Bancada Federal do RN se reúne com ministro da Educação contra cortes na educação

A bancada federal do Rio Grande do Norte se reuniu com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, no início da noite desta segunda-feira (20), para tratar do contingenciamento orçamentário da pasta e do impacto que os cortes terão sobre as instituições de ensino do Estado.

A reunião foi realizada no Ministério da Educação e contou com a participação, também, dos reitores Ângela Maria Paiva Cruz (UFRN), Wyllys Abel Farkatt Tabosa (IFRN) e José de Arimateia (UFERSA).

“Não existe crescimento do país, sem investimentos na educação. Não faço parte de nenhum viés ideológico, mas sou solidário à causa. Nossas instituições do RN são extremamente sérias e promovem a melhor educação para nossa população”, destacou o deputado federal Fábio Faria (PSD).

O Ministro ouviu os pleitos, explicou a necessidade do contingenciamento imediato e garantiu que vai estudar a melhor forma para não prejudicar as instituições.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Alves disse:

    Com relação ao fato tanto faz chamar de corte ou de contingenciamento. Na verdade, para a esquerda o que interessa é a bagunça para desestabilizar o governo, afinal o estado continua aparelhado pelos companheiros para gerar todo tipo de dificuldade.
    É preciso ressaltar que tudo o que é bom para o Brasil, ou seja, qualquer ação do governo que venha beneficiar o país e o povo brasileiro, será péssimo para a esquerda! Se o governo for bem sucedido eles se lascam. Simples assim…

  2. Avelino disse:

    CHANARAM A GOVERNADORA ELA TAMBÉM CORTOU A VERBA AQUI DA EDUCAÇÃO 4,5% E AÍ ELA VAI FALAR COM O MINISTRO.

  3. M.Vinícius disse:

    Wyllys usou e usa a máquina pública do IFRN p fazer campanha p Haddad e agora contra o Governo. É, a ideologia é rica em desviar, seja a atenção, o foco ou o real!

  4. Dulce disse:

    Poderiam abdicar das mordomias, seria mais produtivo, educado e ético, o Brasil com altos índices de miserabilidade, desemprego e eles usufruindo de altas benesse do dinheiro público tão escasso pra o cidadão comum. Esses são os verdadeiros culpados pela crise

    • Verdade disse:

      Isso mesmo. Os deputados e senadores têm 55 assessores, cada um. Deveriam sugerir cortar pela metade esse numero, além de outras mordomias. Fazem isso nunca. A nossa classe política, em geral, é pobre.

  5. Almir disse:

    BG meu querido, afinal a palavra certa é cortes ou contingenciamento??
    **pro PT é contigenciamento, Dilma Rousseff contigenciou 10 bilhões da educação. Não vi ninguém nas ruas e nenhum reitor esperniando.
    ** Pro governo Bolsonaro é cortes, o PT sai as ruas e o que é de reitor, todos reclamandos. Então sinceramente eu não endendi ainda o que foi que aconteceu com a educação no sentido das palavras, não sei qual a palavra certa pra ser usada, afinal, é cortes ou contigenciamento na educação.
    Por falar em Dilma Rousseff, ela fez doações a países bolivarianos de 50 bilhões de dólares, também não vi os paus mandados na Rua. Todos calados igual boca de siri.
    VERGONHA!!

COMENTE AQUI