Depois de dissolução do Congresso, popularidade de presidente do Peru vai a 79%

No início do mês, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, dissolveu o Congresso e convocou eleições antecipadas.

Duas semanas depois, pesquisa da Ipsos mostra que a popularidade do presidente peruano chegou a 79%.

No Peru, a tentativa de enterrar os escândalos da Odebrecht abriu o caminho para o fechamento do Congresso e o bloqueio do Supremo.

O ANTAGONISTA

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Esse exemplo tem que ser copiado pelo governo brasileiro, fechar o congresso e convocar novas eleições com 50% de ocupantes das duas casas legislativas. Outra importante solução, seria de barrar candidatos a postos de deputados e senadores que tivessem mais de dois mandatos, só assim teríamos o congresso realmente como a cada do povo e não empresa de políticos profissionais que está por lá a quase trinta ou quarenta anos mamando nas tetas do contribuinte e praticando todo tipo de falcatruas para roubar o dinheiro público desse País.

  2. Waldemir disse:

    Olha ai PRESIDENTE BOLSONARO
    Tenho certeza que a sua vai para 90%

  3. Madeirão disse:

    Aqui no Brasil só acontece de fechar o Congresso e STF se as Forças Armadas for convocada a assumir o Governo. Tá demorando demais.

  4. Flauberto Wagner disse:

    Lá como cá, será tudo mentira??

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    Quase toda ditadura começa com grande popularidade. Depois é só choro e ranger de dentes…

  6. Lobo disse:

    Qualquer presidente que faça o mesmo no Brasil, irá ter uma aprovação maior que isso, se for junto com o stf, chega nos 90% de aprovação. Fácil.

COMENTE AQUI