Deputada foi achincalhada nas redes sociais por pessoas incomodadas com decote

Ana Paula da Silva durante a cerimônia de posse na Assembleia de Santa Catarina
Ana Paula da Silva durante a cerimônia de posse na Assembleia de Santa Catarina – Luis Debiasi/Agência AL

 

Os peitos femininos ganharam os noticiários. Na Inglaterra, uma mulher interrompeu o ritual de amamentação de outra. Pediu que ela encontrasse um lugar mais reservado, pois seu marido ficava distraído. Isso mesmo. Levou uma merecida esguichada de leite na cara.

No Brasil, a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT-SC) foi achincalhada nas redes sociais por gente incomodada com o generoso decote usado no dia de sua posse. Prefeita duas vezes de Bombinhas, ela saiu do cargo com aprovação altíssima e se elegeu com a quinta maior votação do estado. Mas o país ficou sabendo dela por causa dos peitos.

Precisamos de leis que garantam o direito das mulheres de alimentar os filhos sem que sejam repreendidas porque maridos podem ficar perturbados. Diante da turba, a Assembleia catarinense se manifestou e afirmou que o decote da deputada não viola o regimento interno da casa. Não é incrível?

Os peitos das mulheres ainda são um problema terrível aos olhos de sociedades muito ou pouco conservadoras. Não à toa temos movimentos que lutam pela liberdade deles, como o “Free the Nipple”. Você acha exagero? Foi parar no STF o caso de uma ativista condenada por ter desnudado o peitoral numa manifestação. Como se o tribunal não tivesse coisas mais importantes para decidir.

A pouca representatividade feminina e sobretudo jovem na política dá margem a situações em que uma congressista é criticada pelo que veste. Houvesse mais mulheres em cargos eletivos, as pessoas teriam de se acostumar na marra com decotes, saias e roupas justas, porque é assim que muitas jovens se vestem.

O ambiente masculino, sisudo, hostil e quase monocromáticos na política começa a ser chacoalhado pela presença feminina, que não deve se esconder em terninhos caretas para ser levada a sério. O que as mulheres precisam é apenas ter peito para ocupar seus espaços. E, se quiserem, mostrá-los em decotes generosos.

FOLHAPRESS

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Show de Bola.
    Deixem a Deputada em paz. A deputada tem o direito de se vestir como quiser nesse ambiente machista, homotransfóbico e preconceituoso.
    O que importa é ação parlamentar na defesa da população em geral, dos trabalhadores, dos pobres e das minorias.

  2. wellington disse:

    Como se diz… o que é bonito é pra se mostrar!

  3. JCabral disse:

    Parabéns a Senhora Deputada e boa sorte…

  4. LUTEMBERG DE SOUZA PESSOA disse:

    Certamente os homens que criticaram não apreciam a beleza de uma mulher, e as que a atacaram, foram movidas simplesmente pela inveja e recalque. Belíssima deputada, tem o meu total apoio.

  5. Roberto Mitre disse:

    Cada um ou uma se veste como gosta. Mas, convenhamos esse vestido tá mais para entrega do OSCAR, que para uma assembléia legislativa. Né não?

  6. Zé machão disse:

    Ai, mamãe…

  7. paulo martins disse:

    Peitos tristonhos os dessa deputada. Só não estão mais decaídos que as contas públicas do RS.

  8. Rodrigo disse:

    Em plenário existem regras para vestimentas tanto para homem quanto para mulheres, a repercussão foi sobre essa ótica, mas como tudo na internet acaba sendo potencializada e desvirtuada.

  9. marcus disse:

    inveja é foda!

COMENTE AQUI