chegar até o fim de setembro, como prevê o contrato entre o Instituto Butantan e o Ministério da Saúde. Desde fevereiro, Doria vinha prometendo antecipar em um mês o cronograma.

— Não entregaremos as 54 milhões de doses até amanhã. Estamos reprogramando as entregas em virtude da manifestação do Ministério da Saúde que excluiu a vacina para a terceira dose. Temos outros contratos a serem atendidos, outros estados, outros países. Temos nesse momento 13 milhões de doses em processamento, mas vamos fazer essa reprogramação diante dessas novas realidades — disse Covas. — As 100 milhões de doses serão entregues antes do final de setembro, o mais rápido possível, mas dentro dessa nova realidade, porque o MS tem a cada dia dado notícias no sentido de descaracterizar, descredenciar a vacina, então vamos repensar o cronograma.

O Ministério anunciou na quarta-feira (25) a aplicação de uma dose de reforço da vacina a partir de 15 de setembro em idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos, além da redução de intervalo entre doses da Pfizer e Astrazeneca de 12 para 8 semanas. Segundo o ministro da Saúde Marcelo Queiroga, a terceira dose deve acontecer preferencialmente com a aplicação da Pfizer, imunizante com o maior volume de doses contratadas pelo Ministério. O país deve receber 100 milhões de doses da vacina até o final do ano, segundo o ministro.

Nesta segunda-feira (30), o Butantan entregou ao Ministério da Saúde um lote de 10 milhões de doses, elevando para 92,8 milhões o volume total de imunizantes enviados ao Plano Nacional de Imunização (PNI). O contrato prevê a entrega de 100 milhões de doses até o final de setembro. Em fevereiro, Doria anunciou que as 54 milhões de doses que faltavam para completar o contrato seriam entregues até o final de agosto.

Em pronunciamento do governo nesta manhã, Dimas Covas disse ainda que, nessa semana, uma nova liberação ao PNI deve ser anunciada no mesmo dia em que novas doses serão liberadas aos estados que mantém contratos diretos com o Butatan, como o Ceará.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Independente de prestar, da terceira dose, de ser experimental, isso demonstra a qualidade desse dória, muito, mais muito preocupado com o Brasil. Botava até uma fezinha em Ezequiel Ferreira no plano estadual, mais uma vez, ledo engano.

  2. Ao Butantan ?

    Aonde tá o registro definitivo da vacina ?
    Ainda não deu tempo, do envio da documentação ?

    A sua vacina é emergência, não deve e nem pode ser usada, como 3 dose.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA BAND/SETA – GOVERNO: Fátima lidera intenções de votos seguida Carlos Eduardo e Styvenson Valentim

Pesquisa Band/ Instituto Seta, realizada entre os dias 8 e 10 de agosto, mostra as intenções de votos do eleitor potiguar para as eleições de 2022, em cenários para governo e senado.

Na ocasião, 1500 pessoas foram entrevistadas em todo o território potiguar. A pesquisa mostra nível de confiança de 95% e tem margem de erro 2,9%, para mais ou para menos.

VEJA MAIS – PESQUISA BAND/SETA – GOVERNO – 2º turno: Fátima lidera diante de Styvenson Valentim, Carlos Eduardo, Álvaro Dias e Rogério Marinho

No cenário para o governo do Rio Grande do Norte, a atual gestora, Fátima Bezerra(PT), aparece na liderança.

Fotos: Reprodução

 

Opinião dos leitores

  1. Não acredito nessas pesquisas e sugiro que vc BG fassa uma pesquisa aqui pra comprar a diferença.

  2. A campamha nem começou, mas já garante um segundo turno.
    Na hora que começar, Fátima genocida grelo duro, despenca.
    Aí já foi no máximo que ela alcança.
    A tendência natural e cair, basta vê o descaso com o ESTADO.
    Saude.
    Segurança.
    E educação, zero.
    A educação e escolas estão abandonadas diga se de Passagem.
    Fora fatão.

