Bolsonaro endossa ataques de seu filho a ministro Bebianno

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou na noite desta quarta-feira (13) em sua rede social postagem em que seu filho Carlos Bolsonaro afirmou ser uma mentira declaração do ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno.

Ele retransmitiu na sua conta oficial do Twitter mensagem na qual seu filho diz que o ministro não conversou com o presidente sobre a revelação do esquema de candidaturas laranjas do PSL, revelado pela Folha.

Bolsonaro compartilhou também a mensagem em que Carlos publicou um áudio gravado pelo próprio presidente no qual afirma que não falaria com Bebianno.

“Ontem estive 24h do dia ao lado do meu pai e afirmo: ‘É uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano [sic] que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista”, ressaltou o filho do presidente.

Nomes importantes da bancada do PSL na Câmara se manifestaram sobre o caso, aumentando a tensão no partido, que está sob pressão com a denúncia sobre o uso de candidaturas laranjas para desviar verba do fundo partidário nas eleições.

No centro do episódio estão o presidente atual do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE), e Bebianno, que presidiu o partido no ano passado, inclusive durante o período eleitoral.Bolsonaro quer uma solução rápida para o caso, discutiu com o ministro e o fez cancelar agendas, o que aumentou a pressão entre aliados para que Bebianno peça para sair do governo.

Nesta quarta (13), a Folha revelou ainda que Bebianno liberou R$ 250 mil de verba pública para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gráfica registrada em endereço de fachada —sem maquinário para impressões em massa.

O ministro nega irregularidades e diz que cuidou apenas da eleição presidencial. O PSOL protocolou representação contra o PSL na Procuradoria-Geral da República sobre as suspeitas de uso de laranjas em campanhas eleitorais de membros do partido.​

Folhapress

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    Quando os bolsodoidos irão descobrir que colocaram uma quadrilha pra comandar o país? Menos de 60 dias e já tivemos cheque na conta da primeira dama, já tivemos depósitos suspeitos na conta do bolso 171.1, já tivemos suspeita de enriquecimento relâmpago do bolso 171.1, já tivemos milicianos (criminosos) homenageados pelo bolso 171.1, já tivemos irmã e mãe de miliciano trabalhando com o bolso 171.1, já tivemos ministra acusada de ilicitude com uma criança indígena, já tivemos ministro condenado por beneficiar mineradora, ministro confesso de uso de caixa e perdoado por, pasmem, moro que disse que caixa dois era pior que corrupção, já tivemos laranja do filho e da família bolso e laranja de ministro e do partido sujo de laranja (psl). Ainda tem 600 bilhões desviados da previdência,que a imprensa diz está quebrada. Como quebrada e tiram tanto dinheiro dela? O que restará do país se essa turma chegar mais longe?

    • Ceará-Mundão disse:

      Cara, vcs petistas entendem muito bem desse troço de corrupção. Mas não há absolutamente nada de errado que envolva o Presidente Bolsonaro. E o Lula tá preso, babaca!

    • Medeiros disse:

      Walsul , não adianta os Minions são mais cegos do que os petistas

    • Cidadão disse:

      kkkkkkkk és um fanfarrão! falar em quadrilha p comandar o país…….

COMENTE AQUI