Barbeiro de São Paulo corta cabelo pelado e, às vezes, rola algo mais

POR PAULO SAMPAIO

O negócio do barbeiro Rafael Rosa, 25 anos, é cortar cabelos. Mas desde que terminou o curso profissionalizante, no final do ano passado, e percebeu que a concorrência era acirrada, ele achou que deveria oferecer algo mais no atendimento. Foi então que juntou sua experiência como modelo de nu artístico, e o desembaraço com a própria sexualidade, e passou a receber a clientela sem roupa. “Durante um tempo, fui funcionário de uma barbearia em Santa Cecília (região central de São Paulo), mas muitas vezes eu ficava esperando aparecer clientes, quando podia estar atendendo em casa e ganhando muito mais. O corte lá custava R$ 20, eles me pagavam R$ 10”, conta Rafael.

Há três meses, ele alugou com um amigo advogado um apartamento de cerca de 80 metros quadrados, em Higienópolis, bairro vizinho à Santa Cecília, e fez de seu quarto a barbearia. Rafael diz que a maior parte de seus clientes é gay e, se for da vontade dos dois, o atendimento inclui sexo. Por isso, ele reserva duas horas para o corte. “A pessoa senta, conversa, diz o que quer, faço perguntas, ela também. Começo o corte. Se houver interesse de ambas as partes, a cama está do lado”, afirma ele, bem-humorado. “Esse trabalho me surpreende muito”, diz.

Perfil da clientela O publicitário Humberto Carvalho, 30, que cortou o cabelo no dia da entrevista, encara a nudez de Rafael como um “ato político”. “Eu tô dentro da militância LGBT, acho importante dar essa visibilidade ao trabalho dele na mídia, para desconstruir padrões, quebrar o tabu”.

Para o cabeleireiro Vinícius Pedroso, 22, o Vedroso, o trabalho de Rafael “sugere algo novo”. “Sempre tem a história do fetiche, blá, blá, blá, mas existe muita coisa envolvida. Eu acompanho o trabalho corporal do Rafa há muito tempo (nudes artísticos), uma identidade que ele criou, é um diferencial”.

Cliente há algum tempo de Rafael, o dançarino Diego Kenth, 28, extrai de suas visitas à barbearia uma “experiência sensorial”: “Gosto do toque do Rafa na minha cabeça, ele põe uma música, a gente conversa, é muito bom ficar nu com uma pessoa que tem essa liberdade corpórea”, afirma Diego, que também tira roupa na hora do corte.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Almeida disse:

    Qual insta do profissional?

  2. Caio disse:

    Ah, vá tomar no c. Onde que um homem de verdade vai cortar cabelo com um cara pelado. pqp. Esquerdista e gayzista são um bando de problemático mesmo. Comunismo e feminazismo só quer sexo e drogas pra o país.

  3. WALTER disse:

    QUAL O ENDEREÇO OU O FONE DO BARBEIRO…??

  4. Renan Oliveira disse:

    Olá, bom dia!
    Alguém poderia me passar o endereço dele no meu e-mail?
    [email protected]

  5. Derek disse:

    Hijo De La Chingada. Puta Pendejo

  6. Gomes disse:

    colocaram a materia em varias redes e nenhuma passou o contato do profissional?
    como as pessoas vao cortar e experimentar e experiencia se nao tem um contato nem um endereço certo rua marques de itu é enorme

  7. Kadu disse:

    Gostei da ideia e da reportagem. Gostaria de ir cortar o cabelo ai. Se puderem enviar o endereço/ whats no meu email agradeço. Aproveito para desejar sucesso e parabens pela inovação.

  8. ronilson caetano leal disse:

    qual o endereço dessa barbeaeria?só vou cortar lá,fazer massagem ,pintar kkkkk

  9. Silvia disse:

    Notícia idiota,onde já se viu o cara ir cortar o cabelo e aproveitar prá dar o cu!

  10. Pé de pano disse:

    Isso só pode ser arrumação do colega do BG que faz o programa todos os dias na 98.

  11. Rondinelli Medeiros disse:

    Sou leitor desse blog a muito tempo, considero um espaço democrático, por tanto precisa equilibrar para agradar…se surgir um barbeiro desse aqui em Natal quero ser o seu primeiro cliente!

  12. Armando Cruz de madeira disse:

    Esse é doido …. tá querendo ficar sem o pinto.

  13. Marx disse:

    Queria cortar cabelo aí

  14. Guilherme Lima disse:

    BG, gostei da reportagem, tomara que ela inspire os potiguares….

  15. Eduardo Aguiar disse:

    Diversidade faz parte da notícia. Se alguém não se interessa, passe da manchete e siga adiante. Mas por que será que todos que criticaram leram a notícia por completo? Freud, Lacan, eu e a consciência deles sabemos.

  16. Alexandre Pereira da Silva disse:

    BG vc tinha coragem de cortar? o cabelo, vamos olhar para as coisas, importante no nosso país.

  17. Carlos Bastos disse:

    Bg pelo amor de Deus, tanta coisa importante acontecendo no Brasil, e vc coloca uma besteira dessa no seu blog.

    • Aécio Medeiros disse:

      Meu caro, também sou leitor desse blog a muito tempo. É um espaço democrático, gostei da reportagem, tomara que apareça um barbeiro desse aqui, vou ser seu primeiro cliente!

  18. duendevermelho disse:

    O que uma reportagem dessa traz de interesse para o país????

    Que imprensa sem noção….

COMENTE AQUI