Brasil fica em 2º em ranking de ignorância sobre a realidade

(mattjeacock/iStock)

Quantas garotas de 15 a 19 anos você acha que dão à luz no país? A taxa de homicídios hoje é mais alta ou mais baixa que no ano 2000? A cada cem presos no país, quantos são imigrantes?

As respostas dos brasileiros a perguntas como essas estão entre as mais distantes da realidade do mundo.

Na verdade, poucas adolescentes dão à luz no Brasil, cerca de 6,7%, mas a resposta média foi de 48%. A taxa de homicídios desde o ano 2000 continuou a mesma, apesar da percepção de alta, e só 0,4% dos presos são imigrantes, embora os entrevistados tenham respondido, em média, 18%.

Essas distorções fazem com que o país tenha ficado em segundo lugar no ranking Ipsos Mori de “Percepção errada da realidade”, atrás apenas da África do Sul. Os dados estão disponíveis na pesquisa “Os perigos da percepção 2017”.

Mesmo em relação a questões mais amplas, como religião, as respostas dos brasileiros ficam longe da realidade: os entrevistados estimaram que 80% do país declara acreditar em Deus; o índice real é de 98%.

Outros dados que têm distorção são os relacionados à internet: os entrevistados acham que 85% dos brasileiros têm smartphone, quando na verdade são 38%, segundo a Ipsos; e acham que 83% têm perfil no Facebook, quando na realidade são 47%.

Em alguns assuntos nos saímos melhor: só 10% dos brasileiros acreditam na ideia de que vacinas causam autismo, um índice baixo se comparado a países como a Índia, onde a crença é disseminada entre 44% da população.

Veja o ranking completo:

Posição País

1 África do Sul
2 Brasil
3 Filipinas
4 Peru
5 Índia
6 Indonésia
7 Colômbia
8 México
9 Turquia
10 Arábia Saudita
11 Argentina
12 Itália
13 Chile
14 Japão
15 Malásia
16 França
17 Coreia do Sul
18 Hungria
19 Nova Zelândia
20 Países Baixos
21 Hong Kong
22 Polônia
23 EUA
24 Rússia
25 Alemanha
26 Austrália
27 China
28 Cingapura
29 Israel
30 Grã-Bretanha
31 Bélgica
32 Canadá
33 Sérvia
34 Montenegro
35 Espanha
36 Dinamarca
37 Noruega
38 Suécia

Este conteúdo foi originalmente publicado em Exame.com

Super Interessante

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Leo disse:

    Não é a toa q 23% dos eleitores brasileiros chamam um maluco fascista, homofóbico, machista e violento de mito.

    • Bruno disse:

      Isso tá contando os 16 anos que você, sendo idiota, acreditou nos esquerdorruptos Petralhas, e achou que o Brasil tava no caminho certo com o jogo de cê deles.

    • Sylvia disse:

      Povo ignorante "merece" governante ignorante.

  2. Boçal Nário disse:

    Nois vai ganhar. Nois é intiligenti. Boussonario é o mio. Ele só tem dificudade cum esse negoço de letras e numuros.

    • Jorge disse:

      Imagina dificulidade de LULADRAO,pouco letrado, mas excelente corruPTo. Sequer sabia contar até dez nos dedos, mas mesmo assim foi o maior larápio que tivemos.

    • SouzA disse:

      Eleitor do intelectual presidiário Lula.

    • SouzA disse:

      Eleitor do intelectual presidiário Lula..

  3. A VERDADE disse:

    Vai ter gente votando no Haddad achando que é Lula. Ô povinho "No Sense"

    • Keyla disse:

      Concordo! E terá gente também votando em candidato que não sabe que a palavra droga pode ser utilizada como sinônimo da palavra remédio, que em 30 anos de vida pública não conhece o tripé da econômica brasileira. Trata-se de uma Dilma piorada.

    • Marcus disse:

      É melhor não conhecer o tripé da economia do que conhecer o tripéX do Guarujá
      Quero ver vocês chamarem JAIR BOLSONARO de CORRUPTO.

    • Danilo disse:

      Quem tinha funcionária fantasma é o mesmo corrupto.

COMENTE AQUI