Convocados pelo Governo do Estado para Hospital da Mulher atendem ao chamado da Sesap

Na tarde dessa quinta-feira (29), o clima era de satisfação no setor de Recursos Humanos da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap). Dezenas de profissionais de saúde, aprovados no concurso público de 2010 e convocados pelo Governo do Estado, no dia 20 deste mês, para trabalhar no Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, continuam comparecendo na Secretaria para apresentar a documentação exigida e assinar o termo de posse.

Dos 221 profissionais convocados para o Hospital da Mulher, 65 já estão empossados. Do total dos aprovados, seis são médicos clínicos gerais, cinco médicos ultrassonografistas, 44 enfermeiros, sete farmacêuticos, seis farmacêuticos bioquímicos, 145 técnicos em enfermagem e nove técnicos em radiologia.

Para a técnica de enfermagem, Rigikelli Silva, 32, convocada para compor a equipe do hospital, o momento é de alegria e comemoração. “Esta convocação representa uma vitória para mim. Sabemos das dificuldades enfrentadas pela Saúde Estadual e estamos chegando para colaborar com a melhoria da assistência pública”, enfatizou.

Felipe Galvão Ferreira, 29, técnico em radiologia, já é servidor municipal em Mossoró e decidiu fazer o concurso do Estado com o intuito de adquirir novas experiências e garantir uma melhor estabilidade profissional. “A expectativa foi grande, mas finalmente estamos aqui para realizar este sonho”, disse.

Os servidores têm até o dia 18 de setembro tomar posse. No entanto, para não prejudicar a prestação de serviços e atender a uma determinação do Ministério Público, que exigiu a troca dos funcionários terceirizados pelos concursados, a Sesap está pedindo que os futuros servidores assumam suas funções o mais rápido possível após a assinatura do termo de posse.

Os profissionais de saúde nomeados irão substituir os terceirizados da Inase, que atualmente estão no Hospital da Mulher. De acordo com o Secretário de Estado da Saúde Pública, Luiz Roberto Fonseca, a substituição dos servidores será gradativa e atenderá a um cronograma específico para evitar prejuízos na gestão do hospital.