    1. Lembro quando o chefe político Lula chamou as suas correligionarias de mulheres do grelo duro ou de clitóris duro-falo duro,as mulheres feministas ficaram mudas e surdas e quietinhas,imagino se fosse um homem quaisquer que dissesse ou escrevesse algo nesse sentido,o pobre ou rico homem teria sido caluniado,humilhado crucificado,morto e sepultado vivo pelas radicais ou extremistas mulheres feministas ou pelos feministos,percebe-se em seus comportamientos emocionais e na palavra falada e escrita e gestual que essas mulheres possuem grandes resentimientos dos machos varões e não por igualdade de género e condições profissionais,sociais e económicas.
      O problema da desigualdade de renda entre os homens e as mulheres está ligada directamente as próprias escolhas individuais,pelo qual as mulheres no presente possuem mais acesso aos cursos superiores de que os homens, porém, historicamente as mulheres sempre opitaram e opitam por profissões universitarias ligadas as áreas de ciencias da saúde que são profissões mal remuneradas rara excessão do curso de medicina e por áreas das ciencias humanas como serviço social, letras, pedagogía, ciencias sociais, comunicação social e etc…que também são profissões mal remuneradas e já os homens sempre opitaram e opitam por profissões superiores ligadas as ciencias exactas e aplicadas,engenharias e tecnología e também por profissões superiores das ciencias humanas tradicionales como administração,ciências contables,ciências económicas,direito que são profissões superiores mais atraentes e mais Bem remuneradas,as mulheres reclamam das proprias escolhas erradas que fizeram no passado e no presente e põem toda culpa nos machos que acertaram e escolheram profissões superiores mais tradicionais e que são mais bem remuneradas.

    2. Nada, ela vai começar a trabalhar como deveria próximo da eleições, vai gastar o dindin q guardou, fruto dos repasse pra covid q nunca foram aplicados, fora às economias nas despesas do estado devido a covid q fez tudo parar.

    3. Resumindo, o estado do RN está fds. Nós estamos lascados literalmente

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Dois são detidos nas redondezas da Praça Cívica em Natal durante ato de estudantes contra o governo federal

Um policial militar precisou efetuar disparos de advertência, para o alto, após a viatura estar sendo impedida de sair da área de ocorrência na Praça Cívica, local que nesta tarde reúne um grupo que protesta contra o governo federal e que nesta ainda celebra o “Dia do Estudante”.

Informações preliminares dão conta que dois jovens teriam sido detidos. A causa até a publicação deste post é desconhecida.

Opinião dos leitores

  1. Esses maconheiros e marginais da esquerda continuam a efetuar baderna nas tias de Natal, pena que a PM esteja de mãos amarradas sem poder descer o cacete nesses maconheiros, pois correm riscos de serem presos por ordem da governadora do estado para não reprimir esses vermes baderneiros. Infelizmente a segurança do RN está entregue as baratas, pois não existe ordem para reprimir esses atos desses maconheiros da esquerda.

  2. Esses analfabetos e desocupados, sem sala de brincar de estudar, a maioria sem família, nós podemos esperar o que?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

CPI: Diretor diz que farmacêutica não vendeu nenhum comprimido de ivermectina ao governo federal

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve nesta quarta-feira (11) Jailton Batista, diretor-superintendente da indústria farmacêutica Vitamedic, uma das fabricantes do medicamento ivermectina do Brasil.

Durante as primeiras horas de seu depoimento, Jailton Batista revelou que a farmacêutica patrocinou um manifesto do grupo ‘Médicos pela Vida’, no valor de R$ 717 mil.

Ele ainda disse que a Vitamedic não vendeu nenhum comprimido de ivermectina diretamente ao governo federal, mas que o estado do Mato Grosso comprou 350 mil unidades do remédio – que compõe o chamado “kit covid”, conjunto de medicamentos sem eficácia comprovada contra o coronavírus amplamente divulgado durante a pandemia.

O diretor também afirmou que nenhum representante da farmacêutica esteve em reuniões com o Ministério da Saúde, com o chamado “gabinete paralelo” ou outros membros do governo federal para tratar do medicamento.

A Vitamedic foi alvo de um requerimento de informações aprovado em junho pela comissão. De acordo com relatórios enviados à CPI, as vendas da ivermectina saltaram de 24,6 milhões de comprimidos em 2019 para 297,5 milhões em 2020 – crescimento superior a 1.105%. O preço médio da caixa com 500 comprimidos subiu de R$ 73,87 para R$ 240,90, o que representa um incremento de 226%.

Com a oitiva de Batista, os senadores pausam momentaneamente a temática das denúncias sobre suspeitas de propinas envolvendo vacinas contra a Covid-19 para ouvirem mais uma testemunha sobre o chamado “tratamento precoce”, que promovia o uso de medicamentos sem eficácia contra a doença.

Veja o resumo da CPI da Pandemia:

Omar Aziz diz que acionará a Defensoria do Amazonas contra propagadores da ivermectina

O presidente da CPI, senador Omar Aziz, declarou que irá acionar a Defensoria Pública do Estado do Amazonas para que o órgão represente familiares de vítimas da Covid-19 que acreditaram nos medicamentos sem eficácia contra a doença, incluindo a ivermectina, que é vendida pela Vitamedic.

“A Defensoria precisa entrar com um processo indenização contra pessoas que induziram os pacientes que faleceram no meu estado, principalmente na cidade de Manaus, à morte”, declarou Aziz. “É simples fazer isso. É uma ação em nome dessas pessoas que foram a óbito acreditando nisso, principalmente aqueles que estão com problemas hepáticos por terem tomado medicação em excesso”, declarou.

