Barroso, Dilma e Lula são alvos de protesto em Londres em frente a evento sobre Brasil

Enquanto a London School of Economics (LSE) é sede de um evento sobre o Brasil, na capital britânica, do lado de fora dos prédios da universidade, algumas manifestações individuais são feitas de diferentes lados políticos. Primeiro, uma manifestante sozinha empunhava um cartaz que dizia que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso era parte do “golpe” que levou Michel Temer à presidência da República.

O magistrado é o presidente de honra do Brazil Forum UK, evento sobre o Brasil organizado por estudantes que tem sua terceira edição em Londres. Barroso foi o primeiro palestrante do dia.

Uma família (um casal e duas crianças) também levava cartazes afirmando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, está detido porque é corrupto e ladrão. Havia também mensagens contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Além de uma bandeira do Brasil aberta sobre um carrinho de criança, o homem vestia uma camiseta com a figura de Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência.

Dilma fará o encerramento do evento, previsto para as 14 horas de Brasília.

Folha