Dois anos após reurbanização, calçadão volta a desabar na Praia do Meio

Dois anos após reurbanização, calçadão volta a desabar na Praia do Meio

Por AGORA RN

A orla natalense novamente é palco do desabamento de trechos do calçadão, problema que assola a região mais turística da cidade há ou menos 10 anos, mas que ao longo do último quadriênio vem se tornando ainda mais rotineiro, mesmo diante de constantes obras de recuperação após cada incidente.

A frequência com que os reparos precisam ser feitos espanta. Em 2012, a ressaca levou 300 metros da faixa de calçadão em Ponta Negra, já causando prejuízos ao comércio local. Na Praia do Meio, em 2014 já era visível a fragilidade da estrutura diante da força da maré, com a erosão avançando mesmo durante uma das reformas.

Agora, a região praiana central da cidade é outra vez o centro igualmente de um novo desmoronamento, que inutiliza um grande trecho do calçadão, obrigando que os pedestres passem a utilizar de forma insegura a ciclovia para a locomoção.

O trecho isolado ainda apresenta risco de novos desabamentos. A área, que agora necessita de novos ajustes em meio ao caos, foi entregue após uma grande obra de reurbanização em 2014, há apenas 2 anos.

Tomaz Neto, titular da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semovi), esclarece que desde novembro de 2015 já havia um projeto para a área, porém ele foi licenciado já no período eleitoral, o que impossibilitou o início da obra pelas restrições de liberação de recursos por parte dos bancos públicos.

Mas diante da gravidade atual do problema, a Procuradoria Geral do Município deve entrar com uma declaração de estado de emergência, para assegurar a intervenção no local.

De posse dessa condição, as obras, que já tem recursos assegurados, devem começar em 7 dias, indo da região do Chaplin Recepções até o antigo Hotel Reis Magos, em uma faixa de 750 metros, trecho igual ao que também será contemplado após o banco de areia localizado nos arredores do hotel. A previsão do prazo para o fim definitivo da reestruturação é de 6 meses.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neco disse:

    Vamos para QUATRO anos disso e o piso ainda não foi reposto.
    Calçadão em frente ao antigo hotel Reis Magos:

    2019 (e continua assim)
    https://www.google.com.br/maps/@-5.7795671,-35.1935321,3a,75y,52.68h,80.88t/data=!3m6!1e1!3m4!1svQy_S5cUtHRLt1CtUcK2GQ!2e0!7i13312!8i6656

    2017
    https://www.google.com.br/maps/@-5.779613,-35.1935253,3a,75y,35.02h,88.18t/data=!3m7!1e1!3m5!1sQqfNFlw_5N_fZcLJ7Jln5g!2e0!5s20171101T000000!7i13312!8i6656

    OUTROS EXEMPLOS (E NÃO SE CULPE SÓ O MUNICÍPIO):
    Grade de proteção na Av. Bernardo Vieira:
    2019 (e continua assim)
    https://www.google.com.br/maps/@-5.8019332,-35.2349625,3a,75y,340.88h,77.52t/data=!3m7!1e1!3m5!1sfQWzchjbBX_6z_g_05BH-w!2e0!5s20171101T000000!7i13312!8i6656
    2017
    https://www.google.com.br/maps/@-5.8018814,-35.2351108,3a,75y,324.46h,87.08t/data=!3m7!1e1!3m5!1sLKYhgeySRocLcol-K1KlsA!2e0!5s20170301T000000!7i13312!8i6656

    Grades de proteção da passarela de Potilândia:
    2019 (e continua assim)
    https://www.google.com.br/maps/@-5.8303112,-35.2115937,3a,75y,194.19h,84.91t/data=!3m7!1e1!3m5!1skvcuTVh0WncBPI_k_kp-iA!2e0!5s20190601T000000!7i13312!8i6656
    2016
    https://www.google.com.br/maps/@-5.8303186,-35.2116271,3a,75y,159.28h,91.29t/data=!3m7!1e1!3m5!1sbGmmE-W7Jp-51bHIbn8qWA!2e0!5s20160601T000000!7i13312!8i6656

    Guardrail na chegada à Igapo pela ponte velha:
    2019 (e continua assim)
    https://www.google.com.br/maps/@-5.7781484,-35.2490662,3a,75y,88.92h,87.15t/data=!3m7!1e1!3m5!1stTC9374FxmAgVPdKtQ3IdA!2e0!5s20190801T000000!7i13312!8i6656
    2012 (sem captação de imagens anteriores)
    https://www.google.com.br/maps/@-5.7781258,-35.2490428,3a,75y,69.19h,74.39t/data=!3m7!1e1!3m5!1s0Wij93bdFcOjpGduvCv9Ig!2e0!5s20111101T000000!7i13312!8i6656

  2. Tania disse:

    O calçadão da praia do meio é apenas mais um exemplo da competência de Carlos Eduardo!

  3. Tania disse:

    Quantos anos mais serão necessários para se finalizar as obras do calçadão de ponta negra????????
    Está horrível!!!!!
    Que judiação com uma praia tão linda!!!!
    ACORDA NATAL!!!!!!!

  4. Tania disse:

    A empresa que projetou e executou essa obra deve ter sido a mesma que realizou o serviço da ciclovia no Rio de Janeiro que desabou após ressaca do mar.
    Esse é um bom exemplo da competente administração da prefeitura de Natal.
    ACORDA NATAL!!!!!!!!!!!!!!

  5. Wellington disse:

    "Água mole pedra dura, tanto bate até que fura."

  6. Na bandeira do meu país não existe a cor vermelha disse:

    Milhões de reais levados pelas águas do mar.
    Este fato não seria previsível, já que o mundo todo noticiou o aumento do nível dos oceanos?
    A não ser que os agentes políticos não leiam os jornais, não tenham acesso à internet, não sejam prudentes ou responsáveis ou não tenham respeito com o dinheiro pago pelo contribuinte na forma de impostos.

  7. Claudio disse:

    Obra feita por empresa ligada ao grupo do PMDB, Sem condições técnicas.

  8. Amaro Nicolau da Silva disse:

    Só desejaria saber se a engenharia do passado, tinha mais meios e tecnologia do que as atuais, porque o Forte dois Reis Magos ainda está em pé ?

  9. Barreteiros disse:

    É FEITO PARA DURAR POUCO MESMO, A NOSSA ORLA É FEIA, NÃO É ATRATIVA E NÃO TEM SEGURANÇA. AGORA PERGUNTO: PORQUE NÃO FAZEM UMA ORLA BONITA E DEFINITIVA EM VEZ DE DESCARTÁVEL?

  10. Val Lima disse:

    Esse problema persiste em razão do espigão (quebra-mar),
    não ter sido construído como estava previsto inicialmente naquela área . Apenas os das Praias da Redinha e de Areia Preta foram erguidos….
    De acordo com um profundo conhecedor da hidrodinâmica das ondas do litoral natalense, Prof da UFRN Venerando Amaro em entrevista ao saudoso Diário de Natal em 2012,esta seria a solução mais em conta para resolver o problema, porém tira a beleza natural do local….

  11. paulo disse:

    BG
    E haja "aditivos" é que realmente adoram os "administradores públicos incompetentes", agora o povo OOOOOOOOOOOOOO.

  12. Azevedo disse:

    Obra mal planejada é executado com materiais de péssima qualidade, ou seja, se paga caro e não se tem um bom serviço.

  13. FRASQUEIRINO disse:

    Quanto ja foi enterrado em dinheiro nesse calçadão? Obra executada sem o devido estudo técnico e por isso não suporta o volume maior das marés. É brincar com o dinheiro público.

COMENTE AQUI