A posição do senador veio enquanto o depoente Jailton Batista respondia questões acerca do esforço da empresa em revender a invermectina, bem como em promover publicidade acerca do remédio. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) chegou a mostrar uma foto de um médico da empresa realizando uma doação do medicamento, e estendeu a recomendação da denúncia com a Defensoria Pública a todos os brasileiros que se sentiram lesados pelo uso da medicação.

Jailton: Vitamedic patrocinou manifesto de grupo ‘Médicos pela Vida’ pelo tratamento precoce no valor de R$ 717 mil

O diretor da Vitamedic afirmou durante seu depoimento que a farmacêutica patrocinou um manifesto do grupo “Médicos pela Vida” no valor total de R$ 717 mil. A carta, em defesa do chamado “tratamento precoce”, que não tem comprovação científica, foi publicada em jornais e bancada pela Vitamedic.

“A Vitamedic foi solicitada a dar apoio e suporte à chamada associação Médicos pela Vida no patrocínio de um documento técnico médico e ela o fez (…) Foi a publicação nos jornais de um manifesto da associação em que a empresa assumiu o custo da veiculação. A associação pediu o patrocínio e a Vitamedic o fez”, disse Jailton Batista.

Segundo ele, o documento não tratava apenas da ivermectina. “Esclareço que o manifesto não é exclusivo da Vitamedic ou da ivermectina. Trata de uma série de produtos, não é exclusivo da ivermectina”, disse Jailton. A Vitamedic, de acordo com Batista, não conduziu estudos sobre o uso da ivermectina no combate à Covid-19.

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão, afirmou que o laboratório “visava lucros” e estava “mancomunado” com médicos ao defender e patrocinar o manifesto. “A responsabilidade é mútua”, disse Omar. Renan também interpelou o depoente após as revelações: “E o custo foi pago em vidas, e a Vitamedic colaborou com isso porque continuou fabricando remédios sem eficácia comprovada.”

Vitamedic não vendeu nenhum comprimido de ivermectina para o governo federal, diz Jailton

O depoente relatou que não vendeu “nenhum comprimido” de ivermectina ao governo federal. Já ao estado do Mato Grosso houve a venda de 350 mil unidades do remédio. A compra do medicamento sem comprovação científica para combate à Covid-19 também foi feita por governos municipais com a Vitamed.

Segundo Batista, mais de um milhão de unidades de ivermectina com quatro comprimidos foram vendidos a municípios de médio e pequeno porte. O depoente diz não se lembrar ao certo quantas cidades compraram o medicamento, mas detalhou que municípios do estado do Paraná, Goiás, Ceará entre outros adquiriram lotes do remédio. Ele não soube dizer se alguma capital adquiriu o produto.

“Vários municípios [compraram] e alguns fizeram a aquisição direto conosco. Podemos fornecer a lista até amanhã”, disse. Os dados apresentados por Batista revelam a venda de mais de 62 milhões de unidades do medicamento – cartela com quatro comprimidos – em 2020.

O diretor da Vitamed diz ainda que não tem como medir impacto das falas de Bolsonaro em apoio ao medicamento na venda da ivermectina. Ele também afirmou que nenhum representante da farmacêutica esteve em reuniões com Ministério da Saúde, com o chamado “gabinete paralelo” ou outros membros do governo federal.

Jailton Batista diz que comparece à CPI com ‘tranquilidade e satisfação’

O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), iniciou os trabalhos da comissão após às 10h e concedeu a palavra ao depoente, que comparece como convidado. Em sua fala inicial, Jailton Batista afirmou que comparece diante dos senadores com “tranquilidade e satisfação”.

“É com tranquilidade e satisfação que atendemos a essa convocação. Reaalto o belíssimo trabalho que a CPI da Covid tem feito. Superaremos esse momento dramático que vivemos a partir da imunização”, disse. Em seguida, o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL) iniciou as questões relacionadas ao medicamento ivermectina.

O requerimento original, protocolado na CPI, previa a oitiva de outro representante da Vitamedic, o empresário José Alves Filho. A convocação dele foi sugerida pelo relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL). Alves Filho já teve os sigilos telefônico, telemático, fiscal e bancário quebrados pela CPI.

Em ofício enviado à comissão, o empresário argumenta que, como acionista da Vitamedic, responderia apenas sobre “investimentos fabris e novas aquisições”. Ele, então, sugere que a CPI tome o depoimento de Jailton Batista, a quem caberia “a administração das rotinas diárias” da empresa.

