CONFUSÃO E AMEAÇAS: Leocadio “utilizou cargo para ameaçar e tentar fugir de fiscalização da PRF”

É destaque no Blog do Dina – por Dinarte Assunção nesta terça-feira(10).

Os agentes rodoviários federais Alberto e Marinho cuidavam da fiscalização no posto de Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa, naquele 14 de janeiro de 1998.

Estavam parando os carros que utilizavam película escura demais e ou exigindo que os motoristas a retirassem ou que deixassem o carro no local para ser recolhido ao pátio da autoridade de trânsito.

Pouco antes das 10h, dois carros já estavam parados junto ao posto com seus respectivos motoristas tirando as películas, quando um Pálio cinza, que seguia de Natal para Recife se aproximou, e os agentes federais sinalizaram que parasse.

Repetindo a abordagem em veículos anteriores, os agentes explicaram que o condutor do veículo, acompanhado pela mulher e pela mãe, precisava remover a película de seu carro, escura demais, se quisesse prosseguir com a viagem.

O condutor do veículo exibiu os documentos do carro e explicou que estava tudo regular.

Mas os agentes da PRF se mantiveram irredutíveis e explicaram que a parada não foi por irregularidade na documentação do carro, mas pela película escura, que deveria ser retirada.

Foi então que o condutor do veículo, o então delegado da Polícia Civil do RN Sérgio Fernando Leocádio Teixeira, afirmou:

– Polícia não tem satisfação a dar a terceiros. Somos colegas, deixa isso pra lá e eu vou embora.

– Não, senhor. A coisa não é assim. Ou o senhor retira as películas ou o veículo ficará retido. – Redarguiu o PRF Alberto.

– Retido? Meu carro? Mas não fica mesmo! – Desafiou Leocádio.

O PRF Alberto acenou, então, para o colega, Marinho, lhe pedindo ajuda. Com a esposa e a mãe de Leocádio presenciando a cena, o engodo prosseguiu:

– Não me grite! – Bradou o delegado.

– Não estou gritando. Mas o senhor vai ter que retirar a película.

Leocádio, então, deu nova investida verbal contra os policiais, pedindo que fossem tomar na parte final do sistema digestivo.

– Vá se lascar! Vá tomar no cu! – E voltou-se para o carro para pegar sua pistola contra os agentes da PRF.

O movimento levou o agente Marinho a intervir. O que até então era contato verbal, passou a ser físico. O estopim para uma crise maior era iminente.

Mas um terceiro agente federal chegou para acalmar os ânimos. Inspetor do posto da PFR, o agente Márcio Roberto Montenegro pediu que os dois auxiliares se afastassem.

Ele mesmo retirou a película do carro do delegado Leocádio e comunicou que o levaria para delegacia da Polícia Federal. Mas Leocádio não baixou a guarda.

– Estou com uma pistola com 15 tiros. Eu ia atirar no PRF Marinho. Quinta-feira, vou passar aqui indo pra Flores, pra pegar um preso. Eu venho com policiais e dá vontade de parar e dar um cacete nesse Marinho se este tiver aqui.

O cacete prometido jamais foi dado, mas a ameaça e todo o transtorno causado naquele 14 de janeiro de 1998 levaram a Polícia Federal a indiciar Leocádio por resistência à autoridade policiai, evento depois do qual veio a atuação do Ministério Público Federal com a acusação formal.

O caso já havia sido mencionado em reportagem anterior do Blog do Dina. Mas como não era possível saber exatamente o que tinha acontecido, a reportagem decidiu não contar sobre o processo. E o faz agora após obter os detalhes do caso que tramitou na Justiça Federal da Paraíba.

Leia desfecho aqui em matéria completa no Blog do Dina – por Dinarte Assunção.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Felipe Nobrega disse:

    Independente da atitude reprovável (mesmo sem ter como certificar o que DE FATO ocorreu), é muita coincidência essa matéria nesse momento. Nem BG nem dinarte descobriram isso antes?? Vcs jornalistas poderiam poderiam pelo menos ter respeito pela própria profissão e não fazer um papel desse… Um lixo profissional completo. Pena de quem dá audiência a vcs…

  2. Val Lima disse:

    É justamente por esse tipo de postagem com fato requentado, que me leva a acreditar q o delegado vai para o segundo turno…. Kkkkk

  3. Sincero Natal. disse:

    Notícia patética. Notícia comprada. Parcial. Ridícula

  4. Arcanjo do bem disse:

    A principal questão a ser alvo de reflexão nesse episódio de 1998 , são aqueles inerentes a personalidade humana. Pois, Respeito á lei, honestidade(nós policiais ñ ….) As pessoas se revelam nas atitudes.

