Atraso nas obras do Forte dos Reis Magos preocupa comerciantes

O Forte dos Reis Magos, principal monumento histórico do Rio Grande do Norte, segue em obras e sem previsão para a conclusão da reforma. A intervenção, que começou no início do ano, estava prevista para terminar em novembro.

Sem o Forte, comerciantes informais que dependem do movimento turístico na área ficam prejudicados. Os trabalhadores se preparam para mais um verão em baixa. “Aqui hoje está uma calamidade, chega uns carros e a gente diz que está fechado”, afirma o guia de turismo Messias do Nascimento.

Os meses de dezembro e janeiro são os mais esperados entre os comerciantes da região para faturar com a alta estação. A reforma do Forte dos Reis Magos teve investimento previsto em R$ 4,1 milhões. O dinheiro veio do programa Governo Cidadão, possível graças a financiamento do banco Mundial.

OP9

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Provavelmente irá demorar. A prioridade devido à importância histórica será para o Hotel Reis Magos.

  2. Biu Fontes disse:

    Misael,

    Os administradores tem ciência de tudo que acontece lá e sabem até quais soluções devem serem usadas para resolverem os problemas naquela região, sendo que tem por trás o uso político eleitoral, razão de não mexer em nada e com ninguém, deixando tudo como está e pronto.

  3. Tarcísio disse:

    E os urubus de pipa, tem bem onde parar que logo chega um punhado de flanelinhas exploradores te assaltando. Viva a Paraíba.

  4. Roberto disse:

    Gente essa obra é mais demorada que a construção do forte.

  5. Almir Dionísio disse:

    Isto é Natal. Chega o verão e resolvem iniciar as obras.
    Nada a oferecer p os turistas a não ser correr o risco de serem assaltados.
    Explorados nas praias sujas e feias, sem estrutura de conforto e qualidade de serviços.
    Só a nossa gastronomia e rede hoteleira merecem aplausos.
    O resto é deprimente.
    Precisamos seguir o exemplo dos demais estados do NE.
    Vejam a PB

COMENTE AQUI