CNN Brasil, com Agência Senado

Opinião dos leitores

  1. Entupiu a boiada imunda de ivermectina e cloroquina, com isso, essa boiada matou muita gente.

    1. Não comentou na matéria do coleguinha tatuado nem do digital influencer, só pelo fato de serem da turma?

    2. Esse seu discurso comuno-nazi-fascista está é muito chato. Seu petista.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEOS: Com direito a fogo em pneus, estudantes de Natal com MLB fecham trecho da BR-101 em protesto contra Governo Bolsonaro

Na madrugada desta quarta-feira(11), estudantes representantes de entidades como o DCE da UFRN e Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB.RN) bloquearam a BR 101 na entrada de Natal e atearam fogo em pneus.  Vale destacar que nesta data é celebrado O Dia do Estudante. A mobilização foi transmitida pelas redes sociais das instituições estudantis representadas. Informações dão conta que os estudantes estão iniciando pela BR 101 as manifestações que vão culminar com encontro que ocorre às 14h na Cidade Alta, em Natal.

“Em esquenta para o ato de 11 de Agosto que ocorrerá às 14h na Cidade Alta, estudantes potiguares e movimentos sociais amanheceram a BR rumo a Natal com um trancasso em denúncia ao governo bolsonaro! O DCE da UFRN se fez presente e firma o compromisso com a luta contra esse governo genocida!”, diz a postagem do DCE no Instagram

Já o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas diz no Instagram que a movimentação tem como alvo o Governo Bolsonaro. “Natal hoje amanheceu com muita luta contra o Governo Bolsonaro! O Movimento Estudantil e o MLB realizaram um trancaço na BR 101 contra o Bolsonaro! Ontem Bolsonaro voltou a ameaçar a democracia, hoje o povo volta a ocupar as ruas contra esse Governo!”, destaca o post.

 

Opinião dos leitores

  1. Estudantes não, vagabundos… e outra, pq a cor adotada por eles é a vermelha? Uma geração perdida, mimizenta e sem nenhuma Credibilidade e respeito, nosso futuro está totalmente comprometido com esse tipo de gente.

  2. Pobre mundo cujo futuro depende das ações desse tipo de gente. Sinceramente, da um enorme desânimo ver no que estão transformando nossa juventude.

  3. Falando em protesto, estou esperando um protesto por justiça da menina assassinada covardemente, quando foi a vereadora lá no Rio, em frente o Shopping fizeram protesto dos direitos humanos, até na Câmara dos vereadores.
    Esperando !

  4. Fazer prévia de protesto?! Aí quando levam uma surra de bala de borracha e spray de pimenta, ficam tudo pianinho dizendo que a Polícia é truculenta.

  5. Qual o futuro dessa nação com esses estudantes/vândalos proibindo o direito de ir e vir do cidadão, poluidores do meio ambiente, alienados, massa de manobra da esquerda doentia? São tão idiotas que escolhem a BR para queimar pneus. Se tivessem um pouco de cérebro e protestassem, realmente, por uma melhor qualidade da educação, deveriam fazer esse movimento no gabinete da governadora que, há quase dois anos, paralisou o ensino público, o qual está voltando a passos de tartarugas, prejudicando, de forma violenta, a educação das crianças e jovens pobres, que não podem pagar uma escola privada. Vão para as portas dos Sindicatos cobrar o retorno das aulas. Isso vocês não querem, né?

  6. Em primeiro lugar: não são estudantes. Os verdadeiros estudantes deveriam protestar em frente ao sindicato dos professores exigindo o imediato retorno às aulas, caso contrário, que os governos providenciem vouchers em escolas privadas e fechem de vez esses lixos públicos e demitam toda corja de vagabundagem que se intitula “educadores”…

  7. Estudar que é bom, nada. São vagabundos incentivados pela corja esquerdista e quando compreenderem como funciona o sistema, vão se envergonhar de um dia terem acreditado na esquerda.

  8. Infelizmente, em razão da atitude desses inúteis, meu amigo perdeu sua cirurgia que estava marcado para hoje, depois de 2 anos correndo atrás dela. Esse bando de idi…s, estão apenas preocupado com o ex presidente Lula e esquecem q quando faz um movimento deste acaba com o direito de ir e vir. Orientei meu amigo a entrar na justiça contra os responsáveis.

  9. Existe várias forma de protestar mas esses vândalos só escolhe prejudicar as pessoas trancando vias públicas levando transtorno…porque eles não protestaram para voltas as aulas que demorou esse tempo..

  10. Isso na verdade não é papel de estudante e sim de vândalos e militantes que não sabem o verdadeiro significado da palavra estudante!

  11. Cadê a turma dos ecoxiitas, não vão se pronunciar? Isso é agressão ao meio ambiente, é poluição pura, a fumaça de pneus é das mais poluentes que existe.
    Isso é um magote de desordeiros, só querem tumultuar e fazer politicagem rasteira.