  5. Oswaldo disse:

    Eita baixaria no Blog, pauta do século passado e blogueiro mostrando sua “parcialidade” política.

  6. Luiz disse:

    Acho inoputuno que uma história como essa depois de 22 anos seja apresentada a sociedade… Tem apenas um fim, prejudicar a candidatura de Leocádio! O Dinarte assunção Pisou na bola! Amigo são 22 anos… Muita coisa muda em 22 anos… Só pra registrar, não voto no Leocádio, mas só por conta dessa matéria, que tem um fim tendencioso, talvez mude meu voto para o o delegado Leocádio!

  7. Marcos Augusto disse:

    BG deixe de ser parcial, so pq o Leocadio esta em segundo estao levantando matérias de 22 anos atrás.

    Vergonha.

    Seja mais imparcial.

  8. Torres disse:

    Bg, seja mais imparcial…
    Você é um agente de comunicação.
    O pau que bate em Chico bata em Francisco também!

  9. Marcelo disse:

    Eu não voto nesse sujeito e nem gosto do discurso dele, mas pra estarem requentando um fato de 1998 deve ser pq o tal delegado deve estar incomodando o candidato do BG em Natal. Huahuahuahua

    • Maicol disse:

      Quanta maldade e covardia querer desmoralizar a imagem do Dr Sérgio leocadio porcausa de uma futilidade dessas .. só Jesus na vida desses repórteres e influenciadores das grandes massas

  10. Maricelio disse:

    Essa é a pior matéria em toda história do
    Blog.

  11. Miro disse:

    É a velha e famosa carteirada. ontem mesmo teve um que botou a pistola na boca de um motociclista de aplicativo. Mas vou dar um crédito a ele, como faz muitos anos, acho que nessa altura da vida ele já não faria uma merda dessa.

  12. celino disse:

    BG. um dia eu cheguei a acreditar em sua imparcialidade. Porem nestes últimos dias fique muito triste em ler o que o senhor escrevendo. Espero do fundo do meu coração que um dia o senhor volte as origens.

  13. Chico Doido disse:

    É o Blog da fofoca! Kkkk
    Tão com medo do omi ir pro segundo turno e virar

    • Pobre de direita ultra conservador disse:

      Ele não chega nem perto do segundo turno , independente dessa reportagem… Só no universo paralelo que vc deve viver, aliás em seu mundo ele já deve ser prefiro . Gado veioo

  14. Pixuleco disse:

    Será que o delegado está incomodando ? Sei não viu . O negócio está muito esquisito . Oara botar esse tipo de notícia nessas alturas do campeonato .

  15. Luciano disse:

    Notícia de 98? Kkkkk esse blog tem oq fazer não?!

    • Jr disse:

      Em 98 o delegado já mostrava quem era! Se diante de policiais teve essa postura, imagine com os cidadãos comuns!

  16. Marcus disse:

    Mais um cidadão de bem… esse tipo de gente tem que ser exterminado da politica do pais, que eles tenha as suas ideologias ou q que quer que seja isso, mas na politica não pode, é um emburrecimento das massas… estamos regredindo devido esse tipo de gente.

  17. TURMA DO NARO disse:

    Essa turma de Naro é assim. Naro já fez isso mesmo com um agente do IBAMA.

    • Paulo disse:

      O esquerdista age igual a zumbi.
      Pertence a uma seita.
      A seita faz uma lavagem cerebral.
      O zumbi todos os dias recebe a ração diária de ódio repassada pela cúpula.
      A seita age de forma organizada.
      A seita tem muito dinheiro, como já dizia Gilmar Mendes.
      A seita tem gente importante nos meios de comunicação, nas instituições.
      O objetivo da seita é tomar o poder.
      Para isso, precisa iludir a população.
      As estratégias são traçadas por marqueteiros, contratados a peso de ouro.
      As táticas são conhecidas.
      Usar palavras agressivas e pejorativas contra o presidente da República e contra cidadãos de bem.
      A seita não quer que a população saiba que quer a derrota do presidente para implantarem o comunismo
      A população não pode saber dessa estratégia.
      A seita tem muitos seguidores.
      Pessoas que passaram por lavagem cerebral .
      Adélio Bispo é seguidor da seita
      O zumbi de esquerda age igual aos militantes do estado islâmico.
      Acham estar agindo em nome de uma boa causa.
      Perdem a noção do ridículo.
      Agem feito cães loucos, falando baboseiras, soltando baba pela boca…

COMENTE AQUI