Datafolha: 88% defendem demissão dos “maus servidores”

Apesar de sofrer resistência no Congresso, a reforma administrativa que está sendo desenhada pelo governo terá o apoio de boa parte da população. Pelo menos é isso que aponta uma pesquisa encomendada ao Datafolha por fundações ligadas à iniciativa privada. O estudo, publicado pela Folha de S.Paulo neste domingo (19), explica que 88% dos entrevistados acreditam que servidores de mau desempenho devem ser demitidos.

A avaliação do trabalho dos servidores públicos é uma das principais propostas da reforma administrativa do ministro da Economia, Paulo Guedes. E, segundo o Datafolha, conta com o apoio de 91% dos entrevistados na pesquisa que foi feita a pedido da Aliança – instituição formada pela Fundação Lemann, pela Fundação Brava, pelo Instituto Humanize e pela República.org. Outros 88% ainda dizem que, se constatar um trabalho ruim, essa avaliação deve provocar a demissão dos mais servidores. A proposta, porém, pode acabar com uma das premissas do funcionalismo público atual: a estabilidade dos servidores.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Plínio disse:

    Lavem a boca antes de falar dos servidores verdadeiros.
    Os servidores verdadeiros estão em rota de extinção com a disparada de contratações temporárias em inúmeros processos seletivos, terceirizacões e aumento dos cargos comissionados.
    Os políticos com suas indicações eleitoreira e apadrinhamento de apaniguados sim, são responsáveis por destruir o serviço público.

  2. Cigano Lulu disse:

    Estabilidade no emprego, o câncer do serviço público tupiniquim. Haverá cura, ainda que remotamente?
    Nada é impossível. Desenvolva-se um aplicativo apropriado e este problema talvez seja resolvido, com eficácia e a um custo infinitamente inferior ao adensamento da folha de pessoal.
    Nem se cogita aqui o caso de terceirização, essa palavra satanizada pela sindicalha corporativista.
    E olha que não sou contra a estabilidade, fique claro. Acho apenas que esta deve ser transformada em "meta" a ser conquistada pelo servidor, através da qualidade e eficiência do seu trabalho.

  3. nasto disse:

    E os comissionados que ganham 100% a mais e não fazem PORRA nenhuma , o que fazer com eles? ELES ESTÃO CERTOS : ERRADO É QUEM OS COLOCOU Lá.

  4. Rico disse:

    Maus servidores que deveriam ser demitidos, são os governadores, prefeitos, ministros, secretários, deputados, senadores, vereadores. Esses que não cumprem com suas funções com lisuras, empenho e ética. São exatamente esses os responsáveis pela má qualidade dos serviços públicos. Se a população desaprovar com mais de 39%, tem que demitir sumariamente.

    • humbabomber disse:

      Pau que dá em chico num dá em Francisco…

    • humbabomber disse:

      Pau que dá em chico num dá em Francisco… hehehe

    • Cigano Lulu disse:

      Estes não se enquadram no conceito formal de servidores públicos. São mandatários ou exercem cargos em comissão, passíveis de demissão "ad nutum". Resta ao eleitor-freguês, tão somente, deixar de confundir urna com depósito de lixo.

  5. Antonio Turci disse:

    A avaliação é fundamental para qualquer trabalhador, que seja do setor público ou privado. A estabilidade pode, até, ser mantida, mas não eternamente. O servidor tem quer ser periodicamente passar pela avaliação de desempenho.

COMENTE AQUI