    1. O tanque que Bozo botou na rua ontem poluiu o meio ambiente e o ambiente político. E vc não disse nada?

  12. Essa esquerda maldita destruiu uma geração, estudantes que não estudam, trabalhadores que não trabalham, criaram uma seita de devotos imbecilizados pelo partido que virou quadrilha, um exército de parasitas sem conhecimento e sem coragem de trabalhar e produzir, vejo um triste fim para esses pobres imbecis!!!

  13. Movimento legítimo dos estudantes.
    O governo desse miliciano acabou com a educação do país.

    1. Tá bom vc se informar melhor, ou vc com certeza é fruto da educação petista, onde o Brasil foi levado ao pior índice avaliativo.

    2. Um bando de alienados, não sabem nem o que estão fazendo, não passam de massa de manobra desses partidos políticos. Se tivessem um pouco de conhecimento e buscassem informações não misturavam tchê guevara, lgbt, educação, liberdade. Esse tal de tchê foi um dos maiores assasinos da história da humanidade, este sim foi um genocida, cingíramo-nos registros da história.

    3. Educação é a da sua governadora, dois anos sem aula e sem previsão de volta as aulas, isso sim é que é educação né, e vc ainda bate palma com os cascos

    4. Legítimo!!! São um bando d vagabundos, sem um mínimo d consciência, só militância.

    5. Será que esse Zé Ruela acredita mesmo nas asneiras que escreve por aqui? Ou está só “trabalhando”, retribuindo os “pixulecos” que recebe? Pqp!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo volta a tentar criação de voucher para creche, já rejeitado na Câmara, incluindo na MP do novo Bolsa Família

Foto: Douglas Macedo / Douglas Macedo

Uma proposta na Medida Provisória do “Auxílio Brasil”, o novo Bolsa Família, gerou reação na área educação por abrir caminho para a adoção do voucher para financiamento de matrículas no ensino infantil. Considerado um “jabuti”, termo que nomeia trechos inseridos sem relação direta com o assunto da medida, o “Auxílio Criança Cidadã” deve sofrer resistência da maior parte da bancada da educação no Congresso.

A MP que institui o novo programa social do presidente Jair Bolsonaro apresentada na segunda-feira traz a concessão de recursos para financiar a matrícula de crianças em creches “regulamentadas ou autorizadas”. O texto prevê que essas creches assinem termo de adesão que indicará os prazos e condições para recebimento do valor para “o custeio parcial ou integral das mensalidades”.

O texto não deixa claro se os valores serão transferidos aos pais, o que se assemelha à concessão de vouchers, um cupom para contratação de serviços na iniciativa privada; ou por transferência às escolas, num modelo semelhante às “charter schools” dos Estados Unidos, estabelecimentos privados que recebem financiamento público para atender crianças de baixa renda. Mas a redação da exposição de motivos do projeto, assinada por quatro ministérios (Educação, Agricultura, Cidadania e Ciência), traz a afirmação que os recursos serão pagos “diretamente às creches”.

— Nas análises da Frente da Educação, é um modelo de voucher. É como se o Estado brasileiro abrisse mão de educar seus cidadãos na fase mais importante, que é a infância — critica o deputado Professor Israel Batista (PV-DF), presidente da Frente Parlamentar Mista da Educação — Depois de um estudo mais apurado da MP, vamos focar nesse assunto para ver se conseguimos corrigir o texto ou se vamos reprová-la integralmente.

Na tramitação do novo Fundeb, aprovado em 2020, a proposta do Executivo tentou reservar recursos do fundo, principal fonte de financiamento da educação básica, e viabilizar o voucher para creches. A proposta não prosperou. Na época, o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) também apresentou uma emenda para permitir que estados e municípios pudessem “converter parte dos recursos para financiar o ensino público em instituições privadas com ou sem fins lucrativos”. A medida também foi derrubada.

Um dos coordenadores da Frente Parlamentar Mista da Educação, Mitraud afirmou que é a favor do conceito proposto pelo governo, mas ponderou que depende da maneira como for detalhada a proposta.

— Temos de entender o modelo, porque já vimos programas do governo onde o desenho não foi bem feito — afirmou.

Titular da Comissão de Educação e também coordenador da Frente, o deputado Idilvan Alencar (PDT-CE) apresentará uma emenda à MP para excluir o Auxílio Criança Cidadã e ampliar o acesso à creche por meio do programa Brasil Carinhoso, criado em 2012 para transferir recursos aos municípios e ao Distrito Federal para custear a educação infantil.

— O que defendo é que a gente aumente vaga em creche e priorize crianças do Bolsa Família. Vindo desse governo, sabemos que esse programa não tem escala. O governo vai piorar a qualidade (da educação infantil), porque não há como fazer esse controle, e não vai resolver o problema — criticou.

Uma análise do Todos Pela Educação sobre o modelo de financiamento por voucher ou “charter” concluiu que há poucas evidências sobre o sucesso dessas políticas, e que “casos que funcionam costumam ser exceções em contextos específicos”. A organização diz ainda que esses modelos precisam ser testados antes de serem financiadas em larga escala, destacando que há outras iniciativas com evidências mais consistentes para melhorar a educação.

O GLOBO questionou o Ministério da Educação sobre o tema, mas não obteve resposta.

Modelo liberal

No modelo original de voucher, do economista americano liberal Milton Friedman na década de 1950, o poder público repassa um valor às famílias e elas escolhem sua escola de preferência. Chile, Colômbia, Austrália, Suécia e 15 estados americanos usam variações do sistema.

Nos EUA, há um modelo diferente por estado. Alguns descontam, como no Brasil, os gastos com educação no Imposto de Renda. No entanto, esse abatimento chega a 75% do valor pago. Outros dão vouchers diretamente às famílias. Em 2020, são 538 mil alunos financiados por alguma dessas formas — menos de 1% dos estudantes americanos. Os valores ficam entre R$ 8,3 mil e R$ 37 mil anuais.

No Brasil, um aluno em escola pública custa entre R$ 4,7 mil e R$ 6,6 mil na creche, modalidade com o maior custo por estudante .

Porto Alegre, de 2016 a 2017, e Piracicaba (SP), de 2017 a 2018, pagaram por vagas em escolas privadas sem fins lucrativos. Mas os pais não podiam escolher as unidades.

O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo instala Câmara Setorial dos Microempresários e Empresas de Pequeno Porte

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, no âmbito da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, instalou nessa segunda-feira (9) a Câmara Setorial dos Microempresários e Empresas de Pequeno Porte. O evento marcou o retorno presencial das atividades das Câmaras Setoriais e Temáticas do RN, que vinham sendo realizadas de forma unificada e virtual desde março de 2020 em virtude da pandemia. A instalação da sétima Câmara Setorial foi realizada no auditório da Governadoria.

Representando a governadora Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto destacou “o papel do governo como articulador para facilitar o acesso à informação, ao conhecimento e à tecnologia, como também ao crédito”. De acordo com o vice-governador, faz parte do programa de governo a preocupação com os micro e pequenos empresários. “As informações que vocês nos trazem mostram que o estado do Rio Grande do Norte não pode nunca se descuidar de uma política voltada para esse setor, dado o peso que isso tem para nossa economia”, declarou.

Apresentando a nova Câmara Setorial, o secretário de desenvolvimento econômico Jaime Calado citou os avanços realizados pela gestão da governadora Fátima Bezerra em benefício dos pequenos e microempresários, em especial a Nova Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. “Essa lei reduziu a burocracia, melhorou a questão do crédito e trouxe uma série de conquistas. É preciso que o microempresário tome conhecimento disso”, enfatizou. O secretário informou que será distribuída uma cartilha para esse público esclarecendo os principais pontos da nova Lei.

Jaime Calado apresentou ainda um novo projeto que irá facilitar o acesso a recursos pelos microempreendedores de todo o estado. “Nós estamos criando o RN Empreendedor em parceria com o BNB e vamos levar o crédito aos microempreendedores usando as Centrais do Cidadão, os Escritórios do Empreendedor e também os Espaços do Empreendedor das prefeituras”, explicou.

Para Zeca Melo, superintendente do Sebrae-RN, os ambientes de diálogo promovidos pelas Câmaras Setoriais são importantes porque facilitam a articulação entre os diversos agentes envolvidos nas cadeias produtivas e é essencial que seja feito em paralelo à elaboração de políticas públicas, como é o caso da nova Lei Geral que cria o Estatuto da Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e dos Microempreendedores Individuais do RN. “Esse é o grande desafio da legislação, trabalhar a vigilância sanitária, o meio-ambiente, o crédito com o fundo garantidor previsto na legislação, as compras públicas”, citou o presidente.

O lançamento de mais uma câmara setorial é considerado oportuno pelo presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz. “Tivemos nesse momento de pandemia o fechamento de quase dez mil empresas de faturamento acima de 4,8 milhões por ano, e tivemos uma abertura de 34 mil MEIs, microempresas ou empresas de pequeno porte, então, a cada grande empresa que fechou, seus colaboradores passaram a empreender e ter sua sobrevivência através do pequeno negócio”, argumentou o representante.

Câmaras Setoriais

As Câmaras Setoriais e Temáticas do RN são órgãos colegiados consultivos e propositivos de apoio ao desenvolvimento dos setores e cadeias produtivas prioritárias. São instrumentos democráticos e transparentes de interlocução do Governo do Estado com a sociedade civil organizada, compostas por representantes dos setores da economia, academia e instituições financeiras.

Cada Câmara Setorial é formada por até trinta membros, podendo ainda incluir convidados especiais representantes de entidades e órgãos públicos ou privados. As reuniões acontecem, ordinariamente, a cada sessenta dias, e extraordinariamente sempre que necessário.

A portaria que institui a sétima Câmara Setorial foi publicada no diário oficial dia 20 de julho de 2021. A ela, se somam outras seis Câmaras criadas desde 2019, quando o Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, instituiu o Sistema de Câmaras Setoriais, são elas: Câmara Setorial da Indústria; Câmara Setorial de Comércio e Serviços; Câmara Setorial da Pesca e Aquicultura; Câmara Setorial da Mineração; Câmara Setorial de Energia; Câmara Setorial de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Participaram da reunião representantes da SEDEC, SET, SEARH, SEDRAF, CBMRN, IPEM, FECOMÉRCIO, SEBRAE, FIERN, IFRN, UERN, UFRN, UFERSA, FAPERN, BNB, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, JUCERN, FCDL, FACERN, IDEMA, SET, OCERN, ANORC, FAERN, AEBA, ASCERN, AEGOSTOSO, JARN e Jovens Exportadores.

Opinião dos leitores

  1. Pura farofa, muita. Farinha e pouca. CARNE. Não vejo encetivo na realidade para que fatura 60.000 quando o ICMS é de 18% e antecipado antes. De receber a mercadoria. Quando o pequeno vai deixar de acreditar em Papai Noé. No Rio Grande do Norte, os grandes tem encetivo, e com direito, mas só pagam de ICMS 7% e ainda. Tem crédito. Mas o pequeno que vende pouco porém somos muito o ICMS de entrada é 12% até 18% antecipado, ainda. O Calado com conversa de Mala. SEM ALÇA. Gente, a burocracia já foi derrubada pela Câmara Federal. Aqui no RN. E só copia. Vamos fazer algo mesmo pelo o RN. Se ela fosse macho mesmo, para fazer a economia gira a curto prazo, basta colocar o ICMS de todos os produtos por 24 meses a 7,5% e ver. Como arrecadação é de verdade. Arrocha a fiscalização e evitar a saída sem nota fiscal. E a entrega da PB. Basta ver o crescimento de PB..CE

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Esse povo brasileiro insiste em humilhar as pesquisas de opinião”, destaca Alexandre Garcia, sobre manifestações de domingo

O jornalista Alexandre Garcia destaca em seu canal do YouTube que ‘o povo brasileiro insiste em humilhar as pesquisas de opinião’. A partir de 3 minutos e 9 segundos de vídeo, confira opinião do comunicador, que destaca as grandes manifestações pelo país nesse domingo(01) a favor do voto auditável e em apoio ao governo Bolsonaro, que teve repercussão minimizada por parte da mídia.

Veja abaixo:

Opinião dos leitores

  1. A grande pesquisa é a seguinte…Vamos contar quantas pessoas foram para as motociatas e quantas ficaram em casa, o lado que tiver mais gente é o que vence…

  2. Reeleição pra continuar isso que está aí? Não. De jeito nenhum. Nem com voto impresso. Ponto final. O gado que se recolha à suas cocheiras.

  3. “Os idiotas dá pra gente convencer… convencê-los e trazer para o nosso lado”.

    Jair Messias Bosonaro.

  4. Mais um comentário sem lógica de um jornalista que jogou sua carreira de anos no lixo para lamber bota de projeto mal feito de ditador. Se juntar todas as cidades não tinha gado nem para lotar o arena das dunas. Só o gado acha que o povo estar com o bolsonaro. O povo que é se livrar dele o mais rápido possível.

    1. Esse viu só a foto do início, quando lotou a esplanada ele não teve coragem de vê mais.
      Kkkkkkkkkkkk
      Vai se enganando viu?
      Eleições limpas Já.
      Ganha quem tem votos.
      Ponto final.

    2. Sem lógica é a pêia do jumento bolinha que o Luladrão vai levar se atrever-se a candidatar.
      Aí, tu irás ver com números limpos qual será realmente a lógica.

  5. Tinha pouca gente. Como sempre a patota gado comparece em peso. O resultado é aqueles gatos pingados comedores de capim na Esplanada dos Ministérios.

    1. Kkkkkkkkkkkkkkk
      Esse tá pior que a deputada que aparece com a cara toda machucada e não sabe quem foi. Só em Brasília tinha mais gente apoiando o Presidente que os votos da esquerda em toda região centro oeste.
      Mas os zumbis, a esquerda apavorada e os institutos de pesquisas falsas dizem que não tinha ninguém
      Kkkkkkkkkkkkkkkkk
      Realmente o pior castigo para esquerda é a verdade

  6. Aí vem o “Datafoice” dizer que o bandido, cachaceiro e analfabeto de 9 dedos está liderando as pesquisas. Um canalha que não pode ir no bar comprar uma pinga, nem consegue organizar uma simples “jegueata” com seus fiéis seguidores de 4 patas. É de lascar!

  7. Que Deus nos livre do voto auditável , ja imaginou o tamanho do cabresto, o cara compra o voto e exige o comprovante, Bolsonaro ta querendo comprar a eleição

    1. Ninguém sai com o comprovante do voto. Se informe sobre o voto impresso. A impressão fica com o próprio tre.

    2. De acordo com meu parco entendimento, o voto impresso não significa que eu voto e recebo um papel, não. O voto fica no arquivo da urna, se por acaso for preciso auditar a eleição, aí sim, os votos eletrônicos seriam confrontados com os votos impresso na leitura da urna. Vamos votar do mesmo jeito. A diferença é que suspeita do de fraude pode-se conferir o eletrônico com impresso. O eleitor não vai receber papel nenhum.

      Se eu estiver errada, por favor quem tem mais conhecimento, me corrija. Eu acho estranho esse medo do STF.

    3. Realmente as pessoas fazem comentários sem ter noção sobre o que estão falando .
      Vc não sai com nenhum comprovante . Seu voto é impresso e cai automaticamente dentro da urna sem nenhuma identificação de quem votou . E caso necessário a urna pode ser recontada . Simples assim !!
      Não falem tanta besteira .

    4. Fátima, desinformada, deveria ter ficado calada. Mas esquerdista é assim mesmo, não se informa e sai falando bobagens, passando vergonha. O negócio é ser contra. Coitada!

    5. O voto já é auditavel…Quando termina a votação, toda seção libera um extrato com a contagem dos votos

  8. A verdadeira democracia é aquela que benefecia a todos da melhor forma. com certeza ela não aquela que é melhor para min e ruim para o outro. a maioria dos brasileiros neste contesto precisam retornar ao pré escolar.

  9. O mais interessante nessa discussão é, enquanto se discute voto em papel ou em urna eletrônica o povo continua sofrendo, Bolsonaro só pensa em reeleição, e o Lula não vê a hora de chegar ao poder, gente não existe só o Lula e o Bolsonaro não, temos outros nomes que talvez sejam melhor que esses dois. O País tem que andar, Bolsonaro tem q parar de pensar em eleição e começar a governar de verdade, o trabalhador não aguenta mais sofrer, os preços dos alimentos tem alteração praticamente todo dia, a um mês atrás comprei o kg do açúcar a 2,50 hoje esse mesmo açúcar está a 4,50. Sem falar os aumentos constantes da gasolina e do gás de cozinha que está sendo vendido por 100,00 Reais. Onde nos vamos chegar? O Lula é o Bolsonaro só pensam neles, um precisa do outro para sobreviver politicamente. Boa tarde a todos.

  10. VOTO AUDITADO JÁ.
    COMENTÁRIO BRILHANTE!!
    Há se o povo soubesse separar o joio do trigo.
    Mas pra chegar a essa consciência, vai demorar um pouquinho.
    Mas nos vamos chegar lá.
    ABRA AS ESCOLAS GRELO DURO.
    Incompetente.
    Essa com certeza que o povo burro.
    Fora grelo duro.

  11. Serio que tinha 56 milhões de brasileiros nas ruas ontem pra apoiar o MINTOmaníaco das rachadinhas?

    1. Tinha bastante gente sim. Cidadãos conscientes que foram, voluntariamente, diferente dos esquerdistas que só vão a um ato desse tipo por R$ 30,00, um sanduíche de mortadela e um copo de Q-suco. Ou seja, só vão vendidos, com os governos estaduais pagando ônibus para trazerem pessoas aos movimentos,pessoas geralmente de pouco conhecimento, que nem sabem porque estão ali. O pessoal de direita participam dos atos pró democracia e em apoio ao governo federal, pelo patriotismo e para que não seja implantado, aqui, o comunismo, regime que não deu certo em lugar nenhum.

  12. E esse pseudojornalista caduco vendido se humilha em se opor ao jornalismo sério e isento…

    1. Pra vc só é sério e isento se o comentário for a favor de seu candidato, do seu jeito está cheio do lado de Bolsonaro e do luladrão.

    2. Piada do dia! Quem é o jornalismo sério e isento para vcs? A Grobo, a Folha? o Estadão? Isso é formidável, vcs são igual a cachimbo, só prestam se levar fumo.

    3. André e Edu Lima fazem parte do gado que relincha: se não apoia o idiota do Bolsonaro é pq é petista ou comunista. O maior mal de um país é a ignorância de seu povo e de suas pseudoelites gananciosas…

    4. O sujeito que chama um profissional do quilate do Alexandre Garcia de “pseudojornalista caduco” já está dando mostra do nivel do seu caráter. É de lascar!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *